efernanda

Se um dia eu perder a memória, por favor, me reconquiste todos os dias. Crie novamente todas as lembranças, todos os dias, me faça revive-las a cada manhã que nasce. Não me deixe esquecer do tamanho do meu amor por ti. Não me deixe esquecer que é teu o meu coração. Não quero me esquecer de todos os momentos que passamos juntos e que vamos passar, isso é único e por mais que queremos passar por isso de novo, nunca vamos passar. Tenho medo de que você não tente fazer o que eu faria por você, medo de te perder, medo de que não volte tudo o que construímos até agora e se isso acontecer, vai ser por culpa minha. Juro que se um dia eu perder a memória, vou fazer de tudo pra lembrar pelo menos de você. Porque um amor a gente não esquece, está em rochas, amor verdadeiro a gente reconquista, me faça lembrar de todos nossos momentos, aqueles em que brigamos e depois rimos da situação, do nosso primeiro olhar, não me deixe esquecer que valeu a pena, e mesmo se eu esquecer você me fará lembrar, mesmo se depois de alguns segundos eu me esquecer novamente, porque o amor é assim, nasce, renasce. O amor é assim como o por do sol, mostra seu espetáculo todos os dias, mesmo a maioria não dando a minima para isso e o nosso amor é assim, a cada dia a cada renascer há um espetáculo magnifico dentro de mim, dentro de ti, e se um dia meu amor, eu perder a memória me lembre desse espetáculo que sempre esteve e estará ligado a você. Se um dia eu perder a memória meu amor, me reconquiste todos os dias assim com seu jeitinho, com seu carinho, com seu amor, aliás nosso amor.
De repente, bateu aquela saudade de ser criança.
Bateu mesmo, bem no fundo do coração. Bateu com intensidade, com vontade de retomar a tudo que era. De fazer o maternal, até as brincadeiras divertidas. De não ter responsabilidade de terminar um trabalho, de não sei quantas paginas ou estudar para as provas, coisas que ultimamente meus pais sempre me cobram. Nunca foi assim, nunca tinha sido, mas infelizmente cresci e o tempo mudou, juntamente com a minha vida. Toda aquela ventania de tranquilidade se foi, trazendo consigo um temporal difícil de domar. A fase de se lambuzar de lama, brincar de pega pega e aprender o abc já tinha acabado e só naquele instante percebi. O meu desejo de menina foi realizado, a tal hora de crescer estava me esperando, mesmo que eu negasse. Aquele desejo foi totalmente ignorado por mim quando realmente me dei conta do que me esperava. Estava saindo de um conto de fadas para um conto não finalizado de terror. Além de todas as responsabilidades adquiridas pela minha idade pertencente agora, me veio mais um mandato, terminar essa história e por sinal muito bem. Apenas me deram um livro em branco, com um número finito de linhas. O que me disseram foi, que eu deveria ser cautelosa e aprender manusear, pois poderia me dar muito mal nessa história. Me apresentaram o título, mas o conto é meu. E sinceramente não faço ideia de por onde começar a escrevê-lo, ou contá-lo. Sei que devemos começar pelo começo, mas eu quero voltar, eu quero começar a contar sobre o passado, e poder refazê-lo, não desejar crescer, aproveitar, brincar até faltar ar, eu quero ser feliz novamente, sem culpa, sem medo, sem responsabilidades, quero apenas voltar ao passado, e brincar comigo mesma, de ser criança. Mas eu não posso. O presente e o futuro me aguardam, e o passado se foi, e creio que jamais voltará. Era tão inocente, e a inocência de criança é do que mais sinto falta, não tinha nada de gente falsas, mentiras, traições naquele tempo era um belo conto de fadas infantil, naquele tempo os brinquedos eram as bonecas e não pessoas. Cresci, e quando me dei conta já era tarde de mais para tentar ser criança outra vez, outros passos se tornaram prioridade, e as coisas de criança se tornaram passado. Eu gosto do passado, mas não sei pra onde ir no futuro, são tantos caminhos que a cada dia, a cada passo se torna uma difícil escolha, e tudo que fazemos agora se reflete no nosso futuro, e tudo o que outras pessoas fazem por mim também refletira, e como saber o que deve ou não ser bom para refletir? Como saber por onde ir, como será o futuro, como saber como viver? Talvez a infância seja a unica parte de nossas vidas que somos felizes por um dia inteiro, que vivemos ne um conto de fadas, depois que se cresce, esse conto se esfria, ou simplesmente se acaba. Depois que você cresce são só deveres, obrigações e tarefas. Quero progredir, quero voltar no tempo e voltar a ser criança. Voltar a ser inocente, ingênua. Sim, eu até que gostava de Ragatanga, As visões da Raven, Chiquititas, Kelly Key e sinto falta até mesmo de quando mertiolate ardia. Sinto falta de minhas bonecas, de pular amarelinha e brincar de pique-pega. Uni-duni-tê eu escolhi parar de crescer.
Para que sentir se ninguém da a mínima importância para isso? Quando digo ninguém me refiro as pessoas a quem esse sentimento é atribuído, a quem você se doa, por quem se perde e em quem tu se encontra. Uma pessoa que, por um acaso do destino entrou na sua vida e para quê? E refaço a pergunta para que meu Deus? Não há um motivo concreto, só sei que essas pessoas nos fazem nos sentir um “aeroporto”, sim um grande aeroporto, com embarques e desembarques todos os dias, todas as horas, e ninguém um segundo para e repara que esse “aeroporto” tem sentimentos. E falando em sentimentos, quem ligaria para os sentimentos dos outros? Claro porque o que os outros sentem não os afetam, e não afetando, eles que se sufoquem até não aguentarem mais com os seus sentimentos. Ninguém liga pros sentimentos uns dos outros porque se ligassem, antes de fazer alguma coisa que afetasse a outra pessoa se colocaria no lugar dela, e veria como se sentiria na mesma situação. Mas não, é como minha mãe diz: a grama do vizinho sempre parece mais verde. É muito fácil conhecer alguém agora o difícil mesmo é permanecer na vida dessa pessoa sempre que ela precisar, todos os dias todas as horas; já ouvi tanto aquela frase “sempre que precisar pode contar comigo” e quando eu precisei, essas mesmas pessoas não olharam mais na minha cara, fácil é prometer, agora quando chega a hora de cumprir a promessa já foi esquecida. Promessa em cima de promessa que no fim não valem nada, foram apenas palavras esquecidas no tempo, no tempo em que, alguém ainda significava alguma coisa, ou apenas achava que significava. Mas eu não jogo essas promessas, sentimentos e memórias ao vento, eu as guardo, e tento, a cada novo dia que amanhece, tirar algum proveito de todo esse equivoco. O ruim de tudo isso é o sentimento de perda, se apegar a alguém que não se apegou a você é uma das maiores loucuras do ser humano, ainda mais quando você, no fundo, sabe que no final quem vai acabar derrubando lágrimas com um coração ferido será você, e mesmo assim insiste em se jogar de cabeça, de costa, de peito e de tudo quanto é jeito numa relação sem rumo nem propósito algum. Dói. Uma dor indecifrável, inexplicável e todos os adjetivos iniciados com “in”, mas depois, bem depois, você se fortalece, na maioria das vezes de uma maneira fria, mas é válido ainda que fere outras pessoas, afinal de contas, o ferido dessa história turbulenta é você, de que adianta transparecer um mar de rosas pra um alguém, quando na verdade dentro de você não há mar de rosas algum, e sim mar morto, sem vida, congelado, remansado. Sem querer a gente escolhe o tempo como remédio, mesmo que seja um remédio eficaz, é o que mais machuca, é o que mais demora pra fazer efeito, não ser amado em mesma proporção, as vezes ser esquecido, deixado, é o que o tempo mais demora pra curar, e é o que mais demora para reavivar, ativar novamente essa qualidade de crer que as coisas podem ser diferentes. Me desculpe, mas as coisas não são tão fáceis assim, não tão fáceis quanto parecem, no mesmo momento, nos vemos em um labirinto, onde só há uma saída, e essa na maioria das vezes está distante dos nossos pés.
Você tem um sorriso lindo pequena. Agora pare e pense, será que vale a pena deixar de sorrir e ficar chorando por causa dele ? Logo ele que até hoje nunca entendeu o significado da palavra amor, ele que nunca soube cuidar de você. Então reflita um pouco, volte no passado e reveja as atitudes dele, tudo o que ele fez por ti, os momentos que vocês viveram, veja se ele merece alguma de suas lágrimas, perceba o quanto você está sendo tola em sofrer tanto assim por ele. Mesmo que o seu amor seja verdadeiro e que você o queira mais que tudo nesse mundo, você não pode continuar assim, não deve ficar implorando pelo amor dele com lágrimas, você não merece esse desprezo, você não pode tolerar que ele te machuque tanto assim. Então seja superior, mostre isso a ele, erga sua cabeça e siga em frente. Mesmo que por dentro você esteja desmoronando, sorria e prove a ele que você não precisa dele pra viver. Lembra quantas vezes você estava mal e dizia “não é nada” e ele achava mesmo que não era nada? Pois é pequena, ele nunca reparou, ele nunca soube suas fragilidades, seus medos, seus sonhos, desejos, não soube o significados dos seus nada que muitas vezes eram tudo e nunca fez nada para descobrir. Ele nunca reparou seus 7 tipos se sorrisos, ou como você se machuca facilmente. Você é linda, maravilhosa, encantadora, você é uma princesa e ele apenas um sapo que não virou príncipe, e nem vai virar pequena. Não chore, ele te ensinou que não é desse tipo de menino que você precisa. Você precisa de alguém que esteja do seu lado na saúde e na doença, na alegria e na tristeza e não só na saúde, na alegria, ou momentos mais convenientes. Ele não te deu o devido valor, e agora te perdeu. Mostra essa mulher que esta escondida em você, mostre que quem saiu perdendo foi ele e não você, mostre que você é muito mais do que ele um dia imaginou, mostre que você foi quem ganhou quando ele saiu da sua vida. Se ele tivesse ficado , talvez fosse pior . Deus está te dando uma chance de procurar alguém que esteja realmente à sua altura , alguém que saiba te dar valor e que saiba te amar como se deve , como você merece ! É uma oportunidade de você conhecer pessoas novas , pessoas melhores , pessoas que saibam realmente te fazer feliz . Não se humilhe , não corra atrás , não se acabe , minha flor . Ele não vale o esforço , aliás , ele não vale nada . Então levanta a cabeça , pequena , e enxergue novos horizontes , siga em frente . Mostra pra ele vai , mostra que você não precisa dele , mostra a mulher forte e independente que tem aí dentro de você, mostra esse teu sorriso que ele dizia não resistir para todos, coloque uma roupa que te deixe muito mais linda do que você já é e vai a luta princesa, não esqueça sua coroa e procure por alguém que a segure quando ameaçar cair, calce o seu salto baixo ou alto não fará diferença porque todos iram ver seu interior pequena, nada mais importa do que a alma da pessoa, a aparência é de menos, não basta um rosto bonito para ser linda por dentro. E isso você é. Você mais do que ninguém sabe que é, guarde essas lágrimas na gaveta e vá sonhar um amanhã novo, vá em busca de felicidade e esqueça essa tristeza embaixo do tapete, ligue para uma amiga nem que se for para ir até o shopping, se divirta, ria mais e chore menos, viva mais e se isole menos, porque amanhã pode ser tarde demais e se o arrependimento bater não haverá mais nada que você possa fazer à escolha está em suas mãos vai ficar parada nessa fossa até quando? brilhe, pois todo estrela merece brilhar.
Então é isso, chega uma hora na vida que é preciso partir. É preciso voar, aprender a viver por mim mesma, pois ninguém além de mim é capaz disso. Estou escrevendo, pois não gostaria de ver lágrimas, sentiria como se estivesse fazendo algo ileal, (talvez até seja absurdo, mas não ilegal, nunca vi ser ilegal ir atrás de ser feliz) e ao ver tais lagrimas desistiria, desistiria de mim e de vários sonhos e isso não seria bom. Sem delongas e nem blá blá blá, sem besteiras. Talvez todos vejam o lado positivo em tudo isso: Eu estou indo ser feliz. A vida é mesmo assim deixa a felicidade tão longe para aprendermos correr atrás daquilo que nos faz bem, não que vocês não me façam bem, só não tão bem o suficiente. Preciso de ar, do ar puro, sentir a maresia em meu rosto, por minhas ideias em ordem, preciso me situar no mundo. Sinto que não conseguirei, sendo ‘ajudada’, recebendo criticas e opiniões de todos os lados, preciso espairecer, preciso me entender, preciso partir, é com dor, mas voltarei, essa partida servirá para um retorno majestoso. Talvez eu volte, ou talvez não, depende de centenas de fatores que impulsionaram minha ida e decidirão minha volta. Não se desespere, eu darei um sinal de vida e se não voltar, mando-lhe outra carta. Não foi tudo culpa sua, eu estou procurando a agulha no meu palheiro, um sentido para minha vida e você foi só mais uma palha. Não quero tornar tudo mais difícil, partirei o mais breve possível, deixarei alguns pertences meus para trás, deixando algo para você se lembrar de mim e talvez seja uma desculpa para eu voltar, mais para frente. Mas desculpa se não tive a coragem de dizer tudo isso frente a frente, faltou tanta coisa, faltou coragem e certeza. Nada era certo, precisei de urgência espairecer, não tinha tudo programado, foi a necessidade de me autoconhecer. Não torne tudo mais difícil, siga tua vida normalmente, mas nunca se esqueça de mim. Talvez isso seja um adeus, ou não, vou decidir isso ainda. Por enquanto, leve isso como um até logo…
—  Então até logo, talvez. - E. Fernanda + Paula + Leticia M (Embriagados)