desenhoa

sou brasileira

nas veias eu carrego 
o paladar da jabuticaba
a geometria de Britto
as palavras de Chico
Buarque ou de Mendes

no pulso eu orquestro
o grito da liberdade
o orgulho da mistura
de tantas vidas vividas
de um Brasil imenso

na mente eu certezo
os versos de Manoel
o mar azul do Atlântico
a melodia de Rubel
o cheiro bom do café

na pele eu desenho
as cores das raças
que me fizeram tão bela
meu cabelo enrolado
ensolaradas janelas

nas mãos eu declaro
a poesia despojada
feito nuvens de vento
carinho e lamentos
de sorriso bem aberto

Elisa Bartlett