dantextos

Fala pra ele que eu não esqueci aquele sorriso. Fala que eu ainda o quero pintado de ouro, de bronze ou de lama. Fala que o amo e que o espero na cama, vestida de cetim e coberta de prazer. Só pra ele, querubim. Só pra ele, dono do meu ser.
—  Fala pra ele que eu ainda sou sua mulher - Dan Thurler (perigoso)
Quero teu riso e teu choro. Quero ser tua felicidade e teu alento. Quero olhar pra trás daqui a alguns anos e lembrar que você foi muito mais que um momento.
—  Dan Thurler (perigoso)
Se tem uma coisa que eu aprendi é que eu me basto! Não preciso de ninguém pra completar os pedaços de mim. Sou completo por mim mesmo e não preciso me jogar aos pés de ninguém. Assim, se um dia for o caso de eu cair de amores por um outro alguém, ele será um acréscimo, não mero complemento.
—  Dan Thurler (perigoso)
Cheirando a cachaça e fumo. Caminhando sem rumo. Na cabeça nada mais que um vazio. Lá vai minha esperança. Não passa de uma bêbada imunda. Melhor seria se ela nunca tivesse existido.
—  Dan Martins (perigoso)
Eu gostava do pássaro negro. O tal pássaro que pousava todo dia pela manhã em minha janela, não se lembra? Ele cantava melodias bonitas e quase dizia que me amava. E eu gostava de me sentir amado por ele. Eu gostava do modo que bicava minha janela, todos os dias, às 5:30 da manhã, aproximadamente. Gostava até mesmo do modo que isso me embravecia, já que até nos fins de semana ele me acordava com seus socos ocos contra meus sonhos imaturos de garoto pré-adolescente. Eu gostava do pássaro negro, mas gostava mais ainda do que ele me fazia sentir. Era amor, era paixão, era melodia de uma nota só, de sentimento puro, de sentimento retribuído. Eu gostava do pássaro negro, porque no meio de um jardim cheio de pássaros azuis, verdes, vermelhos, ele era o único que tinha aquela cor e, de certa forma, eu me sentia da mesma maneira. Não excluído, mas diferente, sabe? Diferente da maneira mais bonita que se podia ser.
—  Dan Thurler (perigoso)
Não me faça perder a cabeça e cuspir na tua cara tudo aquilo que entalou na minha garganta quando fostes embora. Respeite meus limites, busque teu rumo e me esqueça! Amor correspondido é bom, mas ódio compreendido é melhor.
—  Dan Martins (perigoso)
Se eu pudesse escolher ser uma cor, eu seria azul. O céu é azul. O mar, em grande parte, é azul. Azul acalma, distrai e conquista. Gostaria de ser azul, não vermelho, nem roxo. Azul é uma mistura de verde com amarelo, de esperança com riqueza. Azul é uma cor linda e, acima de tudo, costumava ser sua cor preferida.
—  Dan Thurler (sabotador)
QUERO NAMORAR. QUERO ABRAÇO E BEIJO INESPERADOS. QUERO FAZER BRIGADEIRO E COMER ENQUANTO VEMOS FILME. QUERO DORMIR DE CONCHINHA. QUERO ACORDAR E VER ALGUÉM DO MEU LADO. QUERO LARGAR ESSA CARÊNCIA E SER FELIZ AO LADO DE ALGUÉM. DE PREFERÊNCIA, AO LADO DE ALGUÉM QUE TAMBÉM QUEIRA SER FELIZ AO MEU LADO.