fresnorocks

Só existem dois dias importantes na nossa vida: o dia que a gente nasce e o dia que a gente descobre porque que a gente nasceu.
—  Lucas Silveira.
A casa cheia, o coração vazio. Escorre do meu rosto um lamento arredio. O veneno acabou, a festa esvaziou. O tempo da inocência terminou. Os amigos que eu fiz, e quem jamais voltou. Ferida que eu abri, e a jamais fechou. Para passar a luz que vence a escuridão, pra eu tentar aquecer o meu coração. Vão tentar derrubar, que é pra me ver crescer. E às vezes me matar, que é pra eu renascer como uma supernova que atravessa o ar. Eu sou a maré viva, se entrar, vai se afogar. Eu grito pro universo o meu nome e o seu, e ele vai escutar. Eu mandei um sinal rumo ao firmamento. Eu forneci a prova cabal desse meu desalento. A sonda vai voar até não dar mais pra ver, levando o que há de bom em mim, levando pra você. E os que não estão mais aqui, todos os que se foram, eles vão me encontrar em outra dimensão. Onde não existe dor, não se declara guerra quando estamos em paz.
—  Fresno.