emicida e criolo

É que sou Chico, sou Caetano, sou Elis,
Vinícius, Betânia, Martinho, sou Cartola, Renato,
Marisa, Ritas, sou Raul, Cássia, Nando, Tom e Roberto
Sou Emicida, Criolo, Kamau e Racionais
Sou Charlie, Skank, Detonautas,
sou Pitty, Raimundos, Hemp e Ira
Mas as vezes…
As vezes sou Catra e Malboro

É que sou sol, calor, flor, brisa, manhã e noite
sou azul, chuva, vento, outono
Mas as vezes…
As vezes furacão

Sou gavião, pássaro e borboleta
Sou tigre, leão, onça e gato
sou preguiça, macaco
Sou tubarão, peixe, piranha
Mas as vezes…
As vezes sou vira-lata

Sou bossa, samba, bolero
sou rap, rock e pagode
Mas as vezes…
As vezes sou funk

Sou criança, menina
Sou mulher, humana
Mas as vezes…
As vezes sou louca

Sou água, chá, café
sou vinho, whisky, cerveja
Mas as vezes…
As vezes sou cachaça

Sou cidade, asfalto, carro
Mas as vezes…
As vezes sou morro

Sou cama, casa, tv
sou cozinha, mesa e banho
Mas as vezes…
As vezes sou da noite

Boemia

Sou salto, batom, brilho e vestido
Sou chinelo, sandália, short, macacão
Mas as vezes…
As vezes sou nua e descalça

Sou o amanhecer, o nascer
Sou o ano novo
Mas as vezes…
As vezes sou fim de festa!

Eu sinto!
Eu sou!

Maria