eu disse pra ela

🌸 Status variados 🌸

Eu mudei tanto de uns tempos pra cá. 🍃

Ela disse: “eu vou ficar bem”, mas ela não ficou. Na verdade ela nunca esteve. 💞 🌉

Nada é errado se te faz feliz.  ✌

Ela é dona de si, das suas escolhas e vontades. 🌼

E se for tarde de mais, a gente aproveita a madrugada. 🌙

Sim, ela mudou. Era brisa leve, agora é furacão. 🍃

Que o dia seja leve… Que a tristeza seja breve.  🍃

Que o vento leve o necessário e me traga o suficiente. 🍂🌙

Ela quis ficar? Considere-se um cara de sorte, meu amigo. 💕👏

Esqueça, sorria, e deixe ir. 🌀🍃

Ela era uma flor que não tinha em qualquer floricultura, uma flor que não brota em qualquer primavera. 🌱🌻

Ela é uma menina fria, fala que não quer amar ninguém, mas no fundo ela ama alguém. Só que ela tem medo, de sofrer novamente. ❄️

Calma, logo passa, sempre passa, tudo passa. 🌙

Ela procurava as flores sem saber que a primavera morava dentro dela. 🌼

Se o pensamento é positivo, a maré é sempre boa. 🌊

Se ele não muda, mude-se dele. 🌸

Transmita paz, o mundo já tem muita energia negativa acumulada. 🍂🍃

Impressionante como tudo muda em 1 ano… Pensamentos, planos, amizades, amores. 💭🍀

O problema é que a gente pensa demais no que não deveria nem pensar. 💭

Ela é a liberdade. Não se arrisque em prende-la 🔐

Assim que ela disse aquilo, eu finalmente entendi tudo. Ela não era mais pra mim como todas as outras raposas do mundo. Eu a cativei e agora ela era única. Pelo menos pra mim. E minha rosa não era como todas aquelas outras. Pois foi ela que eu reguei, foi ela que eu pus sob a redoma, foi a ela que eu escutei queixar-se ou gabar-se. Agora era minha rosa. E eu era responsável por ela. E eu tinha que voltar para tomar conta dela.
—  O Pequeno Príncipe.
Eu menti pra ela Zé. Eu disse que não gostava dela e que não iria fazer diferença nenhuma se ela saísse da minha vida.
Disse também que não iríamos dar certo, pensando que seria o melhor pra ela. Eu fiz ela chorar, Zé. Eu falei que não tinha medo de perdê-la, achando que em hipótese alguma ela fosse embora. E enquanto eu tava achando, ela foi. Ela foi embora, Zé.
—  Desconhecido
🌼 Status : Variados 🌼

Eu mudei tanto de uns tempos pra cá. 🍃
Ela disse: “eu vou ficar bem”, mas ela não ficou. Na verdade ela nunca esteve. 💞 🌉
Nada é errado se te faz feliz. ✌
Ela é dona de si, das suas escolhas e vontades. 🌼
E se for tarde de mais, a gente aproveita a madrugada. 🌙
Sim, ela mudou. Era brisa leve, agora é furacão. 🍃
Que o dia seja leve… Que a tristeza seja breve. 🍃
Que o vento leve o necessário e me traga o suficiente. 🍂🌙
Ela quis ficar? Considere-se um cara de sorte, meu amigo. 💕👏
Esqueça, sorria, e deixe ir. 🌀🍃
Ela era uma flor que não tinha em qualquer floricultura, uma flor que não brota em qualquer primavera. 🌱🌻
Ela é uma menina fria, fala que não quer amar ninguém, mas no fundo ela ama alguém. Só que ela tem medo, de sofrer novamente. ❄️
Calma, logo passa, sempre passa, tudo passa. 🌙
Ela procurava as flores sem saber que a primavera morava dentro dela. 🌼
Se o pensamento é positivo, a maré é sempre boa. 🌊
Se ele não muda, mude-se dele. 🌸
Transmita paz, o mundo já tem muita energia negativa acumulada. 🍂🍃
Impressionante como tudo muda em 1 ano… Pensamentos, planos, amizades, amores. 💭🍀
O problema é que a gente pensa demais no que não deveria nem pensar. 💭
Ela é a liberdade. Não se arrisque em prende-la 🔐
De Like ou reblog ❤️

desculpe o transtorno, preciso falar sobre um relacionamento abusivo

Aos quinze anos é tudo um mausoléu. As coisas nos atingem com o dobro da intensidade do que quando se tinha doze e dói. Aos quinze anos com aquelas espinhas na cara, um casaco de general e o caderninho de poesias no bolso eu escrevia poemas sobre como o amor poderia curar. Porque aos quinze anos tem muito disso, se apaixonar por alguém e achar que isso vai nos salvar das noites mal dormidas chorando. 

[lembro de quando eu tinha uns cinco anos e vi um casal se beijando na rua, e achei aquilo asqueroso. minha babá riu, e disse que quando eu crescesse aquilo seria a coisa mais natural do mundo pra mim. Com sorte amor faz aquilo com a gente ela disse.]

Eu estava infeliz pra caramba, mas mantinha a pose de durão. Porque não havia no mundo coisa que o amor não podia curar. Eu acreditava nisso.

Foi aí que eu conheci o Tiago. Eu estava no segundo ano, lembro bem, eu tinha acabado de mudar de escola e lá estava ele, de longe o cara mais incrível e influente de lá. Tiago tinha um cabelo engraçado com uns tons de grisalho uns olhos castanhos claro meio puxadinhos e umas sardinhas no rosto. No quinto dia de aula eu tomei coragem pra conversar era aula de filosofia eu fingi não ter entendido e ele me explicou de maneira ilustre ficamos conversando o dia inteiro sobre n coisas sobre a vida sobre o universo o tempo voou. 

Na segundo Tiago não foi à aula. Na terça também não. O que haveria acontecido? Fiquei louco. Na quarta durante a aula de educação física eu cai e bati a cabeça. Até então nunca havia sentido tanta dor na vida. Tiago surgiu do nada me ajudou a levantar e buuuum. [a dor passou ao vê-lo] 

Aos quinze anos o amor cura tudo.

Na quinta Tiago me chamou pra lanchar. Na sexta me ligou chorando no meio da noite e ficamos conversando por horas. Ele me falou das suas bandas favoritas: me fez gostar de the doors, U2, simple plan e oásis. Eu lhe falei de los hermanos, the calling, kid abelha e creed. O poeta favorito dele era o Leminski assim como eu, ele até tinha uma tatuagem no antebraço “isso de querer ser exatamente aquilo que a gente é ainda vai nos levar além.” Tiago adorava contar piadas bestas que só ele ria, mas era tão gostoso ouvir aquela risada que eu nem me importava. Fomos dormir depois de umas três horas.

Escrevi o primeiro poema de amor pra Tiago. Aos quinze anos o amor cura tudo. Ah mas Tiago já tinha quase dezessete. 

Duas semanas passadas era a festa de aniversário de Tiago bebemos demais a noite inteira e até que Tiago me beijou

pausadamente.

Tiago não falou o dia seguinte inteiro comigo e na semana seguinte também não. No domingo me ligou bêbado chorando, se desculpou por não ter falado comigo e disse que não entendia porque não o procurei e que não se lembrava de nada da noite de seu aniversário.

Quase um mês depois num momento de distração meu Tiago pegou meu caderno de poesias e leu as coisas que escrevia. Tiago saiu esbaforido e sumiu por semanas. Nada nunca tinha doído tanto. Por que aquilo estava acontecendo comigo? 

Aos quinze anos o amor cura tudo.

Lembro que já era tarde da noite e chovia tanto, Tiago correu até minha casa e me deixou um bilhete “o destino quis que a gente se achasse, na mesma estrofe e na mesma classe, no mesmo verso e na mesma frase. – Leminski” [o nosso poeta favorito].  Eu nem acreditava em destino, mas acreditava em Tiago. Caralho o Tiago me amava. No dia seguinte fomos ao cinema e assistimos “medianeiras” [Tiago amou, falamos sobre ele por semanas] no mesmo dia aconteceu o nosso primeiro beijo [dessa vez sóbrios] foi doce e delicado [me lembrei de quando tinha 5 anos e vi aquele casal se beijando, agora eu entendia o que o amor fazia]

Aos quinze anos o amor cura tudo.

Na caminhada pra casa Tiago me recita um poema de um poeta novo nosso amor é impuro como impura é a lua e a água e tudo quanto nasce e vive além do tempo. Minhas pernas são água, as tuas são luz e dão a volta ao universo quando se enlaçam até se tornarem desertos e escuros. E eu sofro de te abraçar depois de te abraçar para não sofrer. “E toco-te para deixares de ter corpo e o meu corpo nasce quando se extingue no teu – Mia Couto” e no meio do sorvete sorrindo me pediu em namoro.

Aos quinze anos o amor cura tudo.

Três dias depois Tiago dês entrelaça nossas mãos nas ruas.
seis dias depois Tiago me renega aos amigos.
no dia seguinte ri de um comentário estúpido de um amigo sobre mim.
(na minha cabeça era tudo normal e eu o escrevia poemas)

Tiago me deixou plantado na porta do cinema pra curtir com amigos e me culpou por cobrá-lo. Tiago me culpava pelos comentários dos amigos. Tiago se embebedou numa festa e me culpou por não tê-lo impedido. Tiago me disse: cheira ai e me largou sozinho num lugar desconhecido completamente louco e me culpou por ter ficado louco. Eu me culpava e escrevia poemas bonitos pra Tiago na vã tentativa de que ele me perdoasse.

Aos quinze anos o amor curaria tudo

Tiago me anuncia na véspera da partida que iria morar em outra cidade e me culpa por estarmos naquele estado; Tiago viaja e some por seis semanas, (na minha cabeça era tudo normal e eu o escrevia poemas) na véspera do meu aniversário Tiago reaparece e me culpa pelo sumiço e por termos chegado ao fim. Tiago põe relacionamento serio horas depois numa rede social com outro e me culpa pela traição.

Agora aos dezesseis o amor curaria tudo?

Eu ligava e ele não atendia
Eu ligava e ele não atendia
Eu ligava e ele n ã o  a t e n d i a

Eu chorei incessantemente durante seis dias e seis noites e escrevi os mais tristes poemas e me culpava por aquela merda toda. Aos dezesseis eu não queria sentir nada, mas de algum modo esperava que o amor dos quinze me curasse de tudo. Quatro meses depois eu pesava dezesseis quilos a menos seis meses depois Tiago retorna a escola após a morte do pai. Dois dias depois a gente discute e Tiago me empurra na escada e me culpa por ter sido tão agressivo. No mesmo dia Tiago me liga pedindo desculpas e diz estar com saudade. E eu só conseguia pensar que aquilo era o amor curando tudo (na minha cabeça era tudo normal e eu o escrevia poemas bonitos).

Aos dezesseis anos o amor cura tudo

Tiago agora ria dos meus poemas.
Tiago agora detestava Mia Couto ou Leminski.
Tiago agora sumiu freqüentemente por dias.
Tiago deixava escancarado que não se importava com o que eu sentia.

Aos dezesseis anos o (meu) amor (me) curaria de tudo

Eu já não acreditava tanto no amor que Tiago me oferecia naquela sala de cinema. [mas acreditava que ele me curaria]
parei de escrever poemas romantizados sobre ele.
Tiago agora era alguém que eu não conhecia, mas sentia falta de amá-lo [isso não doía].
Tiago agora era alguém que eu não conhecia e aqueles olhos castanhos claros e cabelos grisalhos logo logo seriam substituídos por outro.
Tiago agora era alguém que eu não conhecia e os poemas de Leminski já não eram como antes.
Tiago agora era alguém que eu não conhecia de cabelo loiro e piercing no nariz.
Tiago agora era alguém que eu não conhecia e a lembrança vaga não doía.
Tiago agora era alguém que eu não conhecia.

Aos dezessete meu amor me curou de tudo.

vinte e três horas e dezessete minutos. foi o momento exato em que uma estrela cadente pintou no céu e você olhou pra mim. eu disse que você deveria ter olhado pra ela mas você disse que ela estava morta e eu era a coisa mais viva e quente que você tocava sem se queimar. vinte e três horas e vinte minutos e você disse que guardou seu pedido dentro dos meus olhos. gostaria de acreditar mas sua falta de fé me faz pensar duas vezes sobre suas palavras efêmeras que são mais rápidas que a estrela que cai. vinte e três hora e trinta minutos e você continua sendo a canção mais bonita do chico, minha nota mais delicada, meu choro mais agressivo.

vinte horas e todos os minutos e o a estrela se eternizou na minha retina assim como todas as nossas pequenas/grandes guerras.

s.l.a.

20/03/14

A transa mais louca que eu já tive


Ol meu nome é Hellen, tenho 18 anos e vou contar algo que aconteceu comigo no dia 06/05/2017, sou morena, tenho 1,70 de altura, peso 69kg, tenho os seios médios durinho, bumbum não muito grande, mas também não muito pequeno. Neste sábado fiz sexo bem gostoso na cozinha de uma amiga.

Na sexta foi aniversário de um das minhas melhores amigas e eu passei lá pra dar um abraço nela, mas foi somente isso, pois a festa seria no sábado onde nos reunirmos para beber, quando cheguei na casa da My, a aniversariante, já estavam lá,  o namorado dela,  uma prima dela que é outra melhor amiga minha e seu marido. Depois de um tempo chegou o Bruno, um amigo nosso que mora na mesma rua que da My. Ele é branquinho, tem 1,80 de altura, olhos claros e tem namorada, ao chegar ele comprimentou a todos e na minha vez, já veio com um sorrisinho bem safado, nisso ele sentou na minha frente e colocou o celular sobre a mesa, no que ele pôs o celular sobre a mesa, a namorada dele ligou, e eu disse: “sua namorada está ligando”

e ele me disse: ”nem ligo” descartou a ligação e sorriu, ela ligou umas 3 vezes para ele, e as 3 vezes ele descartou. Eu e a My começamos a brincar com ele dizendo que ele iria apanhar quando chegasse em casa, ele sorriu e disse: “tô nem aí” e sorriu novamente eu e a My sorrimos também.

Começamos a jogar baralho enquanto íamos bebendo e comendo alguns petiscos que minha tia tinha feito para a gente, ficamos na área, onde pudemos ouvir algumas músicas eletrônicas provenientes de uma festa que estava acontecendo a uns 10km de onde estávamos, animados pela ocasião começamos a planejar irmos todos a festa. Um outro casal de amigos Roger e Mariana, chegou trazendo catuaba e fortalecendo a ideia de irmos para festa, saindo ali mesmo da casa da My. Nessa hora já tínhamos esquecidos os jogos e estávamos só bebendo. A Mariana disse que conseguia os ingresso da festa para a gente a através de um amigo, ficamos um tempo discutindo se íamos ou não.

Nesse meio tempo o Bruno não parava de olhar pra mim, me provocando com troca de olhares, as vezes até passava o pé sobre minhas pernas, a essa altura ele já tinha até tirado   a aliança. A My já tinha sacado que ele me queria e perguntou ao Bruno se ele estava solteiro ele respondeu dizendo: “tecnicamente sim” e me fez a mesma pergunta eu disse que sim, aproveitando da situação ela falou: “pronto, temos um casal, todos estamos de casal”. Ficamos discutindo sobre a festa até que decidimos não ir, pois estava tendo blitz em toda a cidade e  todo mundo estava bebendo.

Bruno deu a ideia de ir na casa dele pegar a televisão para assistirmos um filme, O Roger e a Mari, foram embora porque já estava tarde, 2:30 da manhã, e estavam com medo de serem parado por uma blitz . Nisso o Bruno e o namorado da minha amiga foram na casa dele pegar a televisão, enquanto eles foram pegar a televisão, aproveitei que o marido da prima de My, foi ao banheiro para falar as minhas amigas que tava louca pra ficar com o Bruno, contei sobre as provocações dele e elas falaram que eu devia pegar ele, porque  há um ano atrás era pra mim ficar com ele, mas eu fiz cu doce, eu assumo e me arrependia toda vez que o via então elas  me disseram para ir fundo.

Depois eles voltaram com a TV ficamos em 3 casais, nisso a aniversariante perguntou bem assim pro Bruno “Bruno a Hellen pode te abarcar né?”, ele deu uma risadinha e disse “claro que pode”, minha amiga virou pra mim e disse “você ouviu né amiga, não precisa ficar com vergonha” e vergonha é uma coisa que eu não tenho kkk. Nisso ele começou escolher o filme, perguntou qual a gente queria começamos a assistir uma comédia brasileira mas daí tiramos e colocamos outro filme de comédia. Nisso que colocamos o outro filme o Bruno virou pra mim e disse “pode me abraçar Hellen” e deu um sorriso de canto, estávamos sentados em um sofá, então peguei uma cadeira e coloquei em nossa frente, ele colocou o pé dele e eu,  o meu por cima do pé dele e o abracei.

Já tínhamos bebido duas garrafas de catuaba é uma garrafa de vodka nisso a prima da My e o marido dela foram embora, ficando assim, eu, Bruno, a My e o namorado dela, O Bruno foi até a mesa pegar catuaba mas não tinha gelo pois estava na cozinha, me ofereci para ir pegar,  logo minha amiga disse “vai lá Bruno com ela pegar o gelo” e ele veio atrás,  peguei o gelo coloquei no copo dele,  fui lavar um copo pra mim, fiz questão de empinar bastante meu bumbum quando me virei para a pia, estava com um shortinho, com uma calcinha de renda, estava lá de costas quando ele disse “sua bunda está suja” e começou a passar a mão na minha bunda de repente ele colocou a mão por dentro do meu short e disse “eu sempre quis pegar” nessa, hora eu já comecei a ficar excitada, já podia sentir minha xotinha umedecendo, daí eu disse “agora tem a oportunidade” ele me puxou e me deu um beijo bem molhado e ficava apertando a minha bunda, aproveitou para passar a mão por cima da minha blusa, apertando de leve meu seios, me deixando doidinha. Saímos da cozinha e fomos pra área chegando lá minha amiga me deu um sorriso e eu sorri pra ela coisas que só mulheres entendem.

Passou-se uns 30 minutos mais ou menos e ele me disse que queria beber água eu finjo que nem tinha ouvido mas antes ela já tinha me falado no meu ouvido : "quero transar com você” logo respondi que também queria. Ele me disse de novo que queria beber água daí eu disse “ vai lá pegar”, ele se levantou e foi aproveitei pra dizer “traz pra mim, respondendo com um "ok”, no que ele foi ele voltou e disse que não tinha achado o copo, sendo que os copos ficam do lado do bebedouro,  minha amiga disse “meu Deus Bruno o copo tá na sua cara”,  ela já ia levantando para pegar o copo quando eu disse "não My, deixa que eu pego”, ela olhou pra mim e sorriu e disse “ tá bom amiga”.

Chegando na cozinha novamente, fui pegar o copo e ele me disse “quero você primeiro, depois a água” e já foi me puxando e me beijando, passando a mão pelo meu corpo e eu fazendo o mesmo, ele  apertava meu seios e minha bunda, fui ficando cada vez mais excitada, podia sentir seu membro empurrando a bermuda, comecei a apertar seu pau por cima do short, quando ele disse que queria meter me mim, sentir um tesão enorme, na hora me virei, pus minha mão na pia e me inclinei um pouco, ele foi abaixando meu short enquanto mordia e dava beijinho em minha bunda, depois tirou a minha calcinha, estava esperando por aquele cacete gostoso, já estava molhada, então ele começou a me chupar bem gostoso, lambendo minha xota me deixando ainda mais molhada, porém não tínhamos tempo, então se posicionou em pé atrás de mim, botou a cabecinha na porta da minha xotinha e começou meter bem gostoso,  com força aumentando cada vez mais a velocidade,  logo gozei, então disse “posso gozar em você?” Eu disse “não” (porque não tomo remédio), ele falou “ ajoelha então, vou gozar na sua boca”, dava doidinha pra sentir o gosto daquele membro gostoso, comecei a chupar aquele pau, a indo cada vez mais com vontade, passava a língua na cabeça rosada dele e chupa com muita vontade eu sentia as veias dele latejar dentro da minha boca, ele anunciou que iria gozar dei mais uma chupada e ele gozou na minha boca, cuspi no pau dele e chupei novamente, deixei bem limpinho, ele ainda permanecia ereto então meteu de novo em mim, só que dessa vez ele me sentou na pia e de frente começou a botar bem gostoso em minha xota, fui gemendo bem baixinho no seu ouvido, enquanto ele me falava putarias,  perto de gozar ele tirou de dentro e gozou em minhas perna.

Ao acabar ele me pergunta,  "satisfeita, sua vadia?“, logo disse "muito, obrigada”, ele me deu um sorriso e me beijou com vontade, coloquei meu short e ele o dele lavei minha mão na pia tomei um copo d'água ele também, na hora que íamos saindo ele me deu um tapa na bunda e falou “gostosa” olhei pra ele dei um sorrisinho, fomos pra área e fingimos que nada aconteceu.

- Conto escrito por Hellen

Pra quê falar, se você não quer me ouvir? Fugir agora não resolve nada, mas não vou chorar se você quiser partir às vezes a distância ajuda e essa tempestade um dia vai acabar. Só quero te lembrar de quando a gente andava nas estrelas, nas horas lindas que passamos juntos, a gente só queria amar e amar e hoje eu tenho certeza, a nossa história não termina agora, pois essa tempestade um dia vai acabar. Quando a chuva passar, quando o tempo abrir, abra a janela e veja eu sou o sol, eu sou céu e mar, eu sou céu e fim e o meu amor é imensidão.
—  Ivete Sangalo.
a voz e os olhos dela são demais pra mim

e foi isso que eu disse pra ela
mas ela é meio passada ou finge não prestar muita atenção, finge não dar muita importância
eu quase não vejo ela mas to com a alma vidrada nela o tempo todo
e é difícil aguentar olhar pra boca e os olhos dela sem fazer um elogio ou comentar que
se ela quisesse a gente podia tomar um café
ela podia usar meu boné
a gente podia se beijar
ou a gente podia só se olhar
bem calmo escutando o barulho do mar
e ali eu escreveria pra ela sem ela saber
como seus olhos carregam galáxias extraordinárias
e a gente podia ficar ali até anoitecer
até as estrelas se espalharem pelo céu e começassem a brilhar pra ela
aliás assim como meu coração não para de bater e exigir tuas histórias mal contadas, elas nunca param de brilhar pra você

Status: Variados 

Eu mudei tanto de uns tempos pra cá. 🍃

Ela disse: “eu vou ficar bem”, mas ela não ficou. Na verdade ela nunca esteve. 💞 🌉

Nada é errado se te faz feliz. ✌

Ela é dona de si, das suas escolhas e vontades. 🌼

E se for tarde de mais, a gente aproveita a madrugada. 🌙

Sim, ela mudou. Era brisa leve, agora é furacão. 🍃

Que o dia seja leve… Que a tristeza seja breve. 🍃

Que o vento leve o necessário e me traga o suficiente. 🍂🌙

Ela quis ficar? Considere-se um cara de sorte, meu amigo. 💕👏

Esqueça, sorria, e deixe ir. 🌀🍃

Ela era uma flor que não tinha em qualquer floricultura, uma flor que não brota em qualquer primavera. 🌱🌻

Ela é uma menina fria, fala que não quer amar ninguém, mas no fundo ela ama alguém. Só que ela tem medo, de sofrer novamente. ❄️

Calma, logo passa, sempre passa, tudo passa. 🌙

Ela procurava as flores sem saber que a primavera morava dentro dela. 🌼

Se o pensamento é positivo, a maré é sempre boa. 🌊

Se ele não muda, mude-se dele. 🌸

Transmita paz, o mundo já tem muita energia negativa acumulada. 🍂🍃

Impressionante como tudo muda em 1 ano… Pensamentos, planos, amizades, amores. 💭🍀

O problema é que a gente pensa demais no que não deveria nem pensar. 💭

Ela é a liberdade. Não se arrisque em prende-la 🔐

Isso não foi um pedido. Eu estava com uma ideia na cabeça e fui escrevendo e saiu isso. Espero que não tenha sido tão ruim assim!

Boa leitura ;)


Harry: Adivinha quem conseguiu 3 dias de folga no trabalho pra poder passar com os meus queridos amigos? - Harry chega na casa do Louis todo animado 

Zayn: Aeeee!! Até que enfim!! 

Louis: Vamos causar horrores - ri do jeito que ele falou 

Liam: Olha lá hein! Não quero cuidar de ninguém bêbado! 

Niall: A gente já é grandinho Liam! 

Liam: Grandinho? A última vez que saímos juntos, S/N poderia ter morrido se não fosse por mim! - todos olharam pra mim e eu apenas sorri 

S/N: Talvez.. - rimos - Caraca, aquele dia bebi demais! - disse, sentando na cadeira ao lado da bancada 

Liam: Você tava muito louca! 

Niall: Todo mundo ficou mal aquele dia! 

Liam: Menos eu!! 

Louis: Liam, aceita, seu trabalho é cuidar da gente! - rimos e Liam permaneceu quieto 

Liam: Esse final de semana não! Tô fora! 

Zayn: A gente vai mesmo alugar aquela casa?

S / N: Que Casa?

Liam: Estávamos pensando em ficar esses dias em uma casa na praia! 

S/N: Só nós seis?

Niall: Essa era a ideia! 

S/N: Ah ta! As namoradas de vocês super deixariam ! - falei em um tom irônico 

Zayn: Elas não vão saber!

Louis: É, dizemos que você não vai! 

Niall: Eu não tenho namorada! 

Harry: Nem eu! - Harry olhou pra mim no mesmo momento 

S/N: Eu não vou me meter nisso! Se elas descobrirem, vão me matar! 

Liam: A gente se conhece desde quando tínhamos 5 anos! 

S/N: Aí, eu não sei! - disse apreensiva 

Zayn: Podemos ficar aqui mesmo, era só uma ideia alugar a casa! 

S/N: Mas vão vocês ué! 

Harry: Não!! - estranhei quando ele disse isso e todos riram - Não vai ser a mesma coisa sem você! - lançou um olhar tentador sobre mim, porém eu apenas ignorei 

Niall: Tenho que concordar com o Harry! 

S/N: Não vão ficar chateados se ficássemos aqui? 

Louis: Claro que não! 

S/N: Mesmo? 

Liam: Tranquilo S / A! 

S/N: Tudo bem então! 

Zayn: Harry tá tão quieto.. Que foi? Aconteceu alguma coisa?

Harry: Nada, tô normal! 

Louis: Tá bom! - provavelmente ele foi irônico. 

Eles começaram a conversar sobre algum assunto que eu não sabia do que se tratava, então me levantei e fui até a cozinha, pegando uma latinha de refri na geladeira. Fechei a porta da mesma e senti alguém puxando minha cintura 

Harry: Por que está me tratando assim? - falou ao pé do meu ouvindo me fazendo arrepiar 

S/N: Harry, me larga! - disse empurrando ele pra trás 

Harry: Me diz! Por que está me ignorando? - permaneci quieta - Não é porque a gente terminou que não podemos ser amigos! 

S / N: Nós somos amigos! 

Harry: Tá bom! - revirou os olhos- Eles são seus amigos! - disse se referindo aos meninos - Eu sou um colega pra você! 

S/N: Eu não consigo te olhar como um amigo! 

Harry: E por que não? 

S/N: Eu não quero falar sobre isso Harry! 

Harry: S/A, me diz por favor! 

S/N: Não tá na cara?

Harry: Não.. - ele riu e arrancou um sorriso do meu rosto - Esse seu sorriso é tão perfeito! - ele foi chegando mais perto- Você é perfeita! 

S/N: Harry.. - em um passe de mágica, nossos lábios se colaram. Era como se tudo e todos sumissem e somente nós dois estivéssemos ali.

Harry: Você não tem ideia de como seu beijo me acalma! - disse e logo sorriu - Me responde uma coisa, Você ainda me ama? - disse e seus olhos brilharam no mesmo instante 

S/N: Infelizmente.. 

Harry: Cara, eu juro que eu não estou te entendendo! 

S/N: Harry, a gente terminou! 

Harry: E … 

S/N: A gente não dá certo Harry! Se a primeira vez não deu, não vai ter uma segunda chance! 

Harry: O que? Daonde tirou isso?  

S/N: Maddie me disse isso. E faz muito sentido!

Harry: Eu nunca gostei dela, sempre disse isso pra você! 

S/N: E eu acho que ela está certa! 

Harry: S/A, raciocina comigo! Você me ama não? - assenti- Eu amo você incodicionalmente! Você não sabe o quanto eu fiquei mal por não ter você comigo ao meu lado a maior parte do meu tempo, sendo a pessoa que me dava carinho, que conversava comigo o tempo todo, quem eu mais confiava,quem de dava atenção, quem me acalmava, você sempre foi e vai continuar sendo importante pra mim meu anjo! - sua mão acariciou minha bochecha e eu sorri fraco - E você já refletiu o porque terminamos? - afirmei e ri 

S/N: Nós brigamos por causa de um filme! - rimos - Eu estava de TPM e você ficou gritando comigo porque eu só assistia aquele filme

Harry: Era a quarta vez, só naquela semana! - eu ri e ele sorriu 

S/N: Eu amo aquele filme! - sorri e ele se aproximou novamente a mim 

Harry: Viu só? Aquilo foi apenas uma discussão de casal!Não podemos fazer com que uma briguinha boba acabe com o nosso relacionamento! Você é meu porto seguro! Não consigo ficar sem você S/A! - agarrou minha cintura, colando nossos corpos- Senti sua falta.. - ele sussurrou no meu ouvido e me deu um Beijo molhado em meu pescoço. 

S/N: Eu também! - deixe-lhe um selinho demorado, porém ele me puxou para um beijo super quente 

Harry: Não me contento com pouco! - sorri e ele me selou novamente- Amo você baby! O que acha de tentarmos outra vez? 

S/N: Talvez.. - sorri e nos abraçamos - A propósito, eu também amo você meu bem!


*. 

Pela terceira vez eu olhei pra ela e disse: “Acabou! Isso não dá certo, isso nunca vai dá certo, nós somos diferentes do primeiro fio de cabelo até o dedinho do pé!” E aí, talvez ela poderia me responder qualquer coisa absurda, ou qualquer coisa que pudesse me machucar menos. Mas as únicas palavras foram: “A gente não pode terminar o que não começamos.” Por um momento eu senti todas essas borboletas que voam dentro da gente, morrerem. Ficou tudo vazio e gelado dentro de mim e o que me restava era dá as costas e seguir meu caminho. Mas como eu não sei fazer isso, como não sei me despedir, eu preferi achar que era brincadeira, e estou esperando o momento em que ela vai voltar atrás.
—  I miss you, Helena.
Uma vez, uma namorada terminou comigo.
Perguntei: “O amor acabou?”.
Ela respondeu: “Não”.
Eu: “Então, por que terminar?”.
Ela: “Porque esse amor eu não quero”.
Perguntei: “Qual amor você quer?”
Ela: “Quero me jogar de um precipício, sem saber se lá embaixo vai ter alguém para me segurar”.
Porra, isso é hora de poema?
Quem está terminando, você ou a Clarice Lispector?
Na hora, fiquei puto.
Eu disse: “Você poderia ficar perto da janela?”
Ela: “Pra quê?”
Eu: “Quero te jogar daqui”.
—  Faça amor, não faça jogo.

LIAM PAYNE

  • Anônimo: Faz um do Liam que ela está grávida de uma menina e eles vão a uma festa na casa da mãe dele que a Cheryl tbm está cm o filho deles e ela fica jogando na cara da SN que o Liam sempre quis ter filhos homens, e a SN fica super chateada 
  • Espero que gostem, e volte na ask para dizer o que achou que é super importante.
  • Boa Leitura!


Minha sogra estava fazendo aniversário hoje e ela ia fazer uma festa, só pra família mesmo eu fiquei tão feliz quando ela me chamou até porque no começo da minha relação com o Liam ela não apoiava muito pois ele ia ser pai de um menino com a Cheryl. Depois de dois anos juntos eu e Liam noivamos e descobri que estava grávida, hoje com sete meses de gestação descobri que era uma menina e eu e Liam ficamos muito felizes.

Terminei de me arrumar e desço, vejo Liam mexendo no celular e o chamo.

- Amor, vamos? - ele me olha e levanta me olhando fixamente

- Você está linda (Seu nome) - ele abraça e me dá um selinho e acaricia minha barriga. - Vamos - ele segura minha mão e fomos para o carro ele puxa assunto comigo

- (Seu nome), a Cheryl vai estar lá e você sabe como ela é né - abaixo a cabeça e fico imaginando o que viria pela frente

- Tudo bem Liam, ela é mãe do seu filho tem o direito de estar lá - digo e logo chegamos na casa de Karen

Ela abre a porta e logo vem me abraçar

- (Seu nome) que bom te ver - ela sorri e depois abraça o Liam. Entramos e me sentei no sofá enquanto fiquei conversando com a irmã de Liam ele foi falar com a Cheryl. Depois de uns minutos ele vem com o seu filho pra falar comigo.

- Oi (Seu nome) - ele me abraça

- Oi pequeno - nossa relação é boa desde que comecei a namorar com o Liam e ele nunca mostrou que não gosta de mim.

Chegou a hora do parabéns e todos nós nos reunimos em volta da mesa Liam do meu lado e a Cheryl do outro lado dele.

- Quero agradecer a todos pela presença e dizer que to muito ansiosa para que minha netinha chegue logo - sorrio

- Mas o Liam sempre quis um menino, lembro da felicidade dele quando disse que era um menino - Cheryl diz e meu sorriso some.

Todo mundo rio do que ela disse e alguns que gostam dela até concordaram, eu sai dali e fui para o jardim respirar um pouco.

- Onde você vai amor? - ele me segura pela cintura

- Eu to passando mal e preciso respirar - menti e sai dali. Cheguei no jardim e sentei em um banco e algumas lágrimas surgiram no meu rosto, fiquei pensando se Liam realmente queria uma menina. Logo vi ele chegando até mim com um pedaço de bolo e ele se senta do meu lado

- Você tá bem? - ele me abraça de lado 

- Estou sim, tá tudo bem 

- Eu te conheço e sei que não está tudo bem.

- Liam, você quer esse filho? - ele me olha incrédulo

- Eu sabia! (Seu nome) você sabe que ela disse aquilo só pra te deixar mal e to vendo que ela conseguiu. - ele respira fundo e continua - claro que quando eu estava com ela eu queria um menino, mas agora que eu tenho um menino lindo e forte essa menina vai vim e vai ser mais uma felicidade na minha vida, ela vai ser a minha princesa que eu e o Charlie vamos proteger - ele segura minha mão. - agora tira isso da sua cabeça e come esse pedaço de bolo - ele diz e me dá um selinho.

- Me desculpa Liam, isso é coisa da minha cabeça eu sei - sorrio e pego o bolo e ficamos ali sentados até a mãe de Liam vim nos chamar para abrir os presentes.Quando ela abriu meu presente ela veio me abraçar e Cheryl continuou jogando piadinhas, mas eu nem liguei porque sabia que ela só queria me provocar e sei que Liam está muito feliz.

LEMBRE-SE: PLÁGIO É CRIME!

Um relato de minha vida com minha esposinha

Olá pessoal venho relatar minha esperiencia de quase ser corno da minha mulher, tenho 25 anos ela 26, sou branco peso 80 kl cabelo preto 1.75 de altura olhos castanho claro, não sou magro nem gordo ela é branquinha daquelas q quando bate ou aperta fica marcado cabelo liso cor preta, olhos castanho escuro, tem 1,60 mais ou menos cerca de 55 kl magra mais com bunda e peitos durinhos tem um corpo se modelo e ama desfilar as lojas sempre chamam ela pra desfilar.
Vamos lá vou relatar como quase fui corno da minha safadinha, tudo começou antes de conhecer ela descobri um blog de casal quando tinha meus 18 anos, até intaum comecei a sempre estar visitando este blog na época queria encontra um casal e comer a esposa do cara pois bem passado o tempo depois de uns anos conheci minha mulher e no começo era aquela paixão, na época deixei de ficar com 2 mulher q sempre foi meu sonho pra poder ir encontra com ela, sabe quando vc conhece uma pessoa e ela te encanta pois foi ela me encantou e deixei de fazer um menage feminino por ela, começamos a namorar depois de 1 mês ficando e aquela amor delicioso, o os meses se passaram até q um dia ela me liga chorando dizendo q tínhamos q conversa ela pediu desculpas e tlls antes de falar e acabou dizendo q beijou um amigo na no curso, pediu desculpas e disse q estava cararente e precisava de atenção (nessa época meu sv tava puchado e estava em faltq com ela) fiquei louco na hora Nossa queria bater nela e nele, mais o amor falou mais alto e perdoei ela, apartir desse momento uma luz apareceu na minha cabeça mais não comentei com ela, fiquei com akilo cmg mais uns meses até q com 1 ano de namoro comecei o meu plano de tentar mudar sua visão sobre o mundo liberal comecei a mandar contos pra ela e ver filmes de menage e isso estava ajudando pois ela estava gostando e ficando com tesao até q um dia disse a ela q queria fazer um menage masculino e feminino disse q acho o ato em si mt bonito q quando é um menage feminino o homem é o centro das atenções e no masculino é a mulher pois é 2 bocas 4 mãos e 2 paus pra da prazer a mulher, nisso ela retrucou falou q não etc, normal no começo mais continuei insistindo, até q aceitou e decidimos chamar uma amiga dela e depois um amigo meu(ela sempre preferiu q fosse amigo de confiança com medo de isso se espalhar) a amiga dela não aceitou pois tinha descobrindo q estava grávida, já meu amigo aceitou ele era bi, mais tinha deixado claro q nada ia rolar entre agente mais tbm não revelei q seria mi há namorada, ficamos um tempo sem nos falar tentando arrumar o melhor dia etc, quando voltei a procurar meu amigo pq tinhamos decidido onde é quando seria ele quis saber quem era a garota quando eu disse ele não acreditou mais assim se seguiu ela tinha um tesao nele pois acha ele mt atraente e bonito apesar de não conversarem pois ele é de outra cidade, chegado o dia compramos uma langerie branca com espartilho mt linda, esperando ele chegar e derrepente ele me manda msg falando q não aceitaria pois tinha um sentimento por mim e achava q ia acabar com nossa amizade e meu namoro acabaria, insisti q isso não aconteceria e disse q se ele quisesse poderia rolar de tudo mais ele deu pra traz nós 45 do segundo tempo mais fizemos um amor gostoso no dia, mais com o tempo aquele fogo dela acabou eu pensei não pode temos q fazer eu estava viciado com isso, comecei a procurar outras pessoas, nisso lembrei de um outro amigo q no passado época de colegial já tinham ficado e ele quase tirou a virgindade dela, com isso papo entre eu e ela vai e vem ela me contou q já teve esperiencia de per batido 2 punheta para 2 negoes dotado mais teve medo de ir até o final, aí comecei a pensar q putinha eu tenho eu revelei pra ele q meu sonho era ver um negao dotado pegando ela de jeito, imagina ela branquinha com um negao todo dentro dela seria a coisa mais linda de se ver, ela branquinha toda vermelhinha e o negao lá em cima dela, ela não aceitou disse q tinha medo, contei sobre esse amigo q ele era dotado tbm, pessoal tenho MT tesao em ver minha branquinha com um dotado, não importa se for branco ou negao, só queria ver se ela aguentaria, ela achou uma boa esse amigo pelo fato de conhecer e ele tbm ser casado seria mt sigiliso.
Comecei a minha investida intaum, mandei msg pra ele começou do msm jeito q tinha uma mulher pra eu e ele pegar e confiei nele pois minha namorada não ia saber(mal sabia ele q a mulher era mi há namorada q ele sempre quis pegar) no começo ele ficou curioso e tlls até q criei coragem e disse a ele quem era e ele ficou doido com isso intuam montei um grupo de WhatsApp eu, ela e ele. O clima era maravilhoso pois era uma vergonha de ambas as parte(vergonha dele falar algo e eu não gosta e dela tbm falar algo e eu não gostar) mais eu estava com MT tesao mais Quando começaram a lembrar do passado eu broxei fiquei com medo de perde ela intaum acabei com o grupo, mais já viu o tesao de corno né nunca acaba como não acabou até hj🙈🙊, outra vez fiz o grupo disse q ela é ele estava liberado pra tudo ele até mandou um vídeos do dote dele pra ela e ela ficou boquiaberta pq era mt grande, não sei mais acho q deve ter entre 18 a 21 cm ele disse q era do tamanho de uma régua de 20 cm, ele entendeu mt bem sobre eles estarem liberados pra tudo ela já não sei. quando estava viajando a trabalho ele veio a nossa cidade visitar ela, ela me disse q só iria atissar ele pq nao queria fazer nada longe de mim, mais ela não lembrava q eu tinha liberado tudo, não me intrometido, ele pegou ela no sv e levou ela em casa mais antes de deixa ela em casa parou numa rua deserta, roubou um bjo dela nisso eu liguei pra ela e ela estava meio ofegante aí disse tá com ele né vcs se beijaram ela só respondeu Aham, disse q tesao vou encomodar não é desliguei, ele foram pro banco de traz ele tava louco disse ela tirou o pau pra fora e tentou tirar a roupa dela ela disse q não deixou intaum ele pois a mão me pau dele, disse ela pra mim q não olhou pra não fazer merda, Intaum ela disse q tinha q volta pro trabalho e não terminaram, assim q ela me liga e me conta tudo eu ouvia e batia uma até gozar nisso contei pra ela q tinha a fantasia dela sair pra meter e volta pra casa e me Contar, mais não deixei ela contar pra ele, pois bem o tempo passou e me arrependi acho q se tivesse rolado eu não ti há arrependido, o grupo acabou de novo, quando decidi q agora iria criei o grupo pela 3 vez e os papo estavam melhor q antes porém agora já conversavam no pv e isso me deixava com ciumes, contei a ela q queria ser o corno dela e ela disse q não gostava dessa palavra e q não sabia se ia me fazer ser um, e sempre q pedia ela nunca me chamava na cama, decidimos intaum sair de férias juntos, mudei minhas férias pro final do ano pra curtimos, e íamos pra pousada desse amigo pra concreta tudo lá, mais vi q estávamos mt tempo junto e a pedi em noivado e fomos curti o noivado e não realizar a fantasia, o grupo ficou calado sem ninguém tomar uma providência, ela disse q queria acabar com isso de vez pois agora tínhamos dado um passo adiante do casamento eu concordei mais sempre ficava atentando ela, até q um dia de tanto atentar ele apareceu do nada no sv dela, eu disse fala pra ele te levar em casa e vc termina oq começou ela brava cmg fala para isso e pecado isso é traição, e eu vai lá da pra ele com meu Consentimento não é pecado e sim liberdade pra vc ela disse ele já foi, aí eu Nossa perdeu a chance de me fazer corno e de experimentar um pau grande, ela falou para pq quando o subconsciente fazer meda aki não adianta briga cmg e nem termina cmg não, eu disse nunca q iria fazer isso, iria amar ver vc de 4 com aquela vara tudo dentro de vc, ela ficou mal e mudou de assunto meses depois eles ainda conversavam e eu tinha desistido pq vi q não ia Conseguir nada, num dia eu em outra cidade ela vira e fala q ele iria na nossa cidade e eu fiquei na minha, e percebi q ela estava meio eufórica, ela não concretizava nada só rodava o assunto o dia todo chegando às 8 da noite ela me fala q ele ainda estava na nossa cidade e queria ele sozinho, e se podia eu fiquei doido pq ela tinha chegado ao ponto q queria, eu disse q poderia sim mais ela disse agora não dá mais estou em casa e a mãe tá aki e como q saio essa hora e deixo ela com o nosso filho ela vai perceber, eu disse diz q vai lá na casa da amiga pq ela quer comprar um produtos de vc, ela disse q não dava tempo, aí falei se vc queria tanto da pra ele pq nao me disse antes? Vc não lembra q estava liberada. Nisso mandei msg pra ele e criei o grupo e disse, amigo ela tá querendo da pra vc mais diz q não pode sair, volta amanhã e deixo vc pegar ela sozinho, ou Intaum fico só olhando, ela ficou doida com isso mais ele não veio, o dia q ela me disse q não queria mais e falou pra ele esquecer tudo ele disse q estaria vindo no outro dia mais ela disse pra esquecer isso, eu falei vc quem sabe amor ela disse q não quer pra não estragar nosso casamento e q isso não faz parte da vida dela q aquilo foi uma coisa q ela deixou levar, mais ela não aceitava akilo, eu ainda atento ela e ela sempre briga, disse a ela q iria adorar ela da pra ele pra algum negao ou pra alguém e me contar depois, mais ela disse q isso é loucura e q não amo ela, mais amos ela de mais só tenho um tesao em ver ela num pau grande sozinha ou intuam dividir ela com alguém, não relatei mais ela só teve 2 Homens no meio das pernas dela, diz ela q fui o maior até hj tenho 15 cm, mais queria q ela tivesse outras esperiencias com 1 dotado, ainda tenho sonhos com ela sendo pega de jeito por outro e ainda fantasio e me masturbo pensando nela com outro ou com nosso amigo e tbm em tudo oq quase aconteceu.

Quero saber oq vcs acham desse relato.
será q acabou?
não vou conseguir realizar minha fantasia?
Quer saber a opniao de vcs entre eu e ela.

Estarei observando os comentários, e se quiserem podem reblogar

Eu menti pra ela, Zé. Eu disse que não gostava dela e que não iria fazer diferença nenhuma se ela saísse da minha vida. Disse também que não iríamos dar certo, pensando que seria o melhor pra ela. Eu fiz ela chorar, Zé. Eu falei que não tinha medo de perdê-la, achando que em hipótese alguma ela fosse embora. E enquanto eu tava achando, ela foi. Ela foi embora, Zé.
— Aleff Tauã
9

MR. MR (SNSD) Photoshoot Icons

Girls generation especial pt 3 of 3.

credit on twitter: @sxeungyeon.

(espero que tenha gostado do especial, noona, sei que você ama elas de coração e você disse pra eu fazer icons dos 3 melhores photoshoots, e mr mr ganhou um especial de ot9 cheroso pra vocês ♥

ps básico: não sei diferenciar elas ainda, to ainda entrando no mundo de snsd, mas ACHO que tá certo hihi)

Eu tenho essa mania de colocar emoção em tudo e depois “dar pra trás”, e você sabe bem, não é, Zé? Aquela mania de me mostrar de uma forma quando na verdade não sou nada do que esperam. De vez em quando surge alguém mais louco que eu dizendo que sou diferente, e que isso é bom. Você acha isso, Zé? Pois é, nem eu. Pior que dizem que acham e que falo “não” pra poder fazer charme, mas, porra, não é. Sou igual a todo mundo, chata como todo mundo. Diferente talvez por complicar um pouco as coisas. Tá, “um pouco”. E você ri ainda disso tudo, não é, Zé? Ri porque não é com você. Ah, Zé, me faz um favor, vai a merda! (…) Ok, me acalmei.
É que eu queria que tivesse dado certo, Zé. E não adianta querer começar tudo do zero, porque eu sei que vou “dar pra trás”, porque eu sei que não vou conseguir relaxar sem pensar em como serão as coisas no futuro, porque eu sei que não tenho nada a oferecer a alguém por ser essa pessoa sem graça, que não consegue tomar decisões, que é confusa ao ponto de não saber escolher a roupa pra ir a padaria, que é comum. Você consegue entender, Zé???
E o pior de tudo é que eu gosto dela pra caralho, talvez seja por isso que eu evito qualquer coisa. Evito, porque não quero machucá-la contaminando-a com esse meu caos. Evito, porque foi tentando que eu compliquei tudo e deu errado (pra variar). Evito, pra não correr o risco de perder a amizade dela e ficar sem nada… porque, Zé, eu gosto dela pra caralho.
—  Essa noite ela me disse que se continuasse assim não vou conseguir me envolver nunca com alguém. Que eu não deveria me prender a um passado, que deveria seguir com as coisas sem pensar tanto. Que se continuar desse jeito vou acabar não vivendo, e acho que ela tá certa. Eu só preciso de mais coragem. LB