dunamys tumblr

Eu não sei você, se você foi tocado por isso aqui, isso aqui que paira nesse ar é o mesmo que ressoa sobre as águas, não sei se você sente o que eu sinto aqui dentro, a vibração da voz que cria novas realidades, é a energia que desenha vida, que me ensina não como um mapa, mas como um guia, que puxa pela mão, pelas veredas, pelas vielas, pelas ruelas, pelas estradas, com gentileza e mansidão, mas com o poder de um trovão. É a voz, a majestosa como ela só, essa voz que cura, mas que ao mesmo tempo com violência ela destrói, ela vem derrubando argumentos, quebrando cadeias, sai desatando correntes, emancipando mentes. Com sussurro ela liberta o escravo e em questão de segundos faz do órfão um filho amado. Ele seguro ciente, ciente que o medo que antes ele carregava agora está eliminado, o amor chegou, pegou carona com o som das palavras que ecoaram nos corredores do seu ser dizendo: Filho amado você me traz prazer. E essa voz está aqui hoje, vibrando sobre nós, suas vibrações nos empurram rumo a eternas possibilidades, jogando sobre nós verdades que nos constrangem, que nos chama pelo nome, e nos envolve, nos comove com convite de sermos família, largar a identidade de órfãos para a identidade do filho e da filha. Essa voz está aqui, ecoando sobre nós, nos chamando para andar, seu amor nos impulsionando, sua energia nos tocando. Erga as suas mãos, abra o seu coração, levante uma canção, deixe o amor do Pai entrar.
—  Teófilo Hayashi