dobrada

  • Perguntas não frequentes
  • 1:Você dorme com as portas do seu armário aberta ou fechada?
  • 2:Você pega os shampoos e condicionador de hotel?
  • 3:Você dorme com as cobertas dobradas dentro ou fora?
  • 4:Você já roubou uma placa de rua antes?
  • 5:Você gosta de usar notas post-it?
  • 6:Você corta cupons, mas nunca usa?
  • 7:Você prefere ser atacado por um urso ou um enxame de abelhas?
  • 8:Você tem sardas?
  • 9:Você sempre sorri para fotos?
  • 10:Qual é a sua maior neura?
  • 11:Você já contou seus passos quando você anda?
  • 14:Você dança, mesmo se não há nenhuma reprodução de música?
  • 15:Você mastiga suas canetas e lápis?
  • 16:Quantas pessoas você já dormiu essa semana?
  • 17:Qual é o tamanho da sua cama?
  • 18:Qual é a Canção da semana?
  • 19:Todos podem usar a cor rosa?
  • 20:Você ainda assisti desenhos animados?
  • 21:Qual é o filme que menos gosta?
  • 22:Onde você enterrou um tesouro escondido, se você teve algum?
  • 23:O que você bebe com o jantar?
  • 24:No que você mergulha um nugget de frango?
  • 25:Qual é a sua comida favorita?
  • 26:Quais filmes você poderia assistir mais e mais e ainda amar?
  • 28:Você já foi um menino / menina escoteiros?
  • 29:Será que você posaria nua em uma revista?
  • 30:Quando foi a última vez que você escreveu uma carta para alguém no papel?
  • 31:Você pode mudar o óleo em um carro?
  • 32:Já obteve uma multa?
  • 33:Alguma vez ficou sem gás?
  • 34:tipo favorito de sanduíche?
  • 35:A melhor coisa para comer no café da manhã?
  • 36:Qual é a sua hora de dormir?
  • 37:Você é preguiçoso?
  • 38:Quando você era criança, o que você vestia para o Dia das Bruxas?
  • 39:Qual é o seu signo astrológico chinês?
  • 40:Quantos idiomas você pode falar?
  • 41:Você tem alguma assinaturas de revistas?
  • 42:Quais são melhores Lego ou logs lincoln?
  • 43:Você é teimoso?
  • 44:Quem é melhor ... Faustão ou Silvio Santos?
  • 45:Já assistiu alguma novela?
  • 46:Você tem medo de altura?
  • 47:Você canta no carro?
  • 48:Você canta no chuveiro?
  • 49:Você dança no carro?
  • 50:Alguma vez usou uma arma?
  • 51:A última vez que você teve um retrato tirado por um fotógrafo?
  • 52:Você acha que os musicais são legais?
  • 53:Natal é estressante?
  • 54:Nunca comeu um pierogi?
  • 55:tipo favorito de torta?
  • 56:Profissão que você queria ser quando era criança?
  • 57:Você acredita em fantasmas?
  • 58:Já teve um sentimento de Deja-vu?
  • 59:Tome uma vitamina diária?
  • 60:Usa chinelos?
  • 61:Usa um roupão de banho?
  • 62:O que você usa para domir?
  • 63:Primeiro show?
  • 64:Wal-Mart, Target ou Kmart?
  • 65:Nike ou Adidas?
  • 66:Cheetos Ou Fritos?
  • 67:Peanuts ou sementes de girassol?
  • 68:Já ouviu falar do grupo Tres Bien?
  • 69:Já teve aulas de dança?
  • 70:Existe uma profissão que você imagine o seu futuro esposo fazendo?
  • 71:Você consegue enrolar sua língua?
  • 72:Já ganhou um concurso de soletração?
  • 73:Você já chorou porque você estava tão feliz?
  • 74:Possui algum álbum de recordes?
  • 75:Um próprio recorde?
  • 76:Regularmente queima incenso?
  • 77:Já se apaixonou?
  • 78:Quem você gostaria de ver em um show?
  • 79:Qual foi o último show que você viu?
  • 80:chá quente ou chá frio?
  • 81:Chá ou café?
  • 82:Açúcar ou snickerdoodles?
  • 83:Você sabe nadar bem?
  • 84:Você consegue prender a respiração sem segurar seu nariz?
  • 85:Você é paciente?
  • 86:DJ ou banda, em um casamento?
  • 87:Já ganhou um concurso?
  • 88:Já fez alguma cirurgia plástica?
  • 89:Quais são as melhores azeitonas verdes ou pretas?
  • 90:Você faz tricô ou crochê?
  • 91:O melhor lugar para uma lareira?
  • 92:Você quer se casar?
  • 93:Se casado, há quanto tempo está casada?
  • 95:Você chora e implora até você ter tudo do seu jeito?
  • 96:Você tem filhos?
  • 97:Você quer ter filhos?
  • 98:Qual é sua cor favorita?
  • 99:Você sente falta de alguém agora?
  • Perguntem na ask!!!
Alguns dias são de contínuas lágrimas, outros dias são de sorrisos fingidos e mais uma vez ocultas lágrimas. Independente do meu estado emocional aparente, no fundo do meu coração sempre resta um vazio. A ansiedade me causa solidão. Parece que sempre tem algo faltando, na verdade, alguém. O tempo, maldito tempo. A espera é a mais terrível das coisas que a vida nos obriga a aceitar. Esperar alguém para compartilhar uma porção de alegria, uma porção dobrada de amor. São tantas coisas para repartir ao lado de alguém, porém, quanto mais o tempo passa mais me pergunto, quem?
—  Dois tons de amor.
De uma hora para a outra, comecei a me importar se o meu guarda-roupa estava arrumado ou não. Comecei a me importar com as fotos que não revelei. Com os CDs da minha banda favorita, na qual eu não tinha. Com as roupas que não estavam dobradas. Comecei a limpar o meu quarto. Comecei a arrumar a cama e dobrar a coberta. Comecei a me importar com as coisas que estavam desarrumadas. Que não estavam no seu lugar. Eu comecei a me importar com tudo, menos comigo. Já que eu não conseguia arrumar a bagunça do lado de dentro, eu poderia conservar o lado de fora e fingir que tudo estava bem, mais uma vez.
—  oneprince.
Princípio, conversas alheias, um pé atrás, outro querendo dar um passo adiante. Declaração recebida, coração atônito, reação, onde esteve ela? Promessa aparecendo, amor florescendo, coração se abrindo, sorrindo fui indo. Risos trocados, olhares fixos, reciprocidade estonteante. Cúmplices de dores, de passados e feridas, idas e vindas, então Deus me trouxe você. Distância sem barreiras. Viagem só de ida, aliança, um joelho e meia perna dobrada ao chão, olhar à brilhar, meu coração à mercê de um sim ou de um terrível não. O sim que desencadeia de vez uma história verdadeira. Meio, cerimônia e após entrega. À sós, nós dois, um só. Mais uma porção de risos e felicidade redobrada, nós dois pela casa, nossa casa. A obra sendo feita, com amor edificada. Oração ouvida. Nosso pequeno vem vindo. Mais longos meses se passam. Hora do parto. O Senhor é quem vai operar. Nasce a promessa, mais uma promessa, fruto da nossa. Nossa história escrita, testemunho vivo de graça e misericórdia. Amor para com Deus. O fim? Eu sei o princípio, planejo o meio, mas o fim não cabe a mim, porém, nem o almejo, portanto, que até o fim seja amor. Que o meio seja infinito, e o princípio finito até ser eterno em nossa memória.
—  Eu, minha promessa, e meu pequeno. Dois tons de amor.
Existe vários tipos de amor: o amor material. O amor maternal. O amor próprio, que pra mim é o melhor de todos. O amor sem reciprocidade. O amor de verão. O amor possessivo. O amor de infância. Adolescência e o que consideramos ser pra vida toda. E o amor que é o mais lindo de todos: à distância. Amor não é pra qualquer um e muito menos se for um distante. Eu já vivenciei alguns desses que citei, creio que você também, mas nada vai se comparar a esse que somos capazes de nos apaixonar pelo que a pessoa é e não pelo que ela tem. Veja bem, amar alguém que mora distante não é fácil. A confiança tem que ser dobrada, o sentimento também. Mas quando os dois querem, quando os dois se desejam mesmo que nunca tenham sentido o toque, o cheiro ou o abraço da pessoa amada isso não impede de continuarem juntos. Muitas pessoas acham que isso não existe, que isso é bobagem e que nunca daria certo amar alguém que não está de corpo presente com você. Não dê ouvidos a eles. Eles são fracos para o amor e não compreenderiam o quão contraditório isso é. Contraditório pelo fato de que esse amor é doloroso mas é ele que te dá a anestesia necessária pra que isso não machuque tanto por algumas horas. Pense comigo, se a pessoa te ama de verdade não tem essa de ‘a carne é fraca’ quando a pessoa é sua e tanto ela como você sabe disso então ela vai ser fielmente sua. Claro que podemos nos enganar com isso. Claro que podemos nos decepcionar e fazer com que isso se torne uma nova ferida, mas me diga, você fez sua parte? Ótimo, é exatamente disso que a pessoa vai lembrar quando perceber que perdeu alguém que fez de tudo enquanto ela estava confusa em relação a não querer mais isso, querer demais ou apenas ter sua liberdade de volta. Quanto mais tempo durar, mais o sentimento acumula, mais vocês tem vontade e desejo um do outro. Mais vocês tem certeza que querem isso pra vida. Mais vocês não se importam com a opinião de amigos que podem fazer com que vocês percam o ‘amor da sua vida’’ e mais isso vai além. Mais, mais e mais. É isso. Só existe ‘mais’ nisso tudo. Só existe vontade e amor nisso tudo. Pode ter brigas, medos, ciúmes, insegurança e vários outros problemas, mas mesmo com isso tudo, ele cresce a cada novo dia. Se arrisque um pouco, isso pode ser bom. Apenas se entregue a esse sentimento. Seja ele distante ou não. Sei que você fica na vontade de sentir o abraço, o toque, o beijo e toda as coisas possíveis que se possam fazer, mas não desista. Espere, espere por aquele olhar que vai dizer que valeu a pena esperar tanto por tudo isso. Não desista do amor. Não desista de segurar a mão da pessoa que você tanto ama. O pra sempre existe mas não são pra os que se reprimem a esse sentimento. Então se entregue de corpo, alma e coração porque o abraço que você receberá no aeroporto, na porta da sua casa ou em uma praça qualquer será o mais caloroso, confortante e esperado de todos.
—  Estamos distantes, mais do que em relação a quilômetros.
Se não for do amor, do que mais iremos viver? De festas? Elas acabam e os problemas voltam com intensidade dobrada. De comida? É, ela é necessária mesmo, mas experimenta comer um dia inteiro pra ver se ela não te mata; daqui alguns anos o diagnóstico de hipertensão está na sua mão. De amizades? Meu caro, já são tantos “amigos"que se foram. Dos amores de bares? Eles vão embora na primeira vez que você demonstrar algum sentimento. Experimenta viver do amor de Deus pra tu ver, seus problemas estão resolvidos, sua vida é vida eterna, não essa terrena aqui. Ele não vai embora, ao contrário, Ele te busca pra ficar pertinho de você. E quanto mais você precisa, mais Ele está ali pra te ajudar, nos braços dele, é o seu melhor lugar.
—   Um Coadjuvante.
Independente das coordenadas, esquinas e estradas, das dobradas, dos sentidos. Se faça sol ou chuva, sorrindo ou chorando, chutando pedras ou colhendo flores. O melhor caminho é sempre, em frente. Então enfrente!
—  vitória farinha
Querido John: Estou sentindo aquela coisa que faz o peito transbordar suspiros de vida, sim, estou sentindo uma nova esperança, estou prestes a renovar meu contrato de vida. Meu quarto atual, em breve será o antigo e um outro me espera. A mala aberta, roupas dobradas e sapatos espalhados. Mais uma chance de ser uma nova pessoa, de tentar melhor, faculdade, sorriso aberto, pessoas diferentes. Uma nova-antiga casa com 7 garotas, imagina a história que isso vai render. Amor pra carregar no peito, aquele que parece dormente, mas só com aparecer consegue queimar de novo, como se uma simples faísca fosse o bastante. Olha pra mim, John, me sinto especial, me sinto bem, eu me sinto realmente bem e dessa vez é de verdade. É, estou orgulhosa de mim, sou uma boa garota.
—  Nina em cartas para John
Crescer dói. Tudo perde a magia, e então, aos poucos, as coisas vão se tornando preto e branco, ou preto no branco, ou branco no preto. Você descobre que existem obrigações, e que se dormir no sofá, vai acordar no sofá. A roupa deixa de magicamente aparecer na gaveta já dobrada e passada, a louça continua na pia se acumulando se você não a lavar, e seu quarto vira uma bagunça se você não se preocupar em arrumá-lo. Crescer traz custos. Crescer traz preocupações. Crescer é deixar seu corpo mudar, sua casa mudar, sua vida mudar, mas permanecer com uma criança escondida em algum lugar no seu interior.
—  Sua eterna criança.
Os efeitos sombreados tangenciam as curvas bem ponderadas do corpo juvenil, pequeno rapaz que se faz arte e se eterniza em fotografia artística. Cada detalhe é capturado pelas lentes bem trabalhadas da velha câmera que volta a ação, o braço do rapaz faz uma curva por entre seus olhos, tornando seu corpo poesia, suas pernas dobradas mostra um sinal de reverencia a noite, sua matéria-prima a escuridão e a luz da lua que transita em seu olhar. O peito cabeludo parece apetitivo, um convite para dançar com as mãos por aquela mata que se esconde em seu corpo bem esculpido, teus lábios tracejam linhas robustas e bem trabalhadas, enquanto teu olhar da forma a um desejo que cresce ali dentro em algum lugar, é o dom da sedução. Teu membro viril recai por sobre tua coxa, enquanto tuas mãos trabalham em movimentos heterogêneos, buscando o gozo que cresce em algum lugar, é iminente, a câmera pega todos os seus mínimos detalhes, as luzes e as sombras parecem apenas pequenos focos desfocados se comparado a beleza da própria fotografia, o nu que em teu corpo se desenha, o fotografo rouba sua essência a cada clique enquanto tu se enche de uma auto-confiança antes inexistente, é você de uma forma que nunca viu.
—  O nu artístico - Alêh Lima.
And it drives me wild 🌀 Denry

Dylan estava sentado na beira da piscina com os pés na água e a calça dobrada para não molhar. Ele olhou para o celular abrindo novamente a mensagem de Henry, ainda havia um tanto de confusão sobre os motivos dele, mas precisava ser honesto, quando ele não estava confuso? Ele olhou para a mochila com uma muda de roupa lá e se apoiou nas pernas encarando a água.

é bonito ser segredo

sabe, eu me contento em falar sobre você apenas para os papeis em branco. há certa magia em não deixar o mundo saber da tua magnitude. eu vou guardando cada lembrança sua dobrada dentro da gaveta e então virá o dia em que não haverá mais nada para ser escrito sobre você. todo segredo se manterá escondido naquela pequena estante velha esquecida no canto do quarto. 
vou sempre te manter aquecido dentro de mim, não se preocupe
mas não vou jogar o teu nome aos quatro ventos mais. 

Beating Heart || Lizzie x Isaac

Lizzie estava deitada na cadeira na varanda do apartamento de Isaac e Adam, que era pequena, mas ela não estava preocupada com o lugar e sim com estar ali, calma e tranquila. Olhando as luzes distantes, vestindo uma camisa de Isaac e as pernas dobradas, mostrando as pernas quase que todas do lado de fora.

O cabelo estava caindo parcialmente em seu rosto e ela estava com o celular na mão, porque claro que havia ligado pra mãe pra falar que estava sem o celular e que estava na casa de Isaac. Sua mãe era do tipo que ligava todos os dias e sempre queria saber da garota, por isso teve de ligar pra ela e também para falar que ela e Isaac queria falar com eles e os pais do rapaz em um jantar na segunda a noite, na casa do prefeito.

Suspirou fundo, esticando as pernas em seguida e se espreguiçando ali. – Isaac! – Chamou, virando o rosto para a porta, esperando o noivo aparecer. Havia dormido grande parte da tarde, por isso agora não tinha nada de sono, mas estava com fome – muita fome, na verdade.