gif:sy

Meu tipo preferido de gente é aquela que espirra engraçado, que ri com a mão na barriga, que canta e dança qualquer música. Aquele tipo de gente que tropeça e finge que tá correndo, que sai de pijama na rua, que acorda rindo. Gente que não planeja tudo. Gente que pede licença, que diz “obrigado”, que pede desculpas, que chora assistindo filme. Aquele tipo de gente que é muito sincera, mas sabe quando e como falar, aquele que conversa olhando nos olhos. Aquela gente que diz que te ama, que mexe no cabelo dos outros, que lê as coisas no elevador, que conta piada, que joga conversa fora, que te organiza uma festa surpresa, um almoço ou um jantar surpresa… Aquele tipo de gente que te faz sorrir, que te faz sentir importante, que se importa. Aquele tipo de gente que não tem vergonha de ser feliz. Gente que gosta de gente!
—  Outono.
Say Yes

“Grabe I can’t believe it’s the last day na talaga bukas,” Sophia pouted, plopping down onto the couch. She and Kenjie were in the kubo again. They had just finished an extensive dance practice for the next day’s annual competition between the different dance groups. 

Say Yes | SophKenj

Sophia strummed another note on her guitar, as she hummed along. Usually, she would only play in her room, but the air began to become colder as the “ber” months arrived, and she decided that chilling in the common room would be more relaxing. 

Amar alguém não basta dizer eu te amo, implica conviver com essa pessoa, dar-lhe todo o seu amor, dizer-lhe sempre que possível um Eu te amo. Amar alguém é algo que envolve bem mais que atração, prazer, querer, amizade ou sexo ou qualquer outra coisa. Amor é algo complexo demais, difícil de sentir e mais difícil ainda de lidar. Vez ou outra nos causa uma lágrima, uma dor, um sorriso. Diria eu que o amor é bipolar. Ora nos faz gritar de dor. Ora nos faz chorar por estarmos felizes. Acostume-se quando for amor o coração vai tratar de te avisar, mas aceite, que nem todos os avisos te trarão um sorriso e um alívio no coração. Uns trarão uma bomba carregada de espinhos. nem todas as rosas são feitas pra nos alegrar. Eu amo, indiferente seria se eu não amasse, se eu não perdoasse, se eu não chorasse, se eu não sentisse. E mesmo com tudo isso, e mesmo amando, sendo correspondido, ou não. Mesmo eu tendo tudo, mesmo eu não tendo nada. Mesmo eu sendo um mendigo há procura de algo que me faça ter a felicidade exacerbada, eu ainda sou um amante, do drama, da poesia, da dor e da alegria. Eu amo, mesmo não querendo amar. Eu amo, mesmo não sabendo amar.
—  Outono