dia de preto

A nossa vida é um sopro.
Um sopro muito bem calculado,
onde qualquer ação e reação não é em vão.
Tudo gera algo no futuro que vai vir pro seu bem ou pro seu mal.
Mas não se culpe pelos seus problemas, pelos seus traumas.
Isso são coisas da vida que a gente não tem controle algum…
Infelizmente, a gente não tem nenhuma bola de cristal para saber o que vai acontecer amanhã ou daqui a alguns minutos.
Então o que nos resta é sofrer com as consequências, dolorosas ou não, elas chegam.
—  Israel Muniz
Ouvi dizer que as teorias mais loucas nascem no silêncio da alma. No entanto, quem me dera ter uma alma silenciosa. Ela grita sem que eu possa ter o controle, pensamentos que se chocam e me deixam em pedaços. Ouvi dizer que pessoas se completam, mas sou quebra-cabeça falho, me faltam peças, me falta alguém capaz de decifrar esse enigma que sou, alguém que consiga destruir a parede que habita em meu peito e que não saia correndo quando ver caos que há em mim, ele verte pelos meus olhos, desce rasgando a minha garganta, ele reflete na minha essência. E mesmo com tudo isso, eu ainda sou arte, uma tela que eu pinto um pouco mais a cada dia, seja de preto, branco ou azul. Ouvi dizer que você também é arte, que seus olhos são mais impressionantes do que as pinturas de Van Gogh e as descobertas de Da Vinci. Ver o seu sorriso deve ser como tocar o céu sem sair da Terra. Me pergunto se quando eu vier a te tocar você irá continuar intacta, porque meu bem, você é uma obra prima, perfeita em sua própria imperfeição, e eu sempre que quero segurar algo em meus braços acabo apertando demais, com medo de perder, assim consequentemente, quebro aquilo que mais queria proteger, então se por acaso ou descuido eu te quebrar, perdoa, minha intenção é te amar, é só que eu ainda sindo medo. Todas as pessoas que passaram pela minha vida, ao invés de deixarem boas recordações acabaram tirando pedaços de mim, destruiram meus sentimentos, fazendo assim com que eu me transformasse nessa bagunça sem fim que sou hoje. Vamos fazer assim, você tenta não levar o que sobrou de mim, e eu, eu tento não te apertar forte demais, porque pelo menos uma vez torço pra que isso de certo, já ultrapassei a minha cota de coisas que não tem continuidade e sinceramente eu cansei de quase tudo sempre dar errado.
—  Delutomia em parceria com Caminhos-Proibidos

Durante a noite, quando me deito, vejo um mundo mais escuro com olhos abertos do que com olhos fechados. Pequenos fragmentos de sombra tomando forma, se mexendo nos cantos do quarto. Imagens que mesmo sem cor e sem sentido, me assustam todos os dias.

Tons de preto, caminhando pelo piso, procurando uma forma de ir embora.