eu te guardei

Foi amor porque eu te vi jogado nas cinzas e mesmo em meio aos destroços encontrei beleza nas tuas ruínas.
Foi amor porque eu te guardei nas profundezas do meu peito com a delicadeza de quem guarda um segredo.
Foi amor porque mesmo sabendo o desastre que somos juntos, eu quis dançar com você e fazer do mundo o palco do nosso caos operatório.
Foi amor, baby.
E você também.
Foi.
O adeus é sempre amargo.
E.

Arquivei a nossa última conversa, assim como eu fiz com você. Te guardei em um potinho e deixei guardadinho lá no fundo, sabe? Pra quando desse saudade. E você sabe, ela sempre vem. Pensei em te procurar… ir até você, mas preferi seguir outro caminho, porque você nunca quis ir comigo pra falar a verdade. Com você – na verdade sem – eu aprendi que não adianta querer se entregar pra quem não quer receber. Fingi que te esqueci, que só te conhecia de vista e que nem o seu nome eu sabia. Parei de escutar aquela nossa música e de esperar uma ligação ou SMS de madrugada. Chorei por algumas noites, e passei madrugadas em claro me questionando se tinha feito a coisa certa. Eu fiz. Agora eu sei. Conforme os dias passavam, a dor foi passando também.
—  risosflorais
Não espero que você me mande flores, não espero que me ligue de madrugada dizendo que precisava ouvir minha voz, não espero que faça um texto cheio de desculpas, não espero que mande indiretas, não espero que me diga “ Oi” , não espero nem que chore por mim.Só espero, sinceramente que se lembre, em alguma briga com sua nova namorada, em uma noite fria ou quando passe pelo lugar que costumávamos ficar sentados olhando o céu,espero que em  algum minuto se lembre que,eu amei cada defeito seu, que eu te vi chorar e guardei meus problemas pra te abraçar, que eu ouvi você falando sobre sua infância em meio as lagrimas e cantei pra você, que eu acreditei em você mesmo você não acreditando, que eu não cansava de tentar todos os dias, de cair e me levantar, de emendar nosso namoro todas as vezes, por você. Só espero que um dia, sem querer, sem perceber, você pense em mim, que eu fui embora, com a maior vontade de ficar, que fui porque você me mandou, que eu te amei mais do que podia imaginar, e que nesse dia, também se lembre que comigo você seria muito mais feliz, mas em algo você tinha razão, vai ser difícil achar alguém que te ame igual eu amei, boa sorte.
—  Recitando saudade.
mora em mim

foi decorando o lugar de cada pintinha tua
que eu te guardei em mim
sigo em frente preferindo te enxergar assim
com a alma sempre aberta
e fazendo o sol se refletir em ti.
espero poder te ouvir sempre que der vontade
sem a crueldade do tempo, sem nenhum contratempo
nem maldade.
mesmo se não for pra ser dessa vez
eu espero
porque pra ter você vale a pena
buscar por um motivo que te mantenha sempre perto.
o nosso tempo vai chegar
e o único espaço que eu peço de nós
é aquele entre cada beijo
que a gente para
pra ver o outro sorrir
então, baby, vem morar em mim.

“deixa o tempo falar, tô precisando voar...”

você é como o oceano, de um azul esplêndido, e eu quero mergulhar e naufragar nas tuas águas. você costumava me olhar com a fome de um caçador que olha pra sua caça e era tão bom poder ser devorada apenas com os olhos famintos de alguém. 
as vezes o tempo tem dessas coisas, baby.
eu poderia ficar estática durante mil vidas se o teu olhar me sustentasse,
mas não era pra ser.
talvez a nossa hora seja outra 
e eu aguardo a tua volta
mergulhada no teu mar que eu guardei em mim.

te sinto mesmo sem te ver, meu amor. 

amor unilateral

agora você é só uma fotografia jogada na minha gaveta
um rosto estagnado no meu monitor
como se eu não coubesse nesse teu riso aberto
mas eu te guardei na retina
como a memória que eu gostaria de reviver por outras mil vidas
eu prometi que ia ser sempre e vai ser
mesmo que só dentro de mim.

b.