ep: 06

Liza foi abrir a porta ainda sonolenta e curiosa para saber quem há incomodaria tal hora.
– Olá minha querida amiga, linda, bela e com uma cara amassada de sono. – Cumprimentou a “visita” logo que Liza abriu a porta.
– Jason! Queria dizer que foi bom revê-lo também, mas não foi. Isso não é hora de vir na casa dos outros.
– Ah! Bom, já são 9 horas, isso não é hora de estar dormindo, ok? – Jason saiu entrando na casa de Liza.
– Antes as pessoas esperavam ser convidas para entrar. – Resmungou Liza.
– Você sabe que não tem essas coisas comigo. – Jason deu um pulo no sofá.
– Aham, infelizmente eu sei… Mas enfim, por que esta na minha casa tão cedo?
– Vamos direto ao ponto, tive uma ideia para conquistar ou reconquistar a Cath.
– O que eu tenho haver com isso? Não podia esperar passar de meio dia? Estou de folga seu idiota.
– Não era essa pergunta que eu esperava ouvir, ainda que você me ama e não liga para esse negocio de horário.
– Quem disse que eu lhe amo? Quem disse te iludiu!
– Uol, calma ai garota! – Liza olhou furiosa e tremendamente irritada por ter sido acordada àquela hora – Enfim, sabe como vou conseguir isso?
– Não acordando ela 9 horas da manhã no dia de folga. Acertei?
– Não, cara. Para de reclamar e me ajuda. Eu preciso de você.
“Sério Jason, você precisa de mim para conquistar uma garota! Acha que vou ajudar o homem que eu gosto a conquistar outra mulher que não seja eu?” Pensou Liza, mas preferiu responder outra coisa, como – Claro! O que eu não faria pelo meu querido e amado amigo.
– Obrigado, querida Liza. Bom, estava pensando em mandar uma carta para ela dizendo “Querida Catherine, acalma-me com facilidade ouvir as palavras proferidas pelos seus lábios. Sinto falta de ouvi-las, você não imagina o quanto. Peço-te perdão por não ter lhe dado o valor devido quando tive oportunidade, hoje lhe peço que me dê mais uma chance para demonstrar tudo o que sinto através de pequenos e grandiosos gestos. Não vou tomar todo seu tempo com esta carta, queria olhar nos seus olhos e poder dizer tudo o que sinto. Mas você não quer me ver. Porém, eu ainda prefiro imaginar que vai dar tudo certo e que não haverá um final entre nós dois.
– Com amor, Jason.”

Os olhos da Liza encheram de água, ela simplesmente ficou sem reação. Não sabia o que responder.
– E então Liza, ficou boa? – Ela não respondeu, apenas balançou a cabeça negando e saiu correndo para o banheiro. – Vish, o que eu fiz de errado? – Sussurrou Jason – Vou lá ver o que aconteceu.

—  Aflorardes: Rejeitados | Capitulo VI