de montar

nozomichansenpai  asked:

Hey espera, no sabía que te interesaba un deporte, cual es? :00

Hípica, también llamado de manera simple “montar a caballo”

Siempre me gustó, el contacto con los caballos, galopar, saltar, cepillarlos después

Era genial

Antes lo practicaba, y casi hago un examen para competir, pero el dia antes del examen me rompí una muñeca y no pude

Mas tarde la Hípica a la que iba cerró, y no hay ninguna mas cerca, la otra que hay es casi a una hora en tren desde aquí

Además es deporte de ricos…

Coragem, às vezes, é desapego. É parar de se esticar, em vão, para trazer a linha de volta. É aceitar doer inteiro até florir de novo. como montar uma loja virtual.
—  Caio Fernando Abreu.

anonymous asked:

Dame una razón para vivir.

• Todos los bellos colores de los cielos -oro, rosa, azul, naranja.
•Las nuevas películas, además actores y actrices favoritos.
•Nuevas canciones de sus artistas favoritos. •Nuevas temporadas de sus series favoritas. •Nuevos videojuegos, libros y los descubrimientos científicos.
•El crujido de las hojas de otoño bajo sus pies •La sensación de calidez cuando entras en una habitación caliente en el medio del invierno.
•Tus canciones favoritas, artistas, películas, libros, alimentos, olores.
•La oportunidad de ver todos los lugares hermosos.
•Poesía y la literatura.
•Hacer una diferencia, por pequeña que sea.
•La sensación de logro conseguir algo.
•La sensación de una brisa suave cuando conduce con las ventanillas bajas.
•cafeterías extrañas.
•Hacer sonreír a alguien iluminar y el día de la gente que puede estar alrededor.
•Las estrellas que iluminan la noche.
•Sus antepasados ​​que crean un arco iris después de una tormenta acostado en la cama por la noche, mientras que hay truenos.
•Inspirar y ayudar a tanta gente.
•Usted puede aprender cualquier cosa que desee, cualquier idioma, tema o instrumento.
•Viajar a todos los lugares bonitos.
•El olor del té, café y chocolate.
•Todos los recuerdos que se pueden preservar.
•Todo el arte que puedes crear.
•Todos los átomos y células de su cuerpo que trabajan muy duro para mantenerlo vivo.
•La pizza.
•Las tortas de cumpleaños.
•Los fuegos artificiales y todos los colores que estallan en el cielo de la noche.
•Tomar muchas fotografías hermosas.
•Escribir cartas y enviar regalos.
•Reciber cartas escritas a mano.
•Ser capaz de reír y sonreír.
•La capacidad de moverte, correr, caminar, montar bicicleta, nadar, saltar, cantar, entre muchas otras bendiciones.
•Eres adorable y hermoso(a).
•Eres importante y mereces vivir.

Hay miles de cosas por las que vivir. Todo lo malo que tienes ahora pasará. Por favor no te suicides.

Você já visualizou o mundo sem sua existência? Uma vez sonhei em um mundo sem que eu tivesse existido e para minha surpresa tudo estava no mesmo lugar, tudo fluía perfeitamente. As pessoas com que tive convivência viviam normalmente, eram felizes e construíam suas vidas. Sempre me senti fora do contexto e nunca me julguei de extrema importância, não vou salvar o mundo, descobrir a cura do câncer ou acabarei com as guerras. A vida sem mim continuaria a mesma, eu não seria um furação na vida das pessoas. Eu costumo fazer uma bagunça enorme por onde passo. Como peças de lego, fácil de montar mas difícil de desvendar, atribuo a isso a falta de interesse nas pessoas em me conhecer e facilmente me julgar. O mundo sem mim, seria o mesmo. E acredite em mim, o mundo sem você também. Não julgue-se melhor que todos, não existe essa necessidade de querer ser maior que todos passando por cima e ferindo sentimentos. Você é um pedaço de poeira cósmica assim como eu.
—  Are you really okay, Charlie?

Estar viendo otra vez Karmaland2 y casualidad q esté hablando de montar (Caballos) y se acuerde de Willy y no de Frank XD


V: Me gustaría ser caballo para estar en los establos de Vegetta ¿Sabes? Esa es la actitud que tienen que tener. Cuando pase por aquí Willy diga: Madre mia me encantaría ser un caballo *Risa nerviosa* para que me monten. 


No me acordaba de esta frase xD


Karmaland2: Establo para navidad! #58 (19:48)

Eu sinto muito, e não é de desculpas que estou falando, eu sinto mesmo, como uma facada no peito, uma flechada na garganta. Eu sofro com cada passo em falso dado por você, mas padeço diante as suas desculpas, sei que você acha que tudo não passa de um mero drama mas não é, e o fato de te perdoar não cura a minha dor, mas eu desculpo sem relutar, desculpo porquê amo e no fundo acredito que você também me ama, e as suas desculpas é o jeito de você me dizer que não quer me perder. Ainda não consegui decidir se é maldade da sua parte ou masoquismo da minha parte, quando enfim estou me recuperando você tira o band-aid e me magoa novamente. Estou ficando cansado dessa brincadeira, eu sou um brinquedo velho e gasto que você já deveria está farta de montar e desmontar. Porquê não me esquece num canto de uma vez e arruma um brinquedo novo para que eu possa sentir muito sozinho, com o meu curativo até que me recupere?
—  Amoriei acompanhado de Vireipassaro.
do que você chamaria?

não sei fazer nada sem intensidade ou quero muito aquilo a ponto de correr atrás com toda minha vontade ou simplesmente não quero, não existe meio termo.
quando embarco em qualquer coisa nessa vida tenho que estar completamente preparada, equipada para o que vir pela frente; quer monstros, quer tempestades, apenas os enfrento. não sou de desistir a menos que seja a única alternativa.
além disso,sou do tipo de pessoa que se dá completamente mesmo que isso venha a me ferir, permito que aconteça; me jogo de cabeça e que se dane as pedras no fim do penhasco. me desmonto toda na espera que o outro ache meus pedaços e cuide deles até ser capaz de montar. 

[o que seria um milagre]

alguns chamariam isso de garra; força de vontade ou até de coragem.

eu chamo de loucura.

E foi assim que me tornei um porcaria nenhuma na vida. Sem religião, sem partido político, sem time do coração, sem saber tocar plenamente um único instrumento musical. Tudo me enche o saco. Natais em família, festas noturnas, discussões de trânsito, entrevistas de emprego, fazer supermercado, sexo tântrico, banho de espuma, a música ‘The End’ dos Doors, viajar de avião, montar prateleiras, sala de espera de oftalmologista, delivery de comida chinesa, qualquer graduação em comunicação ou marketing, tudo que demora mais de quinze minutos me enche o saco. Por isso eu nunca termino nada. Por isso eu não tenho coisa alguma. Por isso eu fiz nada. Nunca me dei o trabalho de me tornar alguém interessante e nem incrível. Eu sou médio, um ser muito do mais ou menos. Não sou um ingrediente essencial para a sociedade. É como se meu relógio-biológico tivesse um botão 'foda-se’. Sei que é um clichê, e que as pessoas usam essa expressão pra tudo, mas se alguma coisa faz algum sentido é isso de 'foda-se’.
—  Juliete Nunca Mais; Gabito Nunes.

Ha sido una semana intensa, llena de emociones, de estrés, de dolor, pero también de esperanza. Cuando salíamos a manifestarnos por el caso de Ayotzinapa, sí me frustraba que cuando unos buscábamos un cambio al alzar la voz y demostrar al mundo nuestra inconformidad, existieran otros que con sus comentarios y apatía nos frenaban. “Revoltosos” nos decían, “flojos” a pesar de que siempre respetamos nuestros horarios de clase. Era universitario entonces y sí algo comprendí es que el joven siempre será crítico o tendría que serlo. Pero son pocos los institutos que alientan a sus alumnos a ser observadores. Sin embargo, hoy es otro cantar. Hoy veo niños, jóvenes, adultos y ancianos unidos por un mismo fin: Levantar a México. Haciendo lo que está en nuestras manos. Pensando en el otro.

Por lo que he comentado antes, yo estaba decepcionado de mi país y no obstante esta tarde que salí qué gusto me llevé al ver que en los negocios tienen cajas y productos para donar con caritas y mensajes de animosidad, qué gusto ver camionetas en las calles llenas de víveres dispuestas a salir a carretera, qué gusto saber que ciudadanos emprendedores se ponen de acuerdo con otros para montar centros de acopio y alentar a los demás a apoyar. Llegando a casa, creí que sería el fin de mi sorpresa cuando escucho una voz que decía “Buenas noches. Motociclistas Unidos estará recolectando víveres para los damnificados del sismo. Gracias”. El mensaje se repitió varias veces, porque en efecto, era un motociclista con un megáfono recorriendo la calle.

No creo que sea capaz de describir lo que se siente, pero probablemente más de alguno sabe de qué hablo. Vivo en una ciudad que ha sido horriblemente azotada por la violencia y la inseguridad. Asimismo afectada en su economía por la corrupción y malos manejos de Petróleos Mexicanos. De todos modos, no es una sorpresa que Veracruz está tomado por el crimen y le está yendo muy mal. Pero aún en la oscuridad, es hermoso ver este pequeño pero significativo rayo de luz. Me alegra saber que todavía hay cabida para la solidaridad. Carajo, es hermoso ver a una sociedad unida y lo ideal sería que se mantuviera así. ¿Se imaginan que este fuera el despertar de México? Muchos de nuestros problemas sociales y políticos disminuirían.

Ojalá esta energía positiva perdure, nos va a costar años salir de esta. Pero amo mi país, amo mi generación que es más despierta y crítica a pesar de lo que digan los medios, y sé que saldremos adelante. 

                                               — Alberto B.

Quebra- cabeça.

Por favor peço cautela ao ler-me, estou em pedaços e ultimamente não tenho tido uma aparência das melhores, muitas coisas ruins me aconteceram nesses últimos meses, venho tentando encontrar inspiração para desabafar o que minha alma já não suporta mais ocultar, porém está sendo em vão, nada está sendo suficiente para expressar essa perda que sofri, nenhuma palavra tem o tamanho da minha dor, já tentei fazer algum poema bonito, algo que rimasse, mas perdoe-me a bagunça desse texto, mas isso é um resumo de mim hoje, venho tentando me juntar como peça de quebra-cabeça difícil de montar, mas falta peças importante e que não encontro, e assim vou tentando levar, carregando essa dor que nunca vai passar, fazendo esses textos que ninguém vai gostar, tentando de alguma maneira me encontrar.

One Shot Harry Styles

  • Pedido -  Tayyy, queria muito um 1s do Harry, que ele fica bêbado no aniversário da S/N, eles são casados, e ele acaba estragando a festa de aniversário dela, pq ele fica com ciúmes de um amigo dela, e ele quebra a vitrola dela, dai eles tem meio que uma briga, e se separam! obrigadinhaaa! 😊

(Parte I)

Finalmente chegou o dia que eu planejei e esperei ansiosamente para acontecer, a minha festa de aniversário de vinte e cinco anos. Eu sempre disse que quando completasse esses dois dígitos de idade faria uma festa grande e do jeito que eu sempre quis ter.

Os convidados chegaram alguns minutos depois do marcado, o que me fez ficar apreensiva, mas meu marido me manteve com o pé no chão e completamente dentro do meu juízo perfeito porque eu estava a ponto de sentar no chão e chorar. Mas agora está tudo bem, eu estou andando graciosamente de um lado para o outro conversando com algumas pessoas que a tempos eu não via, agradecendo a todos por terem vindo.

Estou me sentindo maravilhosamente bem e realizada, uns anos atrás eu pensava que não estaria em um casamento porque planeja curtir muito antes de ir vestida de branco dizer sim na igreja, mas eu não pude impedir que Harry Styles entrasse na minha vida sorrateiramente a ponto de me levar tão cedo ao altar. Eu não posso dizer que me arrependo, nunca, eu estou extremamente feliz com o rumo das coisas.

A música está alta e o salão de festa é grande o suficiente para abrigar todos os amigos do Harry - que são mais que os meus - ele fez questão de convidar todo mundo e eu apenas não quis me opor a isso e olhando de onde estou agora ele está aproveitando até mais que eu porque ele adora festas. Aceno levemente para Zedd que se ofereceu para cuidar da música e eu realmente estou grata por ter alguém com bom gosto e confiança quando eu me esqueci de montar uma playlist, provavelmente a música estaria zoada agora se não fosse ele.

Caminhando até o bar eu pedi uma margarita e me sentei em um dos banquinhos em frente ao balcão para não correr o risco de arruinar meu vestido com a bebida ao passar entre as pessoas animadas dançando. Antes que eu pudesse beber, alguém sentou ao meu lado se inclinando na minha direção para falar no meu ouvido sobre a música alta.

— Eu estou amando tudo isso! — Niall parecia muito animado ao dizer e logo pediu duas bebidas ao barman — Eu estou me divertindo muito. — ele sorriu para mim e tenho que dizer sentir falta de seus dentes tortos. Eles eram fofos.

— Eu fico feliz que esteja gostando, é importante para mim ver meus amigos se divertindo. — sorri de volta e deixei um beijo em seu rosto antes de me concentrar em tomar em um gole a minha bebida. Niall é como um irmão mais novo para mim - mesmo ele sendo mais velho - não consigo não ser protetora com ele.

— Você deveria ir dançar. — ele pegou os dois copos que o barman colocou no balcão a sua frente — Aquela sua amiga é muito gostosa. — ele apontou para a direção que Maxine estava e ela acenou para mim — Sinto que me darei bem hoje a noite.

Então Niall saiu me deixando para trás rindo do seu jeito caçador de ser, eu não preciso me preocupar com a Max porque assim como pra ele nada é mais divertido do que apenas uma noite pra ela, então fico aliviada de não correr o risco de ter um dos meus dois melhores amigos chorando na minha casa porque não recebeu uma ligação.

Terminando de beber minha margarita - a segunda que pedi -, resolvi seguir o conselho de Niall e ir dançar. Harry estava em um canto conversando com Nick e eu resolvi não intervir, ele viria até mim quando quisesse, faz tempo que não vamos em uma festa assim e eu quero que seja divertido para ele também. Ao som de This Is What You Came For eu deixei meu corpo leve no ritmo da batida, faz tempo que eu não danço assim principalmente depois que eu casei porque evito dar motivos para que Harry implique com algumas coisas e ele pode ser bem ciumento às vezes. Fechando meus olhos para me concentrar apenas na música, não demorou para que eu sentisse braços em volta da minha cintura me abraçando por trás.

— Eu ainda estou achando sua bunda muito gostosa nesse vestido. — a voz de Harry se arrastou em meu ouvido e eu sei que ele bebeu além da conta.

— Que bom que você gosta… — levantei minha cabeça para aproximar meus lábios de sua orelha para ele escutar — Saiba que você irá dormir hoje sem tocar nela. — sorri de lado ao ouvir um gemido de dor vindo do meu marido.

— Amor… — ele choramingou e suas mãos deslizaram vagarosamente para o meio de minhas coxas levantando meu vestido ao tentar subir para a minha virilha.

— Harry! — bati em sua mão ao mesmo tempo que o repreendi e não pareceu ter efeito — Para! — me virei para olhar em seus olhos verdes, um pouco vermelhos por seu estado de embriaguez — Não estamos em casa, mantenha o respeito.

— Vamos para o banheiro. — ele segurou meu pulso e eu logo me soltei.

— Está vendo aquele sofá ali no canto? — apontei e ele assentiu — Senta lá e me espera, eu te darei o que você precisa. — ele esboçou um sorriso grande imaginado alguma safadeza quando o que ele precisa é ir para casa descansar e é isso que o darei, mas não agora. Não pude evitar rir ao vê-lo cambalear até o sofá e sentar-se sorridente mando um sinal de positivo com o polegar em minha direção.

Tomando cuidado para não me esquecer que Harry está sentado no sofá esperando alguma coisa erótica que ele deve estar pensando que vai realizar essa noite, conversei com algumas pessoas para ter certeza que tudo está sendo agradável para todo mundo e garanti que Niall teria uma bandeira de salgadinhos somente para ele quando recebi a reclamação de que ele havia comido apenas cinco.

Agora estava pronta para levar o meu marido para casa depois de ter me despedido de quase todo mundo - pelo menos as pessoas que realmente sentiriam a minha falta aqui - mas no meio do caminho fui parada pelo meu melhor amigo de infância, nós tínhamos perdido o contato, mas vejo que ele conhece alguém que o trouxe até aqui.

— Eu não consigo acreditar que após anos finalmente nos encontramos. — ele sorriu me abraçando pela terceira vez desde que falou comigo há menos de dez minutos. — É tão bom que eu tenha conhecido o Thomas, assim pude saber sobre hoje.

— Sim, eu não te encontrei mais nas redes sociais e nem consegui obter algum sucesso te ligando no número antigo. — eu realmente tentei procurar por ele a uns anos atrás até que desisti.

— Longa história, teremos que nos encontrar caso queira saber. — ele sorriu e movimentou as sobrancelhas de modo que me fez rir.

— Podemos no encontrar sim, só não posso conversar mais hoje. Tenho que levar o meu marido para casa, ele está um pouco alterado. — fiz uma leve careta como se pedisse desculpas.

— Uou! Marido?! — ele pareceu surpreso — Eu achei que você ainda fosse a minha esposa. — me senti corar ao que ele lembrou que brincávamos de ser casados na infância.

— Bem… Você sumiu e… — tentei me explicar e ele riu me interrompendo.

— Calma, eu estou apenas brincando. Podemos tirar uma foto? — ele perguntou apontando para o meu celular que eu peguei para olhar as horas — Para você se lembrar que eu não sou mais aquele garotinho. — ele riu e eu concordei com a cabeça colocando no aplicativo da câmera. Ele me beijou no rosto assim que eu levantei o telefone para tirar a selfie e então bati a foto — Deixe-me ver. — ele se inclinou ao meu lado e olhou o meu celular — Ficou perfeita!

— É, ficou mesmo. — eu sorri lembrando o quanto gostávamos de tirar fotos juntos.

— Essa merece um porta retrato. — Nathan riu se virando para mim — Agora vá cuidar do seu marido. — ele colocou a mão em meu rosto e inclinou  seu rosto em direção ao meu deixando um beijo demorado em minha bochecha e o que veio a seguir aconteceu muito rápido.

Parece que eu apenas pisquei os olhos e Nathan estava atirado no chão, meu celular aos pedaços ao seu lado e Harry me encarando com sua melhor cara de fúria. Eu precisei piscar algumas vezes até voltar a raciocinar direito enquanto ouvia Harry gritar coisas em minha direção.

— O que você fez? — o empurrei de leve e olhei para Nathan que segurava o nariz sangrando e só então percebi que a música havia parado e todos nos assistiam.

— O QUE EU FIZ? ESSE MALUCO ESTAVA DANDO EM CIMA DE VOCÊ E SENDO CORRESPONDIDO! O QUE QUERIA QUE EU FIZESSE? FICASSE SENTADO ASSISTINDO VOCÊ FLERTAR? ACHO QUE ESSE FOI SEU OBJETIVO AO ME MANDAR SENTAR COMO UM IDIOTA NAQUELA DROGA DE SOFÁ! — eu mal consegui entender o que ele falou, estava tudo embolado e suas mãos gesticulavam loucamente me fazendo perder a atenção.

— Eu não estava flertando, ele é meu amigo. Você está vendo coisas, está bêbado. — falei mais baixo querendo que só Harry escute porque tudo já está constrangedor demais aos olhos de todas essas pessoas, muitas delas que mal sei o nome.

— NÃO ESTAVA FLERTANDO? VOCÊ PREFERE QUE EU DIGA VADIANDO? — eu olhei para ele fixamente por alguns segundos vendo Nick tentar segurá-lo para que se acalmasse.

— Se eu sou uma vadia então não estamos mais casados! — falei olhando fixamente em seus olhos — Leve esse bêbado para a sua casa, Nick, eu não quero ele na minha. — e virei para olhar o Nathan que já estava de pé — Me desculpe por isso.

Caminhando para fora do salão que foi alugado para ser um lugar para diversão e alegria, deixei Harry para trás gritando algo sobre a casa ser dele também e que ele não iria com ninguém a lugar algum. Eu sei que ele se arrependerá amanhã e sinceramente estou pronta para vê-lo rastejar.




Espero que gostem, amores :)

As coisas estão um pouco loucas e minha cabeça está um pouco ocupada demais com pessoas importantes para mim e isso está me dificultando escrever. Me forcei a escrever esse pedido e espero que não tenha sido um desastre.

- Tay

Imagine - Harry Style

Como hoje é dia do escritor, queria dizer parabéns a todos que escrevem Espero que gostem! Beijos

Pedido: oii faz um do harry que ela é uma youtuber famosa, e eles se conhecem quando ela vai fazer uma entrevista divertida com ele, e ele fica encantado nela (ela é brasileira) dai eles acabam virando amigos, mas um tempo depois ele se declara pra ela e eles assumem o namoro num video super fofo no canal dela. Espero que tenha dado pra entender, bjobjo


“Oi, gente! Tenho que contar uma novidade a vocês: vou entrevistar Harry Styles!” Disse animada para a tela do meu celular. “Isso mesmo que vocês ouviram. Estão terminando de montar o equipamento e colocando o microfone nele, em seguida, vou conhecê-lo!”. “Me mandei perguntas legais que vou escolher algumas. ” Enviei os Stories e em seguida meu Instagram borbulhava de mensagens.

- (S/N), vamos? – Alex, meu amigo europeu, me chamou, fazendo com que eu tirasse os olhos do celular.

Harry já estava sentado e franzia a testa para mim; óbvio, eu estava falando português. Meu canal no YouTube é brasileiro, mas vim morar e Londres a dois meses, graças a uma oportunidade incrível de trabalho. E, com muita sorte, outras vieram, como entrevistar Harry.

- Oi! – Disse em inglês. – Eu sou (S/N), vim entrevista-lo sobre o filme. – Ele sorriu e concordou. – Podemos começar?

- Claro!

- Eu vou falar em português no início, mas apenas vou apresenta-lo ao pessoal, por mais que eu saiba que eles te conhecem. – Harry riu e concordou com a cabeça.

Olhei para Alex, que estava encarregado da câmera, e ele fez um “joinha” com o dedão.

- Pessoas lindas! – Sorri para câmera. – Como eu contei para vocês lá no Story do Instagram, estou aqui com Harry Styles para gente conversar um pouquinho sobre o filme em que ele participa; no finalzinho vão ter algumas perguntas que vocês fizeram. Vamos lá? – Olhei para Harry que concordou com a cabeça.

- Então, Harry, pode nos contar um pouquinho como foi atuar? – Perguntei a ele, em inglês.

Durante algum tempo falamos apenas sobre sua carreira, família e planos para o futuro.

- Agora, vamos para a parte divertida! – Ele sorriu e esfregou uma mão na outra. – Pedi perguntas para o pessoal que me acompanha e que, provavelmente, são seus fãs.

- Vamos lá, estou pronto! – Ele se inclina para frente.

- Harry, descreva a sua vida em três palavras.

- Louca, louca e louca. – Ele coça o queixo. – É, isso mesmo.

- Uma coisa que você mais sente falta?

- A banda.

- Nós também – Ri.

- Você nos acompanhava?

- Claro que sim! Vocês eram trilha sonora de todos os meus vídeos. – Ele solta um uau baixinho e ri. – Um desejo?

- Construir uma família.

- Maior vergonha que você já passou?

- Dizer o nome do lugar onde eu estava me apresentando errado. – Rimos. – Não! Quando Liam abaixou minhas calças, imagine se eu estivesse sem cueca! – Ele coloca a mão no peito e faz expressão de choque.

- O que você diria para a pessoa que está na sua frente? No caso, acho, que eu… – Rimos.

- Nossa, que linda! – A câmera me foca em seguida e eu sinto minhas bochechas corarem.

- Uau, direto! – Ele ri alto. – Bom, nosso tempo encerrou. – Fiz cara triste. – Espero que tenham gostado! Um beijo para vocês e até a próxima! – Mando um beijo para a câmera e Alex sorri.

- Obrigada, Harry! – Levanto indo abraçar ele. – Posso tirar uma foto com você?

- Claro, mas só se me der seu número. – Ele dá uma piscadinha.

- Tudo bem. - Sorrimos para o celular que mostrava nos dois na tela.

- Obrigada! – Ia me afastar, mas Harry me segura pelo braço.

- Seu número…

- Ah, é!

Depois de passar meu número para ele, Alex e eu fomos embora.

Harry passou dias conversando comigo. As vezes por que estava sozinho, ou em um voo, ou só queria conversar. Nos tornamos amigos ao ponto de conversar sobre tudo.

Podíamos ir no cinema hoje. O que acha? Estou na cidade. “

“Estou editando vídeo :( “

“Então vou na sua casa! Levo pizza. ”

Está bem! É na 49 Street. Número 15. “

“ Até mais. XX”

Depois de receber a última mensagem, fui tirar o pijama e colocar um jeans como uma camiseta. Lavei o rosto e prendi os cabelos. Eram oito da noite quando Harry chegou. Uma caixa de pizza embaixo do braço e um capuz na cabeça.

- Você pode se passar por um sequestrador fácil, fácil. – Sorrio e o abraço em seguida.

- Eu sei.

Ficamos até tarde e eu acabei me esquecendo de editar o vídeo. Ou seja, minha noite seria mais longa que o normal.

- (S/N)?

- Alô? Quem fala?

- É o Harry! Você ainda estava dormindo? – Tiro o celular do rosto e olho a hora. Três de trade.

- É, fui dormir tarde.

- Quer dar uma volta. Estou de saco cheio de ficar em casa. – Ele bufa.

- Você pode sair de casa? – Pergunto.

- Claro que sim! Ainda não sou um procurado do FBI.

- Ah, que ótimo!

- Passo aí em meia hora. Tchau!

Depois de ter o telefone desligado na minha cara, levanto. Tomo uma ducha, visto a primeira roupa que encontro e espero Harry na rua. Enquanto ele não chega, faço uns Stories idiotas e libero o vídeo que me custou a noite de sono.  

Harry chegou em um conversível que eu nunca imaginei ser seu.

- Onde vamos? – Pergunto depois de o cumprimentar e ele arrancar o carro.

- No Green Park.

O parque mais lindo de Londres que eu havia ido. Estava maravilhada. Caminhamos por algum tempo e Harry me arrastou para um banquinho.

- (S/N), eu te trouxe aqui, por que quero conversar com você. – Ele passa a mão pelos cabelos. – Eu me encantei por você. Sério mesmo! Você estava toda linda me entrevistando e sorrindo o tempo todo; ontem você conversou comigo tão interessada, não só ontem, né?! Mas, sei lá, estou me apaixonando. Sério. Você… você quer sair comigo. Tipo, para a gente namorar um pouco. Eu queria tanto beijar você. Estou parecendo um tarado…

Antes que ele dissesse mais alguma coisa, o puxei pela gola da camisa que ele usava e o beijei. Ambos suspiramos quando esse contato ganhou mais intensidade.

- Só tenho que arrumar a câmera. – Disse a Harry.

- Pessoas lindas! – Comecei em português. – Olha quem veio aqui de novo. Temos que contar uma novidade para vocês.

- Você vai botar legenda, né?! – Harry pergunta, me interrompendo, e eu concordo com a cabeça. – Gente, eu me apaixonei por essa mulher! De primeira. Vocês que já tiveram oportunidade de conhecer ela, sabem o quão incrível ela é. Quão fofa e única. E por saber que ela ama vocês demais, decidimos contar primeiro para vocês, que estamos juntos. – Harry segura minha mão que estava apoiada em minha perna fora do enquadramento da câmera.

- Ele me pediu em namoro ontem. – Sorri envergonhada.

- Mas como vocês podem ver no vídeo em que ela me entrevistou, eu já estava babando por ela a algum tempo.

- Idiota! – O cutuco com o cotovelo e ele beija minha testa.

- Era isso, pessoas lindas! Queríamos contar isso a vocês…

- Já adianto, vai ter muita trollagem e vídeo com ele.

- Sério? – Ele arregala os olhos para mim.

- Sim! Ah, e pessoal, semana que vem tem uma semana inteirinha de volg. Comemoração do nosso terceiro ano com o canal! Beijos e até domingo.

Movies with Non-Consensual Sexual Content A-G

For a quick check of a movie not on this list, go to IMDb, search for the movie, and click parents guide on the right menu on the page for the movie. This generally explicitly describes any sex or violence, so be forewarned. Some movies do not have this part filled in, unfortunately.

For Movies H-M go here.
For Movies N-Z go here.

For our list of blacklisted content creators, go here.

Control + F to quick search.

#

  • 12 Years a Slave - Graphic R (x).
  • 22 Female Kottayam (22FK) - (x)
  • 22 Jump Street - R by deceit, implied younger student coerced/forced into a relationship with older man (x)
  • 2:37 - Graphic incestuous (x)
  • 28 Days Later (2002) - Attempted R (x)
  • 3 Days to Kill - Attempted R (x)
  • 300 - Graphic R (x)
  • 300: Rise of an Empire - Implied R (x)
  • 40 Days and 40 Nights - Graphic R (x)
  • 47 Ronin - Implied R (x)
  • 50 Shades of Grey - Questionable consent at best, stalking. Much less problematic than the book (x)
  • 6 Guns - (x)
  • 7 Days (Les 7 jours du talion) - (x)
  • 8MM - Sexual violence, involves snuff films (x)
  • 9 ½ Weeks - Graphic R (x)
  • 90 Minutes (90 Minutter) - Graphic R (x)
  • 90120 - (x)
  • 8 Women - Implied R, pedophilia, pregnancy from R (x)
  • 6 Years - Attempted R, 53:20 to 55:03 (x)

A

  • ABCs of Death - Implied CSA (x)
  • Abduction of Eden - Implied R (x)
  • Abzurdah - Statuory relationship (x).
  • The Accused - Graphic R, whole movie is about R (x)
  • The Adventures of Priscilla, Queen of the Desert - Attempted CSA, child outsmarts the adult, played off as comedy (x)
  • After Lucia (Después de Lucía) - Off-screen R, R, SA, victim blaming (x)
  • Aftershock - Very graphic R (x)
  • Age of Ultron - R joke (x).
  • Akira - Sexual violence (x)
  • Alien - alien R, forced impregnation through the mouth (x)
  • Alien 3 - attempted gang R early in the movie, forced impregnation (x)
  • All About Lily Chou-Chou - Implied G-R, one scene is graphic G-R (x)
  • All Cheerleaders Die - Implied R (x).
  • Almost famous - In the last quarter of the movie an unconscious character is kissed (x).
  • Almost Human [Milano odia: la polizia non può sparare] - Graphic R (x).
  • Altar - Implied R (x)
  • Altered - (x)
  • American Beauty - Attempted CSA, infatuation from an older man with a young female, viewers may find it disturbing (x)
  • American History X - Graphic R (x)
  • American Mary - Graphic R [starts 37 minutes in, ends 3 minutes later] (x)
  • American Me - Very graphic R (x)
  • American Psycho - nonconsensual sexual themes, SA themes (x)
  • Andrei Rublev- Multiple graphic R, attempted R. (x)
  • An American Crime - Graphic R (x)
  • An American Haunting - CSA (x)
  • Amityville II: The Possession - Graphic incest (x)
  • The Angels’ Melancholy - see Melancholie der Engel
  • Angel of Vengeance - see Ms. 45.
  • Animal House - Mentions of R (x).
  • Another Time, Another Place - Graphic R and posterior trauma (x).
  • Antichrist - Sexual torture, graphic R (x)
  • Arang - (x)
  • As I Lay Dying - Graphic R (x)
  • As If I Am Not There - (x)
  • Asian School Girls - R/revenge genre (x)
  • Ask Me Anything (2014) - Implied R, flashbacks; CSA discussion (x).
  • Assassination Classroom (Ansatsu kyôshitsu the Movie) - Used as a comedy device, offscreen, graphic R (x)
  • Assault (Tower of Terror, In the Devil’s Garden) - (x)
  • At the Devil’s Door (2014) - Implied R [12:18-12:40 mins] and [1:07:00-1:07:40 mins] (x)
  • Atonement - Graphic statuory R that is the central theme (x)
  • Audition - Implied incest and CSA with flashbacks (x).
  • August Underground’s Mordum - (x)
  • August Underground’s Penance - (x)
  • Avenged - see Savaged
  • The Awakening - Attempted R (fairly graphic) starting at around 79:00 (x)
  • Axe (see also Lisa, Lisa; released theatrically as California Axe Massacre) - (x).
  • Aziz Ansari: Buried Alive - Jokes about CSA (9:00-13:15) after he says “Go! Leave! Leave! Go!” (x).
  • Azooma (Gongjeongsahoe) - (x)

B

  • The Babysitters (2007) - Implied, attempted R (x)
  • The Backwoods (2006)- Graphic R (x)
  • Back to the Future Part I - Graphic attempted R (x).
  • Bad boy Bubby - R, incest (x).
  • Bad Education (see also La mala educación) - Heavily implied molestation, CSA (x)
  • Bad Reputation - Graphic R/revenge genre (x)
  • Baise-moi (Fuck Me/R Me) - Very, very graphic R (x)
  • Bandit Queen - (x).
  • Bangkok Dangerous (2000) - Graphic R (x).
  • The Bank Job - Consensual kink (features really heavily in the film) and blackmail with photos (x).
  • Basic Instinct - Graphic R (x).
  • Bastard Out of Carolina - Graphic CSA/R (x)
  • Battle Royale - Attempted, implied R (x)
  • Bawandar (see also The Sand Storm) - (x).
  • Beasts Of No Nation - Graphic R and CSA (x).
  • Because of the Cats (see also The R) - (x).
  • Bedevilled (see also Kim Bok-nam Salinsageonui Jeonmal) - Graphic and implied scenes of R (x)
  • Beyond the Lights (2014)- Around 58 mins in, rough and sexually forced ‘dancing’ (x)
  • Big - CSA: a child has the body of an adult (x).
  • Big Bad Wolf- Graphic R (x)
  • The Big Racket (Il grande racket) - (x).
  • Billy Jack - R halfway in the movie (x).
  • Bird Man - Attempted R (x)
  • Byzantium* - Implied R (x)
  • Blackbird* (year?) - Attempted R.
  • Black Caesar - R scene at the 41:00and lasts about two minutes (x).
  • Black or White - It is about a custody battle for a girl whose parents were involved in CSA (it’s implied once), (x).
  • Black Rock* (1997) - Adapted from ‘A Property of The Clan’ graphic R. (X).
  • Black Rock (2012) – Graphic R (x).
  • Black Snake Moan - Graphic R (x).
  • Black Swan - (x).
  • Blade Runner - Graphic R, protagonist is the abuser (x).
  • Blazing Saddles (Sillas de montar calientes) - Mentions of R (x).
  • Blindness (2008) - Graphic R (x).
  • Blood Debts - (x).
  • Blood Night: The Legend of Mary Hatchet - (x).
  • Blue is The Warmest Color (La vie d'Adèle) -CSA- Statuory relationship with graphic scenes; an adult tries to flirt with a teen (x).
  • Blue Lagoon - There is a scene where a woman yell at her partner to stop before having sex, then she walks away. But it could be triggering (x).
  • Blue Velvet (1986) - Graphic R, multiple instances (x).
  • The Book of Eli - Graphic R (x).
  • The Book of Revelation - Graphic R scene, it’s the central plot  (x).
  • Boot Camp - Graphic R (x).
  • Borat -R*ist mention as a comedy device (x).
  • Born Innocent - (x).
  • The Boy Next Door (2015) - Attempted R (x).
  • Boys Before Flowers (Hana Yori Dango) -SA -  Recurrent SA and R attempts. R is romanticized (x).
  • Boys Don’t Cry - Very graphic R (x).
  • Braveheart (1995) - Attempted R (x).
  • Broken (Banghwanghaneun Kalna) - (x)
  • Brotherhood of Death - (x)
  • Bundy - Graphic R and necrophilia (x).
  • Brotherhood of the Wolf - incest, R in the latter part of the film (x)
  • Bully – Graphic R/CSA (x)
  • The Bunnyman Massacre - Brief R in the middle of movie - (x)
  • The Business of Strangers - (x)
  • The Butterfly Effect - CSA (x).
  • Big Driver - (x)

C

  • The Cabin in the Woods (x) - third party coerces two protags to have sex
  • California Axe Massacre - see Axe
  • Call Me Crazy: A Five Film - R (x).
  • Cam2Cam (2014) - Implied R (x)
  • Camp X-Ray - R attempt (x).
  • The Canal - Attempted supernatural SA on babysitter (x).
  • Cannibal Holocaust - Graphic R, very bad (x)
  • Cape Fear (both versions) - Graphic R(x)(x)
  • Captive - (x).
  • Carrie (1976) - Mentions of R (x).
  • Casablanca - Implied coerced sex 54:30, 66:30 and 70:38 (x).
  • Cashback - SA of a teenager (x)
  • Casualties of War - Very graphic R(x)
  • Caterpillar - R and marital R(x)
  • The Cavern - Graphic R, at the end of the movie (x)
  • The Cell - Possible CSA (x)
  • A Certain Sacrifice - (x)
  • Chained - Graphic R, central theme, implied R (x).
  • Chatroom (2010)- Mentions of R, illusions to pedophillia (x).
  • The Change-Up - Graphic R, used as a comedy device (x).
  • Changeling - Forced bath and medical check around minute 01:02:00 and ends at 01:03:00 (x).
  • Chaos - Graphic R, remake of the Last House on the Left with slight changes (x).
  • Charlie’s Angels - Implicit R of someone with mental disabilities, portrayed as ‘consensual’ (x).
  • Cherry Falls - Graphic R (x).
  • Child 44 - Implied R, violent movie in general. (x)
  • Child’s Play - Attempted SA (x)
  • Chinatown (1974) - reveal of incest & CSA in the last 5 minutes (x)
  • The Chronicles of Riddick - Implied SA; child slavery mentioned (x).
  • The Cider House Rules - Incest and CSA is a major theme (x).
  • City of God - Implied but disturbing R (x)
  • The Clan of the Cave Bear - (x)
  • Clash of the Titans (1981 AND 2010) - off-screen R of a woman by a god (x)
  • Clerks - Necrophilia, offscreen (x)
  • Clerks 2 - Bestiality (x)
  • Cleveland Abduction (TV Movie 2015) - R, SA, kidnapping, based on a true story (x)
  • A Clockwork Orange - Graphic R [about 12 minutes in] (x).
  • Closet Land - Implied R, harassment, graphic SA/ violence (x).
  • Closure (Straightheads) - Very graphic R scenes (at least three) and the plot of the movie is about seeking revenge (x).  (x)
  • Cloud Atlas - Graphic R (x)
  • Coal Miner’s Daughter - (x)
  • C.O.G. - Attempted R (x)
  • Cold Mountain - Graphic R(x)
  • Cold Prey 3 - Implied R (x)
  • The Color Purple - Graphic R (x)
  • Come and See - Off screen R, can be heard (x)
  • Come Back to Me - Implied R (x)
  • Compliance - Graphic R - (x)
  • Con Air - Multiple scenes of attempted R. One character makes graphic threats to another (x)
  • Conan the Barbarian (1982) - implied R at ~22:00 (x)
  • Concrete (Konkurīto) (2004) - Very graphic R (x)
  • Confusion Na Wa - (x)
  • Contracted - Audible R, also necrophilia (x)
  • Coward of the County - (x)
  • Cracks (2009)- On screen attempted R followed by implied off screen R, towards end of movie. (x)
  • The Craft - Graphic attempt of R (x)
  • The Craigslist Killer (2011) - (x)
  • Crank - Coercive R (x)
  • Crash - Implied R (x)
  • Creep - R discussion 30:53-34:35 and 35:45-35:51. If it’s skipped, nothing relevant would be missing. There are also a few other mentions of R throughout the film.  (x).
  • The Crime of Kiyoshi Ōkubo (Ōkubo Kiyoshi no Hanzai).
  • Crimsom Peak - Plot twist involves sibling COCSA, which is implied to be coerced (x).
  • The Crow - Graphic flashbacks (x).
  • The Crucible (also called Silenced) (2011) - Very graphic CSA (x)
  • The Crucible (1996) - Graphic description of CSA/R, most of the story is centered around a CSA/R (x)
  • Cruel Intentions 3 - R (x).
  • Cube (1997) - Attempted R (x)
  • The Czar of Brazil - see Jungle Warriors

D

  • The D Train - questionable consent while under the influence (x)
  • Dahmer (2002) - Implied R (x)
  • Daniel & Ana - Graphic incest and R (x)
  • Dark Places - Graphic CSA flashback (x).
  • Dark Touch - Implied CSA and incest. There is a brief flashback closer to the end of the movie, but it’s not graphic (x).
  • Dark Tourist – Graphic CSA, Graphic SA, Gore - (x)
  • Darkroom (2013)- Triggering sentences (x).
  • Daughter of Darkness (Mie men can an zhi nie sha) - R/revenge genre (x)
  • A Day Late and a Dollar Short - Brief incest - (x)
  • Dead Calm - Graphic R during 01:00:00-01:01:00 (x).
  • Dead Girl - Graphic R (x)
  • Dead Man’s Shoes - R/Revenge genre; graphic scenes of R (x).
  • Dead Man Walking - Graphic (x)
  • Dead Rising: Watchtower - Attempted R (x)
  • Deadly Prey - (x)
  • Death and the Maiden* - (x)
  • Death of a Ghost Hunnter (2007) - implied [87:17 - 90:26 mins] (x)
  • Death Wish I and II - (x)(x)
  • Deathstalker (1983)* - (x)
  • Deep in My Heart - (x)
  • Defiance (2008) - Off screen R and discussion of R (x)
  • Deuces Wild - Off screen R (x)
  • Deliverance - Graphic R(x)
  • Derailed - Very graphic R(x)
  • Descent - (x)
  • Desperate Justice (A Mother’s Revenge) - (x)
  • The Devil’s Rejects - Graphic R (x)
  • Devil Returns - (x)
  • Disturbed - (x)
  • Disturbing Behavior - SA, R (x)
  • Divergent - Brief but graphic attempted R (x)
  • The Divide (2011) - Multiple scenes of R, at least one of which is graphic (x)
  • Django Unchained (2012)- Forced prostitution, references to R (x)
  • Dog Pound - Graphic R (x)
  • Dogville - Many scenes of R, of which at least one is graphic (x)
  • Dogtooth - graphic coercive R and incest(x)
  • Dolls - Graphic R (x).
  • Don’t Cry Mommy (돈 크라이 마미; Don keurai Mami)* - (x)
  • Don’t Deliver Us From Evil (Mais ne nous délivrez pas du mal)* - (x)
  • Don’t Ride on Late Night Trains - see Night Train Murders
  • Doom Generation - Graphic by a neo-nazi (x)
  • Dorothy Mills (2008) - Graphic R 85:00 - 86:00 mins
  • Double Daddy (2015) - R by female perpetrator; victim blaming; stalking (x)
  • Dream Boy - Graphic R (x)
  • Dredd - SA (x)
  • Dry* - (x)
  • Due Date - talk of CSA, masturbation near someone who leaves to get away from it. (x)
  • Dumb & Dumber* - Attempts R (x)
  • Dushman* - (x)
  • The Duchess - Graphic R(x)

E

  • Eastern Promises - Graphic R, sexual violence (x)
  • Easy A - attempted R (handled well) - (x)
  • Ebola Syndrome - Graphic R (x).
  • Eclipse - Implied R/Revenge (x).
  • Eden - see Abduction of Eden.
  • Eden Lake - The movie ends with a graphicly implied R (x).
  • Ee Sabdam Innathe Sabdam* - (x).
  • Eight Legged Freaks – Sexual harassment, not graphic (x).
  • Eighteen Springs* (Ban sheng yuan) - (x).
  • El Topo - Implied R, graphic R (x).
  • End of Days - R attempt (x).
  • The Entity - R is a theme of the movie, multiple graphic scenes (x).
  • Escape - R attempt (x).
  • Escape from Tomorrow - Implied R (x).
  • Estranged* - Graphic R
  • Evil Dead (first, also remake) - Graphic R, remake is more graphic (x)(x)* The Evil Within (Baby Blood)* - (x)
  • Excalibur - R by deceit, incest - (x)
  • Extremities - SA (x)
  • The Exorcist - Graphic R (x)
  • The Eye 2 (Jian Gui 2) - Graphic R attempt in 35:25-36:51 (x).
  • Eye for an Eye - Graphic R (x)
  • Eyes Wide Shut - R (x).
  • The Experiment (2010) (Das Experiment, 2001) - Graphic R (x)*
  • Ex Machina- Implied R? (x)

F

  • Face/Off* - Attempted R (x)
  • The Factory - Villain is serial R****t, forced impregnation, unclear R shown on a phone at 18:26 to 18:51, R discussion at 19:04 to 19:16 (x)
  • Fair Game* - The director was disturbed by people taking the movie seriously, he decided he couldn’t make anymore like it (x).
  • The Falling - Graphic R (x)
  • The Family (2013) - Attempted R (x)
  • The Fantasticks (1995) - R discussion, used as comedy device. There’s a song called “R Ballet" (x).
  • Far from Home - R (x).
  • Farewell My Concubine - Implied R (x).
  • Fat Girl - Graphic R (x).
  • Father’s Day* - (x)
  • Faults - Implied R, SA and incest (x).
  • Fear* - (x)
  • Fear and Loathing in Last Vegas* - (x)
  • Female Prisoner No. 701: Sasori (Joshū Nana-maru-ichi Gō / Sasori) - Sexploitation, women in prison genre, graphic R (x)
  • Female Convict Scorpion (sequel to above, multiple movies) - Sexploitation, women in prison film, graphic R (x)(x)
  • Female Trouble - Graphic R spread throughout the whole movie, attempted pedophilia, attempted incest, CSA, all of the above played for comedy - (x)
  • Festival of Lights* - (x)
  • Fierce People (2005) - Implied R(x)
  • Fight for Your Life* - (x)
  • Filth - Graphic R, statutory - (x)
  • Fire Walk With Me - Brief, graphic R(x)
  • Five Across the Eyes - Graphic R, violent (x)
  • Flame* - (x)
  • Flesh and Blood - Graphic R at beginning of film, attempted GR - (x)
  • The Flock – Implied R, Graphic SA and torture - (x)
  • Flowers in the Attic* (1987 and 2014) - Incest, abuse (x) (x).
  • The Flowers of War - Graphic R, graphic discussion of past R, attempted statutory R, summary contains the R word - (x)
  • For A Few Dollars More* - Implied and graphic R(x).
  • For Colored Girls - Graphic R, SA (x)
  • Forced Entry - Remake of a porno so take from that what you will (x)
  • Forever Young* - Attempted R, SA - (x)
  • Forrest Gump - Implied R, incest (x).
  • Four of the Apocalypse (I Quattro dell'apocalisse)* - (x)
  • Freeway - R attempt, CSA mentions and pictures (x).
  • Freeze Me - Graphic R/revenge genre (x).
  • Frenzy - The whole movie revolves around the fact that one of the main characters is a serial R**ist. Graphic R (x).
  • Friday the 13th - Part 8 “Jason Takes Manhattan), about halfway through, R attempt (x).
  • From Dusk Till Dawn - Implied R (x)
  • Fury - sexual harassment (x)
  • Fury Road - see Mad Max: Fury Road
  • Future Diary - see Mirai Nikki.

G

  • G. I. Jane - Attempted R (x).
  • Galaxy of Terror (1981) - Graphic R, violent (x)
  • Gangster Squad - Graphic R attempt minute 10 aprox, sexplotation (x)
  • Gator Bait - Graphic R/revenge genre (x)* The General’s Daughter - Graphic R (x)
  • Georgia Rule - R, CSA and CSA recurrent discussions (x).
  • Get Hard – Implied prison R, used as a comedy device - (x)
  • Get Him to the Greek - Graphic R, played for comedy (x)
  • Get the Gringo - Graphic R (x).
  • Ghosted (2011) - Graphic R (x).
  • The Gift (VI) - Implied R that caused a pregnancy, towards the end of the film. It’s the central “plot twist” nd comes out of nowhere (x).
  • Gia - Implied R (x).
  • The girl in the Book - Graphic CSA; it’s a recurrent theme in the plot (x).
  • Girl, Interrupted* - Graphic R, CSA/incest mentions (x).
  • A Girl Walks Home Alone At Night - Graphic metaphor for R and/or attempted R (x).
  • Girl With a Pearl Earring*- Attempted R (x)
  • The Girl With The Dragon Tattoo (multiple versions) - Very graphic R (x)(x).
  • Girls Against Boys - R/revenge genre (x).
  • The Girl Next Door 2007 - Extremely graphic multiple R, CSA, implied gang R, statutory R. (x).
  • Gladiator* (2000) - Mentions, implied attempt of R(x)
  • Gloria - Statory R, implied (x)*
  • Goldfinger* - Implied R, romanticized (x)
  • Good for Nothing - Attempted R (x)
  • Good Kill (2014) - R, Graphic R (x)
  • Go, Go, Second Time Virgin ( Yuke Yuke Nidome no Shojo)* - (x)
  • Goth (2003) - Implied R (x)
  • Gone* - (x)
  • Gone Girl - Implied R (x)
  • Gone With the Wind - Offscreen R (x)
  • Gothika - Implied snuff film, only the start of it is seen, brief R (x)
  • The Graduates of Malibu High (Young Warriors)* - (x)
  • Gran Torino (2008) - Implied R (x)
  • Grease (1978) - Attempted R (x).
  • Grease 2 - attempted R by deception during the song “Let’s Do It For Our Country” (x)
  • The Great Dictator - R attempt used as a comedy device (x).
  • Grotesque - R, SA, sexplotation, sexual violence. Everything is graphic (x).
  • The Green Mile - Graphicly implied (x).
  • Gummo (1997) - Implied R (x)
  • A Gun for Jennifer - Graphic R/revenge genre (x).
  • Gun Hill Rd - Beginning of R halfway through the movie (Hector and Angie’s scene) cuts away before R starts but it’s implied; over an hour into the movie explicit CSA/R and the fathers is an accompliance (x).
  • Gun Woman (Nyotaiju Gun Woman) – Graphic R - (x).
  • Gutterballs - Extended, very graphic R, SA (x).

*Details unknown

Resources:

  1. IMDb Parents’ Guide - go to the page for the show and click parents guide on the menu on the right. It describes the acts, so be forewarned.
  2. Common Sense Media - reviews and ratings
  3. TV Tropes - details various different kinds of R in almost all forms of media.
  4. Wikipedia - when all else fails, there is sometimes a detailed synopsis of the plot there.
  5. BBFC - British Board of Film Classification

(sometimes more thorough than IMDb, check “insight”)

FOLLOW FRIDAY BITCHES!!

Olá pessoas sejem muito bem vindos a sexta cheira coiesida popularmente como dia de follow friday, e os indicados para o radio-via-dagem awards são: 

                                      PRIMEIRA CATEGORIA:

MAIS QUE AMIGOS FRIENS / SE JUNTAS  JÁ CAUSA IMAGINA JUNTAS 

 @strong-breeze - @fucking-flawless-slut - @unicornio-bugado@c-amor-mila - @unicornio-q - @tributodenarnia - @ja-acabou-jessica - @uma-vampira-vegetariana - @apenas-louco - @poetinsano - @crush-diamond - @coisei @not–found-o-caralho - @demi-cake - @mahkissifoda - @t–sweet - @srpandaalves-blog


                                      SEGUNDA CATEGORIA:

ASA DE URUBU PENA DE GALINHA SIGA ELES E DE UMA RISADINHA

@come-to-brazil - @a-melhor-da-internet - @um-pinguim-bolado - @teta-esquerda - @god-of-trolling - @watermellon - @erapraserengracado-blog - @cala-calabresa - @frangodespenado - @a-bitch-da-sala - @pizza-de-coxinha @a-bunda-do-seu-professor - @tranquilonomamilo - @antes-tardis-do-que-nunca - @mais-confuso-que-nazare-tedesco - @usuaria-de-crocs - @bozoca - @mega-testa - @seu-pai - @caradefuinha - @oq-eu-to-fazendo-na-terra - @pocahontas-de-cueca - @tudo-numa-broa - @lambe-meu-mamilo - @nao-famoso - @ciencias-sensuais - @babellx - @o-adverso - @pq-fais-issu



                                    TERCEIRA CATEGORIA:

            UNISLEY_SAFACORNIO_AQUELES_PORCENTO.mp4

@p-1-z-z-4 - @amnesia-recente - @eu-nao-fiz-tarefa-de-casa - @moonlight-becxz - @aluno-da-8serie - @folheatura - @vagina-voadora - @pewdean - @sra-foreveralone



                                       QUARTA CATEGORIA:

                                 BIGGEST FANS / ATAQUE FÃ GIRL

@radpiratepanda - @ngm-te-ama - @nossa-juregg - @precumming


E esse foi o radio-via-dagem Awards de hoje, congradulations a todos os indicados para ter acesso a mais informações e ao trabalho de cada um é só clicar em cima do @ que vocês são direcionados diretamente para o tumblr

E nós ficamos por aqui uma ótima sexta cheira e que Inês Brasil abençoe a todos

E o prêmio? O prêmio vai pra minha pessoa mesmo por ter a paciência de montar isso tudo parabéns @radio-via-dagem