escrevi chorando

Tudo o que construí por um longo período ao seu lado, foi destruído na velocidade que uma pedra chega ao chão. Como pode tanto amor ter virado cinzas tão rápido? Não consigo nem sequer imaginar o momento que tudo isso aconteceu, foi tão rápido, tão repentino, você simplesmente me virou as coisas e disse adeus, deixando toda a nossa história na página anterior. Aquilo doeu muito, ainda dói, mas serve de sustância para o presente que construo, com os restos do nosso passado que você destruiu. Mas, acima de tudo, uma coisa é certa, nunca sentirei por outra pessoa, metade do que senti por você.
—  Tickets of Cassie.
Eu estou fraca, desgastada, cansada e não tenho forças. Sinto-me incapaz e profundamente dramática. Não acho mais nada bom, nada me satisfaz e não sinto-me feliz com qualquer demonstração de afeto que fazem para mim. Parece que alguém ou algo arrancou meu melhor e não tenho mais nada para dar a ninguém, nem para mim mesmo. Estou totalmente estressada, irrito-me por qualquer coisa. Estou realmente decepcionada comigo, e tantos livros de auto-ajuda tenho lido, mas nenhum me faz acreditar realmente. Tenho vontade de pedir socorro, vontade de sair correndo, fugir de tudo, para uma longa viagem e quando voltar, minha vida inteira estivesse organizada. Quero ter a fé e a esperança que acho que nunca tive e poder fazer tudo certo. Mas nem tudo sai certo mesmo, sempre falho em algo e acabo decepcionando. Não dou mais orgulho a ninguém, nem a mim mesma. Não sou nada, não tenho talento algum. Sou completamente fracassada. E só eu sei como tenho resistido a sofrer e me dar por derrotada, mas eu não aguento mais. Não consigo me dar por inteiro, sempre ando com um pé atrás, não confio em ninguém. Não me reconheço, eu estou mais madura, e mais cansada ainda do que pude aguentar. Eu sou nova e tenho vida inteira pela frente, e tudo o que quero agora neste momento é nunca perder a chance de comemorar minhas vitórias e esquecer minhas derrotas, é não perder gosto pelo pequeno do mundo, pelo simples e pelo digno, não perder esperança, não perder os poucos amigos que tenho e suportar e aprender a lidar com defeitos deles. Valorizar minhas oportunidades e minhas qualidades, encontrar algo bom em mim, e encontrar algo bom em outros, não vê-los com ódio nem qualquer outro sentimento que me leve a fazer maldades quando perder a cabeça, que me traga depois arrependimento e consequências para sempre. Quero não me arrepender de nada feito, e ter orgulho do que consigo fazer. Quero me sentir novamente feliz, se é que algum dia realmente fui. Quero felicidade duradoura, pode ser de apenas alguns dias, mas nada passageiro do tipo graça que acho em piada fajuta. Quero me reanimar e encontrar inspiração e motivos para continuar. Quero fazer novos planos, novas metas e nunca perder o foco. Quero não ter vergonha de meus sentimentos, e saber que tudo vai passar e que vou superar. Quero terminar este texto e depois correr atrás de realizar pelo menos algo do que disse aqui, e depois sentir orgulho de mim mesma. E se não conseguir, ter orgulho de tentar novamente.
—  desvanecia

Carta para uma ex melhor amiga, que nunca será entregue.

Olá pequena, como estás? Continua sorrindo como sempre sorria quando estávamos juntas? Continua se divertindo e dando altas gargalhadas com qualquer besteira que escutasse? Continua a mesma pequena que um dia me pertenceu? Olha lá, não quero te ver triste tá bom? Sorria, não se deixa abater pelo que dizem não, você é linda. Ninguém precisa ser perfeito, ou tentar chegar a ser, basta apenas satisfazer quem ama. Siga teu caminho princesa, só não corre muito tá bom? Não esquece que você pode tropeçar na própria vontade de querer ser uma vencedora. E vocês que cuidam dela, já repararam como ela é uma boba? Viram como ela abaixa a cabeça quando tá com vergonha? Viram como ela ajeita a franja o tempo inteiro? Isso mesmo, já viram como ela sorri por tudo? Viram como ela percebe os mínimos detalhes? Viram como ela fica boba ao ouvir um elogio? Ah, é simplesmente uma anja. Cuidem dela, façam isso por mim, ou até mesmo por vocês, não deixa ela sofrer não. Dias vivi ao lado dela e notei como era difícil ela levantar todos os dias para ir à escola e encarar mais um dia. Muitos serão os que irão te julgar e te por pra baixo, mas ignora e vai ser feliz! Vai, eu sei que é capaz. Bate essas tuas asas e voa, voa pra longe, vai buscar o que te faz bem… Vai, mesmo que esse bem não se relacione a mim, vá pequena. Não fica se privando de ser feliz por ninguém, muitos não são dignos disso, inclusive eu. Sim, eu. Sabe o quanto eu me arrependo de ter te deixado partir sem dizer nada? Sabe como dói a tua ausência no meu peito? Você deixou saudades. De repente me pego pensando nos nossos momentos partilhados juntos. E os micos que passávamos na rua? E as bobeiras que perdíamos tempo falando? Ah, foram tantos momentos que vivemos juntas. Agora quem poderá me acompanhar nas minhas loucuras? Quem irá me fazer rir mesmo triste? Quem vai me fazer ter amor próprio? Estou só. Sem você pequena, sem a minha guia. Desculpa por não ter te valorizado o necessário, desculpa por nossa amizade não ter durado tanto tempo, desculpa princesa, por eu ser assim, tão errada. Mas eu sempre quis o teu bem, te guardei, te cuidei, te abriguei debaixo das minhas asas. Enxuguei tuas lágrimas e prometi que tudo ficaria bem, abracei-lhe e disse que estaria para sempre ao teu lado, e olha, descumpri não é mesmo? Que tola eu. Fui deixar um anjo desses escapar da nossa gaiola de felicidade, deixei que voasse sem mim, que fosse só sem quer escutar um “adeus”, apenas bateu as asas e voou… Não sei o destino, não sei qual seria a tua nova gaiola, mas sei que nenhuma delas se igualará a que um dia construímos juntas. Com nossa reciprocidade, com nossa alegria, com nossa força e fé, fomos capacitadas de construir nosso canto de alegria. Tu sabes que nunca esqueci cada mágoa que deixei no teu peito? É princesa, nunca esqueci as diversas vezes que te magoei. Mas e o que fiz por você? Será que compensou todas as feridas que cravei no teu coração? Evidentemente não, mas me desculpo por isso. Sei que é tarde demais para me perdoar, mas eu me arrependi. Porém sempre acreditei naquele velho ditado: “Nunca é tarde demais” será que você levará em conta o que se diz nessa tese? Não sou digna disto, desculpa mais uma vez. Juro que sempre dei o melhor de mim para cuidar de você, recorda-se de quando chegava ao colégio cabisbaixo, com seu velho fone de ouvido totalmente calada? Lá já estava eu, te questionando mais uma vez. Mas era uma preocupação demasiada, entende? Não poderia te ver mal, que logo meu ânimo se igualava ao teu. Era uma conexão implícita existente entre nós, totalmente sem definição. Lembra-se das promessas que fizemos uma a outra? Lembra-se de quando juramos quando estivermos adultas, morarmos juntas com nossos maridos e filhos e a eles poder mostrar o real significado de uma amizade verdadeira? Lembra-se de quando definíamos uma música como a nossa trilha sonora? Lembra-se de quando eu estava triste e você chegava feito uma palhaça para me fazer sorrir como só você sabia fazer? Lembra-se de quando iriamos sair juntas, tudo se tornava especial? Lembra-se de quando pequenas eu não gostava tanto de ti? Mas era aquele velho ditado: “Os opostos se atraem”. Entretanto pequena você lutou como ninguém para adquirir a minha amizade. Com unhas e dentes enfrentou minha arrogância e frieza ao você dirigir a palavra a mim. Não foram dias, semanas ou meses que lutou por isso. Foram anos. Parece impossível acreditar, não? Pois bem, mas ela não desistiu. Eu a desprezava, a ignorava e a machucava, porém no outro dia, lá estava ela mais uma vez ao meu lado. Perguntava-me: “Será que ela não cansa?” conclui que não, ela não perdia se quer uma carga de energia quando o assunto era conquistar a minha amizade. Depois de anos, finalmente nos falamos. Tornamo-nos muito amigas, ela me ajudou como ninguém. Desde pequena eu sofria por ter um tipo físico diferenciado dos outros, mas ela não se importava com isso. Esteve do meu lado e me ajudou em todos os preconceitos que sofri. Não eram poucos os dias que cheguei triste e chorando na escola, em minha direção estava vindo aquele anjo, me abrigar nas tuas asas e acalentar minhas dores. Como uma melodia que transmitia calmaria ao meu coração, ela falava: “O que aconteceu? Vai, conta pra mim”. E instantaneamente uma mensagem era enviada ao meu cérebro e rapidamente estava eu contando o que tanto me atormentava. Parecia cansativo e melodramático, mas ela não julgava a minha dor. Você era o aconchego para o meu coração, era a proteção contra qualquer mal que viesse a me atingir. Contudo, te magoei. Julguei outra como melhor amiga e deixei-lhe de lado. Como ousei? Como fui tão hipócrita com você? Culpo-me eternamente por isto. Você nunca foi de mostrar realmente tudo que sentia, nunca foi de contar ao todo o que estava se passando, e nunca deixou a desconfiar que tivesse se magoado com meu ato. O tempo se passou, e um dia brigamos. Até que no momento de ódio, você deixou escapar o que tanto te afligiu durante anos. Choquei-me, pois não estava ciente de toda aquela dor que durante tempos você guardou no peito. Toda aquela dor estava escondida no seu interior. Princesa, porque então sempre estava sorrindo? Fingindo para todos que tudo estava bem? Enganou-nos todo esse tempo? Até te entendo. Porém por mais que não parecesse, eu me importava. Sim pequena, sua dor também era minha, não se recorda? Como na nossa música… O fim estava próximo, até que ele chegou. Perplexa fiquei ao ouvir tudo aquilo. Não nego que errei muito com você, não nego que você foi uma guerreira para chegar aonde chegou para me ter como amiga, mas não concordo quando me disse: “Você não fez nada por mim, sempre fiz tudo por você, e quando chegava tua vez de me ajudar? Lá estava eu, sozinha”. Isso doeu demais. Você era de poucos amigos, não fazia amizade tão facilmente como eu. Não se lembra de quando você fazia aquelas coisas terríveis com teu corpo e eu chegava ao teu lado e perguntava o que havia acontecido? Não se lembra de que mesmo com todo aquele teu jeito grosseiro e rústico eu estava ao teu lado querendo saber o que se passava? Eu não desistia, recorda-se disso? Não foram poucas as vezes que estive com você quando ninguém mais estava. Creio que você só levou em conta os meus erros, levou em conta tudo de ruim que transmiti pra você, correto? Se eu tiver me precipitado, desculpe. Sei que você aguentou muitas coisas que te fiz, aguentou sem uma vez se quer clamar por socorro. E quando me disse: “Cansei de ser idiota, quem sabe seus novos amigos enxuguem suas lágrimas quando precisar?” Nossa pequena, como isso doeu. Fazer novas amizades não significa te trocar não, entenda. Você sempre iria ser única na minha vida, nenhuma das outras amizades se igualava a sua. Pode até ter parecido que eu havia te trocado, mas nunca, nunca faria isso. Foi difícil acreditar em mim não é mesmo? Tudo bem pequena, eu só quero que você seja feliz. Eu acredito em você, sei que você tá bem agora. Eu oro por você sabia? Mesmo que eu esteja sofrendo por tudo, mesmo que a dor esteja alastrante, eu não deixo de pedir a Deus por você. Ela tem defeitos, ela é possessiva, ela é ciumenta ao extremo, ela é do jeito dela, mas que encanta diante que consegue notar suas qualidades. Mas olha você ai meu bem, totalmente recuperada com a minha ausência não é mesmo? Mas relaxa, eu vou seguir a minha vida assim como você, mas não se descuida não tá? Se não corro feito uma boba pra te cuidar. Chora não pequena, ninguém é digno das suas lágrimas. Agora vou parar com essa melancolia, fui ser feliz, fui buscar a minha felicidade, mesmo que você não esteja comigo nessa. Adeus.

—  Letícia (cabana de Ilusões)
Eu me entreguei e quer saber? Cansei. Cansei de tudo. Vou desistir dele, porque se ele realmente quisesse algo mais sério ou não, já teria falado. Esse negocio de amigos com benefícios/amizade colorida, só dá certo em filmes. E o meu maior erro foi achar que ele seria diferente do outro, que veio, me deu esperanças, me iludiu, foi embora e até hoje não consegui esquecer. Mas ele foi exatamente igual. Eu me entreguei, me apaixonei de novo mesmo não querendo. Tinha me trancado, não estava sentindo mais nada por ninguém, aí ele chega e muda tudo, coloca tudo de cabeça para baixo.
Eu acreditei no “eu prometo, é claro que prometo” e no “a gente dá um jeito”. Eu fui burra, idiota, tola mais uma vez, acreditei nas mentiras e ignorei os sinais de que não iria dar certo, e agora pensando bem, eu consigo ver que fui usada. E eu nem sei se ele sente ou sentiu algo por mim. Mas o meu problema é que eu sonho demais, imagino demais. Sonhei por nós dois, imaginei por nós dois… Amei por nós dois. Outro erro meu: deixar ele saber o que eu sentia. Não cheguei a falar mas, por momentos, gestos e olhares me entreguei. Coisa que eu nunca devia ter feito. Ele é bonito, engraçado, tipo o garoto que você viu naquela foto do tumblr e ficou suspirando depois. Ele tem várias garotas em volta dele, eu sempre fiquei insegura quanto a isso, sempre tentei estar mais bonita do que as outras pra ele reparar em mim e não nelas. Tentei fazer de tudo para dar certo, só não cheguei a implorar porque seria idiotice demais. Eu deveria saber que ele não iria querer se prender, na verdade, no começo, eu dizia para mim mesma “ele não quer nada sério, não agora”. Não agora… Talvez depois… Quem sabe mais pra frente? E foi isso que alimentou minhas esperanças, esse “quem sabe mais pra frente?” Cai direitinho. Me joguei e dei de cara com o chão, quem sabe se é agora que eu aprendo? Quem sabe se eu vou conseguir me entregar de novo? Talvez um dia, para alguém que não faça como ele, ou não. Mas agora? Agora não, eu cansei.
— 

Querido diário: Ele não está tão afim de mim. 

Eu levava uma vida tranquila e eu nunca mais tinha chorado antes de dormir
Mas aí apareceu você. Droga, por que você tem que ter esse sorriso tão lindo? Por que diabos se veste tão bem? Por que mesmo quando está distraído, continua sendo a coisinha mais perfeita desse mundo? Por que eu te deixei entrar em meu coração? Eu deveria saber, eu tinha que saber que quando uma coisinha linda dessas entra no coração é dificil de tirar… Agora eu sei… Como fui tão patética? Como fui me apaixonar por você?
Paro e penso um pouco… Mas calma aí, a culpa não foi só minha. Você fez com que isso acontecesse. Talvez você nem tenha percebido, mas foi nos detalhes que me ganhou. Eu lembro da primeira vez que os nossos olhares se cruzaram e como diz a canção “era tão estranho te olhar dentro dos olhos e ver na minha frente o que eu sempre quis”… É, eu também comecei a te achar nas músicas… Como se não bastasse sonhar com você, eu te via, te lembrava em cada verso bonito da maioria das canções e quanto mais a canção me lembrava você, mais eu gostava de escutar. Como se fosse um vício. Talvez fosse mesmo isso: Você se tornou meu vicio. Fazia mais efeito do que qualquer bebida ou qualquer outra coisa que eu tentasse usar para parar de pensar tanto em você. E sabe como eu descobri isso? Quando até no meio dos meus porres eu lembrava de como eu queria estar com você. E quem dera, quem dera mesmo que fosse só querer, não, não era só isso, eu não apenas te desejava, eu passei a te precisar, eu passei a te ver em outros rostos, eu abrecei inúmeras vezes o travesseiro fazendo de conta que ali era você. Eu fechava os meus olhos e pedia a Deus que você também precisasse de mim, que você pelo menos gostasse do meu sorriso metade do quanto eu gostava do seu. Eu nunca te falei isso. Aliás, eu nunca te falei nem um terço de todas as coisas que eu queria ter coragem de te dizer. Você deveria saber que cada cena feita por mim foi apenas pra achar a sua atenção, deveria saber que eu morria de ciumes e que você não deveria sequer respirar o mesmo ar de todas aquelas tuas amiguinhas, deveria saber também que não era só uma musica, era indireta pra você sim. Deveria saber que em todos os meus textos o “ele” tinha nome, sobrenome e que era você. Você deveria, deveria mesmo ter se ligado que quando eu passei a usar minha franja pro lado esquerdo foi pra parecer com sua ex, você parecia gostar tanto dela e bom… Eu queria que você gostasse de mim. Você também nunca soube, nunca percebeu que quando tentei fazer amizade com todos teus amigos era só tentando frequentar os mesmos lugares que você. Eu mudei tanta, mas tanta coisa por você e você não se deu sequer o trabalho de perceber… Pelo menos é o que ficou parecendo porque assim como todos os outros, você foi embora meu bem. Eu sinto sua falta, e você? Ah, você ainda nem percebeu.
—  Tentativas frustadas de fazer você me notar (escrito por: fernanda fraga)
Eu nunca senti tanta necessidade de ter alguém assim, por que ninguém nunca me fez feliz do jeito que ele fez, ninguém nunca me deu o valor que ele me deu, ninguém nunca me deu tanto carinho assim, eu nunca me senti tão amada em toda a minha vida, ele representa segurança, conforto e felicidade, eu amo tanto ele cara. eu nunca me senti tão presa a alguém como eu me sinto presa a ele, e me faz um bem tão grande, quando eu to perto dele eu esqueço do mundo, esqueço da vida, quando eu vejo aquele sorriso o meu mundo todo para, quando eu vejo aqueles olhos brilhando eu me sinto muito mais que bem sabe.eu não queria ser tão dependente dele, mais eu sou. Acho que o dia mais feliz da minha vida foi o dia que eu o toquei pela primeira vez, quando eu peguei em sua mão, assim que eu o abracei, e olhei no fundo dos olhos dele, eu percebi que toda aquela dor tinha acabado , e que eu o teria comigo e que ele seria meu, assim que meus labios tocaram os dele eu percebi que minha vida toda tinha realmente mudado, e que ele era uma parte muito mais que grande da minha felicidade, quando nossos corpos se colaram como um só eu soube que queria ficar com ele pro resto da vida, assim que soube que eu realmente podia te-lo por perto, esse foi o dia mais feliz da minha vida, agora.. quando eu vejo um casal na rua eu lembro de nós dois , em como éramos, nos momentos que passamos juntos, quando eu vejo crianças na rua eu só tenho vontade de chorar porque eu lembro que um dia ele disse que queria ter aqueles únicos filhos dele comigo, que eu seria a mãe dos seus filhos . e quando eu vejo qualquer coisa relacionada a casamento as lágrimas dos meus olhos automaticamente escorrem, porque ele me disse que um dia seriamos nós dois a estar na igreja e eu seria a de branco…
—  (laritakahashi)
Estava eu no quarto, deitada quase chorando quando meu pai vem até mim e me pergunta o que eu tenho, por que eu estou triste, por que há lágrimas em meus olhos, não consegui responder, só desabei nos braços dele, chorei muito, sem falar nada, sem dar explicações, apenas o abracei forte e com a voz falha falei: “faz essa dor passar, por favor”. Ele meio confuso quis me fazer uma serie de perguntas mas ele sabia que naquele momento eu só precisa de seu abraço.
—  Brunna Cruz

Apesar dos apesares eu não podia deixar de escrever para as pessoas que estão aqui comigo há anos ou aquelas que chegaram essa semana, as pessoas que me dão o prazer de ligar o computador todos os dias e trocar algumas palavras, algumas conversas que duram o dia todo, que as vezes me fazendo sofrer por ships, por fcs, que as vezes fico triste pela tristeza delas e alegre por sua alegria, sim, eu estou falando de você migx, não sei se lembra quando a gente se conheceu, eu possivelmente devo lembrar, mas aposto que não passava por sua cabeça, que seria uma amizade tão legal e engraçada, que nos dá o prazer de responder, mesmo com a distância, nos consideramos amigos fortes, que defendemos uns aos outros, que limpam as lagrimas virtualmente, um carinho na cabeça, um abraço, um beijinho antes de dormir e até mesmo um beliscão. Sou feliz por ter você na minha vida, pode ser que a gente nem se fale muito, talvez a prestação, mas ainda sim, minha vida seria muito sem graça se você não fizesse parte dela.

Quero mencionar algumas pessoas em especial que conheci por agora, que eu tive o prazer de conhecer e estar conversando @morningstarbites, @annebonnywrites, @stuckyplots, @lavsplots, @1x1milla, @1x1inwonderland , @lullyandher1x1 , @anchorsplots acho que tem no máximo duas semanas que estamos mantendo contato e sério eu não poderia adorar mais, conversar com vocês me deixa feliz, é um grupo de pessoas que talvez falei pouco em relação as outras pessoas, mas que eu já guardo no coração de um jeito doce, de um jeito prestativo e cuidadoso; algumas de vocês me seguem já a algum tempo e nunca tivemos a oportunidade de nos falar, mas, como a minha mãe diz: Deus sabe a hora certa, e foi a hora certa de eu poder conversar com a Cecinha, Tati e a Lully, de certa forma, Lou, Lavs, Milla, Bee e Mari, vocês são novas no meu coração mas já ocupam uma parte enorme, talvez conversa jogada fora, talvez conselhos, eu sei que não quero que vocês saíam da minha vida.

E tem também as que já estão aqui há mais tempo e que a amizade continua viva como se fosse renovada todos os dias @karmawrites (@angiehelps), @angelis1x1(@sameloverph), @monique1x1, @jxssy1x1, @alienplots, @californiatalks@irainbowhood​, @mushu1x1, @makelove1x1, @whovianrps, @fayatcharpenet, @helo1x1, @kyliewrites, @minari1x1, @lokadosrps, @acid1x1, @loony1x1, @nessawritesstuff, @jackieofrps, @chasingbutterflies-1x1, @kattalksalotx, @aiwrites, @forensetalks, @1x1lou, @cruciushelp, @nandaescreve, @pennyplots, @madierps, @zlutofrp, @cella1x1, @bri1x1, @astron4uts1x1, @mackes1x1 muitas de vocês eu nem tenho plot algum, a gente conversa, ri, manda memes, conta fofocas, desabafa, sai (Gigi e Julia), troca snaps (Ilki), troca asks carinhosas (não tem como colocar quais aqui pq são quase todas), e tem as que tem plots, que nossa senhora a gente sofre quase toda vez, imaginando como vai fazer o desenvolvimento e etc; vocês são muito especiais pra mim, todxs, vai ver eu só falei com você por um capricho, uma ajuda e de repente a gente ja tava conversando todos os dias sobre a vida e é sobre isso que a vida é, sobre estar se surpreendendo todos os dias com pessoas proximas a você e vocês me surpreendem, vocês me fazem feliz.

Isso tá ficando maior do que eu pensei mas agora preciso mencionar minhas gatinhas lindas @celestialplots e @kitty1x1, vocês duas pai amado, eu não pensei que se nós três nos juntássemos ia sair tanta merda eu juro por DEUS, mas foi a melhor coisa que eu fiz no ano, foi me juntar a vocês e olha, não me arrependo nenhum pouco de ter mandado audios me esgoelando de cantar, nem de mandar foto zoada, vocês são minhas princesas, que eu vou guardar no coração sempre; Tatinha, tivemos desavenças no passado, coisa pesada de uma querer matar a outra e hoje nem parece que tudo aquilo aconteceu, só tenho a agradecer por darmos uma segunda chance a essa amizade; Cel, você é você é véi, já tem uma porção de ano e que só aumenta a vontade da gente se encontrar, você é uma das minhas melhores amigas, só fico muito triste de você ter mais peito que eu, mas você sabe que eu te amo mt que você ilumina a minha vida; aliás, vocês duas eu amo demais.

Não menos importante, quero agradecer as meninas dos rps @hspexupery-rp, @londonightsrp, @areyou-theone3rpg, vocês são FODA, tanto os players que eu amo tanto quanto a adm (eu amo a adm do exupery e do london já que eu to na adm ne bjs) circezinha, aninha, bells e ginger, vocês são lindas obrigada por serem tão maravilhosas, quero desejar um feliz dia do amigo também pro pessoal que jogou no @usp-rp e no @wisconsinrp, vocês são lindos e foram players maravilhosos, mas em especial pra @shimmieplots, que eu conheci no wisconsin e não achei que fosse conhecer uma menina tão MALANDRA que nem essa, Any, você é muito especial pra mim e minha vida é muito mais divertida porquê tem você nela.

Pra finalizar (finalmente, não achei que fosse ficar tão grande) quero desejar um feliz dia do amigo pra você meu seguidor que nunca falou comigo e pra todos nos geral, quem eu marquei, quem eu esqueci de marcar (faz parte ta eh mta gente), minha vida não é muito agitada, na verdade é bem enjoada, mas entrar aqui e ser a Lee me faz muito melhor, a solidão que eu sinto acaba, ansiedade, angustia, trocar algumas palavras com algumas de vocês me deixa muito feliz, as vezes recebo mensagens como “eu sempre quis falar com você” “te admiro muito” e “eu tinha vergonha de te chamar no chat” fazem com que eu não desista, todos nós temos ene problemas e eu também, aliás, eu sou humana, e falar com vocês faz com que eu cure de todas as paranoias, mesmo que as vezes a tag esteja uma guerra, eu tenho orgulho de jogar com todos vocês, de compartilhar meus gostos e as minhas ideias, eu sou uma pessoa melhor por isso… quando eu me sinto triste e sozinha, eu entro aqui, as vezes eu não consigo quando tá demais, porém na maioria das vezes eu vou dormir feliz por ter trocado algumas palavras com vocês. Quero que saibam que estou aqui do outro lado da tela sempre que precisarem, é só me gritar ou como eu digo “dar a famosa curtida na publicação” djfkfdjdfdfds ser Lee é maravilhoso, porque vocês despertam um eu diferente, que eu não costumo usar sempre, mas que eu to aprendendo a aflorar e só tenho agradecer, migas e migos, amo vocês! xx

Mas sou assim, às vezes uma tristeza imensa invade meu coração, sem permissão para estar ali, toma conta de mim. Uma tristeza que não sei explicar, uma tristeza que flui das mais internas e quase imperceptíveis nascentes de sentimentos que residem em mim. Tento disfarçá-la, pois é, apenas tento porque não consigo disfarçar tamanha tristeza com um sorriso amarelo, até quem não me conhece percebe. Talvez eu realmente não saiba o que seja toda essa tristeza - todo vazio que toma conta de mim - mas talvez saiba, e queira apenas me enganar. Não exatamente me enganar e sim poupar decepções.
—  Evidências.
Porque? Porque eu insisto em sentir a sua falta quando você se quer lembra o meu nome?
Me disseram uma vez que eu só sinto falta, só gosto de quem me faz sofrer, será que é verdade?
Porque eu realmente sinto a sua falta, eu realmente sofro por isso enquanto devia me sentir feliz com quem está do meu lado, segurando a minha mão quando eu preciso. Mas eu preciso de você, preciso muito de você.
Você tá aí, me evitando e fingindo que eu não existo e eu aqui, tentando fazer o mesmo, mas ainda olho suas fotos as vezes, ou abro seu facebook, talvez só pra me machucar mais.
Com você, apesar de tudo, eu me sentia completa, satisfeita. Sem você é como se por mais que eu esteja feliz, sempre, sempre vai faltar alguma coisa, algum pedaço que foi embora com você, eu não me arrependo de nada, eu faria tudo de novo. Por você, por mim, por nós.
Nossos caminhos que eram tão juntos, tão iguai, agora estão longe um do outro.
Eu fui “mais uma” e ela é mais uma comodidade pra você, que você pode beijar, abraçar e etc, quando bem quiser, agora ela é que vai cuidar de você quando você e sua mãe brigarem, ela que vai te proteger, te mimar, te animar quando você estiver mal. Por isso você preferiu ela, por você poder tê-la quando bem quiser, por pura comodidade.
E eu realmente espero que ela faça isso direito, que ela cuide de você, te proteja, te anime e te faça o cara mais feliz do mundo. Eu realmente te desejo toda felicidade do mundo, independente com quem você esteja.
Mas ela? HAHA, pra ela eu deixo todo o meu desprezo, ódio, rancor e principalmente meu nojo, esse é unico e exclusivamente pra ela, que me tirou o que eu tinha de mais precioso, a parte mais bonita da minha vida, a única coisa que valia a pena pra mim, você.
Mas você não vai mais voltar, vai? As vezes eu penso que talvez fosse melhor não, nada seria como antes, “eu te amo” já foram ditos a outras pessoas, promessas e juras já foram feitas a outras pessoas.
Só queria saber quando eu vou parar de me sentir assim, tão vazia, tão triste e instável, e sentindo a sua falta aqui, você me fazia querer lutar por nós dois, mas eu ví que eu era a única que queria isso.
Você lembra? Das juras, das promessas, das palavras, das madrugadas, das brigas bobas, do dia que a gente conversou durante 10 horas seguidas? E eu tinha certeza que não importasse o que acontecesse, você estaria ao meu lado, sempre. Eu ainda lembro disso, de tudo isso.
E mesmo apesar de tudo, eu preciso de você, preciso de você comigo, mesmo que seja pra chamar de amigo.
Eu sinto sua falta, porra.
Eu confiava em você, te considerava muito, você era muito importante pra mim. Mas quando percebi que, apesar de te conhecer como ninguém, apesar de saber dos seus segredos, das suas angústias e dúvidas, eu não representava a mesma coisa pra ti, simplesmente desisti. Não confio mais, não quero mais saber ou me importar… Se quiser conquistar minha confiança de novo? Boa sorte… não garanto nada.
—  Laiza Soares

Hoje pela manhã, sentei em minha cama e liguei aquelas músicas que derrubam qualquer um, decidi chorar um pouco, esvaziar esse saco de falsidades e mentiras, lavar essa maquiagem “sorridente e alegre” que dá brilho ao meu rosto. E liberei todas as lágrimas que segurava, me desfiz em choramingos e gritos silenciosos. Sozinha, sem nenhum amigo para passar a mão entre meus cabelos e me acalmar. Não tinha ninguém pra fazer isso, na verdade, nem isso nem nada. Quando notei que faltava alguém ali para me ajudar a por para fora todas as dores, chorei mais, e aí sim veio a carência que já estava atrasada. Me esqueci de tudo lá fora, era só eu e meu travesseiro encharcado o que importava. E no meio dos meu soluços procurei me acalmar, já vinha a minha mente a ideia de me machucar mais, dessa vez fisicamente, me cortar, me arranhar, me matar quem sabe. Mas aí usei todas as minhas foças para me impedir de fazer algo assim, tentei de todas as formas buscar algo bom de verdade na memória, algum motivo para me fazer ficar aqui, mesmo que vagando, mas existindo. Foi quando lembrei de Deus. Enxuguei todas as gotas de minhas bochechas com minha blusa surrada e velha. Lembrei de tudo de bom que ele faz, e pude ouvir ele me dizendo para não desistir. Me restou obedecer.

A última porta se fecha e a ultima lâmpada se apaga, enfim, ela está livre de quaisquer perguntas. Sua voz emudece junto com a televisão, seus medos gritam livremente pelo silêncio da casa, seus pensamentos se libertam dela mesma, seus sonhos pairam pelo ar, lembranças giram freneticamente por sua mente a deixando tonta. Sem saber o que fazer ela perde as forças, seu corpo desliza até o chão, a cabeça aconchegada na parede amiga que por incontáveis dias guarda segredo de repetida cena. Lágrimas percorrem o longo caminho de seus olhos até o chão. Lágrimas que outrora traziam esperança de que momentos se repetissem, agora carregam a certeza de que instantes felizes não se repetem. Ela contesta o “sempre” e o “juntos”, ela vive em uma busca incessante por alguém perdido em memórias, ela cala para acusações e verdades, ela se fechou. Ela não quer se entregar ao sono, pois sabe que terá pesadelos piores que sua realidade, ela deixou de idealizar um futuro que talvez não exista. Sem rumo certo, sua alma se liberta de um corpo cansado e sai tentando aliviar imenso peso é o peso das dúvidas e da fraqueza, quem sabe assim, separado de um corpo inútil e já sem vida ela consiga finalmente se sentir feliz ou somente em paz. (p.r)

  • Listen
Play

Tava ouvindo essa música agora,advinha em quem lembrei? É,foi você. Pra uns é novidade,pra outros nem tanto. Pra mim é costume. E eu reparei na letra e define meu momento tão perfeitamente,engraçado como ela expressa meus sentimentos em uma só melodia. Sei que já tá cansado em saber que meus dias só servem pra pensar em você,mais o que posso fazer? Meu coração tá inteiramente entregue a ti. Já tentei te esquecer por 20 minutos,mesmo sabendo que seria atoa,eu tentei só pra quando perguntarem “Você tem que esquecer ele.” responder “Eu tentei,não consegui.” No fundo todos que me conhecem sabe que não quero te esquecer,não quero seguir em frente que por mais todo dia derrame gotas de sentimentos isso tudo vale muito a pena. Uma parte de mim tá triste,outra parte tá perdidamente apaixonada. Então não importa se estou triste agora,cada pedacinho vai te amar cada vez mais. Todos que me veem e tentam parecer se importa fala “O amor supera tudo.” Queria que fosse simples assim,queria que o desejo não fosse nada,queria que o frio precisando do teu calor fosse insignificante,queria que essa distancia fosse somente km para ser superados. Sabe,por mim,eu superaria qualquer coisa.. Mais e por você? Você enfrentaria o céu e o inferno por mim? Tenho medo da resposta mas curiosidade de sabe-la. Porque eu te dou tudo que posso,mais parece tão pouco. E por mais que esteja tão distante,me sinto segura somente em um “Ei,eu vou cuidar de você,pra sempre.” Me sinto abraçada somente com um “Eu te amo.” Meus sorrisos são dependentes de você,cada dia que passa eles estão ficando raros e só significa uma coisa,uma unica coisa.. Você não está mais aqui. Onde tá todas promessas? Onde tá o significado do “Pra sempre”? Onde tá você pra mim? Minha cabeça passa por tantos questionamentos que só você conseguem cala-los,só você consegue tirar todas as duvidas que ainda existe no meu coração. Mais como diz a música “Aonde quer que eu vá,levo você no olhar” Mesmo com a saudade batendo dentro do meu peito,consigo sonhar,consigo te sentir perto de mim novamente. E sempre lembrando de todos momentos,principalmente de cada “eu te amo” vindo de você. Ei,meu anjo protetor eu te falei que nunca desistiria de você,não falei? Eu to cumprindo.. Agora onde tá suas promessas? Será que você vai cumprir? Ou vai ser somente mais palavras jogadas ao vento? Venha me provar,venha calar a boca de todos que duvidam do nosso amor. Venha fazer acontecer. Tua eterna pequena,te espera. Eu te amo.

Fria Solidão for you…

Muito tempo que não lhe escrevo. Talvez por não querer lembrar ou por não ter mais o que escrever. O que irei falar agora? Que me deixou? Que o amor acabou? Que a culpa é sua? Não, nada disso me conforta. Nem as palavras me confortam mais. É difícil sabe? Passar tudo o que sente para o papel. Transformar sentimentos em meras palavras. Tentar passar momentos para textos. É tudo muito complicado. Ainda mais não quando se entende o que se passa ou o que está sentindo no momento. É desonesto falar que a culpa foi sua. Não somente sua, mas minha também. Se meu amor fosse suficiente ficaria. Se eu fosse suficiente ficaria. Sou fraca, fraca por não dizer que sinto sua falta, que te quero, que te amo. Fraca por não ter a coragem de te falar nada. Fraca por não ter dito se quer uma única palavra quando fostes. “Travei”. Não consegui falar, não conseguir gritar. Pensei que ainda entendesse meu silêncio. Mas, nem isso tentou decifrar. Só, fostes. Para longe de mim, do meu amor, do meu calor. Percebendo agora, acho que sou eu. “Você?”. Sim, eu. Eu sou o problema. Um problema não resolvido. Um problema cansativo. Um problema transcrito. Lido e relido. Mais não descoberto. Não desvendado. Não decifrado. Por quê? Sou complicada demais, tenho detalhes demais. E talvez, por isso, ninguém tenha a capacidade de me montar. De desfazer toda essa bagunça. Todos desistem. Perdem a paciência. Deixam de lado. Alguns até tentam, mais outros, ah! Esses outros fingem que tentam. Ninguém gosta de nada complicado. Todo mundo gosta do “fácil” e do “simples”. Aqueles que você olha “Esse? Esse é fácil demais. Eu decifro na ponta da língua”. Mais eu… Eu não. Sempre a desvendada por último. E quando me decifram, eu já virei outro quebra-cabeça e mais quebrado ainda. Mais complicado. Mais magoado.

            - Carta para um amor!

Esses dias eu estava pensando em você, em nós, pode-se dizer que está acabado entre nós, será mesmo? Eu andei pensando muito, eu sinto sua falta. Falta não só de você falta de seus carinhos, de seus chamegos, falta da nossa vida juntos, falta dos nossos momentos, falta de você. A dias que essa saudade domina meu peito, e esse vazio domina meu coração, seu rosto angelical não sai dos meus pensamentos. Sabe aquela música que costumávamos cantar juntos? Basicamente todos os dias? Ela não sai da minha cabeça, ver você partindo, doeu, doeu muito. Desde a infância juntos e ver onde você sendo enterrado e uma das piores coisas que eu já vivenciei. Eu preferia ter ido junto com você, talvez não seria causada tanta dor assim, seria menos doloroso te ver partir desse jeito horrível, tão brutal, ver aquelas pessoas descendo onde hoje será o seu lar, aquela dor de saber que eu nunca mais poderei tocar em sua pele macia, ver seu rosto angelical ao não ser por uma mísera foto, sentir sua pele em meu, seu corpo me esquentando. Aquela praça que iriamos todos os fins de semana hoje já não faz mais sentido ir la e saber que não vou ficar agarradinha com você, que não vamos mais tomar um sorvete, ficar sentado la jogando conversa fora. O mais doloroso e saber que você não volta mais para os meus braços, que tudo não vai mais passar de lembranças. Hoje as fotos não são só lembranças que me corroem por dentro de sentir sua falta cada vez mais que as vejo. Algumas pessoas dizem que você só se foi pois Deus queria você mais perto dele, mas eu te perdi e doloroso pra mim, choros e mais choros, insonias e mais insonias, também dizem que você esta em um local melhor, eu posso dizer que está sim, mais a falta de você esta me corroendo por dentro, está acabando comigo. Você e é sempre será o meu grande amor, você e insubstituível. A saudade aperta cada vez mais todos os dias, a falta de você aumenta cada vez mais… Sei que nunca chegará a ler está carta, mas eu quero que você saiba mesmo ai do céu que eu amo você. (SDFJ)

Sabe quem eu sou? Aquela menina que você um dia ousou chamar de melhor amiga. Aquela que te ajudava sempre quando você brigava com o seu namorado. Aquela que, antes mesmo das tuas lagrímas caírem, eu já estava ali, do teu lado, para impedi-las. Aquela que, te ligava todo dia, pra perguntar se você estava bem. Sou aquela que se importava de verdade contigo. Mas você jogou fora tudo que passamos juntas, como se fosse um nada. Mas, tudo bem. O mundo gira. E você vai perceber que as meninas que agora você chama de “amigas” não fariam nem a metade do que eu fiz por você. Mas , obrigado por tudo. Adeus, amiga […]