exatamente!!!

hoje sentei ao pé da máquina de costura da minha vó, e fiquei observando-a costurar retalho por retalho até formar o seu tapete colorido. no inicio eram apenas pedaços de tecidos sem muito valor, mas a medida que ela ia juntando, costurando, colando, grudando, aconchegando um no outro a figura foi mudando. deixou de ser apenas pedaços de panos, tornou-se algo útil, nem que fosse para limpar os pés no banheiro.
ela enfim terminou o seu tapete, mas não pude deixar de notar os pedaços de pano que sobraram, e que estavam largados ao chão. perguntei por qual motivo ela não os queria, por qual motivo ela não os tinha usado, já que eles eram exatamente iguais aos outros. vó simplesmente riu, disse que algumas coisas não servem, não se encaixam, não cabem em certos lugares, e não há como explicar.
eu me sinto como os retalho que a vovó varreu para o lixo, nesse planeta.
e não há como explicar.

Bem, eu não sei como dizer isso, senão direto ao ponto. Bem, o ponto é que chegamos a um ponto, eu pelo menos, que a gente acaba parando pra analisar o que a gente tem. O caso é que estamos saindo já faz um bom tempo e… O que está acontecendo? Tudo e nada. Tudo: nos damos super bem e nossas conversas sempre rolam legal e eu tenho um afeto enorme por você, além da parte física que, você sabe, é deliciosa e incomum. Nada: olha, acho que a gente acabou se metendo numa confusão sem tamanho e eu me sinto enfiando os pés pelas mãos. Não sei, talvez a gente deva pegar mais leve, esse lance todo tem me deixado assustada. Enfim, não sei exatamente o que quero dizer, talvez precise de um tempo pra pensar melhor nisso, um tempo pra mim, um tempo de nós. Por isso eu sumi ontem de manhã, acordei e me dei conta que já havia uma gaveta com coisas minhas na sua casa e isso me rendeu uma espécie de apneia diurna, fiquei refletindo sobre o significado disso tudo e, sei lá. Essa situação tá insustentável pra mim, ando cheia de coisas pra fazer e não sei por onde começar. Eu não queria me apaixonar agora, é isso. Acho que a gente não deveria levar tudo tão a sério.
—  Gabito Nunes.
🐚🌻 REBLOG DE AUTORIAS 🌻🐚

Oi meus amores. Resolvi fazer esse reblog pra comemorar 1 ano do espalhandoalegria e pelos 60k. E é claro que eu não poderia deixar de agradecer a todos vocês que de alguma forma fizeram eu chegar até aqui 💙

Regrinhas:
➖ Reblog esse post (obrigatório)
➖ Mandar na ask: Uma pergunta + sua tag (obrigatório)

Irei reblogar apenas fotos. Não sei exatamente quantas seram, vai depender da quantidade que me agradar. O reblog vai até dia 14/02.

Quando nos aproximamos, seja no trabalho, na escola ou até mesmo na parada de ônibus, percebemos que algumas pessoas não são exatamente iguais a primeira impressão que tivemos delas. Por um tempinho deixamos a beleza exterior sufocar o que é preciso haver por dentro para ser uma pessoa bonita de verdade, e, às vezes, abrimos os nossos olhos tarde demais para perceber que, de vez em quando aparece alguém para comprovar que, os que menos têm, são os que mais são.
—  Um Gabriel diferente.
Bem, são exatamente duas e quarenta e cinco da manhã e ainda não consegui dormir. Tentei, virei-me de um lado para outro, coloquei uma música calma em meus fones de ouvido, mas nada consegue apagar aquela cena da minha mente. Eu ainda não consigo acreditar que você foi embora, sem dar nenhuma explicação sequer. A cena de você saindo pela porta sem dizer nenhuma palavra se repete a cada minuto e permaneço me questionando como você foi capaz de fazer isso? Ir embora esquecendo tão facilmente todos os planos, sonhos e promessas? Meu erro talvez tenha sido ter confiado em você e acreditado quando você me disse que nunca me deixaria. Porque eu já estou acostumado a ver pessoas me abandonarem. Tenho encenado despedidas ao longo de toda a minha vida e confesso estar cansado disso tudo. A cada amor novo, termino com um novo tipo de dor que pesa em minhas costas e suga todas as minhas energias. Sempre acreditando com a nova oportunidade, as coisas podem ser diferentes, mas sempre me decepcionando ao ver o ciclo se repetindo em minha vida. E então, a sua voz continua ecoando na minha cabeça e nossos momentos acendendo o meu quarto vazio e frio. Não consigo acreditar como pude perder o controle e então repetir o erro que sempre rouba meu sono. Não consigo acreditar como você pode ter me enchido de promessas vazias quando eu lhe fui honesto compartilhando a minha verdade. Não consigo acreditar como você me abandonou na mesma ferida que eu tento escapar há anos. São exatamente duas e quarenta da manha e eu errei em confiar demais, novamente.
—  Pecaveis dividiu palavras com Meurevival.
As vezes eu penso que se eu pudesse escolher, escolheria não ter te conhecido. Mas então eu penso que se não te conhecesse, eu não saberia como é ser feliz por inteira ou melhor, achar que sou. Não teria indo na sorveteria querendo comer o cardápio deles inteiro, não teria me acostumado a comer bacon o tempo todo. Também não conheceria esse seu lado palhaço, sorridente, mandão, feliz. Eu não saberia como funciona a sua vida quando está no tédio ou quando está com fome. Não saberia das suas manias. Não saberia de suas crises de raiva, e depois das suas crises de risadas. É talvez se eu pudesse escolher, eu escolheria que tivesse acontecido exatamente como aconteceu.
—  Uma garota de coração partido.
Ela realmente falou essas coisas? Sim, ela realmente falou essas coisas. Eu estava lá quando tudo aconteceu, com a cabeça no mesmo travesseiro, circulando um mamilo com o indicador, fixado nos seus olhos de framboesa, que luziam enquanto os lábios úmidos diziam cada sílaba, cada frase. Me explica. Por que tanta prolixidade, por que tantos subterfúgios, por que tantos chavões do tipo “ah-preciso-de-um-tempo-pra-pensar”? Como exatamente pensar ajudaria nesse tipo de ocasião? Estamos falando de amor e não de como monopolizar a Brigadeiro Faria Lima no Banco Imobiliário.
—  Gabito Nunes.
Surfar ou aprender a surfar é como a vida é. Veja a vida como o mar, as ondas são as oportunidades e a sua prancha são suas atitudes, quando souber exatamente o que fazer com ela, simplesmente, pegue todas as ondas que puder. Aloha!
—  Eu.
Eu não vou te chamar nas redes sociais, muito menos te ligar, não vou fazer de tudo só pra me notar, foi só um beijo, não precisa se preocupar com o que vai falar, eu não vou te procurar amanhã quando eu acordar. Você é exatamente igual aos outros cara que conheci e de gente igual eu não to afim. Mas eu esqueci de te dizer que eu sim, sou diferente, eu conheço seu tipo e o mesmo papo furado cansa. Não espera muito de mim eu não sou a típica garota que acredita em final feliz. Não me apego rápido assim, então não vem com esse papo de amor em pleno carnaval pra mim, hoje eu só quero me divertir, desce com meu copo aí.
—  Thaís Lopes, navegou.

Ninguém chega a sua vida sem uma razão. Ninguém sai de sua vida também sem uma razão. As pessoas estão chegando e partindo de sua vida a todo instante das maneiras mais inusitadas. E o que você tem feito com elas? Talvez um dia você olhe para trás e veja como as pessoas chegaram na hora certa, como elas ajudaram na sua caminhada. Talvez entenda como e porque elas foram colocadas estrategicamente em sua vida.
Talvez você perceba que esta aparente eventualidade teve uma razão muito forte e bem definida para ajudá-lo na caminhada. Há sim um plano que vai muito além de sua atual compreensão. Admita que o Universo é absolutamente generoso e justo com você! Admita que você tem exatamente aquilo que merece. Mas que o melhor sempre te espera.



Mazzini

O carnaval é tão real. No sentido mais literal da palavra. Criaram uma festa que personifica perfeitamente a vida das pessoas. Elas vestem fantasias e usam máscaras. Dançam, bebem e sorriem. Mas por dentro, elas continuam tristes. O carnaval acaba, e tudo que a vida faz questão de lembrar a elas novamente é exatamente isso, que elas continuam tristes.
—  Cristian.
Eu olho para a sua barba escura e morro de vontade de fazer carinho nela. Eu sinto uma necessidade absurda de te fazer feliz, mesmo sem saber como. Eu olho para todos esses pontinhos negros no seu pescoço e quero tocar todos eles com o meu coração. Eu sinto uma vontade triste e tão minha de beijar a sua nuca e sentir o cheiro tão seu, e do seu cabelo preto, porque a minha felicidade com você é toda plena. Eu encaro você dormir por séculos, e quero viver por milênios só pra poder assoprar a sua testa e espantar tudo o que é de ruim nessa vida, e nas próximas. Eu fico trilhando todos os caminhos do mundo com a ponta do dedo no seu peito, que infla e desinfla, que sobe e que desce e fico querendo que o planeta continue exatamente assim, paradinho. Pra ninguém te descobrir aqui e te tirar de mim, porque o mundo tira muitas coisas, e você continua tão meu, tão aqui dentro, que te tirar seria me ver do avesso. E eu não tenho lado nenhum sem você, então eu paro e te vejo gargalhar, e decido. Eu quero com toda a certeza do mundo, um filho meu, com essa sua risada incrível. Como você pode ver eu te amo, desesperadamente. Eu te amo.
—  Ciceero M.
Saudade. É isso que eu sinto quando falo em você. Exatamente essas sete letrinhas, essas tortuosas letrinhas. Saudade dos dias que virávamos as noites conversando. Saudade dos conselhos de irmã mais nova e dos meus de irmão mais velho. Saudade de quando você me pedia colo quando garotos te magoavam, malditos garotos que te faziam chorar. Saudade dos afagos e cafunés que me faziam ficar calmo, mesmo quando eu chorava desesperadamente por não me achar suficiente ou bom o bastante pra alguém. Saudade de te ajudar com as brigas com as amigas da escola e te escutar mesmo quando estava errada. Saudade de passar o dia inteiro te chamando de vaca, de palito, de vassoura e até mesmo de lombriga. Tenho saudade disso tudo e de muito mais, coisas que não caberiam nem em dez textos desse. Essas sete letras sempre me maltratam, alguém deveria inventar um remédio pra curar saudade, ou inventar o teletransporte. Esse texto não é só sobre saudade, é sobre o valor de um amigo, é sobre minha irmã, minha amiga, minha melhor amiga e minha conselheira, que mesmo distante, cuida de mim, me escuta, me suporta e me dá forças quando querem me derrubar. Se você tem um amigo-irmão, valorize-o, ele é único, especial, é um anjo que deixou o céu pra cuidar de você. O meu tem nome, telefone e endereço, e o seu como se chama? Cuide bem dele, ninguém vai tomar de você, porque o que Deus da, ninguém tira.
—  Um anjo chamado Flora.