do nascimento

4

Happy 24th birthday Rafael “Rafinha”Alcântara do Nascimento [12/02/1993]

“I always imagined myself as a goalkeeper. But for my height it was impossible ! Even though I’m almost two meters tall, eh!? No, I’m joking, but I would love to be! I’d love to be! If I was that tall I would like to be a goalkeeper. In fact, last year after training I stayed behind a bit and people shot at me. I remember the goalkeeper’s kits from when I was younger. The goalkeeping kits, damn! Those colours, the gloves… Everything seemed incredible.”

One Shot Louis Tomlinson

  • Pedido -  Faz um do Louis que eles são casados mas ela n pode ter filhos, e ele traí ela e a menina acaba engravidando e eles se separam, e no dia do nascimento só tem a sn no hospital e ela acaba fazendo o parto! Se puder final feliz

(Parte I)


(Seu nome) não podia acreditar no que a mulher sentada à sua frente dizia, era como se ela estivesse em um programa de televisão especialista em pregar peças nas pessoas, ela se perguntava se Louis estaria filmando e se ele a qualquer momento sairia de algum lugar zoando a cara que ela fez ao ouvir as palavras que a fez estremecer. A mulher parecia séria demais para ser somente uma brincadeira, ela era uma ótima atriz se realmente estivesse atuando.

— Você pode repetir, por favor? — (seu nome) pediu apertando seus dedos em seu joelho completamente nervosa.

— Eu não quero acabar com o casamento de ninguém, eu não viria aqui se tivesse escolha… — a mulher - que mais parecia uma garota - olhou para seus pés sem jeito de ter que repetir o que já tinha dito — Foi só uma vez, mas eu fiquei grávida, eu não tenho condições para criar uma criança. — o choro era evidente na voz da mulher — Talvez eu pudesse dá-lo para vocês, eu não vejo problema em fazer isso.

(Seu nome) não criaria o fruto de uma traição para a mulher que o gerou ficasse livre para destruir outros casamentos. Tudo bem que a culpa maior foi de Louis, mas era humilhação demais, era muito para ela conseguisse aguentar quando ela sabia que nunca saberia a sensação que é ter uma vida dentro de você com um coraçãozinho e te fazendo ter desejos malucos.

Com o passar dos segundos o seu mundo foi se ruindo aos poucos, ela sabia que Louis não brincaria com aquele assunto, ele sabe mais que ninguém o quanto ela queria gerar um filho dele, o quanto ela sempre foi louca para ter um bebê dentro dela e o quanto ela sofreu sabendo que nunca geraria um por ser estéril. Se alguém fizesse essa brincadeira com ela, seria para destruí-la.

— Você… Você o conhece de onde mesmo? — (seu nome) perguntou depois de engolir o bolo que se formou em sua garganta com o passar dos minutos em silêncio.

— Nos conhecemos em um bar, creio que ele nem saiba meu nome… — a garota ainda olhava para baixo.

— Vocês não usaram camisinha ou ela estourou? — estava doendo, mas ela precisava saber de algumas coisas.

— Eu acho que não usamos, estávamos um pouco alterados para lembrar de usar.

— Você está com quantos meses de gestação?

— Um e meio…

— Meu Deus! — (seu nome) sussurrou.

(Seu nome) só havia reparado agora que foi idiota de não ter percebido que algo estava errado. Há um tempo Louis vinha sendo meloso demais, ele fazia o café da manhã, deixava flores pela casa, pedia comida nas noite que ela não tinha plantão, ele preparava a banheira para ela relaxar quando chegava após horas no hospital. Ele antes dessa época não fazia tudo isso, uma vez ou outra, mas não sempre. Claro que o remorso estava o consumindo, claro que ele estava com medo que ela soubesse, mas seus esforços de tentar tapar o sol com a peneira deu completamente errado porque agora tem uma mulher grávida sentada no sofá da sala deles.

Cortando a linha de pensamento de (seu nome), a porta principal abriu e só poderia ser Louis, outra pessoa não entraria na casa sem tocar a campainha. Nenhuma das mulheres olhou em direção a porta, o clima entre elas estava pesado demais, seria estranho se não fosse.

— Cheguei amor! Temos visita? —  Louis disse animadamente e entrou deixando seu tênis perto da porta para caminhar apenas de meia até as mulheres — Oi, amor! — ele se curvou para deixar um selinho nos lábios da esposa, mas ela virou o rosto. Louis imaginou que seria por conta da visita — Prazer sou Louis Tomlinson, o marido da (seu nome). — ele sorriu achando que era uma das amigas da esposa e quase engasgou ao ver a mulher levantar o rosto.

— Eu sei quem você é, eu me lembro. — a mulher sussurrou e Louis paralisou.

— O que está fazendo aqui? — ele perguntou exasperado depois de alguns segundos processando a presença daquela mulher.

— Por que a mulher que te deu o que você tanto queria não pode entrar nessa casa? — (seu nome) olhou para Louis o deixando confuso com suas palavras.

— Amor, eu posso explicar, me escuta e não escuta essa mulher, ela quer nos separar. — Louis ajoelhou na frente de sua esposa para ficar cara a cara com ela e foi empurrado para que mantivesse a distância.

— Você teve um mês e meio para fazer isso, sua chance acabou quando essa garota entrou pela porta. — era evidente que a mulher, ou garota, era mais nova.

— Eu não queria te perder, amor, foi um erro, um erro que nunca se vai se repetir. — os olhos azuis já brilhavam pelas lágrimas.

— Não vai mesmo porque você já me perdeu…

— Não… — Louis sussurrou com lágrimas banhando seu rosto.

— A data bate com a nossa briga, a que você jogou na minha cara que eu não podia te dar um filho e que nem queria adotar porque era orgulhosa demais para criar o filho dos outros… — (seu nome) começou, sua voz sempre calma — Você não entendeu que eu apenas não estava preparada, ainda doía em mim não poder te dar um filho biológico, eu ainda me sentia uma esposa inútil, uma mulher oca. — lágrimas correram lentamente pelo rosto da mulher — Eu me pergunto se você fez isso de caso pensado, me pergunto se você pensou que já que eu não queria criar o filho de outra pessoa, eu criaria o seu.

— Não foi isso, não foi. — Louis apoiou sua testa nas pernas da mulher, ele estava sentado em sua frente no chão.

— Isso dói, Louis… Você fez eu me sentir humilhada. Enquanto eu chorava por não ter poder realizar o seu sonho de ser pai, você estava com outra mulher fazendo sexo sem camisinha sem se importar se ela tinha ou não uma doença que você poderia me passar durante os longos anos que você pretendia esconder a traição. — (seu nome) passou as mãos sobre o rosto se livrando das lágrimas — O que você tanto queria estragou seus planos de me enganar… Parabéns papai!

(Seu nome) se levantou empurrando Louis para que ela pudesse passar, não ficaria dentro daquela casa quando uma mulher e uma criança precisavam mais de um lar do que ela, até porque o que ela sentia sobre ter um lar e um casamento feliz - mesmo com alguns problemas - não existia mais.

— (Seu nome), por favor… — Louis implorou.

— Eu já tomei a minha decisão. — ela se virou subindo as escadas devagar porque suas pernas ainda tremiam.

— A CULPA É SUA! VOCÊ PODIA TER SUMIDO! ESTÁ FELIZ POR TER ESTRAGADO A MINHA VIDA?

(Seu nome) se virou vendo Louis de pé gritando com a mulher, que agora estava encolhida no canto do sofá, ela desceu os degraus que havia acabado de subir e caminhou apressadamente até o homem o puxando agressivamente pelo braço.

— Não seja um machista idiota se não quer que eu perca o pouco do respeito que restou por você! — (seu nome) falou, agora realmente nervosa, mas não chegou a gritar — A culpa não é dela, ela não me prometeu fidelidade na igreja na frente de um padre, da nossa família e dos nossos amigos. Você me prometeu ser fiel, Louis! Apenas você! Essa garota apenas me disse o que você não teve coragem de dizer, então se quer colocar a culpa em alguém coloque em si mesmo. — (seu nome) suspirou para retomar sua calma — Cuide dessa garota e do seu filho, não há nada que você possa fazer para que o nosso casamento continue, então pelo menos me faça esse favor… Sou eu que estou pedindo para que cuide deles.

[…]



Se essa parte chegar a 30 ❤ eu posto a parte dois ainda hoje.

Eu estou de mal com o Tumblr 😤:/

- Tay

2

Happy birthday Rafael “Rafinha” Alcântara do Nascimento ! [12.02.1993]

“ I’m feeling confident – I’m in one of the biggest teams in the world and the most important thing is that I am learning from my teammates and continuing to grow. I’ve always been a midfielder, but I’ve even ended up playing at left back at Barça – the most important thing is to be playing, it doesn’t matter what position”. 

✿ Bios para Instagram ✿

Se tudo que é demais transborda. Então ame demais e transborde amor. 💙💭🙊

Inveja é doença, eu te desejo melhoras. 😉👌💊

Aqui é 8 ou 80, ou você aguenta ou nem tenta. 😉👌

O que for pra ser, será. 🌹🍃

Desapega que a vida leva. 👅

Sem neurose. 💥💫

Aceite-se. 🌸

Sendo feliz! 💢

Sem amor. Sem ilusões. ❌

Agradecer mais, pedir menos. 🌸

Que o vento leve, que a chuva lave, que a alma brilhe, que o coração acalme. 💙

Since (seu ano do seu nascimento). 🌻

Por um amor leve, que me leve. ☀

Valorizando a vida. 🔝😍

Caos em pessoa. 💛🔮

Escolhas conduzem a vida. 🌻

A felicidade me guia. 🌈💛

Por onde flor, floresça. 🌸

Sem limites pra viver. 🚫✔

Traficando amor. 🍁❤

Deixe ir. 🌺🍃

Ela é doce, sal, bala. 🔯🍬

Era como se a gente estivesse em uma multidão, esbarrões, tropeços, pessoas puxando de um lado e de outro, e quanto mais caminhávamos mais gente vinha, mais era grande a multidão, e nossas mãos — que mesmo se agarrando fortemente uma a outra — não suportavam tudo aquilo, eu estava cansando, tentava me segurar com mais força em você, mas parece que você já estava entregando os pontos. Eu tentei, tentei por nós dois, até que chegou um momento que percebi que nossas mãos não estavam mais entrelaçadas como no começo, estavam com a minha segurando três dedos seu que pouco a pouco iam se deslizando e fugindo da minha mão. Resolvi soltar… A multidão acabou nos levando pra caminhos diferentes, nunca mais nos encontramos, nos perdemos na multidão e um do outro.
—  M. Nascimento
Akai Ito ou fio vermelho do destino, é uma lenda de origem japonesa, e de acordo com este mito, os deuses fazem um laço invisível com fio vermelho, no momento do nascimento, nos tornozelos dos homens e mulheres que estão predestinados a serem almas gêmeas. Desta forma, não importa o que aconteça, com o passar do tempo essas duas pessoas que estão interligadas fatalmente irão se conhecer. O fio pode esticar-se ou emaranhar-se, mas nunca irá partir.
—  Akai Ito, o fio vermelho do destino.

Bios para Instagram ✿
Se tudo que é demais transborda. Então ame demais e transborde amor. 💙💭🙊

Inveja é doença, eu te desejo melhoras. 😉👌💊

Aqui é 8 ou 80, ou você aguenta ou nem tenta. 😉👌

O que for pra ser, será. 🌹🍃

Desapega que a vida leva. 👅

Sem neurose. 💥💫

Aceite-se. 🌸

Sendo feliz! 💢

Sem amor. Sem ilusões. ❌

Agradecer mais, pedir menos. 🌸

Que o vento leve, que a chuva lave, que a alma brilhe, que o coração acalme. 💙

Since (seu ano do seu nascimento). 🌻

Por um amor leve, que me leve. ☀

Valorizando a vida. 🔝😍

Caos em pessoa. 💛🔮

Escolhas conduzem a vida. 🌻

A felicidade me guia. 🌈💛

Por onde flor, floresça. 🌸

Sem limites pra viver. 🚫✔

Traficando amor. 🍁❤

Deixe ir. 🌺🍃

Ela é doce, sal, bala. 🔯🍬

“Akai Ito” é uma lenda que diz que quando a pessoa é destinada a outra, ambas têm um laço vermelho que as ligam, no dedo mindinho. O laço pode embaraçar, emaranhar, mas ele nunca quebra. O laço não é visível a olho nu, mas está lá desde o momento do nascimento. Quanto mais longo estiver o fio, mas longe as pessoas estão e mais tristes estarão. Sequer a Morte o rompe, apenas o alarga para se encontrarem em outra vida.
—  Desconhecido.

Akai Ito é uma lenda, que diz que quando a pessoa é destinada a outra, ambas têm um laço vermelho que as ligam no dedo mindinho. O laço pode embaraçar, emaranhar, mas ele nunca quebra. O laço não é visível a olho nú, mas está lá desde o momento do nascimento.
Quanto mais longo estiver o fio, mas longe as pessoas estão
e mais tristes estarão.

Legendas para fotos (sozinha) 2

• Sendo noite, sendo lua… 🌓
• Tenho lá minhas fases. ❄
• Faith and courage. 🙏❤
• A felicidade me guia. 🌸
• Pra todo veneno da mente, o mar é antídoto. 🌊
• Sem neurose. ✖
• Ouse amar. 💥
• since ( ano do seu nascimento ) ☕
• Caos em pessoa. 🌒
• Sorrindo a toa, tô de boa. 💭
• Somente segue em frente. 🌈
• Oriente a mente. ✌
• O barulho do mar é melodia. 🌅
• Vivendo pelo sol, amando pela lua.☀🌙
• Livrai-me de tudo que me tira o sorriso. 🙏
• Tu te tornas responsável por tudo aquilo que cativas. 💭

A gente fica esperando que a alegria haverá de chegar depois da formatura, do casamento, do nascimento, da viagem, da promoção, da loteria, da eleição, da casa nova, da separação, da aposentadoria… E ela não chega porque a alegria não mora no futuro, mas só no agora.
—  Rubem Alvez.