enxerguei

Bateram na porta, pensei ser mais um vendedor ambulante e logo ignorei. O barulho de batida se repetiu por dias e dias, e tornei a ignorar cada toque, até que se cansaram, logo pensei. As batidas retornaram um tempo depois, olhei pela janela e não enxerguei nada, então acendi a luz. Não eram os vendedores ou só mais um desconhecido, como havia pensado. Era alguém bem antigo, que partiu de repente sem que eu pudesse notar, e voltou da mesma forma, de repente. Eram as palavras retornando ao seu lar, e junto com elas, trouxeram um ar de recomeço, de esperança. Não sei por quanto tempo elas pretendem ficar, se estão fazendo somente uma visita ou moradia, então, todos os dias deixo a luz acesa.
—  Camila Cardoso.

eu só consigo lembrar que eu tenho saudade
e que essa foi a unica coisa que sobrou.

isso não é exatamente de ti,
é mais aquela vontade que eu tinha,
os planos, os amigos,
as loucuras que eu encarava sem medo,
o sorriso estampado na cara
e tuas músicas pra acalmar meu dia.

eu sinto falta daquela menina
que queria a todo custo
ser jornalista e que exalava
cheiro de “tô nem aí”,
aquela que tinha sonho nos olhos
e sangue querendo saltar das veias.

eu sinto falta de quem eu queria ser,
pra te mostrar no fim do dia.

era da tua alegria na vida que eu me inspirava.
eu enxerguei tua alma querendo escapar da íris
e quis pintar todos os meus cantos mais escuros.

(desculpa, tentar te fazer de segunda pele)

E a cada dia que se passa, meu único questionamento é, onde será que anda o garoto de cabelos escuros, pele clara, cara de sono, e voz de marrento, que eu tanto amei, que eu tanto me apaixonei, que tanto pensei, sonhei, criei… eu o criei, na ilusão que ele de algum jeito pudesse ser diferente, mais você com o tempo me mostrou que não era. Talvez nem todos são iguais, mais ele… Ah, ele era igual os piores, mas eu, bem, eu não enxerguei assim, pensei que o “Eu te amo” dele, era real. E eu confesso, que acreditei, que ele nunca me esqueceria, e que eu fui a melhor menina que apareceu na vida dele, bem, foi o que ele me disse.
Ele vivia vacilando, e se desculpando, e brigando, e eu pensava, que em algum momento isso ia passar, ia melhorar, pensei que fosse uma fase, mais era ele sendo quem ele é.
Me iludi por um ano e meio, pensando em uma vida ao lado dele. Mas depois eu comecei a enxergar, que o “Bom dia amor!” era costume, e ele devia fazer com todas, o “Eu te amo, e nunca vou te esquecer” foi apenas uma forma de me deixar aqui, sempre a disposição dele, mas, eu cansei, e coloquei um fim, e depois de tantas idas e vindas, tive certeza, de que aquele “amor” não era pra mim…
Me senti mal, por meses. Pensei que aquela dor, nunca iria parar. Mal sabia eu que existia vida após aquele termino, existia sim uma vida maravilhosa sem ele, e eu continuaria existindo com, ou sem ele. Bastava decidir se continuaria sofrendo, ou o deixaria no passado…
Fazem pouco mais de 5 meses que aquele “amor” todo, teve um fim. Confesso, ainda dói, mas cara, iria doer muito mais se eu continuasse ao lado dele, chegando em casa e me trancando todo dia para chorar, ficando doente a cada vez que ele terminava e depois de 2 dias voltando, dizendo estar arrependido… Teria me feito mal, muito mal, continuar ao lado dele, porque ele, não vai mudar, mais sem ele, eu mudei, para melhor, para muito melhor do que eu pensei que podia ser. E ele? Continua lá, com as garotas fáceis que ele gosta, se “divertindo” quando consegue fazer graça para os amigos ao ficar com uma delas… mas bastou me ver de novo, bem, sem ele, e sorrindo, que ele se “arrependeu” de novo, mas dessa vez era tarde, eu já não era mais a mesma, e não sendo mais a mesma, não era a ele que eu amava.

Há algum tempo venho notando o céu à noite, os astros parecem que a cada dia vêm se tornando mais lúcidos, ou não sei se eu é quem venho me tornando lúcida e passei a enxergar o céu noturno a partir de seu verdadeiro propósito. O fato é que eu não só o enxerguei, mas o senti e por um breve instante, se duvidava que Deus existe, essa dúvida se tornou inexistente. Me senti pertencente a todo o cosmo e não como algo alheio e distante, me senti celestial. As estrelas estão lindas e brilhantes, talvez para compensar a ausência da lua, também sinto que algo vai acontecer, peço ao Universo que seja de procedência boa.

Encontrei descanso em você
Me arquitetei, me desmontei
Enxerguei verdade em você
Me encaixei, verdade eu dei
Fui inteira e só pra você
Eu confiei, nem despertei
Silenciei meus olhos por você
Me atirei, precipitei
Agora eu quero ir
Pra me reconhecer de volta
Pra me reaprender e me apreender de novo
Quero não desmanchar com teu sorriso bobo
Quero me refazer longe de você
Fiz de mim descanso pra você
Te decorei, te precisei
Tanto que esqueci de me querer
Testemunhei o fim do que era
Agora eu quero ir
Pra me reconhecer de volta
Pra me reaprender e me apreender de novo
Quero não desmanchar com teu sorriso bobo
Quero me refazer
Eu que sempre quis acreditar
Que sempre acreditei que tudo volta
Nem me perguntei como voltar, nem por quê
Agora eu quero ir, quero ir
Pra me reconhecer de volta
Pra me reaprender e me apreender de novo
Quero não desmanchar com teu sorriso bobo
Quero não desmanchar
Quero me refazer longe de você
—  Anavitória              
O fotógrafo

Difícil fotografar o silêncio.
Entretanto tentei. Eu conto:
Madrugada, a minha aldeia estava morta.
Não se via ou ouvia um barulho, ninguém passava entre as casas. Eu estava saindo de uma festa.
Eram quase quatro da manhã. Ia o silêncio pela rua carregando um bêbado. Preparei minha máquina.
O silêncio era um carregador?
Estava carregando o bêbado.
Fotografei esse carregador.
Tive outras visões naquela madrugada.
Preparei minha máquina de novo.
Tinha um perfume de jasmim no beiral do sobrado.
Fotografei o perfume. Vi uma lesma pregada na existência mais do que na pedra.
Fotografei a existência dela.
Vi ainda um azul-perdão no olho de um mendigo. Fotografei o perdão.
Olhei uma paisagem velha a desabar sobre uma casa. Fotografei o sobre.
Foi difícil fotografar o sobre. Por fim eu enxerguei a nuvem de calça.
Representou pra mim que ela andava na aldeia de braços com Maiakoviski – seu criador.
Fotografei a nuvem de calça e o poeta. Ninguém outro poeta no mundo faria uma roupa mais justa para cobrir sua noiva.
A foto saiu legal.

Manoel de Barros

Originally posted by billtavis

contei-te minhas angústias em relação à nós dois. sinceridade com quem amo sempre foi uma das coisas que mais prezei, mas às vezes é preciso burla-la para conseguir algo que se quer muito. e contigo nunca foi assim.

tu sempre fostes minha coisa preferida no mundo. desde que eu te vi, e que o teu sorriso, sorriu para mim, eu passei a sorrir mais. é engraçado porque eu nunca achei que alguém um dia poderia me amar, ou se apaixonar por mim. em meio à tanta auto rejeição, e à tanto auto desmerecimento, você surgiu. e tu foi como uma avalanche de amor e esperança, que me soterrou completamente.

passei a ter você em mim. tudo dizia respeito à ti. um simples número, me trazia (e ainda traz) tantas lembranças boas. e das ruins também, claro, que foram essenciais para o nosso crescimento. você era como o meu óculos, e cê sabe que eu sou míope. era como o meu andar. é uma coisa estranha o que eu sentia… mas era (e ainda é) puramente amor.

com o tempo, esse amor foi escorrendo pelos cantos da parede. e foi se acumulando no chão.
eu desesperado, andava para lá e para cá com baldes, bacias… não poderia deixar nosso amor ir dessa forma.

você sempre aparentou não se importar muito comigo, e com como eu me sentia. dizia que se importava sim, mas eu nunca enxerguei isso. eu sempre quis apenas ser o motivo pelo qual você acorda sorrindo todos os dias. eu só queria ser o arco íris da sua vida nublada. eu só queria te fazer sorrir com piadas bestas, com papeis ridículos, pois eu adoro dar uma de ator.

eis aqui o que me restou: roteirizar a novela que é a minha vida, em que você sempre, mesmo que sem eu perceber, acaba se tornando o protagonista.

infelizmente, ainda é sobre você.

The Heart Wants What It Wants - Louis Tomlinson



S/N P.O.V


Flashback on


Louis fazia carinho em meus cabelos enquanto víamos pela décima vez o meu filme favorito. Ele estava de férias depois do último álbum lançado com os meninos, e fazíamos o máximo para aproveitar nosso tempo sozinhos.


“Você nunca irá se cansar desse filme?” Perguntou com os olhos vidrados na TV.


“Não, Tomlinson. Assim como nunca irei cansar de você me fazendo a mesma pergunta sempre que assistimos.” Falei rindo.


Louis me olhou sorrindo por algum tempo antes de se abaixar para dar um selinho em meus lábios.


“E eu nunca irei me cansar de você, garota.”


Doce ilusão.

Você me fez experimentar algo
Que não posso comparar a nada
Que já tive, e tenho esperança
Que depois dessa febre eu sobreviverei


Flashback off


“Eu sei que você estava com ela, Louis.” Gritei assim que ele começou a arrumar algumas roupas em sua mochila, afirmando que iria dormir na casa de Liam.


“S/n, pelo amor de Deus. Você só pode estar louca! Eu estava no bar com Liam, já te disse.” Falou nervoso enquanto colocava a mochila nas costas.


“E por coincidência aquela modelo, Bárbara, estava no mesmo bar que você, não é mesmo?” Perguntei irônica. “Que saber, Louis? Faça o que quiser.”


“Você esta paranóica s/n. Se você não confia em mim, nem deveríamos estar namorando.” Disse antes de sair pela porta, me deixando sozinha.


De novo.

Sei que estou agindo feito louca
Estou presa, tudo meio nebuloso
Com a mão no coração, estou rezando
Para sobreviver a isso tudo


“Louis, onde você está? Já é a centésima vez que te ligo e você não me atende. Estou preocupada, me ligue assim que escutar essa mensagem.” Suspirei desligando o celular.


Talvez fazer um jantar de desculpas tivesse sido um erro.


Talvez me sentir culpada fosse um erro.


Talvez todo o meu relacionamento fosse um erro.


Embalei toda a comida que estava posta há mesa, apaguei todas as velas que havia colocado para criar um clima romântico, peguei o presente que havia comprado para Louis e o guardei em nosso guarda roupa.


A cama está ficando fria e você não está aqui
O futuro que temos é tão incerto
Mas eu não vivo enquanto você não me ligar
E vou apostar contra tudo que dará certo


Retirei minha roupa colocando apenas um pijama e comecei a tirar toda a maquiagem de meu rosto com dificuldade, devido às inúmeras lágrimas que caiam.


Depois de algumas horas deitada com algumas lágrimas escorrendo pelo rosto, escutei a porta do apartamento ser aberta.


Ele havia chegado.


Escutei-o jogar as chaves de seu carro na mesa de centro da sala, logo depois subindo as escadas que davam para nosso quarto.


“Estava com sua amante?” Perguntei cínica, ainda deitada de costas para ele assim que lhe escutei adentrar no cômodo.


“Agora não, s/n. Por favor.” Suspirou enquanto massageava a cabeça. “Não estou com cabeça para discutir com você agora.”


“Você nunca tem cabeça para nada que envolva nosso relacionamento, Louis.” Falei com lágrimas nos olhos. “Você chegou de Los Angeles e nem me tocou um dia se quer, afirmando estar ‘cansado demais para isso’. Você mal fica em casa, nem temos mais momentos românticos como tínhamos antes.”


“Você precisa entender que tenho uma carreira solo agora, s/n. Eu não tenho tempo para mais nada e…” Lhe interrompi


“Não tem tempo para mais nada, Louis?” Ri irônica. “Você vai em pubs todos os dias, e todos os dias esta com sua famosa amiga. Eu realmente não ligo que você tenha amizade com ela, mas é realmente frustrante saber que uma outra garota passa mais tempo com você que eu, que sou sua namorada.” Falei exaltada.


“S/n, as vezes eu acho que você precisa de tratamento. Se você não confia em mim, é melhor que isso acabe.”


“Eu não quero escutar seus conselhos, Louis. Apenas saia daqui, por favor. Você já me fez muito mal.” Falei entre lágrimas enquanto me sentava em nossa cama.


Ele me olhou por alguns segundos, e por um momento eu realmente tive a esperança de que ele fosse me abraçar, pedir desculpas e fosse ficar por pelo menos uma noite.


Mas não foi o que aconteceu.

Guarde seu conselho pois não vou ouvi-lo
Você pode até estar certo, mas eu não ligo
Há um milhão de motivos para que eu te abandone
Mas o coração quer o que ele quer

O coração quer o que ele quer


Acordei com a claridade adentrando por entre as persianas de meu quarto. Abri os olhos com dificuldade, encontrando o outro lado da cama vazio.


Suspirei me levantando, decidida a me desculpar com Louis. De fato eu poderia ter exagerado com todas as acusações de traição.


Assim que terminei o banho, coloquei um casaco para me aquecer do frio que fazia em Londres.


Peguei minha bolsa, e adentrei em meu carro, dirigindo até a Starbucks mais próxima.


Adentrei no elevador do prédio de Louis no centro de Londres segurando o seu copo de café favorito e um pedaço de bolo que eu também sabia que ele gostava.


Assim que cheguei ao seu andar, fui até sua porta, estranhando ao constatar que ela não estava trancada. Assim que cheguei na sala, pude ver uma garrafa de vinho com duas taças vazias na mesa de centro.


Naquela hora, rezei para que fosse algum dos meninos que estiveram ali com Louis na noite passada.


Mas minha esperança foi embora assim que enxerguei um sutiã, que obviamente não era meu, jogado em um canto daquela enorme sala.


Minhas mãos tremiam e eu podia perceber que estava suando frio. Eu sabia que a cena que veria, quebraria meu coração em milhares de pedaços, mas eu estava decidida a ver aquilo com meus próprios olhos.

Você me partiu em pedaços
Brilhando como estrelas e gritando
Me iluminando como vênus
Mas então você desaparece e me deixa esperando


Subi as escadas com cautela, tomando cuidado em cada passo que dava para que não houvesse muito barulho.


Estiquei minhas mãos trêmulas até a maçaneta da porta do quarto de Louis, e a abri com cuidado, logo perdendo o fôlego com a cena que via em minha frente.


Louis estava dormindo de frente a porta, e junto dele estava Bárbara. Ambos cobertos apenas com lençóis brancos.


Soltei os cafés rapidamente, causando um barulho consideravelmente alto, fazendo com que Louis acordasse rapidamente.


Assim que me viu, arregalou os olhos, logo se levantando.


Mas já era tarde.


Ele tentou vir atrás de mim, tentou me agarrar para que pudesse se explicar… mas já era tarde.


Eu entrei no meu carro, logo voltando para minha casa, esperando que tudo aquilo fosse um pesadelo e que eu acordaria com Louis me chamando dizendo que eu estava chorando desesperada enquanto dormia.


Mas eu sabia que era tudo real.


E eu também sabia, que era hora de deixar Louis para trás.

E cada segundo é uma tortura
Esse inferno vai acabar
Estou encontrando maneiras de te deixar para trás
Baby, baby, não, eu não tenho saída


Cheguei em meu apartamento, colocando tudo meu que havia ali, dentro de uma mala.


Eu precisava dar um tempo para o meu coração.


Esse é um conto de fadas moderno
Sem finais felizes, sem nenhum vento soprando em nossos barcos
Mas não imagino minha vida
Sem momentos de tirar o fôlego acabando comigo


Precisava esquecer Louis Tomlinson.


XxXGaby

Desde que eu assisti o terceiro episódio da primeira temporada de Black Mirror eu não consigo parar de pensar no que eu vi. O episódio conta que em futuro distante todos nós teremos um chip plantado na cabeça que é capaz de gravar tudo que vivemos. O protagonista fica desconfiado que a esposa está o traindo com um amigo antigo e vai atrás dessas lembranças até descobrir o que realmente aconteceu. Sim, ela o traiu. Desculpa o spoiler pra quem não assistiu o episódio ainda. Ele ficou arrasado e com a vida fodida, ela era tudo que ele tinha. A dor que a traição causou na vida dele foi tão insuportável que o episódio termina com ele mesmo retirando esse chip da cabeça dele pra que ele não só pudesse esquecer o que aconteceu, mas apagar o seu passado e seguir em frente. Um amigo meu falou que essa série mexe com o psicólogo das pessoas, mas eu não imaginava que ficaria tão amargurada depois de tudo o que eu vi. Eu me enxerguei naquela situação. As vezes eu quero tanto descobrir uma coisa que quando eu finalmente descubro eu acabo na mesma situação. Só que eu não tenho um chip pra retirar e esquecer o que passou; e mesmo que eu tivesse, retirá-lo seria esquecer quem eu sou. Por mais que a dor seja grande eu tenho que senti-la. Não estou falando que eu vou intensificá-la e mexer na ferida sempre que eu puder, estou dizendo pra aprender a deixar o tempo passar e
procurar ocupar a mente com coisas boas. Não é feio ir a um terapeuta pedir socorro, feio é deixar que a dor nos destrua por completo. A dor estava me destruindo, mas eu aprendi a me amar. Eu aceitei que as pessoas sempre vão errar. Eu entendi que a decepção vem de quem eu menos espero e tudo bem, as pessoas não são perfeitas. Eu preciso parar de querer que as pessoas me salvem quando eu é quem devo me salvar e fazer as coisas por mim. Eu tenho que ver beleza na dor e fazer dela um aprendizado.
—  A dor passa.
Versos ||| 💬🍃👣

- Falsidade é o que mais tem. Abre o olho!😉👊🏻💭 - Só me faz um favor, não venha lembrar de mim quando eu me esquecer de você 🙄👊🏻💭 - Eu até tento fugir, mas o mundo conspira 😕💭🍃 - Mãe, que Deus te proteja, sempre 👭❤☘ - Às vezes, esperamos que as pessoas tomem a iniciativa apenas pra saber se elas realmente se importam 💭🌐🍂 - Fé - Porque a gente acredita 🙏🏻 Paz - Porque a gente precisa ✌🏻 Amor - Porque a gente merece ❤ - Seja simples✨. Sonhe alto😴. Seja grato💖. Ria muito😁. - Rir até a barriga doer, a única dor que merecemos sentir 😪💭👣 — Vou ficar bem.  — Tem certeza?  — Não… Mas preciso acreditar nisso 😔💭 - Demi Lovato: “Fique forte” Justin Bieber: “Nunca diga nunca” One Direction: “Vai ter sempre alguém para te amar do jeito que você é"🤔👏🏻💭 - Aquela Velha Sensação de já ter vivido aquele momento 😕💭❤ - A gente cuida esperando ser cuidado. A gente ama, esperando ser amado. A gente sente falta, esperando fazer falta 😔❤☘ - Descarte da sua vida tudo aquilo que é descartável. Afinal aquilo que é descartável não dura muito. Dura apenas por um período 🚮💭 - Não dependa de elogios, nem se entristeça com as críticas. Você é aquilo que vc é, e não aquilo que pensam ou falam a seu respeito 😉💭👏🏻 - Minha beleza é tão interior, que daqui a pouco ela se muda pra um sítio 🤦🏻‍♀😂💭 - Guarde suas derrotas do passado,para transformar em vitórias no futuro! 😉👣☘ - Idade é um número. Maturidade é uma escolha 😉💭👏🏻 - Meu pior defeito é criar expectativas demais 😔💭🤦🏻‍♀ - Viver do passado só atrasa o futuro!🙄💭👣 - Antigamente sexta feira me deixava feliz hoje em dia tanto faz 🙄💭🍃 - Um dia vai dar certo. Respira fundo e grita bem alto “Um dia eu ainda vou ser muito feliz, pode escrever aí” 😌🔈👏🏻 - Se todo mundo fosse consumista das boas coisas da vida. O mundo não estaria dessa maneira 😪🍃👌🏻 - Para um mar repleto de novidades, não rejeite uma onda pequena. É de ondas pequenas, que vem : Uma onda grande !😉🌊🍃 - A paciência é o freio que evita da gente ficar se estressando ✋🏻💭🤦🏻‍♀ - Às vezes Deus acerta tanto que a gente nem sabe como agradecer 👏🏻💭🙏🏻 - Não choro. Não corro atrás. Não espero mais nada. Se vier, ótimo. Caso contrário, eu sigo minha vida como sempre segui.💋🤷🏻‍♀👣 - Aprenda a lidar com as consequências de suas próprias escolhas 😉💭👏🏻 - Não é porque o céu está nublado que as estrelas morreram. ☁️✨ - Num pássaro voando enxerguei minha verdade, compreendi o valor da liberdade❤🎼 - Se Deus quiser, tudo que eu planejo antes de dormir, vai virar realidade 🙏🏻❤💭👏🏻 - E quando você menos espera, a vida vai lá e te surpreende 👏🏻🍂👣 - Quando as coisas não fizerem mais sentido, não tenha medo de trocar o roteiro. Você só descobre novos caminhos quando muda a direção 😉👣💭👏🏻 - A felicidade aparece para aqueles que choram. Para aqueles que se machucam. Para aqueles que buscam e tentam sempre 🌸❤👣☘ - Coração vazio é bem melhor do que Coração partido ❤☘💭 - Quem ama cuida,e quem não cuida, Perde, é simples 😉💭☘ - A música é meu calmante🎶❤🍃💭 __ Prometo ficar. __ Não prometa, apenas fique.💭☘👣 - Nunca é tarde para mudanças afinal sempre haverá um novo dia para que uma má noite seja esquecida 🔮💭🍃 - Acho que sou a pessoa mais indecisa do mundo mas não tenho certeza 😕👌🏻💭 - Se tudo piorar, tô acostumado 🤷🏻‍♀💭🍃 - Um dia me disseram que os ventos às vezes erram a direção ☘🍃💭 - O destino decide quem vamos encontrar na vida, as atitudes decidem quem fica.!😉👏🏻💭 - Ele cura os de coração quebrado e cuida dos seus ferimentos ❤🙏🏻💭 Salmo 147.3.♥ - Há tantas pessoas lá fora que irão te dizer que você não consegue. O que você deve fazer é virar para elas e dizer: Me observe 😌👏🏻☘ - A fila anda meu bem,se não sou sua primeira opção,segunda não vou ser também ✌🏻❎ - Eu era tempestade e ele calmaria,eu bagunçava a vida dele e ele arrumava a minha ⚡☔ - A pessoa certa vai amar todas as coisas que a pessoa errada achava que eram problemas em você. 😌💞🍃 - E quando eu pensava que meu teto estava desabando, percebi que era Deus reconstruindo toda minha estrutura..🙏🏻❤☘💭 - O dia passa muito rápido para perder tempo com sentimentos ruins. Ame as pessoas que te tratam bem. Ore pelas que não o fazem ❤🙏🏻💭 - Demonstre seus sentimentos a quem você ama, você nunca sabe do dia de amanhã!!!😉💭👏🏻

- Valorize os humildes de coração, porque de gente esnobe o mundo tá cheio ❤🍂✌🏻 - Não dependa de elogios, nem se entristeça com as críticas. Você é aquilo que vc é, e não aquilo que pensam ou falam a seu respeito 💭👏🏻😉 - Pare de pensar no que já foi embora e preste atenção no que ficou 😉💭🍃 - Loucura é fugir do amor só porque alguém não soube te amar..😉💭👏🏻 - Sem essa de “amar demais machuca”, o que machuca é amar sozinho. Não confunda as coisas 😉👏🏻💭🍃 - Seja pra alguém, aquilo que nunca foram para você 😉✌🏻💭 _ Você toma alguma coisa para ser feliz? _ Sim! Decisões!👏🏻💭🍃 - Não fique longe do amor, fique longe das pessoas que não sabem amar 😉🤙🏻💭 - Tô precisando de uns role daqueles bem louco 🙄👅👌🏻💭
Quando fiz 18 anos, eu deixei de sonhar

Lembro exatamente do dia chuvoso e do caminho mais longo da escola até em casa devido aos alagamentos de ruas. Lembro de ter tropeçado duas ou três vezes já que estava escuro e eu, mesmo de óculos, nunca enxerguei bem. Lembro de abrir o portão de casa e ser recebida pelo vazio. Lembro de me jogar na cama, mesmo que com as vestes molhadas, e chorar. Lembro de ter passado mais de 1 hora embaixo da água quente do chuveiro. E enquanto o céu despencava do outro lado da janela, eu despencava do meu céu do lado de dentro da casa.
E como num baque, eu (que nunca deixei de ser criança) de uma hora pra outra adquiri uma carga de responsabilidades que não sabia se aguentaria (e ainda hoje não sei se aguento).

Quando fiz 18 anos, eu deixei de sonhar pra abrir meus olhos pra realidade e perceber que nada seria como eu imaginei.

Então eu decidi me sentir culpada pela ultima vez, abandonei esperanças, vida social, cachorro, peixe, família, e fui viver. O sol ardeu nos meus olhos, depois de tanto tempo no escuro, vivendo um tipo de amor que consome, doente, cego, estático, cru. Amor pra ser amor tem que deixar marcas, e cicatriz não é marca. É sinal. Sinal de que alguma coisa deu errado, mas você sobreviveu. E a gente deu muito errado, deu erradíssimo, compreendeu agora? Eu passei mil e quinhentas vidas achando que o problema da nossa não-relação era eu. Que a culpa era minha, que a falta era minha, que os erros eram meus, tudo era meu. Você não era, entende agora? A gente nunca foi nada, eu sempre enxerguei isso, mas a esperança nas mãos erradas é um desastre, todo mundo sabe. Após meses ensaiando nosso discurso de despedida eu sufoquei com as palavras, e pude ver um filete de luz no fim do túnel, a esperança em deixar de viver com migalhas e passar a existir com porções generosas de carinho. De desamor eu só acumulei fraturas, resultado das rasteiras que você, a vida, o universo colocaram a prova em cada segundo que estivemos juntos. Eu acabei me acostumando a te usar apenas como uma muleta emocional, porque o amor, o amor mesmo já foi a óbito, faltava só a coragem pra lacrar a sepultura. E acontece que depois de passar muito tempo no escuro, você acaba achando que não merece alguns raios de sol, que a terra ficou estéril, que o zumbido no ouvido nunca vai passar. E aí passa. Assim, do nada. A gente treme as pernas umas duas vezes, mas começa a andar outra vez, e aprende a viver mais quinhentas mil vidas. Se reinventa, se recomeça, se precisa de novo e não para. Mesmo que o caminho continue escuro, que o cabelo esteja seco, que as curvas sejam só curvas, que o sorriso seja amarelo, que os olhos ainda estejam tristes, que a vida ainda seja oca. Quando a gente decide sair de um funeral, o luto passa. E a vontade de continuar morta, também.
—  Ciceero M com Morbidavel.
Sonho

Essa noite sonhei com você, acordei com uma sensação estranha no peito, um aperto, uma preocupação. Assim que abri os olhos enxerguei a sua imagem e por um instante cheguei a pensar que você ainda estava por perto, que não havia ido embora. Sinto sua presença constantemente.
 - A.

Então eu te vi, entre todas as pessoas sem graça a minha volta, eu enxerguei você, e percebi, como seu sorriso conseguia tirar a graça de todos os outros. E foi como se tudo a minha volta desaparecesse, me concentrei apenas em você, e em como eu queria ser o motivo daquele sorriso estampado no seu rosto. Naquele momento eu soube, que seria capaz de fazer qualquer coisa pra ter você só pra mim. Eu escolhi você e escolheria outras mil vezes se fosse preciso.
—  June, 1998. 
Em qualquer distância ou em você, me arquitetei, me desmontei, enxerguei verdade em você. Me encaixei, verdade eu dei. Fui inteira ai só pra você, eu confiei, nem despertei. Silenciei meus olhos por você, me atirei, precipitei. Agora eu quero ir pra me reconhecer de volta, pra me reaprender e me aprender de novo. Quero não desmanchar com teu sorriso bobo, quero me refazer longe de você. Fiz de mim descanso pra você. Te decorei, te precisei tanto que esqueci de me querer. Testemunhei o fim do que era. Agora eu quero ir pra me reconhecer de volta, pra me reaprender e me aprender de novo. Quero não desmanchar com teu sorriso bobo, quero me refazer. Eu, que sempre quis acreditar que sempre acreditei que tudo volta, nem me perguntei como voltar, nem porquê? Agora eu quero ir pra me reconhecer de volta, pra me reaprender e me aprender de novo. Quero não desmanchar com teu sorriso bobo, quero me refazer longe de você.
—  Anavitória
Eu não sentia esse desprezo todo por você, como você pensa. Mas a partir de uma época, não sei exatamente, comecei a sentir um desprezo enorme de nós dois, como um casal. Eu amava você, mas rejeitava o esquema “nós”. Você sabe, casais felizes vivem ou de projeções ou de mentiras mútuas ou de condescendências, e não tínhamos uma coisa nem outra. Passei muito tempo sonhando com aquela garota que me apaixonei em princípio, e não enxerguei que estava convivendo com um protótipo, um fantasma, um resquício seu. Eu tinha uma ideia de amor não baseada na nossa realidade, e talvez tenha sido esse meu pecado. O seu foi apenas não me acompanhar, ter descido os pés no chão pouco após zarpar da viagem, não sei se me entende. O caso é que passei tempos sendo generoso contigo. Generoso com os dias que você sufocava qualquer manifestação de romance, generoso nas vezes que você comentava do seu trabalho sem prazer nenhum, generoso quando você esquecia de bolar algo novo pra não te tocar, generoso com suas décimas ligações no mesmo o dia, generoso te sugerindo formas de fazer as pazes comigo depois de alguma intempestividade, generoso com as vezes que você vinha da rua me trazendo nada, generoso com sua amargura. Eu consertava tudo, e você só fazia deixar o mundo de ponta-cabeça… Então decidi que chegara a hora de atroz. Demorei, mas descobri que podia ser cruel, muito cruel. Simplesmente me vi exausto de tentar camuflar minhas expectativas. Ao mesmo tempo que odiei nós, desenvolvi um amor oceânico por todas essas emoções e sentimentos que nunca imaginei que poderia ter de volta. Me apeguei a isso. E foi aí que tudo que você achava saber sobre mim tropeçou e caiu feio. Uma vez ameacei ir embora e tudo que você foi capaz de me dizer foi um “pode ir!” cheio de desprezo. E quer saber? Eu fui.
—  Gabito Nunes.