csquotes

Paro para pensar no futuro e só consigo pensar em nós, só consigo pensar em como podemos ser felizes juntos, somos melhores unidos, somos melhores lutando um pelo outro. Desde o dia em que botei meus olhos em você, vi que nosso destino tinha sido traçado. Nós nos completamos, como encaixes perfeitos de peças de quebra-cabeça com mil peças. Na mesma medida que somos feitos para ficarmos juntos, somos repelidos por nós mesmos, pelos nossos medos, nossas reservas. Estou vendo nossa felicidade aí na frente, porém há nuvens carregadas antes disso. Temos crises, brigas, choros e palavras que chegam a magoar a alma, mas somos a nossa própria cura. Há dias ruins, como em todos os relacionamentos, mas sabemos que tudo fica muito pior quando estamos distantes um do outro. Somos pessoas completas buscando algo que nos faça transbordar de amor. E esse algo a mais que sempre busquei se resume a você. Podemos ser imperfeitos, mas juntos formamos a melhor mistura de sentimentos. Você é tão especial pra mim e o meu mundo fica melhor quando você está por perto. Te amo com todo o meu coração e daria tudo para te ter sempre comigo. Sempre me bate um tremendo medo quando penso que posso te perder e esse mesmo medo me sufoca, pois não posso depender tanto de alguém assim, mas é tão bom te amar que até o medo fica com uma tonalidade de amor pois em cada cantinho dentro de mim existe muito de você.
—  Escrito por Sabrina, Paula, Ane e Cleidison em Julietario.

03 | Could we pretend– just for tonight that if I asked, we’d run away? We’d find some way to leave and we’d just go. Somewhere without murders or sisters. We’d sleep in hotel rooms and never live in the same city twice. There would be no one to fail or disappoint, or save. It would just be… You and me in love. That would be nice, wouldn’t it?

Gostar de alguém é como chegar na beirada de um rio e olhar atentamente para o fundo dele. Você espera que esse rio seja limpo e que não seja traiçoeiro, e muito menos poluído, pois ninguém merece lutar para chegar na beirada de um rio, enfrentar todos os tipos de problemas para conseguir alcançá-lo, para então entrar nele e descobrir que tudo de mais podre se encontra ali. E quando descobrimos que esse rio tem tantas coisas pobres, nos dificulta a nadar para que consigamos sair de lá e a luta se torna árdua, pois assim como entrar foi difícil, sair tem lá suas dificuldades, pois existem inúmeras barreiras para passarmos por cima e, muitas vezes, não temos força para isso e só vamos nos desgastando e torcendo para que no fim estejamos inteiro. Às vezes, o melhor a ser feito é passar por cima de tudo, sair desse rio sem nem olhar para trás, correr o mais longe da beirada e nunca mais chegar nem perto desse rio, mas parece que gostamos de sofrer, tentamos com todas as forças ver o que há de melhor dentro desse amontoado de coisas ruins e por mais que tentemos, esse rio não colabora, continua traindo nossa confiança, continua poluído e continua traiçoeiro e não tem nada que possamos fazer para mudá-lo. Então nossa única opção é deixar pra lá e partir para outro rio.
—  Escrito por Lucas, Cleidison e Bianca em Julietário.
quando pus meus olhos em ti

Parecia centenas de fagulhas. Como se tivessem riscado um fósforo no meu peito, uma chama quente, cada fagulha se espalhando pelo meu corpo. Causou arrepios. Sensação de coisa boa. Como um primeiro beijo, que ainda nem tinha sido dado. Como um amor verdadeiro, de primeira vez, como toda vez que a paixão bate à porta. Nesse momento nem adianta mais pular a janela. Arrebatou. A paixão chegou arrebentando a porta, me fazendo tremer dos pés à cabeça. Quando pus meus olhos em ti, não tive como esconder o que sentia, meus olhos me denunciaram, brilharam como mil estrelas numa noite escura. Meu coração quase saiu pela boca, batia tão forte que achei que poderia ser aparente sobre minha camiseta. Você fez minha cabeça girar. Fez minhas mãos suarem e tremerem simplesmente por te ver chegar. Você me fez sentir como se tudo fosse possível, como se o amor fosse uma chama inapagável a qual nem o mais forte vendaval pudesse apagar. Aquele vazio que habitava em meu peito de imediato foi substituído por completude, por um transbordar de um sentimento até então desconhecido, que mais tarde iria me surpreender, e veja só: surpreendeu. É tão mágico poder sentir algo que até aqui era desconhecido por mim, sinto como se meu coração fosse pular pra fora, não consigo explicar as sensações que estão se passando aqui dentro. Eu só sei que eu estou gostando e espero que essa sensação boa não venha acabar.

Escrito por Paula, Bianca, Danielle e Cleidison em Julietario.

2

I just hit 1.5K, which was my birthday goal! I can’t believe I was able to achieve that goal 1.5 months before my birthday. Seriously I love all of you people. I’ve made some amazing friends and this is made to thank some of them and my favourite blogs for being such wonderful people. Thanks so much! If I missed any of my mutuals feel free to send me a message, letting me know c: Can’t wait to be cool and funky with all of you , 

# - J

002cms | actuallytobio | addtrucy | akaasshi  | akaneko-sanalien-kawa | altavanator | arochiisama | astrostxt | ayarambles | birdel | birdgif | boku-aka | boyarboboyar | boyfurriend | broodyblue | broueibu | chinesepassing | coolcorgi | creatingmyowndream  | crycestar | csquote | dollarinthedouchebagjar  | dramaticalprince | e1chi | eveebabe | elfirl | elizabethmidfxrd | eto2 | evangeion | fennriss | fiddle-styx | flightytheotaku | flowercrownkuroo | galaxiedesrois goldeneternal | googlehomos | hhnhnn | hidyoshi | hinatasoysauce |  hiitokas | iwaisumii | iwaizuumi | johnnybrostarr | juvia-hell 

K-Z

kageyamananase | kamikifestival | kenmakoto | kiluwatt | king-killua-zoldyck | kinkytechnologist | kisekiou | kittenwhisperer | knaeki | komuge | konohabot | koukasthunderbeast | kratpika | loiw | maeruumasadoras | milkuei | mommasuga | moriisuke | mug-of-milk | mutsuki-jpg | nagishit | naranc1a | nbaomineneetthing | nekomaslev | neverpitou | nichronicles | nintendoboyfriend | nullany-in-wonderland | nyajime | oikawatooruinedmylife | ouju | ozbert | pendragonz | phi-beifong | princessmihashi | pyunkawa | quixns | raey | rehflections | rockstarprosecutor | saigennaku | sceluz | serenaatea | sh0you | shaburdies | shitzayas | shxuhei | sportyhomos | sshirasu | strooburri | sugoiegbert | thesadistinglasses | tobio7 | toorumutsukii | tooruoikwa | transecuador | tsukiayma | tsukshimas | w1n573r | wasurenakyayumethenikki

Tua camiseta velha dos Ramones tem teu cheiro, cheiro de saudade, cheiro de vontade de ligar e perguntar quando tu volta, vontade de encher tua caixa de entrada com corações vermelhos pulsantes. Faz uma hora que tu saiu e eu já te quero aqui novamente. É tão injusta essa fatalidade de não poder te ter a todo momento à minha disposição. É tão chata essa realidade de trabalho, faculdade, pressão da sociedade, pressão do futuro. Por mim eu viveria por nós dois. Pelo menos seria menos pressão em cima de um de nós. Quando você tá aqui parece que o mundo lá fora está nos dando uma trégua, mas assim que você sai, o mundo retorna com a força de uma avalanche, quero morar no teu abraço a vida toda, e saber que estou protegida. Às vezes me sinto meio louca por te querer tanto, por precisar da sua presença tanto assim. Me pergunto se você sente tudo na mesma intensidade que eu, se seu mundo também fica sem graça quando não estamos juntos. Faz uma hora que tu saiu e eu ainda estou sentindo aquele abraço, me perguntando porque diabos o mundo não parou naquele instante pra eu poder viver no aconchego dos teus braços pra sempre. Queria poder te segurar e não ficar longe de ti por nenhum segundo, queria sentir teu calor e teu cheiro no momento que eu quisesse, quero te ter sempre, todos os dias ao meu lado.
—  Escrito por Paula, Grazi, Anna e Cleidison em Julietário.

Amar sempre me proporcionou inúmeras dores internas e externas, a cada decepção eu sempre dizia que nunca mais iria amar ninguém, a cada queda minhas forças iam diminuindo e com isso aprendi que o que importa não é o quanto lamentamos por amar errado e sim o quanto fizemos por alguém que amamos, chore, lamente, se desespere, mas nunca desiste desse sentimento grandioso que é amor. Às vezes ele é doloroso, mas na maior parte do tempo ele é maravilhoso. Nunca se arrependa de amar alguém, por mais difícil que seja, amar alguém é uma sensação única, nunca se esqueça disso. Melhor se arrepender de ter amado, do que nunca ter desfrutado do sentimento. Não se limite a um coração de gelo, gelo derrete e vira água. Não se reprima de viver um sentimento por medo, o medo irá te enfraquecer e depois você estará se lamentando de nunca ter tentado. Não fique esperando sentada um amor, simplesmente esperando que um dia alguém bata na sua porta. Não tenha medo de viver, não tenha medo de explorar, um dia você esbarrará com seu amor, talvez demore um pouco ou pode ser hoje. Talvez você o encontre e já saiba que aquela pessoa é para ti ou pode ser que você nem queira enxergar. Acontece que vale a pena, aqueles sorrisos sinceros, mesmo quando o medo bate, você sabe que vai acabar, mas sabe também o quão boa é aquela sensação, então, por favor, se arrisque nessa loucura, permita-se amar mais e mais, mesmo que saiba que vai te deixar feridas, algumas incuráveis, mesmo que seja complicado, afinal,o que não é?
—  Escrito por Cleidison, Isadora G., Ana Letícia e Aline em Julietário.
Entre as idas e vindas, durante esses dias turbulentos, nesse mundo rodeado por guerras e de sentimentos ruins, precisamos sempre olhar as coisas com mais cuidado, com mais profundidade, pois ainda existe amor, aquele amor verdadeiro, seja ele de amigo, de irmão, de namorados, ele existe. Por mais que distante ele parece estar, cada um de nós ama um alguém, seja ele conhecido ou não já estamos plantando uma sementinha e que se passada a frente pode se tornar uma grande árvore de amor. Tão grande que vai ser abrigo para muitas pessoas que estão exaustas nesse Sol de ilusões onde estão com insolação, que mal conseguem ver a sombra a frente de cada um. Com o amor é assim, nós achamos que estamos na sombra, quando na verdade é apenas uma nuvem em frente ao “Sol”. E quando finalmente achamos a sombra da árvore, sentimos medo. Medo de ser feliz e se refrescar nas águas que estão à beira da árvore. E sim, por mais estranho que possa parecer existe, sim amor neste mundo, começando quando amamos a nós mesmos. O famoso amor próprio. Ah, ai sim conseguimos ser feliz e esbanjar felicidade por onde passarmos.  Talvez seja isso, felicidade e amor estejam interligadas tipo aquele ditado: “só consegue ser feliz a dois quem já é feliz sozinho”. E é um dos ditados mais verdadeiros que conheço, primeiro se amar, amar muito, pra depois amar alguém, olha que coisa maravilhosa, compartilhar seu amor com outra pessoa, quando já tem o melhor amor que alguém já se pode ter, o próprio
—  Escrito por Cleidison, Kellyn, Jasmyne e Grazi em Julietario.
Eu percebi que realmente não associo mais pessoas a músicas. E quando percebo, nem me lembro mais delas, não faço ideia do que pode estar a ocorrer comigo e com meu ser. Queria poder obter resposta concretas, sobre esse frio que vive minha alma. Vivo me perguntando se isso é um defeito ou uma qualidade todo esse frio, pois ora me faz bem, outrora me faz mal. As decepções me ensinaram a ser tão gélido, que através de um simples olhar, eu faço com que qualquer pessoa não queira nem se aproximar de mim. É complicado, mas, estou aprendendo a viver com esse gelo, que se continuar, se tornará um grande glacial. Malditos sentimentos. Desde pequeno amei inocentemente e chorei tantas vezes. Arrisquei minha vida, por amigos e por gente que faz anos que eu não vejo, por estupidez. Meu estômago parece uma montanha russa, sentimentos que se cruzam e criam uma realidade e mistura. A vida insistiu em me derrubar todas as vezes, me arrancou a persistência que eu tinha no amor e em qualquer outro sentimento. E agora estou assim, parecendo que congelaram meus órgãos e de sobra minha alma. É como um filme de terror preenchido com suspense. Se algo aparece na minha vida, no fundo, bem no fundo, parece que finalmente algum pequeno sentimento saíra de mim. Nunca saiu. A insensibilidade está bem instalada, devo admitir. O corpo tende a manter-te longe dos sofrimentos e, posso afirmar, que o meu está ficando á anos luz de distância de qualquer indício de algo que possa me fazer chorar. Não posso negar, eu gosto disso. Aliás, minhas músicas estão protegidas, nunca mais parei de ouvi-las por me fazer chorar, por me lembrar de algum amor, ou a letra ser tão triste quanto a realidade. Elas estão protegidas do abandono, já que meu gelo permite que eu ame-as sem motivo nenhum.
—  Escrito por Kellyn, Cleidison, Guilherme e Isadora M. em Julietário.