seu amor é Cuba com uma barba, uma multidão de dez centavos respirando rum; seu amor é beisebol de gravata-borboleta tocando bandolim para Bhahms; seu amor são gatos agitados em minha mente; seu amor é um bêbado de gim e loucos santarrões vendendo panfletos na East First; seu amor é um traje sob medida numa cela solitária; seu amor é o naufrágio dos navios, o torpedo da dúvida; seu amor é vinho e pintura e a pintura de Picasso; seu amor é um urso hibernando no porão de Moulin Rouge; seu amor é uma torre em ruínas, destruída pelo raio de Eiffel; seu amor precorre as colinas e escala as montanhas e dispara russos para a lua.
por que
você se
afasta?

Charles Bukowski, pedaços de um caderno manchado de vinho.

vine

@whyparkjimin @jiminth