ensino

Os amigos não precisam estar ao lado para justificar a lealdade. Mandar relatórios do que estão fazendo para mostrar preocupação. Os amigos são para toda a vida, ainda que não estejam conosco a vida inteira. Temos o costume de confundir amizade com presença e exigimos que as pessoas estejam sempre por perto, de plantão. Amizade não é dependência, submissão. Não se têm amigos para concordar na íntegra, mas para revisar os rascunhos e duvidar da letra. É independência, é respeito, é pedir uma opinião que não seja igual, uma experiência diferente. Se o amigo desaparece por semanas, imediatamente se conclui que ele ficou chateado por alguma coisa. Diante de ausências mais longas e severas, cobramos telefonemas e visitas. E já se está falando mal dele por falta de notícias. Logo dele que nunca fez nada de errado! O que é mais importante: a proximidade física ou afetiva? A proximidade física nem sempre é afetiva. Amigo pode ser um álibi ou cúmplice ou um bajulador ou um oportunista, ambicionando interesses que não o da simples troca e convívio. Amigo mesmo demora a ser descoberto. É a permanência de seus conselhos e apoio que dirão de sua perenidade. Amigo mesmo modifica a nossa história, chega a nos combater pela verdade e discernimento, supera condicionamentos e conluios. São capazes de brigar com a gente pelo nosso bem-estar. Assim como há os amigos imaginários da infância, há os amigos invisíveis na maturidade. Aqueles que não estão perto podem estar dentro. Tenho amigos que nunca mais vi, que nunca mais recebi novidades e os valorizo com o frescor de um encontro recente. Não vou mentir a eles, “vamos nos ligar?”, num esbarrão de rua. Muito menos dar desculpas esfarrapadas ao distanciamento. Eles me ajudaram e não necessitam atualizar o cadastro para que sejam lembrados. Ou passar em casa todo o final de semana e me convidar para ser padrinho de casamento, dos filhos, dos netos, dos bisnetos. Caso encontrá-los, haverá a empatia da primeira vez, a empatia da última vez, a empatia incessante de identificação. Amigos me salvaram da fossa, amigos me salvaram das drogas, amigos me salvaram da inveja, amigos me salvaram da precipitação, amigos me salvaram das brigas, amigos me salvaram de mim. Os amigos são próprios de fases: da rua, do Ensino Fundamental, do Ensino Médio, da faculdade, do futebol, da poesia, do emprego, da dança, dos cursos de inglês, da capoeira, da academia, do blog. Significativos em cada etapa de formação. Não estão em nossa frente diariamente, mas estão em nossa personalidade, determinando, de modo imperceptível, as nossas atitudes. Quantas juras foram feitas em bares a amigos, bêbados e trôpegos? Amigo é o que fica depois da ressaca. É glicose no sangue. A serenidade.
—  Fabrício Carpinejar.
Os amigos são próprios de fases: da rua, do Ensino Fundamental, do Ensino Médio, da faculdade, do futebol, da poesia, do emprego, da dança, dos cursos de inglês, da capoeira, da academia, do blog. Significativos em cada etapa de formação. Não estão em nossa frente diariamente, mas estão em nossa personalidade, determinando, de modo imperceptível, as nossas atitudes. Quantas juras foram feitas em bares a amigos, bêbados e trôpegos? Amigo é o que fica depois da ressaca. É glicose no sangue. A serenidade.
—  Fabrício Carpinejar
As religiões do ‘pensamento moderno’ são tão mutáveis como a névoa das montanhas. (…) Agora declaramos, de todo coração, que o evangelho que pregamos quarenta anos atrás continuaremos a pregar por mais quarenta, se ainda estivermos vivos. Ainda mais, afirmamos que o evangelho ensinado por nosso Senhor e os Seus apóstolos, é o único evangelho que existe na face da terra.
—  Charles H. Spurgeon – Nosso Manifesto
O meu amor eu guardo para os mais especiais. Não sigo todas as regras da sociedade e às vezes ajo por impulso. Erro, admito. aprendo, ensino. Todos erram um dia: por descuido, inocência ou maldade. Conservar algo que faça eu recordar de ti seria o mesmo que admitir que eu pudesse esquecer-te.
—  William Shakespeare.
What’s going on in Brazil? #09

Sooooo  in spite of a popular saying here being that the year in Brazil only starts after Carnival, a fuckton of stuff has happened since January. I’m gonna try to cover them all quickly, but brace yourselves. Written at 11/02/2017.

The year started with the total meltdown of  our prison system. Basically, gang fights lead to the massacre of some 60 people in a prison in Amazon, then another governor from another state asked for federal help cause they thought they were gonna face the same issue, then our Minister of Justice said “nah” then SURPRISE shit happened and some other 40 people died and more prisons were taken by organized crime and long story shot some couple hundred prisoners were killed by other prisoners in a bunch of different prisons (and by killed I mean decapitated and their heads thrown over the prison walls). Government says situation is under control now but tbh we don’t really know that and we don’t even know how many people died or who’s really in charge in a few prisons, so. 

Then, a few days later, the judge (Teori Zavascki) who was in charge of the investigations of that famous corruption case, Lava Jato, died in a plane crash just when he was going back to the capital to approve on some quite dangerous papers. So our president had to name someone else to fill in the vacancy for the Supreme Court, right? He named Alexandre de Moraes last week… Our former Minister of Justice. Yes. The dude that did nothing on the thing above. And a man who has been linked to organized crime before. Waiting now to be confirmed as the next name to the Supreme Court. Yeah. Great. Also, speaking of the corruption investigations, a bunch of people got named, then the president decided “out of nowhere” to create another cabinet and name one of the accused guys to that position cause then he can’t be investigated by regular police, supreme court only, then a judge decided that that wasn’t legal, then the government appealed and it was overthrown, then another judge decided it was illegal, then the government appealed again and again and again and so on and they’re still fighting on it. 

 And if thought that was enough disaster for a year, there’s more. The entirety of the State of Espirito Santo was left without police for a week and, well, exactly what you think happened happened. Like in those distopia movies, people didn’t leave their homes, and the ones that did probably got mugged or killed. Hundreds of stored were sacked, cars robbed, etc. About a hundred people died, mostly murdered. This happened because police officers found a way to strike cause they happened to be the most underpaid officers in the whole country and their salaries haven’t been readjusted for seven years (and the state government still didn’t concede the increases after this). Federal government sent in the army, didn’t really solve the situation. Troops in other states, especially Rio, threaten to do the same thing now.

Coming back to policies, the High School Program reform was approved by the congress this week and every single teacher I know is pissed off which is probably not a good sign for a High School reform. What it does is making some subjects a mandatory base, like maths and portuguese, and others become optional… Like History, or Geography, or Chemistry, or Physics (they were all previously mandatory before). And now you kinda don’t need to have graduated in the subject you’re gonna teach to be able to teach, just prove you know the thing. And more hours of school for everybody, also. If it all sounds like a shitty idea, it’s because it is. 

On minor news, the new Mayors of Rio and São Paulo have been busy proving me they’re just the assholes I thought they were with the first naming his kid for a thing and the second embarking on a crusade against street art in general. Also, the Yellow Fever is back. Probably due the death of most mosquito predators like a year and a half ago in an area due to the biggest environmental disaster of the history of this country for which no one has been prosecuted yet. And our ex-first lady (wife of Lula) died and people became really mean and shitty about in online. 

I think this about covers it. Not an easy month, not an easy month at all.

As decepções às vezes é tanta em nossas vidas, que o sonho e a esperança de viver aquilo que tanto sonhamos, acaba indo embora. Mas há um ditado que diz: A esperança é a última que morre. Há esperança é uma longa vida para viver aquilo que tanto sonhamos. E as decepções na vida, muita das vezes serve como aprendizado e como experiência. Nada é por acaso, tudo tem um propósito, de fato as vezes não vamos aceitar ou até mesmo vamos nos questionar sobre tal coisa ter acontecido em nossas vidas. Mas ao decorrer do tempo, ao decorrer do que você for passando, vivendo, vai ver que as decepções foram ideais, e você passa para chegar ao certo amadurecimento de hoje. A vida é um ensino para todas as coisas. Nunca perca a esperança de ser feliz, de viver o que você tanto sonha. Coração quebrado, ferido, vai ser curado com uma bela história e aprendizado de amor.
—  Alef Santos.
Não é preciso muito, basta entrelaçar seus dedos nos meus e deixar nosso coração bater no mesmo ritmo. Prometo te cuidar, te mimar e te fazer cafuné. Vem, deite aqui no meu colo, vou te acariciar e fazer arrepiar cada pedacinho do seu corpo. Te quero muito e você também me quer, eu sei, “eu sinto”. Veste aquele sorriso que eu gosto de ver em você e vem, vem me amar, vem me dar aquele abraço e beijo que eu tanto anseio. Te preparo um café forte como sei que você gosta, as vezes assim você perca o sono e possa passar a noite simplesmente conversando comigo ao pé do ouvido, com sua respiração. Te ensino a dançar coladinho, você que é uma pessoa tão desastrada, mas que adora aprender. E em um só compasso, te enlaço, te envolvo e pronto. Somos um só, de corpo, alma e coração. Se lembra que não será fácil, pois é errando que se aprende, é pisando no pé um do outro que aprendemos a dançar conforme a música. Mas eu estou aqui com e por você, para te ensinar e te engrandecer e para também receber todo esse amor que você tem guardado no coração.
—  Lidiane Guimarães.
Tive uma professora no ensino fundamental que toda vez repetia: Você tem que se envolver com uma pessoa iluminada. Sempre achei que ela falava de alguém que louvasse a Deus. Só com o tempo entendi o que ela realmente queria dizer. Nem todo mundo é capaz de compreender nossa escuridão.
—  Pedro Pinheiro.