escorregando

instagram

Getting worming up with one of my favorites songs “Escorregando by Ernestho Nazareth” #escorregando #slippering #Ernestonazareth #piano #playingatchurch

Sabe aquela sensação de que aquilo que vc tanto gosta e quer perto, está escorregando pelos seus dedos e vc não pode fazer nada. Uma sensação de impotência e de falta de controle, dói. 

But the heart wants what it wants || HaeNam

Ele estava magoado, como não se lembrava de ter estado em semanas. Muitas coisas passavam por sua mente agora. Não só as corriqueiras a respeito de HaeJin finalmente ter cansado de si, mas como estaria se agarrando com alguma outra pessoa em Daegu. Ou se drogando. E também SeungHwan. Nem mesmo por um instante ele cogitou a ideia de ficar com o outro. Fazia a linha de quem possivelmente sabia que era traído, mas ainda assim não deixaria o namorado porque o amava ao ponto da completa estupidez. Em diversos sentidos.

Até descobrir que ele não estava em Daegu. Mas em casa. Quis socar Hansol, mas imaginou que ele só estava atendendo a um pedido do amigo.
Desceu do táxi prometendo manter toda a sua dignidade, mas, ao fitar o portão, sentiu esta escorregando por seus dedos. Ele queria saber o que diabos estava acontecendo, que é que tinha feito para ser tratado de forma tão rude. Dignidade ele teria se ficasse quieto em casa depois de ter sido verdadeiramente esculachado. Mas MiNam já havia perdido seu juízo há muito tempo, de todo jeito.

Não gritou pelo namorado. Tocou a campainha educadamente e Hansol veio atender. O mais velho insistiu que HaeJin não estava em casa. Nem mesmo o tweet que lhe serviu de motivação existia mais, mas mesmo assim ele passou. E entrou.

Se moveu silenciosamente enquanto vasculhava os cômodos. Em algum ponto Hansol parou de segui-lo, alegando algo sobre não ser problema seu, afinal. O que MiNam agradeceu mentalmente. O último lugar que restava era o quarto de HaeJin. Ele teria ido direto lá, mas parecia tão óbvio… Lembrou-se que não deveria testar a inteligência de HaeJin, fosse com o que fosse.
Abriu a porta do quarto com diversas frases na ponta da língua. Nada saiu.

closed @cath

Violet viu a chuva começar de dentro da igreja e suspirou, não tinha guarda chuva e Joey havia sumido, decidiu que ia andando na chuva mesmo, mas quando pretendia descer as escadas da igreja acabou escorregando e levando um tombo feio, rolando escada abaixo, sentiu seu corpo doer, principalmente o tornozelo, ainda assim tentou levantar, inutilmente… Havia torcido o tornozelo. 

OPEN

stjernestxv

Ela estava exausta de ter fugido mais uma vez de algum lugar que estava vivendo. Estava com leves ferimentos no corpo, pois corria nua na floresta para que não fosse pega por aqueles que a perseguia. Ela caminhava cambaleando entre os arbustos e galhos, quando encontrava um sinal de vida. Primeiramente se escondia para poder observa-los, estavam pendurando roupas, o que era perfeito para Melusine. Quando saiam, ela corria para pegar algumas roupas que poderiam servir nela e logo voltava para a floresta.

As roupas ficavam um pouco grande nela, principalmente a calça, mas não tinha outra escolha. Arrumava o sobretudo e o cabelo, tentando ficar o mais apresentável possível e assim, contornava a casa, caminhando mais um pouco em rumo da cidade. Ela caminhava por ali, tentando disfarçar, porém sua calça estava sempre escorregando um pouco e parou perto de uma cafeteria para ajustar a roupa. - “Droga de roupa, não quero passar vergonha

Muito dizem para mim e pro Ander “ vocês não tem carro e por isso são limitados a ir em outros lugares, mais longe…” E eu penso “será que vc já sentiu tudo que a gente sente andando de bicicleta?! Já se aventurou? Já caiu com seu namorado no chão dando risada depois de tentar tirar uma selfie? Já tomou chuva de verão? Já deu tchau para pessoas no carro admirando sua beleza negra? Já saiu correndo de um bicho no meio da floresta? Já se aventurou andando na neve quase escorregando?! Já desviou de poças de água levantando as duas pernas? Já apostou corrida com seu amor? Já fez decidas rápidas em viadutos, e gritou bem alto pra soltar tudo que tem guardando dentro de você? Já desafiou seu corpo a pedalar km de distancia que você nunca imaginou que conseguiria e conseguiu? Já deu tchau pra criancinhas que ficam te olhando e elas te devolvem o tchau? Já curtiu um dia ensolarado, um final de tarde parando em um canto qualquer? Vc contribui para o meio ambiente? E para o seu corpo/mente?

Se eu quiser parar de andar de bike eu consigo andar de carro. E você que vai em qualquer lugar (perto) de carro conseguiria andar de bike mais longe?

Não quero dizer qual é o melhor, entendam como quiserem.
Sei que quando eu for mãe necessitaremos de um carro mas nunca queremos abandonar essa qualidade de vida.
Pretendemos andar com nossos filhos e conforme a necessidade utilizar carro.
E pra finalizar, quem anda de bicicleta com certeza tem menos opções de lugares pra ir mas faz coisas muito legais que quem tem carro não passaria jamais. E quem tem carro vai em lugares que, de bike não se pode ir.

Um monstro comeu minha amiga.

Ele começou a mordiscar os dedos dos pés e ela tentou limpar as feridas
com etanol e THC.

Quando a sua boca ávida atingiu seus joelhos, ela disse, eu acho que estou sendo consumido e eu lhe disse que ela só precisava de descanso.

Provavelmente, ela respondeu.

Então ela dormia
E ela bebeu
E comeu
E ela fodeu

E ainda ela sentiu-se escorregando para baixo sua garganta.

Ela parou de lutar quando chegou a seu peito a causa estava perdida, pensou

Foi quando eu fiquei preocupado
demasiado tarde, é claro que eu estou sempre tarde demais.

Um monstro comeu minha amiga
e eu estou com medo que ela nunca vai voltar.

Muito obrigada!

Eu tive a deliciosa oportunidade de sonhar que estávamos beeem juntos, deliciosamente encaixados, escorregando um no outro perdidamente! Acordei muuuito feliz! Obrigada!!! 😋😋😋

baeltifull asked:

Zachary: ☂ ♥️✉️♣️

☂: It’s pouring down and your muse forgot their umbrella, will my muse offer up theirs?

Dione estava muito próxima das portas do castelo, apenas vendo a chuva cair, esperando uma brecha para poder ir até as estufas quando viu uma cabeleira loira andando na chuva. Ela franziu o cenho e abriu seu grande guarda-chuva e correu para o garoto, quase escorregando quando chegou no mesmo. - Oh merda! - Di se segurou no garoto para não cair e colocou o guarda-chuva sobre os dois. - Sinto muito..- Ela corou. - Deveria ter perguntado se gostaria de uma carona primeiro, mas já que eu.. eu já estou aqui. É. 


♥: The favorites of my muse- can be anything from music to sex positions, you’re allowed to specify what you want.

The favorites of my muse: Galaxy;

Você consegue ver o quanto a galáxia é linda? É um lugar enorme, com segredos completamente ocultos, é…é um enorme aglomerado de estrelas, planetas, gás e poeiras ligados pela força da gravidade, assim como pela ainda pela pouco conhecida matéria escura. Consegue entender isso? “ Nossa galáxia, a Via Láctea, é apenas uma entre bilhões de outras, sendo sua posição perfeitamente irrelevante. Nosso planeta não ocupa uma posição especial no sistema solar, nosso Sol não ocupa uma posição especial em nossa galáxia, e nossa galáxia não ocupa uma posição especial no Universo. O que temos de especial é a habilidade de nos maravilharmos com a beleza do cosmo.“


✉: For a regular text message from my muse.

[text] Ei, sinto muito incomodar, quem é você?

[text] Eu tenho seu número aqui com um nome estranho, só queria confirmar.

[text] Desculpa incomodar mesmo.


♣: Here, have a not so regular (maybe even a dirty one) text message.

[text] When I wake up well I know I’m gonna be

[text] I’m gonna be the man who wakes up next to you

[text] Não necessariamente o homem, mas se quiser…

[text] Dios mio, você é tão quente..

[text]  Eu realmente enviei isso?

[text] Sinto muito! Que vergonha.

gabifernanda-love asked:

Oie anjo, amo seu tumblr, sigo faz tempo, mas acho que nunca mandei ask. Mas queria perguntar. Como é sua alimentação?

Oiiii, xuxu!! Antes de tudo, quero agradecer pelo carinho… É muito bom saber que vocês gostam daqui (;
Bom, a minha alimentação, num geral, é boa. Durante a semana eu como mais verdura, legume e proteína… O que pesa mesmo é no final de semana, em que eu acabo “escorregando” nos doces, que são o meu ponto fraco ): como frituras beeeem raramente e refrigerante é mais no fim do ano. Ainda não é uma alimentação perfeita, pois não ajuda muito a emagrecer, mas com o tempo eu vou melhorando isso…

Volte sempre aqui!!!
Beijos mil e se cuida…

Perdi, perdi-te e perdi-me...

Mais uma terça-feira em que a luz do sol fura pela persiana, mas por sua vez, o quente que outrora esteve presente, sumiu. Entre os raios que esbatem na parede, consigo assistir ao pó assentar, lentamente vai vagueando sem direcção, num quarto sem alma. O ar, está denso. O peso da amargura que aqui habita, tornou-se excessivo, caótico.

Acordei mas não quero sair destes lençóis, não quero sair da minha zona de conforto e viver a realidade. Uma realidade onde tu não existes, onde tu deixaste de fazer parte da minha vida. Quero fechar os olhos e ver-te, quero inspirar e sentir o teu cheiro, quero fechar os dedos e sentir o teu cabelo, no meio deles, escorregando, dançando.

Quero adormecer e sentir-me aconchegado, mesmo tu, não estando a meu lado. Quero continuar a deixar uma almofada a mais na cama, mesmo sabendo que não vens reclama-la. Quero aquele chat, aquela troca de mensagens, a preocupação de desejar boa noite antes de adormecer. Quero a cereja no topo do bolo. As tuas meias de algodão a fazerem-me cócegas debaixo dos lençóis. Quero tudo e nada tenho, do querer ao ter, a distância é longa. E um homem sedento pouco conseguirá caminhar…

Eu perdi. Perdi-te e perdi-me. De todas as maneiras e feitios, mas o pior foi perder algo que nem sequer era meu para perder. Porque o que havia, existia na minha cabeça, nas minhas invenções, nos meus sonhos. A esperança foi-se e com nada fiquei, de mãos abertas escapaste-me e eu sem forças não corri.

Mas não fui o único que perdeu…

Perdeste todas as terças-feiras de todas as semanas, de todos os meses, de todos os anos. Perdeste cada momento íntimo, cada olhar, cada beijo, cada toque. Perdeste o pequeno-almoço na cama acompanhada da risada matinal. Perdeste passeios pela praia e junto ao rio, perdeste o som das gaivotas e o rebentar das ondas, deixas-te fugir o vento e esse, as luzes da noite levou e a brisa do dia, parou. Perdeste as noites de rádio no carro, de vidros embaciados e climas esquentados. Sem me alongar, perdeste imenso e nem conta deste.

Infelizmente, perdeste uma vida. Mas o que me entristece mais, é que a culpa não é tua.

A culpa cai em quem te fez perder a coragem de começar algo novo, algo diferente, algo com cores.

E se eu pudesse mentir, dizer-te-ia que não tenho saudades tuas.

- Pensamentos e marés