delee

8

your story

is one

of many possibilities

Keep reading

Eu acho que te amo ou melhor, eu não acho eu tenho certeza que te amo. E amo por ser quem você é. Eu amo o cheiro do seu cangote mesmo que isso te deixe arrepiado, eu amo quando nossos olhares se cruzam e eu vejo o infinito diante deles, eu amo o toque das suas mãos no meu corpo e eu me entrego perdidamente à você, eu amo a tua alma serena. Eu te amo porque sei que lutaria por mim mesmo que estivesse sem forças, eu amo a tua risada boba e às vezes exagerada, amo tanto que chega a me irritar, amo quando nossos corpos se entrelaçam no meio da noite, você me abraça e eu me sinto protegida de todo o mal do mundo. Eu amo o som da tua respiração enquanto dorme, é como se fosse músicas para os meus ouvidos, amo quando se aproxima e encosta seus lábios bem devagarinho nos meus, esqueço do mundo inteiro quando estamos só nos dois. Eu te amo até na hora de uma briga à toa e te amo mais ainda quando nos reconciliamos e acabamos na cama. Eu amo a tua voz sonolenta. Eu te amo porque você é a minha paz e eu sou uma tempestade onde só você consegue acalmar.
—  Priscila M.
  • Primeiramente quero agradecer as mais de 1.000 leitoras que nos seguem, amo todas vocês ♥
  • Eu estava meia insegura de postar esse 1s porque não tenho tanta certeza que esta bom ksksk mas espero que gostem ♥♥♥
  • Boa leitura!


That’s my Hazza

- Já volto! – Me deu um beijo e mais uma vez vi Harry se afastando de mim para ir conversar com seus amigos, eu não me incomodava de fato, gostava até, queria mostrar que não seria o tipo de esposa que implica com tudo. A festa estava ótima, conversei com vários familiares de Harry e até conheci alguns da parte da noiva, Jeniffer, que agora era oficialmente casada com o primo dele.

- O que faz essa bela moça sozinha por aqui? – A voz bem familiar soou aos meus ouvidos.

- Também gostaria de saber Gem. – Brinquei a encarando.

Gemma se sentou ao meu lado e começou a encarar as pessoas que passavam por nós assim como eu também fazia, porém, em uma pessoa específica.

Eu e ela nos tornamos grandes amigas durante uma viagem que eu fazia em Homes Chapel. Estava em mercadinho de lá quando sem querer deixei cair praticamente uma prateleira inteira de ovos de páscoa, na realidade eu nem sabia o porquê estava lá já que não teria ninguém para entregar os ovos. Então Gemma (que trabalhava ali) me ajudou enquanto riamos do acontecido, a páscoa seria dali umas duas semanas e quase todos os dias eu ia lá, até que nós começamos a conversar e ela me contou sobre sua vida e eu sobre a minha, e foi numa dessa que ela me convidou para passar a páscoa com ela, e sinceramente eu não poderia ter feito escolha melhor a não ser aceitar e então conhecer meu atual marido.

- Gem, você acha que fizemos uma escolha errada, sabe, nos casando tão jovens? – Soltei a questão que estava presa em minha garganta, mas não à pessoa que eu queria que respondesse.

Ela me encarou por uns minutos tentando provavelmente encontrar a resposta.

- Olha Sn, se vocês realmente se amam, eu não vejo motivo para não terem se casado, você sabe que amo muito vocês dois e não quero mal de vocês, se por algum acaso eu achasse que não era uma boa pra você ou pro meu irmãozinho ali, teria dito algo! – Respondeu de forma generosa fazendo com que, mesmo que não, me sentisse abraçada.

Desviei o meu olhar dela e voltei a olha-lo, ele sorria como um adolescente e gesticulava com as mãos enquanto estava totalmente absorvido na conversa com seus colegas.

A festa já estava no final e eu morrendo de sono, meu corpo implorava para eu me levantar e ir chamar Harry que agora conversava com um outro primo, eles não estavam tão distantes, vez ou outra ele me encarava mandando beijos no ar ou sussurrando um “já vamos” e assim voltava ao assunto anterior, mas minha mente me dizia que eu deveria ter paciência em espera-lo, ele também deveria ter seus momentos assim como eu tinha os meus.

Eu não sei quanto tempo se passou ao certo, apenas senti quando uma mão tocou levemente meu rosto.

- Amor, você esta dormindo sentada! – Disse me encarando com um leve sorriso de lado. – Por que não me chamou? Vamos. – Me ajudou a levantar já que estava um tanto sonolenta e nos despedimos do pessoal que havia restado.

Harry retirou seu blazer e o passou em meus ombros já que estava frio, seu braço envolveu minha cintura enquanto ele me guiava para dentro do carro.

- O que você têm? – Perguntou assim que deu partida no carro. – Você anda tão quietinha nos últimos dias. – Colocou sua mão sobre minha coxa.

Se alguém me pedisse para fazer uma lista de coisas que amo em Harry, sem dúvida eu me perderia, mas se tem uma coisa nele que eu consigo amar mais que as outras, é esse seu lado carinhoso e atencioso que ele tem comigo, sempre querendo o meu melhor.

- Nada. – Respondi apenas, o sono estava quase me dominando por inteira.

- Não minta pra mim. – Repreendeu-me.

- São só coisas da minha cabeça. – Encarei seu perfil.

Deus, como alguém pode ser tão lindo?

- Você sabe o quanto eu adoro ouvir “as coisas de sua cabeça”. – Me encarou rapidamente logo voltando a atenção para o transito.

Respirei fundo tomando coragem para dizer o que vinha martelando minha mente a um tempo.

- É que eu tenho medo. – Harry me encarou confuso assim que paramos no sinal vermelho.

- Medo? De que?

- De não estar preparada ainda. – Respondi o que deve ter causado uma confusão maior em sua mente. – Pra ser uma boa esposa. – Concluí fazendo ele levantar as sobrancelhas em compreensão.

Esperei que ele dissesse algo, mas se o conhecia bem ele só estava esperando eu dizer tudo o que sentia.

- Você sabe Harry, foi o meu primeiro homem em praticamente tudo e eu tenho medo de não conseguir ser uma boa esposa, eu não sei como reagir a tudo isso, é tudo muito novo pra mim, tenho medo de você não ter feito a escolha certa e depois de um tempo perceber isso e me deixar. – Eu podia sentir as batidas de meu peito e poderia jurar que Harry também.

Mais uma vez esperei que ele dissesse algo, mas nada foi dito. Durante o resto do caminho, Harry pareceu refletir em minha palavras entrando em um mundo paralelo onde só minha frases existiam.

Eu não gostava disso, queria que ele dissesse algo!

Retirei minhas sandálias e fui para o closet colocar meu pijama, já havia tirado a maquiagem e não via a hora de cair na cama. Harry entrou no quarto em silêncio e se sentou na ponta da cama, ele estava calado desde o momento no carro e definitivamente eu odiava aquilo!

- Sabe Sn, você tem razão. – Disse ele assim que saí do closet. – Isso também é novo pra mim, essa coisa de estar casado e ter que dividir a casa com alguém, as despesas e bom, a vida, isso me assusta também. – Confessou me fazendo arquear a sobrancelha e me sentar ao seu lado. – Acredite se quiser, mas tenho medos também… – Me encarou um tanto vulnerável o que pra mim é estranho, já que ele é o mais seguro ali. - … tenho medo de não ser o que você esperou que eu fosse, de não estar fazendo as coisas da forma correta e te magoar em algo. – Seus olhos me olhavam com cuidado, como se apenas com eles eu pudesse me quebra inteira. – Todos a minha volta sabem como eu fui com meus antigos relacionamentos e que nem em sonhos eu queria me casar com uma delas. – Suspirei fundo, ele já havia me dito isso a um tempo, mas não chegamos a concluir a conversa.

- Harry…

- Não, deixe-me terminar. – Se ajeitou na cama se sentando de frente pra mim. – Eu achava que esse sentimento chamado amor de fato nunca chegaria a me pegar, mas Sn, por Deus, olha o que você fez comigo menina! – Sorriu como um moleque causando quase como um reflexo eu sorri também.

Ah, como eu amo esse sorriso!

- Depois daquela noite de páscoa eu mudei totalmente, eu aprendi a me esforçar para agradar outro alguém e acredite eu não era desse tipo! – Afirmou. – Você me ensinou a ser paciente com coisas que nunca imaginei que seria, imaginar ficar praticamente um ano sem relação sexual era pesadelo pra mim. – Confessou me fazendo corar por lembrar de como criei coragem para avisa-lo que nunca tinha ido pra cama com alguém, e como ele teve compreensão. – Mas você me ensinou Sn, me ensinou que um relacionamento de verdade não é só baseado em sexo e sim no companheirismo. – Suas mãos se esticaram tocando levemente meu rosto. –E esses seis meses vêm sido os melhores pra mim, sei que ainda vamos ter muitos desentendimentos, mas segundo minha avó isso faz parte de um bom casamento. – Sorriu. – E sim Sn, eu sei que escolhi o certo pra mim me casando com a única mulher que consegui amar verdadeiramente! – A lágrima quente escorreu por minhas bochechas.

Não é certo ele me dizer essas coisas quando eu estou em um período emocional abalado!

- Harry. – Falei manhosa. – Você não pode me dizer coisas fofas toda vez que eu estiver confusa!

- Ah é? E quem disse isso? – Meu corpo foi empurrado pra cama e Harry subiu em cima de mim. – Sabe o que eu quero agora? – Balancei a cabeça afirmando que não. – Te beijar, todinha!

- E quem esta te segurando? – Desafiei vendo o sorriso moleque voltar em seus lábios.

Seus lábios começaram a percorrer meu rosto até pairar sobre meus lábios. Harry esfregou seu nariz lentamente sobre o meu me fazendo fechar os olhos e sorrir.

- Eu te amo tanto minha menina! – Sussurrou fazendo meu coração se encher de alegria.

- Eu também te amo! – O respondi com a mais pura realidade e em seguida nossos lábios se beijaram com tamanha ternura.

- Eu poderia fazer amor agora mesmo com você. – Disse assim que nos separamos em um sussurro sofrido. – Mas sei que esta exausta demais pra isso, então vou deixa-la dormir quietinha. – Mas uma vez seu nariz passou sobre o meu. – Mas não pense que vai fugir de mim pela manhã! – Mordeu a pontinha dele me fazendo sorrir.

Sem dúvidas, eu amava aquele homem por inteiro!

Fuck, onde está? Pelos deuses, onde está?” Era uma das coisas que repetia para si mesmo desde que saíra da enfermaria. Estava mais confuso do que nunca e isso não ajudava em nada. Revirava suas coisas que sobraram no chalé de Hermes. Por sorte, os outros gravadores, que continham memórias dos últimos anos e meses estavam lá. O único que havia desaparecido era o que carregava no bolso desde que chegara ao Acampamento. “Ok, let’s do it. Gritos. Lutas. Um gigante nada e eu acordei na enfermaria. Fui a algum lugar, mais um gigante nada. Enfermaria de novo. Tudo já tinha acabado. O que eu estou esquecendo?” Murmurava repetidamente, frustrado consigo mesmo. Só queria lembrar.

Estou a cada dia aprendendo sobre Deus e as coisas dele, e uma das que já aprendi é que devo estar contente em qualquer situação da minha vida, pois o que Deus quer para mim ,é melhor do que eu quero.

anonymous asked:

para de reblogar coisa de Deus, aqui é tumblr, não igreja

Paz do Senhor. 

1º eu quis muito responder esta ask com a maior ignorância do mundo, sim, quis sim. Mas parei pra pensar e disse a Deus: ‘’Pai qual é a necessidade desse ser vir aqui pra digitar tanta baboseira?, me de uma luz.’’ E a luz é está meu irmão, uma pequena frase que está em 2 Corintios 4:13 ‘’…Nós cremos, por isso também falamos.’’, Simples assim. Quem crê no todo poderoso vivo fala dEle, sente a presença dEle e quer levar a tua palavra, as tuas maravilhas por todos os quatro cantos desta terra. 

2º quando fiz meu tumblr há uns 4 anos atrás, entrei e vi que era de graça, só precisava ter um email (por mera coinscidencia é assim até hoje), e dai eu criei, se quiser visitar ele está aqui. Porém quando entrei e entendi como mexia neste site maravilhoso vi que eu podia reblogar, criar, fazer tudo por meu gosto. Talvez você não tenha ouvido ou lido direito, vou repetir. EU VI QUE EU PODIA REBLOGAR E POSTAR TUDO AQUILO QUE EU QUERIA, E-U Q-U-E-R-I-A. Traduzindo, poderia postar tudo aquilo que eu tivesse vontade, se a pessoa não gosta do que você posta, eu sei que existe um botão de ‘’parar de seguir’’ do lado de mandar ask, e eu acho que de vez dela mandar uma ask ridicula dessas em ANONIMO ainda por cima, ela deveria ocupar o tempo dela deixando de seguir, porque seria menos vergonhoso. 

e 3º  PUTARIA PODE, MAS RELIGIÃO NÃO PODE NÉ? 

ME RESPONDE ESSA AGORA? Fica pagando de puteiro no tumblr. Mas não duvido da capacidade do ser humano, de no mesmo momento que é puteiro no tumblr é santinho dia de domingo na igreja. 

4º se Deus me abençoou com a paixão pelo blog, em ser blogueira, eu usarei essa paixão até mesmo para usar de conforto para outras pessoas, e continuar levando a tua palavra para aqueles que não conhecem, e que se danem quem não quer ouvir. O inferno tá ai pra vocês mesmo que rejeitam o amor do todo poderoso. Boa sorte. 

Fica com Ele, porque nem mesmo essa ask ridícula vai tirar a paz que Ele colocou no meu coração.♥ 

Imagine with Louis Tomlinson Part.4

Part.3
♥Espero que gostem do Cap.♥


      P.O.V. S/N

Depois de comermos ficamos conversando sobre a vida.

- Hey moranguinho você se importaria de ficar com o paul amanhã ?.- perguntou deitando a cabeça em minhas pernas

- Não, vai sair ?.- perguntei mexendo em seus cabelos

- Vou, tenho que buscar a Nikki na casa dos pais dela.- falou me fazendo suspirar

- O que foi pequena ?.- perguntou se sentando no sofá

- Estou atrapalhando a sua vida não é ?.- perguntei me sentindo culpada

- Claro que não, você é a minha irmanzinha acima de tudo, não vou te deixar de jeito nenhum.- falou me puxando pro seu colo e me abraçando, acabei dormindo no colo dele e no outro dia acordei misteriosamente na minha cama

Na comoda um papel azul e a letra perfeita de Ian

Fui buscar a Nikki, Paul deve chegar perto das 2:00 p.m.
Te levei pra cama ontem, e tive dó de te acordar hoje, mas 
não se preocupe qualquer coisa te ligo, e se precisar me ligue.

         Ps° Te amo, do seu irmão perfeito, maravilhoso e gostoso Ian

- Claro Sr. gostosão.- sussurrei pra mim mesma e ri, olhando pra tela do meu celular vendo a foto de bloqueio minha e do Louis, ele sorria em quanto me abraça já eu fazia careta. Suspirei e vi as horas 1:30 da tarde

- Droga.- resmunguei indo pro banheiro tomar um banho rápido, assim que sai do banheiro fui em direção as minhas malas 

- Tenho que guardar as minhas coisas.- falei alto em quanto abria uma mala minha e pegava um shorts preto e uma regata azul, fiquei descalça mesmo, fui pro quarto do meu irmão e peguei um moletom dele e coloquei, voltei pro meu quarto e arrumei a minha cama, desci pra cozinha, e arrumei alguma coisa pra comer (torrada com geleia e suco de laranja) assim que terminei escutei a campainha tocar, fiz um coque e abri a porta dando de cara com o Paul

- Paul.- falei o abraçando

- Hey Bombom.- falou me apertando, assim como o Ian Paul tinha um apelido carinhoso pra mim que no caso é Bombom

- Entra.- falei dando espaço pra ele entrar

- Como você esta ?.- perguntou assim que nos sentamos no sofá

- Bem.- falei tentando fazer eu mesma acreditar na quilo

- Não mente pra mim Bombom.- ele falou se fingindo de bravo

- Okey vou te contar a historia.- falei começando desde do dia em que eu descobri que estava gravida até agora


          P.O.V. Louis

Não acredito que eu fiz isso, como fui trouxa, burro, idiota. Eu me xingava de frente pro espelho, meus olhos estavam vermelhos e inchados, metade dos copos e prato estavam quebrados, meu celular espatifado no chão do quarto de pois de tentar ligar umas 200 vezes pra S/N
- Louis Tomlinson você é o homem mais burro do mundo, por ter trocado a mulher da sua vida por algumas noites de prazer.- Falei apontando  pra mim pelo espelho e logo depois dei um soco no mesmo vendo ele se espatifar e alguns cacos de vidro no chão.

- Louis.- Ouvi a voz da Lottie vindo da sala e continuei em silencio esperando que ela achasse que não tinha ninguém ali e fosse embora

- Lou.- ouvi seu sussurro da porta e vi seu reflexo no resto do espelho que sobrou na parede, seus olhos arregalados sua boca meia aberta e sua bolça no chão, assim que seus olhos voltaram pra mim ela correu e me abraçou, e mais uma vez me deixei desabar só que agora nós braços da minha irmanzinha 

- Lou oque aconteceu ?.- ela perguntou me levando em direção a cama

- A S/N descobriu que eu trai ela.- falei vendo ela arfar

- A onde ela esta Louis Tomlinson ?.- ela perguntou raivosa

- Na casa do Ian porque ?.- perguntei preocupado

- Como você pode Lou, ela é perfeita, ela te ama tanto e você faz uma coisa dessas, eu falei pra você não magoar a minha amiga Louis, por isso não queria que vocês namorassem porque eu sabia que um de vocês ia sair machucado.- ela falou passando a mão nos cabelos

- Ela está gravida.- sussurrei e vi ela sorrir triste

- Eu sei, eu e a mamãe levamos ela no hospital.- ela falou limpando uma lagrima

- Me desculpa.- falei voltando a chorar

- Por isso não queria vocês juntos Lou, porque eu sabia que um de vocês ia acabar machucado o outro e eu sabia que ia ser ela que ia sair machucada.- sussurrou mexendo nos meus cabelos

- Eu sinto tanto.- sussurrei pegando a sua mão 

- Com quem que foi ?.- ela perguntou baixo e eu suspirei

- Com a Lisa.- falei quase sem voz e vi ela rir debochada

- Cada vez a merda fica maior Tomlinson.- ela falou se levantando

- Vem deixa eu limpar a sua mão.- falou me puxando pro banheiro.


♥Ai está mais uma parte espero que gostem , Bjokas amorecos♥♥♥
Amores eu deixei os links nas palavras para se vcs quiserem ver

Mally/

Desabafar

“Sempre que posso me pego no colo da Bê, que é a Bê? Um anjo moreno de grandes cachos, uma pessoa muito especial que sempre me escuta e da concelhos como ninguém, adoro deitar no colo dele e desabafar, sinto que ela é a unica que me esculta e acho que me intende pois tenho certeza que já tenha passado por isso, ela sempre me diz para superar, pois não quer me ver sofrendo e me machucando. As vezes penso que sou um puta trouxa, perdendo partes da minha vida , perdendo o meu tempo, por uma coisa besta. Dai se ele não se aceita, vamos viver a vida intensamente, parar de pensar em um menino que só brincou comigo. Mas é tão difícil superar.

Doi, mais por isso que faço questão de ter varias pessoas ao meu redor, para nunca me sentir sozinho, perdido no tempo. é como aquele velho ditado : ninguém nasceu para ser escravo de piroka, para ficar sofrendo por macho.

A emoção acabou que coincidência é o amor a nossa musica nunca mais tocou. Pra quer ousar de tanta educação pra destilar terceiras intenções.

Acho que o mais certo e simplesmente esquecer e deixar o tempo apagar as lembranças entre nós dois. O mais certo seria me afastar o máximo possível pois ele me derrota gradativamente. 

Minhas amigas são simplesmente perfeitas me ajudando a superar e aceitar, mais desejo muito que ele se encontre e que seja a tempo, pois se ele continuar assim vai ter uma vida infeliz.”   

Ela se corta? Você também se cortaria se tivesse passando pelo que ela passou.
Ela é anoréxica? Você também seria se fosse chamada de gorda todos os dias.
Ela quer chamar atenção? Ela é invisível em casa, e só quer que alguém repare nela.
Ela é feia? Me diga qual é a definição de beleza?
Você não sabe a história deles? Não julgue.
A mulher Tola e a sábia

Agora se você não tem liberdade e coragem de confrontar a sua irmã ou o seu irmão que estão errando. Olho no olho, com honestidade, com amor… Então que você não exponha a nudez dele para mais ninguém, cale a boca! Os dias são maus, nós precisamos ser cheias do Espírito. E não tem jeito de nos enchermos do Espírito com a boca porca, com a boca suja, com a boca cheia de malignidade, maledicência, fofoca ou lisonjeas por interesse. Que você seja uma Profeta da vida! A gente dá vida com o ventre, que você dê vida com a sua boca também, em Nome de Jesus.

Pra. Helena Tannure.

anonymous asked:

Tem um pirralho de 12 anos (eu tenho 16)que fica me tratando como se eu fosse a namorada dele, já tentou me beijar, fica mandando mensagem de amor, diz que eu sou a melhor coisa que já aconteceu com ele. Fora que eu já mandei ele parar de frescar, já mandei ele se f*** e ele ainda insiste, e fica dizendo que tá ouvindo música de sofrencia por mim, e que vai me trocar por outra... Enfim só queria que esse moleque sumisse da minha vida 🙄🙄😒

MANO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK NA BOA KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK TÔ PASSANDO MAL

anonymous asked:

sou louca por um menino, a gente ja teve um lance e tal, mas a gente "terminou" porque ele viu que nao gostava tanto de mim e que queria estudar p enem, só que depois fiquei sabendo que ele não me quis mais pq sabia que eu não ia transar com ele, mas eu sou mt trouxa e ainda gosto dele. vc acha que eu devo esperar o enem passar pra eu tentar algo dnv?

pega uma cartolina faz um circulo vermelho e escreve dentro pare de ser trouxa e coloca no teu quarto

Crença não é meramente concordar com os fatos dentro da cabeça; é também um apetite por Deus no coração, o qual se liga a Jesus por satisfação. ‘O que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede’. Portanto, a vida eterna não é dada a pessoas que apenas pensam que Jesus é o Filho de Deus. Ela é dada a pessoas que bebem de Jesus como o Filho de Deus. ‘A água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna.’ (João 4.14). Ele também é o pão da vida, e aqueles que se alimentam dele, para a nutrição e satisfação, vivem por ele. ‘Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente’ (João 6.51). O objetivo das ilustrações de comer e beber é tornar clara a essência da fé. Ela é mais do que apenas acreditar que existem tais coisas como água e comida; e é mais do que apenas crer que Jesus é a água e a comida que dão vida. Fé é vir a Jesus e beber a água e comer a comida, de forma que encontremos nossos corações satisfeitos nele.
—  John Piper – Lutando Contra a Incredulidade

anonymous asked:

Sabe quando tu AMA de verdade alguém? Ama pra CARALHO msm? Qnd perdoa qualquer vacilo, faz TUDO que a pessoa pede só pra ter um sorriso, um abraço, um bj em troca, mas depois descobre q só era interesse dele? Q tu era a troxa que deu nome a ele? Dói

SEI BEM COMO É ISSO, AAH SE SEI

bia-jackson  asked:

Logan e Scarlly quem são seu amigos BR? Apresenta eles ai

Logan: Atualmente nós somos amigos de três brasileiros. Dois deles são do Instituto, uma é a filha do Mancha solar e o outro é um dos melhores amigos do Jimmy, e eles vieram dar um oi aqui. É a deixa de vocês, galera.

Fernanda: Oi gente!

André: Tudo bom?

Scarlett: A gente também conhecem mais um, o nome dele é Jonas e ele é um aluno estrangeiro na nossa escola. Nós ficamos bem amigos desde que ele chegou no ano passado. 

A semana mal tinha começado, e eu já estava mudando minha lista de morte.

Não que tivesse alguém fora da lista exceto bom…Yukina…e agora Kurama…, mas eu organizava para ver quem eu matava primeiro. E a porra daquele cara tinha subido ao topo da minha lista em questão de segundos.

Como resultado, eu me envolvi em uma briga, quase matei o desgraçado, e fui para o carrasco.

Ele já devia estar sentindo falta de socar minha cara também.

Já era uma sensação a qual eu estava acostumado, ser acorrentado àquela parede e ter seu corpo socado. Era a forma de aprendermos a não fazer merda de novo. A não tentar matar. Ou conseguir, na maioria das vezes…

MAS AQUELE CARRASCO PODERIA FALAR O QUE QUISESSE.

MAS MENCIONOU YUKINA. EM COMO ELA FICARIA DECEPCIONADA…

E u    q u i s    m a t á - l o   

E o que mais me chocou foi a menção de outra pessoa. Kurama.

COMO OUSAVAM FALAR DELE DAQUELA FORMA PARA MIM? COMO SE ELE FOSSE APENAS UM…PEDAÇO DE CARNE QUE ME FEZ RESPONDER SUAS QUESTÕES.

NÃO

Kurama era muito mais do que isso…

Ele me tratava bem.

E EU NÃO ACEITARIA ALGUÉM MALDIZENDO SOBRE ELE. NÃO. Por mais que eu tivesse feito isso…NÃO. NÃO, COM ELE NÃO…

Como resultado, eu gritei com ele. Tentei alcançá-lo para causar um mínimo de dor mesmo com os pulsos acorrentados à parede. 

E U    E S T A V A    L O U C O

E com aquilo apenas consegui sair mais machucado do que o normal. Ótimo. Qualquer um conseguia ver isso… só esperava que Yukina não resolvesse me visitar a tempo de ver o quão fodido eu estava.

AH, NÃO…

Eu podia fugir de Yukina. Mas não dava para fugir de Kurama com ele ali.

merda.