era minha felicidade mesmo

E hoje menti, para ele, e para mim mesma. Disse não haver mais sentimento, a quem estou querendo enganar ?
A verdade é que o sentimento só não é recíproco da sua parte. Você nunca gostou de mim, apenas da minha presença quando ela lhe deixava. Precisava ter alguém que estivesse ali, preocupada em manter um sorriso em seus lábios. Alguém que soubesse que algumas horas sem, já faria falta.
E eu era esse alguém, a pessoa pela qual você pedia para estar sempre por perto, e eu permanecia, sem me preocupar se para garantir sua felicidade, era por em jogo a minha.
Você dizia sentir o mesmo, quando na verdade, sentia-se apenas bem em minha companhia, por ninguém nunca ter lhe tratado como eu lhe tratei. Por ninguém nunca ter encontrado em seu sorriso antes, a felicidade. Por nunca ter conhecido alguém com pensamentos, caráter, gostos e atitudes tão parecidas com as suas. Alguém que se preocupasse tanto e estivesse sempre disposto a lhe ouvir e aconselhar.
E eu ? Sempre gostei dele, mesmo doendo e sabendo que não dá para gostar por dois. Mesmo sabendo que depois de tudo, não receberia nada em troca. Mas também sei o que quero, e certamente me iludir mais uma vez não está dentre os meus planos. Quero poder me doar, ter alguém por inteiro. Afinal, não da para desenhar um coração, com apenas uma das metades.
—  Luciana Galhardo
Então vamos lá, mais uma vez me pego escrevendo para você. Jurei mil vezes para mim mesmo que nunca mais escreveria, e todas às vezes disse ser a última, mais eu sempre acabo escrevendo. Talvez seja porque você ainda continua sendo o amor da minha vida ou apenas porque eu odeio o fato de não ter você ao lado para falar o que sinto ou expressar, então a única maneira que encontro para falar com você e sentir você um pouco mais perto e escrevendo e vivendo tudo aquilo de novo, mesmo que seja só em lembranças. Dessa vez não vou falar o quanto você foi ruim e nem mesmo como você estragou o que tínhamos, eu queria mostrar para o mundo o quanto você foi bom para mim e o quanto eu ainda preciso de você. Mas você ta tão distante, na verdade sempre esteve, mas eu sentia sua alma aqui junto da minha e hoje não mais. Me acompanham os sorrisos, brincadeiras e até mesmo as brigas, várias lembranças passam na minha mente nesse momento de solidão. Eu só queria você aqui, como era antes, na presença física da qual se doava inteiramente pra mim. Se prendia num mundo que era só nosso. Me encontro aqui, com lembranças e a falta de coragem para lhe dizer tudo que sinto, uma insegurança, medo da rejeição. Não é necessidade, é saudade. Sinto falta de você e de nós. Sinto falta do seu cheiro, do seu chamego e do quão bonito soava meu nome ao som da sua voz. Sinto falta do seu toque, das suas mãos apertando minha cintura, da minha coxa sentido o calor do seu corpo. Eu apenas sinto falta. Sou saudades infinitas de nós, sou um álbum de mil e uma palavras sobre tudo que sinto falta em você e em mim. Pois é, porque até saudade de mim perto de você, eu consigo sentir. Eu não necessito de você, eu apenas descobrir que você foi a melhor coisa que me aconteceu e sinto falta da minha fase feliz. Aquela frase clichê que todo mundo fala “eu era feliz e não sabia”, mas eu sabia. Sempre soube que a minha felicidade era estar contigo, mesmo com os nossos momentos de brigas. Mas acabou. Hoje me pego apenas lembrando da nossa vida e sonhando com a continuação dela, um grande sonho que já nem sei mais se é possível. Me pego pensando como as coisas teriam sido se tivesse dado certo e olha, admito que seríamos um belo casal, um casal com mil histórias pra contar para os netinhos. Uma história de amor tão bela que não me arrependo das coisas que fiz e nem das coisas que deixei de fazer. Uma história de saudade, com um gostinho de quero mais.
—  By: Larissa B., Ana Beatriz, Marcela and Paloma written in imperfeita-s.