dar!

2

Estoy muy cansada del tema, así que lo explico aquí para no volver a dar explicaciones ni charletas.

Então foi aí que comecei a deixar de me importar. Deixei tudo que ofuscava o meu sorriso de lado. Pessoas e objetos que não faziam mais sentido, lembranças que não haviam necessidade de ser lembradas. Restos de sentimentos e mágoas. Desde então, percebi que o céu era mais azul, as folhas mais verdes e que dos pássaros saem um som suave. Enxerguei a vida de um modo diverso. As coisas começaram a dar certo. Apostei mais em mim e na minha capacidade. Notei que as coisas só começam a fluir quando você se desprende do mundo e deixa de dividir seus planos com tantas pessoas e passa a dividir apenas com Deus.
—  Géss Ferreira.
Meu amor, se eu soubesse que essa seria a última vez, a última briga e o último copo de whisky eu teria aproveitado mais, gritado mais, gemido mais e bebido mais. Teria ficado completamente fora de mim, como se fosse outra pessoa. Eu gostaria de ter feito mais, muito mais. Te botar para fora de casa, te jurar amor eterno (mesmo que fosse mentira) e te dar vários amassos no caminho do chuveiro até a cama. Mas você sabe, o amor não é uma coisa tão fácil de ser medido. Não dá para saber quando começa, quando acaba, quando gosta um pouquinho ou muitão. Contudo, pode ter certeza que eu senti, que eu amei e que eu, com o maior prazer do mundo, saí espalhando esse amor por aí. Eu tenho certeza que esse amor não foi em vão e que você não foi um erro. Até porque, você sabe, depois da primeira pessoa errada, a gente conhece outra de longe, até pelo modo de sorrir. Talvez eu esteja equivocada, mas acho que quando alguém vale mesmo a pena, a gente sente. E eu senti que você valeu a pena! Pode ter certeza que mesmo que eu não seja a sua primeira opção, mesmo que os ventos te levem pra outra direção, mesmo que eu não seja a protagonista dos teus sonhos, mesmo que nas tuas lembranças de mim só restem os destroços, eu te amarei, lá no fundo eu o amarei. Lembro-me quando ainda éramos meros desconhecidos e eu te observava durante a aula, quase o tempo todo. Você me olhava e eu tentava disfarçar, mas às vezes você percebia e me encarava sorrindo até eu olhar de volta e ficar vermelha de vergonha. Embora tenha algumas vezes que eu também te pegava me olhando; mas ao contrário de mim, você não ficava vermelho de vergonha, você gostava, sorria e ainda mandava tchauzinho. Você era um verdadeiro filho da puta, mas isso não impediu que eu me apaixonasse por você. Nós tivemos uma história de amor linda! Cheia de aventura, traição e brigas que sempre acabavam com nós dois nus de conchinha na cama. Tudo o que eu vi em filmes e sempre desejei para mim, me iludia imaginando que um dia eu encontraria alguém para tornar tudo verdade, você tornou. Você fez as minhas ilusões deixarem de ser apenas ilusões, tornou meus sonhos realidade e meus medos meras bobagens. Nosso romance foi quase como um filme, ou até mesmo uma estória feito Romeu e Julieta. Desastres, brigas, guerra, beijos. Mas, meu amor, você sabe que na nossa quase estória de teor romântico, somos meros antagonistas e o papel principal vai para o caos que criamos para não nos oficializarmos como almas gêmeas.
—  Escritora de Cafeteria.
A primeira dose foi pra dizer a mim mesma que eu estou fazendo a coisa certa saindo em uma sexta-feira à noite sem você. A segunda foi para me dar à segurança que a primeira não me deu. A terceira foi para esquecer que estar exibindo esse vestido aqui talvez seja a pior burrada que eu já tenha feito. A quarta foi para ter coragem de sair do bar, pegar o carro e parar no estacionamento do seu condomínio sem ter a menor ideia do que quero te dizer.
É só que… Eu sou acidente de trânsito humano. Eu não sei lidar com isso de ser a única coisa do mundo de alguém e é exatamente assim que você me olha. Antes de ontem foi como ter tirado a roupa para você pela primeira vez de novo. Você me beijou com os olhos, com a boca, tocou cada linha fina do meu corpo, me paralisando de tal forma que eu só conseguir te tocar de volta no momento que eu deveria estar correndo.
E, se eu soubesse que aquela conversa casual, em plena quarta-feira iria nos levar a sentar um do lado do outro no cinema, provavelmente eu teria escolhido outra poltrona, ido numa sexta e te daria meu número errado. Eu teria seguido o conselho da minha mãe de não conversar com estranhos e de forma alguma teria atendido a sua ligação para sair no sábado.
Mas eu atendi. Comi sushi, joguei conversa fora e quando vi, já tinha dito sim para o seu pedido inofensivo de nos encontramos mais uma vez. Eu fui ao aniversario de seis anos da sua sobrinha, te deixei tomar o celular da minha mão para informar aos meus pais que estávamos namorando e concordei com a sua ideia de viajarmos juntos para a praia da cidade vizinha.
Eu deveria ter notado. A nossa primeira briga, se é que posso chama-la assim, você diante de todos os meus gritos, boca suja, cacetes e caralhos, disse simplesmente “a sua boca fica tão linda quando fala porra” e eu desfaleci em uma risada estúpida que não pude evitar. Pior do que isso, foi perceber que meu riso era muito mais bonito quando eu estava contigo. Isso lhe soa egoísta? O mundo realmente ficava mais bonito quando eu sorria para você.
E foi por todos esses sinais, por todas as vezes que eu deveria ter corrido e fiquei parada que você se sentiu seguro para achar que um ano depois (e quem é que pode te culpar?) eu estava preparada para te ouvir interromper a nossa conversa casual com um “eu amo você, sabia? Eu amo você”.
Fico pensando o que se passou na sua cabeça naqueles dois minutos.  Se eu responderia de volta, te beijaria ou, no pior dos cenários, ficaria calada. Mas nunca, imagino eu, você pensou que da minha boca sairia um “eu tenho que ir”  atropelado, que eu não te ligaria de volta e dois dias depois,  estaria bebendo no nosso bar  mesmo que o queira de verdade é bater na porta da sua casa.
E, se quer saber, a verdade dessa história toda é que eu sinto muito.
Não por estar bebendo, por estar usando o seu vestido, ou por não sentir nada. Porque a verdade, é que eu sinto demais. Sinto tanto, mas tanto, que estou aqui com as mãos suadas grudadas no volante, tentando achar um jeito de te explicar que o meu medo de estragar tudo acaba estragando o que eu tenho de melhor.
Eu quero achar um jeito de te dizer que eu nunca disse eu te amo de volta para ninguém, até porque até hoje eu só tinha gostado muito – e convenhamos, gostar muito é bem mais fácil de se dizer -, tenho medo de parar na porta da sua casa as duas da manhã e te explicar que a verdade é que eu estava perdida entre uma dança e outra, tentando entender porque eu não disse o que eu deveria ter dito, o que eu queria falar e o que eu ainda quero te dizer.
Por que a verdade é que porra, eu amo você.
—  Daniel e Mia, Danielle Quartezani

¿Es la dicha un abismo por lo tanto
que no me deja dar un paso en falso
por miedo a que el calzado se me arruine?  

Prefiero que mis pies se den el gusto
a cuidar los zapatos
-porque en cualquier zapatería una
puede comprar un nuevo par-.

Mas la dicha se vende una vez sola.
Perdida la patente
nadie podrá comprarla nunca más
Díganme, pies, decidan la cuestión
¿debe cruzar la señorita, o no?
¡Expídanse, Zapatos!

—  Emily Dickinson

hassohass asked:

Hei Ma poti ajuta cu niste rebloguri sau likes? Mersii.

Dacă nu te superi, de ce ţi-ai făcut tumblr? Pentru nişte likeuri? Ar fi fost mai bine să rămâi la facebook dacă vrei “popularitate”. Nu o lua în nume de rău dar ar fi mai ok dacă ai lăsa oamenii să îţi aprecieze blogul pentru că lor chiar le place nu pentru că trimiţi tu nişte mesaje ..Sper să se schimbe situaţia.Take care! >:D<

escritosdeunachica asked:

Mi corazón guarda mucho amor para dar. (Tu descripción. Por eso lo digo.) Ten un gran día. Espero que hoy las cosas te salgan bien. :) ¡Se feliz!.

Eso me llegó al corazón. Te iba a contestar en privado pero te agradezco aqui y que la frase llegue al corazón de los demás como a mi me llegó. Muchas gracias!

Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia-noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje. Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício. Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo. Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido. Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho. Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus. Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades. Se as coisas não saíram como planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar. O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma. Tudo depende só de mim.
—  Charles Chaplin

Hei, oameni frumosi, poate unii dintre voi v-ati saturat si plictisit de proiectele mele dar meh, asta e. Din moment ce a venit mult-asteptata de toata lumea, mi-ar placea sa dam startul unui proiect cu referire la vara cu numele “Vara asta..” care as vrea sa reflecte dorintele, planurile si gandurile ce le aveti pentru perioada asta minunata. Va astept mesajele cu drag 💜. *Kiss & hugs*

Eu sinto tanto por tudo o que acontece neste mundo. As pessoas se preocupam mais com a cor de um vestido estúpido, do que com coisas mais importantes como as guerras que estão acontecendo, com as pessoas que podem estar morrendo neste exato momento, com as crianças que estão passando fome e sede. Se preocupam muito mais com o que os outros vão pensar, do que com fazer o que realmente querem. Acham que curtidas e seguidores em redes sociais são mais importantes do que ter amigos reais, mais importante do que abraçar alguém, de dizer o quão importante ele é. Esquecem de reparar no quanto o dia está lindo, do quanto o céu está azul, ou até mesmo o quanto está nublado. Deveriam começar a dar mais importância a todas as coisas “simples” que existem no mundo.
—  impermeava

Sebebi zor,kalemi kör

yolları dar,kalpleri sığ eden

hasır altı,dört bir yanlık köhnelik,

sağır desem konuşur,

yığın desem ayrışır.

çiçek desem,çimen desem

yağmurlaşır karlaşır.

gül desem çakır çakır ağlaşır.


Sebebi zor,kalemi kör,

ekmeği kıt ,aşkları yok eden

saman altı,dört bir yanlık eskilik,

al desem geri vermez,

bul desem,çiğdem desem,

serinlik,mavilik,ömürlük,

sevinmelik desem,

hadi artık görün desem çığrışır.

sev desem savaşır,sıvaşır

hadi istediğin kadar bağır,çağır!!…

Hei, oameni frumosi, poate unii dintre voi v-ati saturat si plictisit de proiectele mele dar meh, asta e. Din moment ce a venit mult-asteptata de toata lumea, mi-ar placea sa dam startul unui proiect cu referire la vara cu numele “Vara asta..” care as vrea sa reflecte dorintele, planurile si gandurile ce le aveti pentru perioada asta minunata. Va astept mesajele cu drag 💜. *Kiss & hugs*

Ma gandesc la noi si cum ar fi sa ne tinem strans in brate si sa zambim,dar care noi?Caci nu sunt indragostita de nimeni. Imi place sa admir infatisarea baietiilor si sa imi imaginez cum ar fi,dar nu sunt indragostita de nimeni,nu-mi petrec seara gandindu-ma la un singur baiat. Ma gandesc la dragoste..poate,chiar sunt indragostita. Sunt indragostita de iubire.