curta-metragem

vimeo

The Great Dictator - Speech (1940)

“I’m sorry but I don’t want to be an Emperor – that’s not my business – I don’t want to rule or conquer anyone. I should like to help everyone if possible, Jew, gentile, black man, white. We all want to help one another, human beings are like that.

We all want to live by each other’s happiness, not by each other’s misery. We don’t want to hate and despise one another. In this world there is room for everyone and the earth is rich and can provide for everyone.

The way of life can be free and beautiful.

But we have lost the way.

Greed has poisoned men’s souls – has barricaded the world with hate; has goose-stepped us into misery and bloodshed.

We have developed speed but we have shut ourselves in: machinery that gives abundance has left us in want. Our knowledge has made us cynical, our cleverness hard and unkind. We think too much and feel too little: More than machinery we need humanity; More than cleverness we need kindness and gentleness. Without these qualities, life will be violent and all will be lost.

The aeroplane and the radio have brought us closer together. The very nature of these inventions cries out for the goodness in men, cries out for universal brotherhood for the unity of us all. Even now my voice is reaching millions throughout the world, millions of despairing men, women and little children, victims of a system that makes men torture and imprison innocent people. To those who can hear me I say “Do not despair”.

The misery that is now upon us is but the passing of greed, the bitterness of men who fear the way of human progress: the hate of men will pass and dictators die and the power they took from the people, will return to the people and so long as men die [now] liberty will never perish…

Soldiers – don’t give yourselves to brutes, men who despise you and enslave you – who regiment your lives, tell you what to do, what to think and what to feel, who drill you, diet you, treat you as cattle, as cannon fodder.

Don’t give yourselves to these unnatural men, machine men, with machine minds and machine hearts. You are not machines. You are not cattle. You are men. You have the love of humanity in your hearts. You don’t hate – only the unloved hate. Only the unloved and the unnatural. Soldiers – don’t fight for slavery, fight for liberty.

In the seventeenth chapter of Saint Luke it is written ” the kingdom of God is within man ” – not one man, nor a group of men – but in all men – in you, the people.

You the people have the power, the power to create machines, the power to create happiness. You the people have the power to make life free and beautiful, to make this life a wonderful adventure. Then in the name of democracy let’s use that power – let us all unite. Let us fight for a new world, a decent world that will give men a chance to work, that will give you the future and old age and security. By the promise of these things, brutes have risen to power, but they lie. They do not fulfil their promise, they never will. Dictators free themselves but they enslave the people. Now let us fight to fulfil that promise. Let us fight to free the world, to do away with national barriers, do away with greed, with hate and intolerance. Let us fight for a world of reason, a world where science and progress will lead to all men’s happiness.

Soldiers – in the name of democracy, let us all unite!”

vimeo

Post-It Love

Um dia a gente vai se encontrar outra vez e o impacto será parecido com dois planetas colidindo. Talvez numa festa de algum amigo em comum… Ou quem sabe andando em lados opostos da rua do “primeiro encontro” que só tem uma saída - e eu teimava contigo que não havia nenhuma -, a mesma do beijo na chuva. Nós dois, com o mesmo olhar dos quinze anos. Explodindo, agora em uma expansão imensurável. E então seremos um universo inteiro. Estaremos casados. Não juntos, estaremos com alguém qualquer que apareceu no momento exato… e por ficar, ficou. Um de nós com o trabalho planejado, o outro com o que deu pra conseguir. Um talvez já tenha filhos, e claro, que não possuem as características favoritas que escolhemos um no outro. Será um impacto enorme, presumo. Um filme curta metragem dos nossos momentos passará em nossas cabeças… Trará os melhores momentos, típico da nostalgia que consumirá os nossos corpos, enquanto faiscamos no nada que sobrou do que vivemos. Tudo ficará de repente diferente, mas no mesmo lugar. Lento e em vertigens, apenas nos enxergaremos. Imagino minha boca se abrindo sem emitir ruído algum e você, como no Ensino Médio lança um olhar que remete saudade e o “oi” mais firme que já ouvi. Eu… Ainda terei o mesmo sorriso largo, o mesmo cabelo armado e a mesma voz rouca. Você… o mesmo cabelo preto ondulado sob a pele morena, a sobrancelha rebelde que só dá certo em você mesmo. Colidiremos. Numa explosão, como uma nebulosa, seremos uma infinidade de partículas de saudade. E depois? Seguiremos andando ué, permitindo que nossa rotina nos prenda de novo. Talvez um de nós olhe para trás como quem quer confirmar se realmente aconteceu, se foi real. Sorriremos pensando “depois de tantos anos…” colidimos. E porque somos nós, porque éramos jovens demais, porque tínhamos medo de assumir o que sentíamos, porque nos calamos no tempo errado, não passará disso. Nós não passaremos de nós… Restos de Marte e Lua. Poeira cósmica. Lembranças. E na música que compus pra você, a pergunta pairou no tempo “A pergunta não é ‘se’, mas 'quando’ a gente vai se encontrar.’" 
Quando, hein?
—  13
youtube

Curta metragem produzido para a disciplina de Leitura de Imagem do Curso de Comunicação Social 2011 da FACOPP - Unoeste.

Com:

João Pedro, como Pedro criança
Pedro Salomão, como Pedro
Edilene Dower, como mãe de Pedro
Laura Dower, como namorada de Pedro.

Direção e Produção:

Fernanda Spinosa, Laura Dower, Jéssica Ambrósio e Michelle Rodrigues.

Edição: Felix Marinho.

anonymous asked:

MANDA NUDES! Calma lá meu amigo. Sem pressas para o amor, pseudo-amor, tesão passageiro, ou seja lá o que for. Mandar nudes é um assassinato da imaginação. Em minha cabeça já fomos para Roma tirar fotos, bebemos vinho em Buenos Aires, demos um tapa na terra do tio Marley, dançamos o kuduro nas savanas, Ou sem muita enrolação demos uma rapidinha num elevador. Nudes é um spoiler da história que nem aconteceu. Seja hollywoodiana, ou curta metragem experimental, cada cena tem a sua importância.😉

ADOREEEEEEEEEEEEI 👏👏👏 isso mesmo, sem nudes. Deixa minha imaginação fluir!

vimeo

KIWI

Aquela foi, quase que definitivamente, a última vez. A última vez em que pude olhar nos seus olhos, ter você em meus braços, sentir seu beijo tão apaixonante, seus lábios quentes, meu coração batendo como nunca havia batido antes, respiração ofegante, uma sensação totalmente única, como se aquele fosse exatamente o lugar onde eu deveria estar. Talvez não lembre muito do filme que passava naquela tela de cinema, não era o mais importante mesmo. Estrelamos um bom filme, uma pena ter sido apenas uma curta metragem.

The end ?

Caixa de entrada > Nova mensagem.
[16/04 3:05]

“Estava me sentindo aberta. Como uma ferida ou uma porta. É duro acreditar que alguém possa mudar tanto como o efeito água e vinho. Quem é você que eu digo amar? Não me soa como a mesma pessoa do ano passado. O que você fez com todos aqueles nossos sonhos? É tão triste vê-los escorrer pelas minhas mãos, você quebrou a magia deles. Pensei que estivesse falado que estaria comigo, mas não consigo mais te encontrar - não está na mesa tomando café, na lanchonete da esquina, nem no nosso quarto. E o nosso cão? Não vamos mais adotar? E se o casal que o adotar não souber cuidar dele? Espera. Ainda somos uma família? Porque não consigo mais pensar em outro codinome para definir nós dois, por favor, não quero ter que me acostumar com outras palavras, sabe que tenho problemas de adaptação. Vi que acabou o estoque de café do armário hoje pela manhã, nunca gostei de café, mas gostava de beber de manhã cedo para te acompanhar no café, substituí o café pelo leite, o cheiro de cafeína me trás você à memória. Você ainda bebe café? É acompanhado por alguém no seu café pela manhã? Por favor, me diga que ela não faz um café melhor que o meu, sei que não faço bem, mas me sinto idiota em lembrar que em meses de convivência, não consegui passar um café descente para um desjejum. Te vi de longe no último sábado de mãos dadas com uma garota que ten im sorriso bonito, assim como o que eu tinha antes de tudo isso acontecer, foram para a reestréia do nosso filme favorito, não é? Lembro que até um mês atrás estávamos eufóricos com o elenco e com a recente data que chegaria aos cinemas, você pensou em mim na parte em que a Amy beija o Noah e promete nunca mais ir? Você lembra, eu sei que sim, essa era a minha parte predileta e a sua também. Ontem começaram as minhas provas na faculdade e por coincidência encontrei o Will, sim, o Will falante, ele me contou que você e a garota que estavam na fila do cinema já estavam namorando há seis meses e meio e que já usam um anel de compromisso, lembra o quanto você me dizia ser brega e clichê? Pois é, eu lembro e começo a rir, esse é mesmo você? Bom, lembra daquele livro que comecei a escrever sobre nós e que você achou chato? Conheci um roteirista italiano há alguns duros 3 meses e ele gostou da nossa história tronxa pelo meu modo de ver distorcido. Meu trabalho foi enviado para a Itália e terá uma adaptação em curta metragem lá dentro de alguns meses e não se preocupe, não citei seu verdadeiro nome, resolvi poupar seu relacionamento. Estou viajando para a Europa dentro de duas semanas, para acompanhar a gravação da nossa história, espero que não se importe com o fato de os atores parecerem com nós dois fisicamente. Acrescentei nosso cachorro que não chegou a existir, eles disseram que quebraria um pouco o contraste entre o seu mau humor e a fidelidade canina. Descobri que lá na Itália existem cursos ótimos de produção audiovisual e televisão, portanto, ficarei longe do nosso país quente e acolhedor durante alguns anos. Você está em boas mãos, você consegue escolher à dedo cada garota sonhadora e apaixonada que possa surgir em seu caminho, para que não consigam observar seus erros gritantes. Não sonhe mais do que possa realizar, não existe nada mais frustrante que mudar de rumo de um dia para o outro. O apartamento em que vivemos está à venda, nosso cenário de amor agora terá novos donos. Te escrevo, porque não posso falar, não te encontrei e não consigo mais te encontrar desde o dia 11/03 na fila do ingresso. Acho que não suportaria te encontrar, até um suspiro seu me faria desistir da minha viagem. O que você sentia por mim poderia não ser verdadeiro, mas o que eu sinto por você está molhando o teclado do meu netbook agora. Essa é a última vez que você recebe um e-mail meu. Estou indo em direção á uma nova vida. Esse e-mail irá expirar em 2 horas, então, nunca receberei uma resposta sua. Espero que lembro de min no eclipse que acontecerá na próxima quarta-feira. E nunca se esqueça, uma amor de verdade dura para a vida inteira e distância nenhuma importa, quanto o que sentimos é maior do que o que podemos ver. Esse é um adeus com sabor de: na próxima vida, existirá um para sempre com o nosso nome escrito no rodapé. Eu amo você. Adeus.”
—  Este e-mail expira em 2 horas. Extinta.
instagram

O curta-metragem “Come Swim” que tem como diretora Kristen Stewart, irá para a 70° edição do Festival de Cannes que acontecerá entre os dias 17 a 28 de maio. #KristenStewart #ComeSwim #cannes2017

Made with Instagram
vimeo

The Butterfly Circus

vimeo

I still Have A Soul