emicida ela diz

“E ela diz; amor, teu chá tá quente tó.Liguei o DVD, preparei pra gente ó
Deita no sofá, vem cá, não se sente só. Isso é ruim de encontrar, vou querer pra sempre ó.Aí, que mais eu vô querer da vida. Além da paz de poder te olhar adormecida. Enquanto o sol traz. O novo dia nos primeiros sinais. Vô só olhando e confirmando que eu te amo demais. De mais mermo, então pra mim isso é verdadeiro só. A própria sensação com você, cada beijo é o primeiro. Desligo o celular, hoje nem vô cola com os parceiro. Vô fica aqui quietin’ com você dividindo um travesseiro. Por isso eu gosto de quando tá esse friozinho. Melhor discupa pra ficar lá abraçadinho. O controle remoto e a caneca com meu cházin’. Teu rosto falando que isso nunca vai tê fim. No comecin’ do dia enquanto eu bocejo. Na mesa o pãozinho, biscoito, faca, manteiga, queijo. Meio sonolento ainda, levanto a cabeça e vejo. Cê sorri com minha camisa, chega perto e diz "me dá um beijo”. É isso aí que me ganha. Teu riso me faz bem, eu faço carinho na manha. Se assanha, me arranha. Fazendo a flor brotar no inverno. Por isso cada olhar que eu te dar, é uma jura de amor eterno. Tem várias paisagens bela. Mas o único passeio que me encanta é o que a minha mão faz pelo corpo dela. Eu fico puto de ver o tempo indo embora. Mulher, me diz onde cê tava até agora.“

- Emicida