desequilibrados

6

Seus pés davam passos desequilibrados e os corredores pareciam cada vez mais longos sob o olhar severo dos guardas. Apoiou-se na parede, procurando manter-se o mais firme que conseguia. Abriu e fechou a boca, tentando sugar o máximo de ar para os seus pulmões. Havia um quadro a sua frente, que flutuava como se estivesse preso pelo vento, através dele, observou o seu rosto refletir no vidro. Aquela imagem não a agradava, parecia a reprodução de outra pessoa, apesar de possuir as mesmas feições. Era a Karsay que estava ali, uma simples humana de aparência fraca e cansada, mas, ao mesmo tempo, parecia que outra pessoa havia tomado seu lugar.

Quando finalmente alcançou seu quarto que, graças aos céus era no mesmo andar que a Sala de Reunião, desmoronou, escorregando com o dorso pela porta de madeira escura.  Detestava chorar na frente dos outros, detestava mostrar-se fraca, mas já não aguentava mais. As lágrimas começavam a sair, mesmo que ela tentasse impedir, revelando o quanto desgastada estava. Tampou o rosto com a mão, tentando disfarçar de forma falha o que estava acontecendo consigo. Soluçava constantemente, o seu pranto ecoava levemente pelo corredor extenso. Os poucos serviçais que passavam, a fitavam com um misto de preocupação e reprovação, mas não importou-se, apenas se deixou mergulhar naquela dor que só ela sentia.

Quando minha vida mudou tanto, Deus?

Seu peito estava apertado, parecia haver chamas dilacerando seu coração lentamente. Não estava morrendo, mas como se estivesse em seus últimos minutos de vida, todas as lembranças passaram diante de seus olhos. Seu rosto quando criança, os sorrisos de  Papa, os cafunés de Mama, as brincadeiras de seus amigos e as sujeiras que Lion fazia por toda a casa. Sua estrutura estava abalada e não sabia se seria capaz de voltar a reergue-la.

Seja forte, não como o furacão que tudo leva, mas como a brisa que tudo conforta… Você é inquebrável, Karsay, tentava se convencer.

Uma mão grande aconchegou-se em seu cabelo, levando-a para mais perto de um tórax viril, o perfume seco entrou por suas narinas e lhe proporcionou um conforto surreal. Sem esperar muito, Karsay jogou-se nos braços do homem que mudara seu mundo, mas que parecia ser o único capaz de tranquiliza-la no momento.

– Não chores – dançou com os dedos por sua bochecha, acariciando-a levemente. – Tu és forte, Karsay.

– Não sei se conseguirei superar, Benjan – soluçou, aconchegando-se ainda mais no peito do outro. – É tudo louco demais, não sou tão forte para passar por essas coisas… Estou cansada…

Benjan segurou em seu queixo e o ergueu com leveza, sorriu levemente de lado, Karsay poderia estranhar aquele ato, visto que o bruxo pouco fazia. Mas aquela pequena ação fez suas lágrimas cessarem e sua respiração voltar ao normal. Ele limpou com o polegar os vestígios de seu lamento e aproximou os lábios de seu rosto, deixando um selinho demorado na ponta de seu nariz. Por um momento a bruxa sentiu vontade de rir, não sabia se era por vergonha ou pela prática engraçada do outro.

– Isso em nosso Reino significa união – disse com calma. – Minha força, serás a tua força e tua dor, serás a minha dor.”

Bio para instagram

A felicidade me guia.

Aqui tudo é energia.

Tudo preto e branco, as vezes tempestades de cores.

O que você tem de diferente é o que você tem de mais bonito.

Três coisas que não se pode esconder: o sol. a lua e a verdade.

Tudo acontece no tempo de Deus.

Amor próprio é essencial.

Tomo cuidado pra que os desequilibrados não abalem minha fé.

Gosto de gente que sabe ser sol, mesmo quando a vida está nublado. 

Que tudo siga em paz e se não for pedir demais, livrai-me do mal, amém.

Seja forte e corajoso. 

Eu sou a paz e só a luz me move.

O choro é libre, mas o riso também, meu bem!

Pertenço a mim e a liberdade.

#umbanda #Soldearuanda
#umbandasaber

🌀PODE ACONTECER DISPUTA PELA CABEÇA DO MÉDIUM?

🌀 Liderando a caminhada mediúnica de um médium está o mentor ou guia – falangeiros dos Orixás –, que são espíritos preparados na tarefa umbandista. Esses espíritos/guias são escolhidos antes de o médium encarnar, possuindo ligações afetivas pretéritas e com a responsabilidade de direcionar, intuir e orientar seu pupilo na caridade. São espíritos com grande entendimento das leis divinas, agindo com ética e moral e ensinando seu médium a percorrer o mesmo caminho evolutivo. Então, não há disputa pela cabeça ou Ori do médium, pois os guias e mentores vêm com esse compromisso predeterminado.O que poderá acontecer é o medianeiro estar desequilibrado e haver briga entre obsessores ou quiumbas pela “posse” do indivíduo.

🌀Retirado do Facebook Pérolas Ramatís 🔝

Made with Instagram
Unas horas de alegría y besos, y el resto del tiempo lágrimas saladas que siempre se empeñaban en cortar la felicidad en pedacitos, así fue todo. Tan desequilibrado, tan inestable que poco duraba el sol en el cielo azul, de un minuto a otro cuando volteaba él ya lo había pintado de gris. Amante de la melancolía, de ese abismo donde solo se sale con el alma manchada de dolor y de penas, en eso se convirtió él. Traté tantas veces de sostener su mano, de pintarle el tiempo de algo más estable y sano, de ternura, de fe y de esperanza, pero todo esfuerzo era en vano. Llegaba el viento, le traía a la memoria sus recuerdos negros y todo lo que trataba de construir se venía abajo y terminaba pisoteado por sus dudas y sus miedos en el suelo. Lo intenté, traté de salvarlo, de sacarlo de ese lugar donde yacía su ser hundido, pero murió algo de mí en el intento. Me contagié de su desdicha, me corté con sus heridas, me dolía su vida, no pude y me pesa aceptarlo, no pude rescatarlo de ese estado tan herido y de su amor desgastado. Me cansé, ya mi alma no pudo borrar tanta oscuridad, se me rompieron las alas, se me apagaron casi todas las estrellas, me dolía el corazón y se me fueron las ganas de volar. Qué no daría por haber llegado antes a su vida para cuidarlo, pero solo el cielo sabe porqué hace así las cosas. Hoy me entristece mirarme al espejo y ver en mis ojeras que no pude ayudarlo ni con todo lo que le he entregado.