fechar o olho

Está na hora, de reciclar a pele, de esquecer as mágoas, de libertar o peito, fazer o coração voar. E nunca pense que não foi uma escolha acertada, a rosa dos ventos sempre exala o perfume da despedida cheia de abraços e sorrisos, uma direção sem volta. Tudo culpa do tempo que me impôs coragem e força para ir. Vejo um mundo tão lindo logo a minha frente, coberto de flores, borboletas e um ar que dá vontade de encher o peito, fechar os olhos e sentir que está vivo por um segundo, talvez só seremos livres nesse exato momento. Eu vou te ver e a saudade que me sustenta cairá feito chuva de verão.

E então eu acordo esperando pela hora de dormir. Lá em meus sonhos é que você vive. O fechar dos meus olhos me transporta para um mundo em que você mora em meus braços e me beija antes de dizer que me ama. Afundo-me em seus pecados e você me acalma com seu sorriso vivo como o meu amor. Nos meus sonhos você é real e compartilhamos momentos tão radiantes como uma manha de natal. é lá que nosso amor vive e é lá que eu quero viver, pra sempre e sempre, até que isso não seja mais um sonho e se torne a vida que eu levo todos os dias.
—  Vinícius Viana
Não te tocar, não pedir um abraço, não pedir ajuda, não dizer que estou ferido, que quase morri, não dizer nada, fechar os olhos, ouvir o barulho do mar, fingindo dormir, que tudo está bem, os hematomas no plexo solar, o coração rasgado, tudo bem
—  Caio Fernando Abreu.
Queria observar cada toque, cada movimento, decorar cada gesto. A forma que teus dedos pegam as chaves antes de sair, o teu caminhar, formato da tua sombra na calçada. Com meus olhos cheios de ternura, vejo teu sorriso, tento guardar na memória, não quero esquecer nada. Então teus olhos cobrem os meus, teus olhos escuros, pequenos, o movimento dos cílios, tão lindo. Antes de sentir teu toque, antes de conhecer teu beijo, quero tempo, quero espaço pra te decorar. Estou me apaixonando, tão devagar, sinto ser invadida por essa força, que faz o sangue ser mais quente e o estômago vibrar. Então, quando finalmente o beijo acontecer, vou fechar meus olhos, sentir o gosto da tua língua enlaçada na minha, deixar teu toque arrepiar cada centímetro da minha pele. Não pegue meu corpo com intimidade, só pegue minha mão, meu rosto e me olhe com demora. Só preciso me sentir segura, não ter medo, não sentir vontade de fugir, me entregar sem recuar.
—  The secret of Eloise
Eu amo aquele tipo de música que te faz parar de fazer qualquer coisa e apreciá-la. Fechar o olhos e ouvir o que é lhe falado, sentir cada tom de verdade que ali reside. Os sentimentos transpostos pela voz, a melodia perfeitamente sintonizada. Aquele tipo de música que te faz abraçar o seu estômago. Que te faz pensar, e que te entende. Esse tipo de música é um dos motivos pelo qual se vale a pena viver.
—  Laura Íris
Amanhã pode ser tarde

Brigamos, brigamos feio e dessa vez parece que não machucou só o meu coração conseguiu ferir o meu tenebroso e teimoso orgulho também. Orgulho ferido, teimosa ao extremo para pedir desculpas por algo que talvez nem tenha feito, ou tenha. Deitei a cabeça em minha cama e ao fechar os olhos o celular vibra, toca aquela musica chata e que já estava cansada de ouvir e como já sabia quem seria não quis atender, até porque não seria nada tão urgente que não poderia esperar até amanhã de manhã. Amanheceu, que dia lindo! Desci para tomar um banho e tomar meu belo café da manhã, lembrei da ligação de ontem e resolvi pegar o celular. Destravei a tela e lá estava mais de 14 mensagens e 8 ligações, pensei “Meu Deus do céu”. Corri para as redes sociais para ver se ele estaria online, não estava. Coração acelerado sabia que isso não tinha o menor sentido e que não era parte da nossa rotina, e uns 4 minutos após vieram muitas mensagens de consolo dizendo que estariam comigo e que poderia contar com eles, mas como assim o que está acontecendo?? Liguei para casa dele e a notícia de seu falecimento, não acreditei, como não percebi que ele estaria com depressão? Fui tão burra, idiota, deveria ter pegado a droga daquele celular e escutado o que ele tinha para me dizer. Novamente entrei nas redes sociais e lá estava uma notificação de uma nova mensagem, no desespero não percebi, abri e li e lá estava um pedido de desculpas, dizendo o quanto sou importante, e que ao me casar o meu companheiro será um sortudo. Partiu o meu coração, queria poder dizer que na verdade quem tirou a sorte grande foi eu que conheci alguém tão lindo tanto por fora quanto por dentro, e jamais irei esquecê-lo. Hoje choro sua perda, choro a falta de coragem, choro arrependida por não ter feito algo para que ele não tomasse aqueles remédios!

Bom, fiz esse texto para alertar você que dorme com raiva de alguém, mesmo que não seja sua culpa peça desculpas, entenda o lado do outro, veja se o que a outra pessoa fez não foi uma consequência dos seus atos! Não feche os olhos com o coração “em lágrimas”.

A coisa que eu mais gosto de fazer é sentar e escutar o silêncio,fechar os olhos e sentir o vento. É clichê mas as vezes gosto de me imaginar voando,nem que seja só por um minuto. Tirar os pés do chão,olhar tudo aquilo que se chama sociedade do alto;pessoas que quando eu olho de perto são enormes e do alto seres completamente insignificantes. As vezes me julgam por ter um sonho assim.Mas qual é o problema?esse mundo está tão pobre de esperança, que as pessoas não podem ao menos sonhar?mesmo que tais sonhos sejam impossíveis?
Vamos amadurecer as nossas mentes,e começar a pensar mais em quem está ao nosso lado e apoiá-los em seus sonhos mais malucos e começar a compreender que esse mundo não foi feito pra girar em torno de nós mesmos.
—  Um-conto-para-loucos
3

eu nem consigo acreditar, parece um pesadelo tudo isso. Eu sou tão grata ao zayn por tudo que ele nos proporcionou… todas as risadas, as palavras de carinho, as músicas. Eu estou em pedaços com tudo isso, eu só queria fechar o olho e quando acordasse tudo não passasse de um pesadelo :(

se pegar credite @whxharry no twitter ou like no post pfvr

Eu não entendia as pessoas e elas faziam o mesmo. Sempre indo de um lado apra o outro, em seus telefones, apressadas, fingindo sentimentos, negando a merda que o mundo é. Nunca entendi como funcionava fechar os olhos para o mundo e o coração para os sentimentos. Sempre senti demais, observei demais, pensei ao extremo. E as outras pessoas não se importavam, passavam por cima de mim e dos outros a fim de se sentirem melhor, mentiam e roubavam, matavam sua própria especie. As pessoas caminhavam por ai fingindo ter a vida almejada, o trabalho perfeito e o chefe adoravel. Compravam coisas caras a fim de aumentar seu valor interno, se relacionavam com pessoas ruins para preencher o vazio gritante  por dentro. Enquanto eu sentia demais as pessoas sentiam de menos. A dor, os danos, os anos, os medos. Ninguém nunca ousava dizer como se sentia. Ninguém nunca ousava dizer que está doendo e precisa de apoio.
—  Os sentimentos de Catarina.
Não te tocar, não pedir um abraço, não pedir ajuda, não dizer que estou ferido, que quase morri, não dizer nada, fechar os olhos, ouvir o barulho do mar, fingindo dormir, que tudo está bem, os hematomas no plexo solar, o coração rasgado, tudo bem.
—  Caio Fernando Abreu.