g:bekah

Welcome to neverland II dimitri&rebeka

@littleprincess-r

Dimitri havia procurado por Rebekah no salão de festa e nas adjacências do baile. Já estava começando a ficar preocupado depois de verificar todas as sacadas daquele andar e pedir para uma das criadas ver se ela havia se retirado, talvez ela apenas estivesse cansada, afinal duas festas seguidas poderiam cansar qualquer pessoa. Já tinha chegado a conclusão de que talvez ela pudesse estar com alguém, e não quisesse ser incomodada. Se fosse isso menos mal, embora pensar nessa possibilidade deixasse ele com um certo incomodo, mas havia muitos príncipes ali e tinha certeza de que havia algum interessado em Rebekah. Mas algo não se encaixava, ela não era assim de esquecer do mundo e fugir no meio de uma festa, mesmo que apenas durante alguns momentos.

Um guarda vinha em sua direção, e quando este se aproximou trouxe um certo alivio a mente já conturbada do tutor pelas possibilidades que o mesmo tinha previsto anteriormente, não sabia como não havia pensado naquilo antes, e era algo tão simples que ficou  espantado de não ter pensado nisso antes. Seus passos corriam em direção ao jardim, fora do palácio tudo estava bem tranquilo, embora pudesse ver uma pessoa ou outra caminhando com algum acompanhante ou amiga, mas ainda assim a grande parte das pessoas se mantinham dentro do palácio. E lá estava ela, estava lindo com os raios da lua banhando seu rosto, lançando nuances em seu vestido azul, sua Wendy mesmo que aquilo só existisse dentro de sua cabeça, em seus dias de ilusões e sonhos que jamais se realizariam. - Bekah… por que está reclusa aqui fora não está gostando da festa?

Nasihat indah KH. Ahmad Mustafa Bisri

1. Kebenaran kita berkemungkinan salah, kesalahan orang lain berkemungkinan benar. Hanya kebenaran Tuhan yang benar-benar benar.

2. Kalau Anda boleh meyakini pendapat Anda, mengapa orang lain tidak boleh?

3. Jangan banyak mencari banyak, carilah berkah. Banyak bisa didapat dengan hanya meminta. Tapi memberi akan mendatangkan banyak dan berkah.

4. Tidak ada alasan untuk tak bersedekah kepada sesama. Karena sedekah tidak harus berupa harta. Bisa berupa ilmu, tenaga, bahkan senyum.

5. Apa yang kita makan, habis. Apa yang kita simpan, belum tentu kita nikmati. Apa yang kita infakkan justru menjadi rizki yang paling kita perlukan kelak.

6. Abadikan kebaikanmu dengan melupakannya.

7. Tawakkal mengiringi upaya. Doa menyertai usaha.

8. “Berkata baik atau diam” adalah pesan Nabi yang sederhana tapi sungguh penting dan berguna untuk diamalkan dan disosialisasikan.

9. Janganlah setan terang-terangan engkau laknati dan diam-diam engkau ikuti.

10. Mau mencari aib orang? Mulailah dari dirimu!

11. Hati yang bersih dan pikiran yang jernih adalah suatu anugerah yang sungguh istimewa. Berbahagialah mereka yang mendapatkannya.

12. Meski sudah tahu bahwa memakai kaca mata hitam pekat membuat dunia terlihat gelap, tetap saja banyak yang tak mau melepaskannya.

13. Awalilah usahamu dengan menyebut nama Tuhanmu dan sempurnakanlah dengan berdoa kepadaNya.

14. Ada pertanyaan yang ‘tidak bertanya’; maka ada jawaban yang ‘tidak menjawab’. Begitu.

15. Sambutlah pagi dengan menyalami mentari, menyapa burung-burung, menyenyumi bunga-bunga, atau mendoakan kekasih.
Jangan awali harimu dengan melaknati langit.

16. Wajah terindahmu ialah saat engkau tersenyum. Dan senyum terindahmu ialah yang terpantul dari hatimu yang damai dan tulus.

Semoga beliau selalu dalam keadaan sehat dan dilingkupi rahmat serta keberkahan Allah SWT. Begitu pula Anda yang memabaca pesan beliau ini.

Imagine Hot Cameron Dallas

Pedido: Oi Flor eu gostaria que você fizesse um imagine hot com ciúmes pra mim do Cameron Dallas. Que a S/N é cantora ai ele vai no show dela e ele fica com ciúmes dos bailarinos mais depois eles fazem as pazes na cama por favor faz pra mim esse imagine.

Espero que goste do imagine amore, e que eu tenha conseguido fazer da forma que você pediu :) 

OBS: O imagine é hot, então para quem não gosta ou se sente ofendido com esse tipo de conteúdo, recomendo que não leia o imagine. Fica a critério de cada um. 

Cameron Dallas POV

Eu estava em mais um show da (seu nome), minha namorada ela estava radiante ali em cima do palco. Dando ainda mais o seu melhor com sua voz incrível e com alguns passos de dança, levando seus fãs a loucura.

Eu me sentia muito orgulhoso dela, seu maior sonho estava se realizando, ela tinha lutado muito para chegar onde tinha chegado. Mas eu não me sentia muito confortável vendo aqueles bailarinos dela ali em cima dançando daquela forma com a minha namorada. Sei que eles eram precisos nos shows dela, mas ficarem dançando de forma sensual e agarrados com ela, para mim não era tão necessário assim.

Podem dizer que eu estou com ciúmes, pois assumo que estou mesmo, eu a amo e cuido dela, da melhor forma que eu posso.

Assim que o show acabou ela entrou no camarim muito animada pelo seu show, que como todos os outros foi um enorme sucesso. Eu estava sentado em um sofá no canto do camarim dela, ela se curvou até mim e depositou um beijo demorado em meus lábios.

Foi trocar de roupa e arrumar ou retirar a maquiagem e dar uma arrumada no cabelo, enquanto eu continuava ali sentado sem dizer nada, apenas pensando umas coisas doidas.

Ela algumas vezes me olhava através do espelho com as sobrancelhas franzidas, ela já tinha percebido que eu não estava com uma cara nada boa (acho que todos já tinham percebido isso), eu até tinha tentado disfarçar a minha cara de poucos amigos, mas quando eu não gostava de uma coisa eu não conseguia disfarçar tão bem, como eu gostaria.

Assim que ela fez tudo o que tinha que fazer depois do show, fomos embora para casa, na saída do local onde ocorreu o show ela parou tirou uma foto e deu autógrafos para algumas de suas fãs dedicadas, eu não me importei com aquilo e a esperai para podermos irmos para casa.

O caminho inteiro não falávamos nada de lá para casa, ela apenas me dava umas olhadas e com certeza dentro de sua mente ela tentava entender o que poderia ter acontecido para que eu ficasse daquela forma.

Já tínhamos conversado sobre seus bailarinos e as danças que eles faziam juntos (que para mim eram desnecessários, não me canso de enfatizar isso), mas ela me garantiu que eu não precisava ficar inseguro, porque para ela é totalmente profissional o que faziam, que ela me amava demais e que jamais iria me trocar por qualquer outro cara. Mas eu ainda continuei encasquetado com aquilo.

Quando chegamos em casa, entramos sem falarmos uma palavra sequer, subi para o nosso quarto e ela foi atrás de mim. Comecei a tirar minha roupa de sair e colocar uma roupa mais confortável para ficar em casa, ela começou a fazer a mesma coisa, ainda me dando umas olhadas, algumas vezes ela abria a boca querendo dizer algo, mas ela logo desistia. Mas em um momento ela falou:

- O que aconteceu Cameron, por que você está com essa cara?

- Que cara eu estou? – eu não estava muito a fim de falar sobre aquilo, principalmente acabar brigando com minha namorada.

- Com uma cara de quem comeu e não gostou. De quem não está nada satisfeito com algo. – ela parou de se mexer e focou em mim.

Quando a olhei ela estava sem roupa, apenas com sutiã e calcinha com uma blusa nas mãos, e seus braços estavam cruzados.

- Não é nada (seu apelido), estou normal.

- Não está não. Cameron não adianta me enganar querido, eu te conheço muito bem. Anda fala logo o que está te atormentando. Estou tentando entender desde que entrei no camarim depois do show e te vi com essa cara.

- Já disse que não é nada (seu nome). – nem coloquei uma calça, apenas de cueca me deitei na cama.

- E eu já falei para não tentar me enrolar, porque eu te conheço.

- Se você quer mesmo saber o que não me deixou satisfeito. Foi a sua dança sensual com aqueles bailarinos aproveitadores. – falei me sentando na cama e cruzando os braços.

Ela descruzou os braços e me olhou de forma indecifrável.

- Cameron quantas vezes tenho que dizer, que não precisa ficar inseguro. Eu te amo Cameron, e eu e os bailarinos o que temos é totalmente profissional.

- Eu sei disso (seu nome), mas eu não consegui controlar meu ciúme, quando vi vocês dançando daquela forma.

Ela sorriu maliciosa para mim, subiu na cama e engatinhando se aproximou de mim.

- Eu acho tão fofo, você com ciúmes meu amor. – nossas bocas já estavam bem próximos.

- E o que você vai fazer? – sussurrei perto de sua boca.

- Você já vai ver. – ela capturou meus lábios com os seus.

De início nosso beijo foi calmo, mas aos poucos o beijo foi ficando mais urgente e ainda mais quente.

Ela se sentou em meu colo, com uma perna de cada lado do meu quadril. Conforme íamos nos beijando e o clima ia esquentando ainda mais, ela rebolava em meu colo, me deixando ainda mais maluco por ela.

Quando ela partiu o beijo, comecei a dar atenção ao seu pescoço dando beijos, lambidas e chupadas, que com certeza deixaria marcas depois, mas eu não me importava e com certeza ela também não.

Ela tinha a cabeça tombada para trás e soltava gemidos baixos. Parei os beijos e segurando as suas costas com um braço, com o dedo indicador da minha outra mão passei levemente de seu pescoço até o meio de seu busto.

(Seu nome) tomou a iniciativa e retirou as pressas o sutiã de seu corpo, me dando total visão de seu busto farto. Eu amava cada detalhe dessa mulher, é preciso pouco para que ela me deixasse maluco por ela (ainda mais do que eu já era).

Tomei um de seus seios com uma mão e o outro com a boca, ela agarrou meus cabelos e gemia baixinho, ainda rebolando em meu colo.

Assim que retirei minha atenção de seus seios, a deitei na cama de forma delicada. Conforme fui retirando a calcinha de seu corpo eu fui distribuindo beijos pelo caminho que a peça de roupa intima fazia.

Quando aquela pequena peça estava jogada em qualquer canto do quarto, voltei a me deitar sobre (seu nome), que apertava minhas costas.

Nos beijávamos e com um certo jeitinho ela foi retirando a cueca de meu corpo com os pés, e quando ele já estava praticamente em meus pés, terminei de retira-lo também jogando em qualquer canto do nosso quarto.

- Cameron, não esqueça da proteção. – (seu nome) sussurrou em meus ouvido me fazendo arrepiar.

Me estiquei sobre ela alcançando a gaveta do criado mudo, onde peguei um pacotinho de cor prateada. Eu estava com certa pressa, mas abri o pacotinho devagar com os dentes, para que não acontecesse nada com o preservativo.

- Deixa que eu coloco. – (seu nome) disse de forma sensual, pegando a proteção de minhas mãos.

Uns segundos depois ela já tinha colocado o preservativo em mim, com um braço me apoiei na cama, para não deixar meu peso todo em cima dela. E em fim adentrei (seu apelido), soltamos um gemido alto e (seu nome) distribuiu beijos em meu pescoço.

Hora eu me movimentava devagar fazendo (seu nome) praticamente implorar para que eu aumentasse a velocidade dos movimentos, e prontamente atendi ao seu pedido.

- Eu não vou aguentar Cameron…

- Vamos lá babe, goza para mim meu amor.

Dei duas estocadas e coloquei meu rosto na curva do seu pescoço gemendo ali, enquanto (seu apelido) me arranhou e me apertou ainda mais, também gemendo alto. Tínhamos atingido o orgasmo.

Uns segundos depois, sai de cima de (seu nome) e fui até o banheiro me livrando do preservativo, e em seguida retornei para o quarto me deitando ao lado de minha namorada.

- Eu te amo tanto Cameron! – ela falou de forma doce deitando a cabeça em eu peito. Depositei um beijo terno no topo de sua cabeça.

- Eu também te amo (seu apelido), e muito. Para sempre!

Não demorou muito e pegamos no sono.

happy valentine’s day i love u i’d order u a pizza if i could but it would probs be cold by the time it got to stonybrook anyways i love u

ur bff 8ever who can’t believe she knows a afv celebrity,
bekah 


OMG Bekah!!!!! I can’t believe I just saw this now but I love you so much!!!!!!