entre o passado e o futuro

4 Livros Para se Ler no Inverno.

São livros ótimos para ler em qualquer época, mas na minha opinião, é extremamente confortante ler um livro que condiz com a estação na qual você está vivendo, então separei algumas recomendações de livros para se ler nessa época que está chegando ^^

- “A menina que roubava livros” (Markus Susak)

A história desse livro é toda narrada pela personificação da morte. Por se passar no cenário da Alemanha Nazista, o livro muitas vezes capta a presença da felicidade em pequenas coisas, que estavam à altura das pessoas e era tão difícil naqueles tempos, como o fascínio de Liesel ao se deparar com uma enorme biblioteca, na qual sempre entrava escondido para apanhar alguns livros. O motivo da personagem fazer isso (no qual não irei revelar, por motivos de spoiler), mostra o qual grande pode ser o coração das pessoas, mesmo inseridos num ambiente de guerra.

Em vários momentos o livro é dramático, contando com várias cenas de angústias e tristezas, mas também revela-se muitas cenas de amor e compaixão, tão ausentes e necessitadas naquele tempo. É o tipo de livro que não possui apenas um único clímax, mas a todo instante é uma ansiedade diferente, que te faz cada vez mais querer mergulhar nessa história.

- “Uma curva no tempo” (Dani Atkins)

Esse é um daqueles livros para você ler e sofrer. Como o próprio título já sugere, é sobre uma espécie de “deslize no tempo” que ocorre na vida de Rachel, onde ela tem a oportunidade de viver uma vida com um rumo completamente diferente que a tomou, na qual ela enfrenta uma sequencia de desastres, desde o acidente que matou o seu melhor amigo e a deixou com sequelas, até a perda da sua mãe e a grave doença de seu pai.

Quando Rachel decide ir ao cemitério, numa noite de extremo frio, para visitar seu falecido amigo, ela tem uma crise de enxaqueca, e por conta do frio extremo, quase morre de hipotermia no cemitério, Por sorte, conseguem resgata-la e leva-la ao hospital, enquanto internada, é onde começa o tal “deslize no tempo”. Com nenhuma das tragédias tendo ocorrido em sua vida, nesse período, ela tem o gostinho de aproveitar a sua “vida perfeita”.

Ao que o leitor se da por satisfeito com todo esse “encanto”, enganando-se que por toda a narrativa seria um mar de rosas, o desfecho vem como uma pancada, algo, que pelo menos eu, não estava a esperar.

No resumo, este é um livro de fácil entendimento e extremamente rápido, não apenas por não ser muito extenso, mas também por ser uma leitura que te prende, fazendo você querer saber a continuação numa só passada.

- “Deixe a neve cair” (John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle)

É um livro de três autores distintos, onde possui três contos natalinos, cada um por um autor diferente, no qual se complementam entre si, apesar de narrarem história distintas. Também é um livro extremamente rápido e de linguajar compreensível, mas tenho que confessar que o conto escrito pelo John Green, para mim, foi o menos interessante.

São histórias com uma pontada típica de “livros teen”, onde possuí o adolescente com problemas, em sua grande maioria um término de relacionamento, mas que de alguma forma, conseguem tirar algo de bom dessa situação. São contos gostos de ler, é um livro para se distrair um pouco de assuntos mais “cabeça”, pois como disse, ele é um livro mais voltado ao público adolescente.

Em seu contexto geral é um livro, que de alguma forma, traz mensagens bonitas, além de serem narrados em um ambiente de inverno, que para mim, por si só já é extremamente aconchegante, fazendo eu me interessar ainda mais pelo conto narrado.

- “E se for você?” (Rebecca Donovan)

Esse foi um dos livros que eu li, e quando me dei conta já estava nos últimos capítulos. Narra uma história na qual várias vezes faz o leitor se perguntar: “Será?”

Em muitos pontos, o livro retrata situações que muitos de nós passamos ou ainda vamos passar, como perda de amigos queridos, amores não correspondidos, cobrança por parte da família, etc. É um drama, no qual o personagem Cal, encontra com Noely, uma garota que coincidentemente, era muito parecida com Nicole, na qual era apaixonado desde infância, mas não tem notícias há tempos. Apesar de ambas serem muitos parecidas, e terem até nomes semelhantes, o que as diferem, é a maneira de agir, que são completamente opostas. Mesmo assim, Cal levanta suspeitas de que se trata ou não da mesma pessoa.

No desenrolar da história, os personagens se relacionam romanticamente, e entre as instabilidades emocionais da garota, vai se descobrindo várias situações passadas de Cal, e se aprofundando cada vez mais na narrativa.

O livro se passa em duas ordens cronológicas, a versão narrada por Cal no presente, e a versão de acontecimentos passados, na infância, narrado por ele e três de seus amigos, incluindo Nicole, o que ajuda melhor a entender o porquê dos acontecimentos futuros serem como são, além de auxiliar o leitor a desvendar se Nicole e Noely são a mesma garota.

O desfecho do livro, ao meu entender, foi algo para se refletir, se tudo o que fazemos, se todas as cobranças, se tudo o que abrimos mãos e deixamos para trás, foi benéfica para nós, ou se, de alguma forma, foi apenas buscando aprovação e reconhecimento de alguém e os impactos que isso pode nos causar.

Eu te vi de longe. Enquanto te via, observava minha vida passando por mim! Passado, presente e futuro. Era uma escolha que me afetaria, te deixar ali na memória mais uma vez e passar outro ano esperando sua volta, ou simplesmente aceitar todos os erros, fracassos e seguir em frente juntos. Como escolher entre o incerto e o desamor? Como escolher viver com você aqui presente ou só na lembrança?
—  B.C
Monólogo

Encaro a escuridão e estranhamente sou capaz de ver tudo.
Encaro a dor do passado, a fé do presente e a ansiedade pelo futuro.
Na escuridão posso ser quem realmente sou, posso ouvir as vozes que me guiam, posso deixar a pele a mostra. Posso sentir. Curtir o momento.
Na escuridão sou capaz de me encarar no espelho e enxergar as feridas, mas elas não sangram mais. Não as velhas feridas, agora não passam de cicatrizes.
Eu sinto.
O sangue escorrer.
Mas é o sangue das novas feridas, dos novos problemas e me olhar no espelho, no meio da escuridão me fortalece, pois ver as velhas marcas que não sangram mais, mostram que sou capaz de superar aquilo que me fere.
A escuridão.
Vejo meus sonhos.
Os velhos e novos.
Encaro meus medos, os velhos e novos.
E sou capaz de entender que tudo foi superado, tudo será superado, e que sempre haverá algo para superar, até chegar a morte. Que lindo seria não ter mais o que superar, mas que graça teria, morrer pra não mais tentar.
Pois é a vida tem graça, o tempo tem graça. E passa.
O passado, nos mostra aquilo que passou.
O presente, nos mostra o que ficou.
Ah o futuro, nele está a verdadeira graça. Levando em conta que se eu tivesse desistido no passado, não teria o presente que é estar vivendo o futuro.
Espera.
O futuro pode não ser bom. Mas o futuro não tem limites. Até a morte tem futuro. Não podemos achar que nunca vai melhorar, mesmo porque se existe uma chance em 1milhao de algo dar certo…
Espere.
Pense.
Respire.
Se atente: enquanto houver essa “uma” chance, ou enquanto houver aquela “uma” pessoa, podemos nos considerar sortudos já que entre o 0 e o 1 existe uma infinidade de números. Então siga em frente.
Veja só passei por tanta coisa… não eu nunca tive câncer… É também ninguém que eu amei teve uma morte trágica… Ok também nunca vivi na rua ou passei fome ou… TA BOM! Minha vida não é essa merda toda, mas isso não tira meu direito de sofrer pelos meus dramas, até porque tento não incomodar ninguém com eles. E quer saber de uma coisa a vida não é uma disputa de quem sofre mais ou  de quem viveu a maior tragédia…
Em fim, é por isso que gosto da escuridão.
É silenciosa.
Nem os pássaros cantam.
Morrer?
Sim. Um dia. Mas se depender de mim, esse dia não vai chegar tão cedo, o futuro pertence a mim e enquanto puder, lutarei por ele.
Talvez a morte não seja silenciosa. Nem escura. Então talvez ela não sirva pra mim. Não agora.
Porque agora eu quero a escuridão.

Writer’s Alley
Os 13 Porques


“O problema é que não ficamos sabendo o que realmente sentem as pessoas com as quais convivemos.”

“Às vezes temos pensamentos que nem mesmo a gente entende. Pensamentos que nem são tão verdadeiros – que não são realmente como nos sentimos –, mas que ficam rondando nossa cabeça porque são interessantes de pensar.”

“Se você escuta uma canção que te faz chorar quando você já está cansado de lágrimas, não a escuta mais. Mas não dá para fugir de si mesmo. Não dá para tomar uma decisão de deixar de se ver para sempre. Não dá para tomar a decisão de desligar aquele ruído dentro da sua cabeça.”

“Tudo que agente realmente possui… é o agora.”

“Eu queria ficar esperando. Queria que o telefone continuasse só tocando. Queria que a vida permanecesse bem ali… em pausa.”

“E isso, mais do qualquer outra coisa, é o que resume toda essa situação. Eu… abandonando…a mim mesma.”

“E vocês — o resto — repararam nas cicatrizes que deixaram para trás? Não. Provavelmente não. Não foi possível. Porque a maioria delas não pode ser vista a olho nu.”

“Acho que é essa a questão central. Ninguém sabe ao certo quanto impacto tem na vida dos outros. Muitas vezes não temos noção. Mas forçamos a barra do mesmo jeito. ”

“Não sei o que dizer. Mesmo se as palavras surgissem, minha garganta está tão apertada que não as deixaria escapar.”

“Mas preciso acordar. Ou talvez não. Talvez seja melhor passar o dia sonâmbulo. Talvez seja a única maneira de aguentar este dia até o fim”

“Parei de escrever no meu caderno quando parei de querer conhecer a mim mesma.”

“E, aonde quer que eu fosse, como poderia chegar? Estava fraca demais para caminhar. Pelo menos, foi o que eu achei. Mas, na verdade, estava fraca demais para tentar.”

“Uma enxurrada de emoções corre dentro de mim. Dor e raiva. Tristeza e pena. E, a mais surpreendente de todas, esperança.”

“Não queria agir como se estivesse tudo legal, porque não estava.”

“Você não pode interromper o futuro, nem modificar o passado.”





Uma… última… tentativa.

Ela está sussurrando. O gravador está bem pertinho de sua boca e, a cada intervalo entre suas palavras, posso ouvir sua respiração.

Estou dando mais uma chance á vida. E, desta vez, vou buscar ajuda. Vou pedir ajuda, porque não consigo fazer isso sozinha. Eu já tentei.

Não tentou, Hannah. Eu estava ali, por você, e você me mandou embora.

É claro que, se estiverem escutando isso, eu fracassei. Ou ele fracassou. E, se ele fracassar, o negócio esta fechado.

E a conclusão de todos é que sou mesmo um louco que precisa de ajuda, de um psicólogo, ou psiquiatra e uma caçamba de remédios tarja preta. Talvez eu precise mesmo. Talvez eu necessite de um manicômio, de um quarto escuro e frio, de um vazio completo, de injeções de hora em hora. O mundo descobriu minha farsa, porque meus sorrisos frios nunca foram sinônimo de alegria, é só um escudo protegendo minhas lágrimas que eu insisto em derrubar quando, em fim, estou na solitude do meu quarto. Mas me dói o peito encarar o resto da vida lá fora, enquanto por dentro é tudo frio e sem sentido, o choque térmico é inevitável, minha testa sua, minhas mãos tremem, meu rosto empalidece, minha boca perde toda a cor, como se eu sofresse uma hemorragia interna e meu sangue todo virasse água e evaporasse. Me torno uma aberração. Os barulhos rotineiros me assustam. Cada grito, uma parada cardíaca. Cada batida na porta, é um pouco de ar que desiste de entrar em meus pulmões. 
E desisto de mim várias vezes ao dia. 
Mas sempre luto e reluto um pouco mais.
Me dou mais uma chance. Até que desisto de novo. 
E fico nesse sentimento inconcluso. Nessa reclusão de espírito. 
Me detenho e tenho em mim a clareza do passado sujo e de um futuro incerto. Vejo à frente um borrão que me assusta. É como dirigir à noite numa estrada escura e nebulosa: é apertar com o pé meu atestado de óbito.  
É um suicídio indireto.
Mas o que é viver senão morrer gradativamente?
Só acelero o processo de aglutinação entre vida e morte. 
Eu não sou eterno. Ninguém é. E não quero ser. Mas viver ainda me é um plano. 
Mas só hoje eu queria morrer para sempre.
—  Jadson Lemos. 
Carta da Mia
— 

“ Permita que eu me apresente.Meu nome, ou como eu sou chamada pelos “médicos”, é Bulimia. Bulimia Nervosa é meu nome completo, mas vc pode me chamar de Mia. Esperançosamente nós podemos nos tornar boas parceiras.No começo, eu vou investir muito tempo em vc, e eu espero o mesmo de sua parte.Antigamente, vc ouviu de tudo o que seus professores e pais falaram sobre vc. Vc é tão “madura”, “inteligente”, “entre 14 e 45 anos”, e vc tem “muito potencial”. Onde isto te afetou, posso te perguntar? Em absolutamente nada! Vc não é perfeita, vc não tenta o suficiente, além do mais, vc gasta seu tempo pensando e conversando com amigos, e desenhando! Tais atos de indulgência não devem ser permitidos no futuro. Seus amigos não entendem vc. Eles não são verdadeiros.No passado, quando a insegurança foi quietamente afastada de sua mente e vc perguntava a eles “Eu pareço… gorda?” e eles respondiam “Ah não, claro que não!” vc sabia que eles estavam mentindo! Apenas eu digo a verdade. Seus pais, nem vamos chegar nesse ponto! Vc sabe que eles amam vc, e se preocupam com vc, mas parte disso é apenas porque eles são seus pais, e são obrigados a agirem assim. Eu te direi um segredo agora: no fundo do coração deles, eles estão desapontados com vc. A filha deles, aquela com tanto potencial, se tornou uma gorda, preguiçosa e uma garota subserviente. Mas eu estou para mudar tudo isso. Eu espero muito de vc. Vc está permitida a comer. Eu não vou te privar de um verdadeiro prazer na vida. Um verdadeiro amigo não faria isto. Mas eu vou te ajudar a compensar o que vc come. Isto vai começar devagar: comer um sanduíche e se sentir culpada, tomar uma soda e malhar por duas horas, comer um pedaço de bolo e vomitá-lo, etc. Por um tempo, será simples: se vc come, vc deve se torturar depois. Nada muito sério. Talvez vc perca alguns quilos, diminua um pouco aquela enorme barriga. Mas não vai demorar muito para que eu te fale que não está bom o suficiente. Eu vou esperar que vc provoque vômitos depois de cada refeição. Vou te pressionar até o limite. Vc deve agüentar porque vc não pode me desafiar! Eu estou começando a me infiltrar dentro de vc. Logo mais, eu estarei sempre com vc.Eu estou com vc quando vc acorda de manhã e corre para a balança. Os números se tornam ambos amigos e inimigos, e os pensamentos frenéticos rezam para que eles estejam abaixo do que estavam ontem, do que ontem à noite, etc. Vc olha para o espelho com desânimo. Vc incita e ressalta a gordura que está lá, e sorri quando vc vê seus ossos aparecendo. Eu estou lá quando vc imagina o plano para o dia: 1500 calorias, 6 horas de exercícios, purgar 4 vezes, tomar 7 laxantes. Sou eu quem imagina isto, porque por agora meus pensamentos e os seus são indistintos. Eu estou com vc quando vc faz o caminho para o banheiro, ajoelha-se perante a privada e coloca seus dedos dentro da sua garganta.Eu te sigo durante o dia todo. Na escola, quando sua mente vagueia, eu dou a ela alguma coisa para se pensar. Decido como vc poderá purgar depois do jantar. É melhor vc descobrir uma maneira ou irá ficar uma porca gorda. Eu ocupo sua mente com pensamentos de comida, peso, calorias e coisas que são seguras para se pensar. Porque agora, eu estou realmente dentro de vc. Eu estou na sua cabeça, no seu coração e na sua alma. A dor que vc pretende não sentir sou eu, dentro de vc. Logo mais eu estarei dizendo a vc não apenas o que fazer com a comida, mas o que fazer durante TODO o tempo. Sorria e obedeça. Apresente-se bem. Coloque pra dentro essa maldita barriga! Nossa, vc é uma vaca gorda!!! Quando a hora da refeição se aproxima eu te digo o que fazer. Eu faço uma bola de sorvete parecer uma aventura. Como eu vou escapar dessa vez? Gorda por 2 dias? Ou que tal 3 horas de exercícios? Se vc não se livrar das calorias… todo o controle será quebrado… vc QUER isto? Tornar-se novamente aquela vaca GORDA que vc já foi?Eu te forço a ver revistas de modelos. Aqueles corpos perfeitos, magérrimos, dentes brancos, desejosos modelos de perfeição olhando para vc de dentro daquelas páginas lustrosas. Eu te faço perceber que vc nunca poderá ser como elas. Vc sempre será gorda e nunca será bonita como elas são.Quando vc se olha no espelho, eu distorço a imagem. Eu mostrarei a vc obesidade e o desejo de esconder-se. Vc deve acreditar em mim porque eu estou apenas fazendo o melhor para vc. Eu sou uma amiga verdadeira.Algumas vezes vc será rebelde. Ainda bem que isto não será sempre. Vc reconhecerá as pequenas rebeldias mentirosas deixadas em seu corpo e colocará em risco o perigo de ir para a escuridão da cozinha. A porta do armário da cozinha se abrirá devagar, rangendo maciamente. Seus olhos se moverão sobre a comida que eu guardei em uma distância segura de vc. Vc encontrará suas mãos alcançando, letargicamente, como um pesadelo, na escuridão, a caixa do seu biscoito favorito. Vc os empurra p/ dentro, mecanicamente, não realmente sentindo o gosto deles, mas simplesmente apreciando o fato de vc estar contra mim. Vc alcança outra caixa, depois outra, depois outra. Seu estômago ficará estufado e grotesco, mas vc ainda não irá parar. E durante todo o tempo eu estarei gritando para vc parar, sua vaca gorda, vc realmente não tem nenhum auto-controle, vc vai engordar. Quando acabar, vc me abraçará novamente, me pedirá conselhos porque realmente vc não quer engordar. Vc quebrou uma regra principal e comeu sem purgar, e agora vc me quer de volta. Eu vou te forçar a morrer de fome por 3 dias, e vc irá, porque vc é minha agora. Talvez a escolha de se livrar da culpa possa ser diferente. Talvez minha escolha seja a de que vc tome laxativos, o que faz com que vc sente na privata até o amanhecer do dia, sentindo suas tripas te agradecerem. Ou talvez eu apenas faça vc se machucar, bata sua cabeça contra a parede até que vc tenha uma dor de cabeça latejante. Cortar-se também é eficaz. Eu quero ver o seu sangue, ver ele cair do seu braço, e naquele preciso momento vc se dará conta de que merece qualquer dor que eu te dou.Você está depressiva, obsessiva, com dores, machucada, vc quer alcançar uma saída mas ninguém te escuta? Quem se importa?! Vc está merecendo; você trouxe isto uma vez para vc mesma. Ah, isto é muito cruel? Vc não quer que isto aconteça com vc? Eu sou injusta? Eu faço coisas que irão te ajudar. Eu torno possível para vc parar de pensar em emoções que te causam estresse. Pensamentos de raiva, tristeza, desespero e solidão podem cessar porque eu os jogo fora e preencho sua cabeça com a contagem metódica de calorias. Eu tiro de vc o seu esforço para se encaixar entre as meninas da sua idade, assim como o seu trabalho de tentar agradar a todos. Porque agora, eu sou sua única amiga, e eu sou a única a quem vc precisa agradar.Eu tenho um ponto fraco. Mas nós não devemos falar pra ninguém. Se vc decidir lutar contra mim, contar a alguém como eu faço vc viver, o inferno todo se quebrará. Ninguém deve descobrir, ninguém pode romper a casca com a qual eu te encobri. Eu te criei, te disciplinei, perfeita, criança determinada. Vc é minha e simplesmente minha. Sem mim, vc não é nada. Então não lute contra. Quando outros comentarem, ignore-os. Continue firme em seu progresso, esqueça-os, esqueça todo mundo que tenta acabar comigo. Eu sou seu maior bem, e pretendo continuar dessa maneira. 


— Atenciosamente, Mia.

Pensei que quando te visse tudo seria diferente. Pensei que nunca mais eu iria me imaginar vivendo em um futuro ao seu lado. Mas não foi assim que aconteceu. Quando ouvi o som da sua voz, quando senti sua presença ali ao meu lado, tudo voltou. Todos aqueles momentos com você invadiram minha memória, e me vi criando mais lembranças maravilhosas com você. Quando percebi, já tinham se passado horas, e eu ainda estava com você no pensamento. Queria saber por que minha memória não esquece você? O que eu faço para entender que nunca poderá acontecer algo entre nós? Nada do que eu acho como solução é uma resposta boa o suficiente para te esquecer de vez. Porque mesmo que eu te tire da minha mente, nunca poderei te arrancar definitivamente do meu coração.
—  Roseline
No way out from the inside of trains wreck…
Como casal nós éramos aquelas traduções de títulos de seriados de tv, originalmente são impactantes, mas quando traduzidas perdem a graça. Eu sempre adorei Breaking Bad e “A Química do Mal” é perfeita para nos definir já que o clima nunca nos faltou, mas isso só nos causou mal. Estou virado faz três dias e culpei a semana de provas (como se eu ao menos desse a mínima importância para isso). A fodida questão, a porra toda, o cacete a quatro ou o meu arsenal inteiro de palavrões não seria grotesco, impactante e não causariam o acidente de trem que você me infligiu na tarde de quarta-feira. Confesso que sou infantil e queria te ferir quando esbarrei com você no estacionamento da farmácia e pensei em comprar milhões de preservativos para fazer um showzinho e esfregá-los na sua cara quando só precisava mesmo era de um remédio para dor de cabeça. Entrei na Araújo com aquele sorrisinho cafajeste, peguei um chocolate, um analgésico e quando cheguei ao corredor de preservativos esbarrei com o seu ex/atual. Pelo que pude notar ele comprava 4 pacotes de preservativos, cada um com um sabor diferente, poderia ter zoado com a cara do Mauricinho de várias formas, tais como: “Bela salada de frutas você tem ai Panaquinha, está esperando que algum desses aromatizantes te faça virar homem?” pensava na piadinha do século, mas lembrei-me da nervosinha sentada no banco da frente do carro estacionado. Quando te vi de verde, mascando chiclete, enrolando o cabelo e ouvindo Your Window Pane de Kirsch & Bass fiquei satisfeito, pois você estava visitando o nosso passado e nem se dava conta, mas ai caiu à ficha do que aconteceria várias vezes entre vocês dois em um futuro bem próximo e tudo aquilo me causou náuseas. Decididamente estava ficando “gripado”, o enjoo, a cabeça latejante, a dor no peito e aquele mal estar súbito só poderia ser isso ou resultado das noites passadas em companhia do bom e velho Jack, não era o fruto de uma palavrinha maldita que começa com A, termina com R e que ao todo possui 4 letras. Não poderia ser a palavra desconhecida e melosa que nunca entendi. Era G-R-I-P-E, uma gripe forte, mas que ia passar logo. Uma gripe que atacava quando eu pensava em você em uma cama com ele. Uma gripe que me incomodava ao pensar nele tirando a sua roupa, vendo as suas sardas e te segurando intimamente. Uma gripe que me fez vomitar na lixeira da rua quando me veio à imagem dele te penetrando e apagando o único vestígio meu que esperava ainda estar em você. Uma gripe filha de uma mãe desnaturada que veio do nada e de repente levou tudo de bom que restava em mim.
—  Sorry, I’m not an ice cube.
LIRISMO IMPIEDOSO


As notas de uma teoria de cordas frouxas explodem nos ouvidos de quem não pode ouvir, numa demonstração pífia de como a natureza pode perder os acordes irônicos de suas próprias melancolias, desperdiçando a ação musical em ouvidos mortos e sensos tapados, um Chico Buarque bêbado, preocupando-se com a continuidade dum copo de vinho, um Tom Jobim alucinado, calejado pelas eternas garrafas de uísque escocês, num claudicante, mas ainda assim, forte bater dos dedos num teclado rebelde, numa apresentação desobediente, e a cantora lá, esquecida, tomando chá, e eu aqui, esquecido também, esperando que a noite faça algo de mim, nesta vida que não se nota, porque vida nenhuma é notável, não existem homens ilustres, dou as costas, fecho o olho e penso que um fluxo como este não permite o estancamento covarde de quem não sabe o que fazer com a vida, e sou assim, um frágil presente que se prende ao passado e segue com medo do futuro, numa bizarra distorção temporal, como se o cérebro fosse um enorme gerador de energia boba a perturbar o calmo caminhar do tempo, sem distinção entre passado, presente e futuro, confundindo projeções com memórias e vivendo numa ilusão de solvente suave, nessa cracolândia existencial: mais uma noite morta num lirismo impiedoso.

- Vaner Micalopulos

Teoria do Caos

Entre o futuro e o passado
Eu sou mais o presente
Acontece, acontece
Somente
E eu não preciso hesitar
O mundo anda transtornado
Ou talvez são as pessoas
Eu sou tão louco a ponto de pensar
Que Deus morreu no Big Bang
E que seus fragmentos
É tudo isso
O que podemos e não podemos ver
Neste seu leito
Encontra-se no seu eterno e perfeito sono
Não levo a sério a minha teoria
Pois daqui a alguns dias
Já irei esquecer
O que preciso fazer
É explorar esse pequeno infinito

— Então, vai desistir de mim?
— Você parece que não percebe que as coisas mudam e que todo coração se divide entre passado e futuro e não é preciso ser nenhum médico renomado pra saber disso. O nosso passado atrapalha o nosso futuro e por isso mesmo, quando somos machucados por alguém, procuramos alguém que o conserte, assim como quando estamos doentes, percebe? Você teve por anos a mim, a única garota no mundo todo que sofreu todas as suas dores e esteve com você em todos os momentos e quando valorizou isso? Quando quebrou a cara com a Cristina, com a Sandy e com todas as outras? Eu sinto muito por você, mas ninguém espera pra sempre.
—  Isa TK+
Carta do Futuro V - A confusão o espera

talvez para combinar com tudo que vem acontecendo com este planeta ultimamente, com o desvairo coletivo da humanidade e com a brincadeira desleal que o tempo - esta criança perversa com instinto de treinador de time caxias que nos obriga a correr sem descanso apitando a cada segundo, nos delegando obrigações que cumprimos porcamente ansiando pelos cinco minutos de descanso. - vem fazendo.

Quando li a um artigo que criticava a lógica da sociedade capitalista e como vendemos a nós mesmos e ao nosso tempo, tal qual como prostitutas fizeram desde o princípio dos séculos e a sociedade sempre se pôs a repudiar, - talvez reprimida e amarga por não conseguir vender seu tempo de forma tão prazerosa e eficiente quanto estas - no início de minha vida acadêmica, não pensei que me arrependeria tanto de não ter prestado mais atenção às citações e pensamentos de Marx.

Hoje, mal tenho tempo para falar com todos os meus amigos de forma digna e sensata. De maneira atenciosa que notamos quando algo não vai bem apenas por um tom trêmulo na voz ou vacilo de pensamento. Estou conformado com todos os “Tudo bem e você?” que me lançam e nem sequer estou apto à questioná-los, porque o tempo agora nos afastou numa medida que eu nem sequer sei o que eles fizeram semana passada. O assunto morre na quarta pergunta e fingimos a mesma proximidade da época em que o tempo nos era amigo e podíamos gastá-lo sem ter a sensação de estar envelhecendo rápido demais ou receio do fracasso. Representamos papéis de versões velhas de nós mesmos, porque é apenas doloroso demais assumir que nos perdemos um do outro e o caminho de volta é tão longo que o tempo nos mataria antes mesmo do reencontro.

A saudade que o assola agora na juventude, irá convidar parentes e amigos para um happy hour em breve e jamais nos deixará em paz. Será a festa incomoda da Saudade todos os dias, por isso guarde o maior suprimento de lembranças alegres e momentos engraçados que couber em nossa memória com tendências ao Alzheimer. 

Muito em breve encarnaremos o espetáculo que sempre nos assustou nas aulas de semiótica e seremos nada além de imagens torturadas pelo tempo, coletando momentos felizes enquanto cambaleamos entre a realidade e o sonho cada vez mais escaço. “é um tempo difícil para os sonhadores”, tempo que nunca mesmo foi fácil e continua a nos mandar para a cama toda noite com a sensação de insatisfação e vazio que tentaremos desesperadamente preenchê-lo no amanhã seguinte.

E eu bem sei que a confusão já o atingiu no momento presente, querido. Mas é só o começo de uma descida enigmática e ainda sem fim. O buraco que engoliu Alice, mas sem Wonderland para nos acolher.

O passado é saudade, o presente um desastre e o futuro apenas a esperança gasta de que pior não fica.

r-etalho

Noite que revele

Quero sentir o gosto da tua boca
No sal quente da minha pele
Quero na escuridão profunda
Tudo entre nós se revele

Que não haja medo, nem peso
Nem passado nem futuro
E que se houver um pesadelo
Seja o nosso vício do escuro

Quero sentir o teu perfume
Misturado ao sal que ora ferve
E que todos os nossos mistérios
Nem a luz da manhã revele

Que os toques sejam cegos
Que os gritos sejam surdos
Que as paredes que nos cercam
Sejam mudas como túmulos

Quero sentir o teu abraços
Como despedida, até em breve
Até outra noite você retorne
Com a escuridão que te revele


Edison Botelho

Vou deixando os meus vestígios serem levados pelo vento. Que eles possam namorar a brisa noturna e admirar a sombra das árvores. Que através da corrente do ar eles possam bater na porta de desconhecidos e transmitir perfumes, plantar flores, fertilizar os jardins, cravar agrados, fincar aconchegos, cultivar amparos e infundir confortos. Que o vento leve as folhas secas de outono, as armadilhas do caminho e aquilo que carrego mas que não me agrega mais. Eu quero correr na beira da praia e deixar que as ondas levem o peso encoberto em minhas pegadas na areia, que arraste os mistérios dos meus rastros e os envolva entre os enigmas do oceano, para que assim eu possa brindar com alguém que almeja mergulhar no mar dos meus mistérios e que por fim ajude-me a me desvendar. Pois nada sou do que os vestígios largados pelas sendas das minhas próprias lembranças que são submersos pelos abismos ocultos da minha natureza, dirigidos pelos sopros intensos da vida. Que a corrente invada o meu interior desordenado e o ordene em direção ao caos das constelações celestes, afastando-me desse caos constituído por concreto e arranha-céus. Que eu me perca e me encontre em outras trilhas eternas pois estou exausto das partidas em retirada. Mas que entre as ruas das idas e vindas eu possa ter pregado nos postes somente aquilo que venha somar na essência de outro pedestre, pois o mundo já está farto de danos e de estradas em ruínas. Eu quero enterrar a obscuridade das origens no terreno do passado e acender as luzes de um futuro para afastar essa escuridão que reprime o mundo. Eu quero luz. Eu quero brilhos, lampejos, holofotes, o clarão invadindo a noite. Qualquer coisa que aparta a solidão e o vício pelo breu. Eu quero seguir em frente e deixar para trás apenas a parte luminosa dos meus vestígios sobre as trilhas sinuosas do universo. Eu quero a força do universo em mim.
—  Igor Salles
status➡NAMORADOS 💏

▪Os pequenos instantes que passo ao seu lado são os mais grandes e belos momentos em minha vida 😍👉👈

▪É no seu sorriso que encontro o motivo do meu ❤😃

▪Entre mil olhos claros, ainda escolheria me perder na escuridão dos olhos teus 💏👀

▪Eu enfrentaria o mundo com uma mão, se você segurasse a outra 👫😘

▪A história que Deus escreve borracha nenhuma apaga 😌👊

▪Eu so quero estar contigo, nao importa o lugar

▪Quando eu notei ja era amor eu não imaginava 🎵 💑

▪Te amei no passado, te amo no presente, e se o futuro permitir, te amarei eternamente! 🙏😍👊

▪Não sei se o mundo é bom, mas ele ficou muito melhor quando você chegou 😻😉

▪Sabe quando você quer que um momento dure para sempre? Então, é assim quando estou com você 😌🙈💓

▪Com você, o céu é um lugar na terra😍👌

▪ Você está na minha mente, no meu sorriso e nas minhas certezas 😻❤

▪E no meio de tanta bagunça, você é a minha tranquilidade 😘⚓

▪ Você é a medida exata de tudo o que um dia eu sonhei pra mim 💕😍

Ser solteiro(a) também é bênção de Deus.” Sabemos o quanto é amargo as vezes ser solteiro né? Não adianta dizer “Ah quero ser como Paulo”. 😒 Para de graça fia que uma hora você quis ou vai querer alguém do seu lado. Pois esta vontade de ser o par de alguém, foi o próprio Deus que colocou dentro de nós. Deus disse: As águas são boas, a luz é boa, os animais são bons, sorvete é bom, lasanha é bom, dormir com chuva é bom, nutella é bom demais. Mas não é bom que o homem esteja sozinho. (Genesis 2:18). Só que 98% das vezes, usamos esse desejo desenfreadamente. Tem gente que parece louco, se não tiver alguém pra “chamar de meu” morre 😴. Primeiramente a sua própria companhia e o amor de Deus tem que te bastar. É claro que eu sei que mesmo Deus não saindo um minuto do nosso lado, as vezes no pegamos na solidão. Exatamente por esse desejo de se ter alguém.Mas também não dá pra sair fazendo projeto “Fé no Pai que esse ano o namoro sai”🙄✋🏼 PARA NÉ GENTE. Você querendo fazer as coisas do seu jeito pode pagar um alto preço que nem vale a pena. Vejamos Romeu e Julieta: disseram que iam ficar juntos CUSTE O QUE CUSTAR nem que tivessem de morrer pra isso. E agora estão bem juntinhos lá no inferno. Não se desespere: fazer campanha, jejum, orar dia e noite pra Deus mandar sua pessoa. Você tem se esforçado tanto assim pela conversão da sua família por um acaso?? Aí a carência bate e o rapaz todo bonitinho, cheirosinho que é do ministério de pregação fala um ‘Paz do Senhor’ você entende um: “Quer orar comigo, minha varoa separada por Deus exclusivamente para mim?”😍💭. Ou a moça do ministério de jovens que pergunta 'Porque você faltou encontro passado?’ E você entende: “Oro por você todos os dias seu lindo, deixa eu ser sua Rebeca?'👩🏻💭. Aí começa a novela mexicana: começa ver coisa onde não tem, fica toda apaixonadinha(o), depois que realmente enxerga as coisas sofre, se lamenta e até amaldiçoa o pobre do rapaz/moça. Primeiramente entregue sua ansiedade a Deus, não fique 24 horas sonhando com uma pessoa ou quando Deus vai mandar sua pessoa.Cuide de você, por fora, por dentro, mesmo que você encontre uma pessoa ungida isso não significa que ela vai ter que te engolir desse jeito, porque você“nasceu assim, cresceu assim e vai morrer assim.🎶” Pelo amor, ninguém aqui é Gabriela né?🚫
🔹 Se dedique aos seus estudos, a sua carreira profissional, se não sabe o que quer aproveite para descobrir, procure evoluir intelectualmente também; 📚🖊💻
🔹Fique mais com sua família porque se você solteira(o) já fica 42 horas por dia no celular e nem liga pro pessoal que mora na sua casa, na hora de responder o questionário do Enem de quantas pessoas moram na sua casa você fica pensando por umas 2 horas e vai conferir pra lembrar quem mora lá mesmo. Imagine namorado.. Aí que sua família mal teria sua atenção; 👨‍👩‍👧‍👦❤
🔹Saia com seus amigos. É tão bom gente, sair sem dar satisfação, poder ir no cinema no meio da semana, no fim de semana, lanche pós culto/missa com o pessoal sem se preocupar;👫👬👭🍱🍢🍟🍕
🔹 Cuide do seu corpo, hábitos alimentares, exercícios. Isso é saúde e não pecado!;🏃🏻💪
👸🏻 - Moça cuide de você, tanto por fora e principalmente por dentro, aproveite pra trabalhar a questão do ciúmes, peça para o Espírito Santo lhe dar autocontrole, sabedoria, MATURIDADE para que não entre num relacionamento sendo uma menina mimada, achando que o rapaz é seu escravo e não namorado. Entregue as feridas incuradas porque a pessoa que está por vim nada tem haver com seus tombos do passado, então não é justo que eles interfiram no seu futuro com alguém. Sem essa de “Todo homem é igual”.😒  Homens de Deus não são iguais aos homens do mundo, falando isso você amaldiçoa sua própria vida amorosa, se você não crê que achará um homem segundo o coração de Deus e com virtudes dEle, acha que o Senhor vai te mandar um só pra te provar o contrário? HANRRAN senta lá Claudia. 👏🏼😂
👱🏼 - Rapaz se cuide, não precisa ir pra academia de manhã de tarde e de noite e usar camiseta mostrando o mamilo. Não! Mas um servo de Deus cheiroso elimina bastante concorrentes 😏. Se atualize nos acontecimentos do mundo.Vise seu futuro, sua carreira. Planeje isso, pois breve você proverá uma família! Se entregue às mãos do Senhor como barro, para que Ele te molde, não seja mais um desses meninos que querem todas ao mesmo tempo, que não se contentam com uma mulher só. Honre seu caráter, não faça com as meninas o que você não deseja para sua futura filha. Não seja obsessivo, ela é sua namorada e é livre e mesmo quando ela se casar com você ela não será um objeto que você  tem a nota fiscal e diga “É MEU”. Peça ao Espírito Santo sabedoria, discernimento, um coração manso e humilde para saber tratar sua namorada.
E o principal: 🔹Se dedique a obra de Deus, afunde os dois pés na casa do Senhor.⛪💪🏼✝ “Quem não tem esposa, cuida das coisas do Senhor e do modo de agradar ao Senhor. […] Assim também, a mulher solteira e a virgem cuidam das coisas do Senhor, a fim de serem santas de corpo e espírito” 1Cor  7:32-34 Gente a obra é tão grande, os operários são tão poucos. Aproveite esse tempo para descobrir seu chamado, sua vocação, passeie pelos ministérios/pastorais da sua igreja e veja onde se sente melhor e faça a obra, uma fé sem obra é uma fé morta. Leia a bíblia, ore, terá dias que o namoro tirará um pouco do seu foco em Deus, algumas vezes você irá deixar a bíblia de lado pra estar com a pessoa, ou deixar de orar pra ficar no whats com ela. Então aproveite esse tempo para estreitar seu relacionamento com Deus.
É em silêncio que deixo meus pensamentos brincarem entre si. Escuto com mais clareza o que meu coração insiste em sentir. Trago de volta os sentimentos que ainda existem dentro de mim. Viro pro lado, fico de barriga pra cima, olho pro teto, sem saber no que é certo. Saudade que não é bem vinda, que já faz parte da minha rotina, procura sempre me acompanhar. Ela chega sorrateira, me olha com cara de quem quer se entregar. Me joga na cara histórias que um dia já vieram me alegrar, e eu no canto, fixo meus olhos no chão, enquanto sinto ela transbordar. Saudade que não se cala, que explode a qualquer hora, mas sempre na intenção de que eu vá procurar. Pensamentos conturbados, misturados entre o presente e o passado, onde a razão vive em constante pressão dos sentimentos que carrego no coração. É no silêncio que arrumo minha bagunça, para que alguém não se espante com a minha confusão. Me entendo entre as palavras mal colocadas, em textos desorganizados e ensaio diálogos imaginários. As palavras sempre foram a minha melhor companhia, minha melhor amiga. Escuto com calma a minha alma, e danço com a solidão. Me surpreendo na capacidade de amar, e na paciência de esperar, com calma, o encaixe que a vida necessita. Entendo e faço questão do tempo, e no silêncio indago sobre  os futuros e amores hipotéticos. Vasculho tudo em mim, as alegrias, as dores, os sonhos e aquilo que almejo. Rabisco aquilo que não é mais necessário, aprimoro o que me faz sorrir, e aprendo com os erros que cometo. Mágoas evaporam, raiva se esvai no ar. A preguiça toma conta daquilo que um dia foi motivo pra me fazer chorar. Posso amar, só não me importo mais. O descaso faz parte, e o interesse já não existe mais. É no silêncio onde mais me entendo. Tão intenso, sensível, mas sempre jorrando amor por onde passo.
—  Marcus Vinícius
Sensitive
Fifth Harmony
Sensitive

Não sou uma pessoa que escreve muito mas hoje estou inspirada então segura meu textão, talvez você se identifique, talvez não, talvez você possa achar que é pura bobagem mas hoje pra mim é importante falar, colocar pra fora o que sinto, tenho 14 anos e ainda tenho muita coisa pra viver e aprender mas, esse lance de viver intensamente não devia ser algo só pra mim ou só pra adolescentes, acho que tem que viver, sentir, de forma intensa independente da idade.

Antes de começar deixa eu esclarecer: já estou bem ;)

Eu não sou fã de muitas pessoas, admiro o trabalho de tanta gente e minha profissão as vezes não me permite ter uma vida comum de fã (daquelas que sabe tudo, que stalkeia tudo, que é a primeira a ouvir um lançamento etc) mas desses poucos que me apeguei eu me apeguei de verdade.

Em 2012 quando Fifth Harmony foi formada no The X Factor eu tinha 10 anos, não acompanhei o programa e estava numa fase de testes pra novela, nesse mesmo ano em que o grupo foi formado e a vida delas foi mudada a minha também foi, eu mudei de cidade, de colégio, de amigos e de tantos outros ambientes, tudo pra ir em busca do meu sonho, fiquei dois anos focada no meu trabalho, precisava dar conta dos estudos na parte da manhã e das 14hs as 20hs estava dentro do estúdio gravando, isso me impedia de estar antenada em tudo.

Em 2014, um pouco antes da primeira vinda delas ao Brasil foi quando posso dizer que me tornei fã, ganhei os cds, comecei a seguir nas redes sociais, e além de ouvir as músicas fui buscar saber quem eram elas, me deparei com cinco meninas engraçadas, e muito talentosas, unidas em busca de um sonho, fiquei passada com tanto carisma e aí começaram os apegos (daqueles que não tem mais volta). Fui atrás dos vídeos antigos, da jornada delas desde o início e tive a sorte de ter perto uma amiga que já conhecia (aliás acabei fazendo ela de Wikipédia quando o assunto era Fifth Harmony).

Nesse meio tempo foram muitas coisas que aconteceram, inclusive uma participação no Máquina da Fama onde, pra minha surpresa, eu fiz a Ally.

De lá pra cá assim como todo o fandom eu tomei muito tombo, sofri mas me alegrei também, a cada conquista delas parecia que era minha, sempre que podia ajudava em votação, em tags, estava ali presente (do meu jeito mas estava) graças a esse grupo conheci um monte de gente especial que só não cito nomes aqui porque são todas ciumentas então melhor não citar, vocês sabem quem são.

Também não esqueço os dias em que Dinah Jane me seguiu no twitter, na sequência Ally, Lauren, Camila (Normani ainda não me segue, fé no pai) eu gritei tanto, meu whatsapp com amigos berrando também aconteciam (RAISSA ELA TE SEGUIU! AAAAA) louco! (besteira pra quem não gosta né? Só um follow! Mas quem gosta sabe bem o significado dessa ‘’besteira’’).

Em Julho de 2016 elas vieram para uma tour aqui e eu tinha uma viagem marcada, não pude ir, elas estavam chegando no Brasil e eu saindo, me conformei, não tinha o que fazer, foquei na viagem porque estava indo realizar um sonho e isso amenizou a idéia de não estar no show, amigas foram, lembraram de mim, falaram de mim para o Papa (Pai da Ally), recebi vários vídeos e fiquei bem.

Depois de tantos desencontros, na última quarta-feira dia 15 de dezembro estava eu prestes a realizar um sonho de assistir um show delas pela primeira vez, mas fui tombada de novo quando a Lauren não embarcou, ok, vida que segue, vamos para o show, eu aproveitei cada segundo, fiquei rouca, entreguei meus presentes para a equipe delas (SE VCS ESTIVEREM LENDO ISSO, VOCÊS RECEBERAM MEUS PRESENTES? KKKK) curti pra caramba, elas estavam cansadas sabe? Vieram direto de um show, 7 horas de viagem e ainda o problema que aconteceu deu pra sentir que estavam preocupadas, mas eu aproveitei, como fã fiz minha parte em mandar pra elas a energia que elas precisavam naquele momento, talvez nem toda a plateia o fez afinal o show era privado mas garanto que a galera que estava comigo fez barulho e como fez!

Menos de uma semana após o ‘’melhor dia da minha vida’’ eu acordei e tomei um susto quando vi aquele auê todo no twitter, primeiro achei que era mentira, demorei pra ir na conta oficial ler e até agora a ficha não caiu por completo.

O que eu acho disso tudo? Bom, eu sou fã e lógico que não queria a saída da Camila, não dessa forma pelo menos, já que aos poucos a própria vinha demonstrando a construção de sua carreira solo, não acho que ela estava errada, também não consigo imaginar a dimensão do que ela passou por tomar essa decisão de paralelamente ao grupo fazer trabalhos solo, acho que tem mesmo que se arriscar, criar, ousar e jamais a vi perdendo o respeito com as outras meninas ou faltando em algum show por estar focada no solo, ela sempre cumpriu a agenda. (Agenda é claro do que podemos ver, não estou falando da parte administrativa porque não temos acesso a isso).

Eu fiquei abalada sim, chorei pra caramba, neguei, depois chorei de novo aí não aguentava ouvir as músicas que a bad voltava, minha maior preocupação era saber como estavam, elas têm um elo forte e embora o fandom seja dividido eu não sou, não acredito na idéia das meninas se tornando inimigas e quebrando um elo que as tornou o que são hoje, falo de relacionamento pessoal e não de trabalho.

Ligando fatos, teorias e até paranóias eu só consigo chegar à conclusão de que a satisfação que elas tinham que dar já foi dada, aceite ou não, cada uma a sua maneira e de acordo com suas limitações, elas sabem a verdade e essa não vai chegar ao nosso conhecimento (não agora pelo menos, tem muita coisa debaixo do tapete) e me perdoem a sinceridade mas não acredito que vamos derrubar a syco subindo hashtags, no máximo vamos ganhar um textão dizendo que quando desrespeitamos a equipe desrespeitamos elas também HAHA (remember?)

Tenho por mim que elas estão “bem” na medida do possível, estão em casa, acompanhada de suas famílias, descansando (inclusive das redes sociais) e tomando fôlego para o que virá. Falo das cinco, por isso respeito o silêncio delas, entendo a postura de cada uma, sou atriz e quando meus pais assinam um contrato de trabalho nós precisamos cumprir, claro que comigo as coisas não são na mesma proporção mas se as quatro tomaram a decisão de permanecer nesse trabalho eu continuarei apoiando mesmo que não concorde com a forma como a administração conduz algumas coisas, porque sei que nenhum grupo é pra sempre então vou curtir o agora mesmo em meio a isso tudo, continuarei apoiando e acompanhando a Camila também, não tenha dúvida, essa ‘meia’ Brasileira jamais será esquecida por mim e por muita gente.

Meu coração ainda está dividido entre o que agora são apenas lembranças e a incerteza do que virá, ainda teremos dias difíceis de encarar pela frente: o primeiro álbum sem a Camila, o primeiro show, a primeira entrevista, as primeiras fotos sem ela, assim como também vai ser difícil ver a Camila no palco sem as quatro, mas precisamos entender que isso fará parte do futuro e aos poucos começar a aceitar, o que elas viveram agora está no passado e foi lindo pra caramba! Torço demais pra que tudo dê certo para ambos os lados pois como falei eu não vejo isso como uma guerra entre elas e sim uma briga de empresários dentro do show business, estão lutando pelo poder, pelo dinheiro e pra manter a marca que eles acham que construíram, digo acham porque pra mim eles investiram inicialmente com a estrutura mas quem construiu foram elas. A gente não consegue alcançar a dimensão da sujeira que deve acontecer na indústria musical e pensando dessa forma fico aliviada em saber que uma teve a outra como apoio durante esses anos porque com certeza não foram só momentos felizes que elas viveram.

O futuro é incerto, não sabemos o dia de amanhã, nem quando a verdade virá a tona, o que eu como fã posso fazer é respeitar e apoiar, nem sempre as pessoas que a gente ama tomam as melhores decisões, nem sempre concordamos mas nem por isso a gente deixa de amar, não podemos interferir em suas escolhas, a gente quer o bem sim mas não dá pra ter controle de tudo, o momento é delicado demais, me afastei um pouco do twitter porque não sei vocês mas as teorias estavam me deixando maluca. Eu estava lá zuando, quem me conhece e me segue lá sabe que faço isso com frequência, na verdade eu sou assim, as zueiras são uma forma de disfarçar o que sinto, faz parte de mim, sou uma pessoa muito ansiosa, já tive crises de ansiedade e uma vez parei no hospital, então zuar ameniza e depois que passei a ser assim não tive mais nada. (seria o famoso rindo de desespero ou rindo pra não chorar hahaha).

Acho que é isso, tá aqui por escrito o mix de sentimentos dos meus últimos dias.

Elas vão precisar muito de nós, pra mim já chega de julgamentos, cobranças e pressões.

Sei que nunca lerão isso mas meninas: eu estarei pronta pra cantar as músicas do OT4 com vocês, sei que vai ser difícil os primeiros momentos mas vocês vão superar.

Camila sei que você vai procurar pelo olhar das meninas no palco quando estiver cantando mas não se assuste, só olha pra nós porque estaremos lá por você.

Recadinho final: nós também temos uma vida além de Fifth Harmony, é necessário seguir em frente, leia outras coisas, seca tuas lágrimas e respira fundo aí que vai passar beleza? Não é o fim, não seja manipulado pela administração, foca nelas, na alegria e na realização dos sonhos delas e vamos sorrir porque aconteceu, por todos os bons momentos que elas nos proporcionaram.

Estou curiosa pelo que o futuro reserva mas aproveitando o presente que no momento é fazer mala e viajar.

Obrigada pela paciência em ler tudo, desejo boas festas pra você e sua família e que em 2017  a gente possa tombar menos porque esse ano foi pesado né meninaxx?

Com amor (muito amorrr ai que amor)

Raissa

Originally posted by kareen-ks

Carta perdida de Patch para Nora.

Anjo,
Minha maior esperança é que você nunca precise ler isto. Pedi a Vee que só lhe entregasse esta carta se minha pena fosse queimada e eu estivesse preso no inferno, ou se Blakely desenvolvesse um protótipo das artes do mal forte o bastante para me matar. Quando a guerra entre nossas raças começar, não sei o que será de nosso futuro. Quando penso em você e em nossos planos sinto uma dor terrível. Nunca quis tanto que as coisas dessem certo.
Antes de deixar este mundo, preciso ter certeza de que você sabe que todo o meu amor é seu. Para mim você continua sendo a mesma de antes do Voto de Conversão. Você é minha. Sempre. Adoro a força, a coragem e a delicadeza de sua alma. Adoro seu corpo também. Como alguém tão sexy e perfeita pode ser minha? Com você, tenho um propósito — alguém para amar, cuidar e proteger.
Meu passado tem segredos que pesam em sua mente. Você confiou em mim o suficiente para não perguntar sobre eles, e foi sua fé que me tornou um homem melhor. Não quero deixar nada oculto entre nós. Falei que fui banido do céu porque me apaixonei por uma humana. Da forma como contei, pareceu que arrisquei tudo para ficar com ela. Só disse isso para simplificar minhas motivações. Mas não era verdade. A verdade é que me desiludi com as metas inconstantes dos arcanjos e queria contrariá-los, contrariar suas regras. A garota foi uma desculpa para deixar para trás um antigo estilo de vida e aceitar a nova jornada, que por fim me levaria até você. Acredito em destino, Anjo. Acredito que cada escolha que fiz me trouxe para mais perto de você. Eu a procurei por muito tempo. Posso ter caído do céu, mas caí foi por você.
Farei tudo o que for necessário para que ganhe essa guerra. Os nefilins sairão vitoriosos. Você cumprirá seu juramento ao Mão Negra e ficará segura. Essa é minha prioridade, mesmo que me custe a própria vida. Acho que ficará irritada ao ler esta carta. Pode ser difícil me perdoar. Prometi que ficaríamos juntos quando tudo terminasse, e talvez você se magoe comigo por quebrar a promessa. Mas quero que saiba que fiz todo o possível para manter minha palavra. Enquanto escrevo esta carta, estou pensando em qualquer alternativa que nos ajude a passar por isso. Espero encontrar um jeito. Mas, se eu tiver que escolher entre mim e você, escolho você.
Sempre escolhi.


Com todo o meu amor,
Patch