crushmatches(dot)com

anonymous asked:

So I understand being upset about reposts, but if it's a genuine mistake and they've apologised and immediately taken it down, do you really have to be so prissy about it? Sure, most followers will probs see your post about it and literally give zero fucks, maybe heart it since all you need to do is literally tap the post, but a decent few will probs start harassing those poor sods - just because they made a mistake. Poor form mate.

words cannot express how much I really do! not! care! 

these people repost consistently, they’re obviously not sorry and don’t care about anyone but themselves so you can fuck off with “aw….. poor bubububu” they actively do not care about the artist who put in the work to make the art and it’s been explained to them and they do it over and over so i Do! not! care! 

A cada 5 anos existe um único dia em que qualquer criatura pode entrar no território dos sereianos sem causar nenhum problema: o dia do festival da deusa Anfinitre, a rainha dos oceanos. A priori, este festejo acontecia no fundo do mar, no território que hoje pertence aos Sereianos do Norte, mas a separação entre os dois reinos trouxe um clima hostil ao invés de celebração. Foi o fim do festival para Anfinitre. Entretanto, com o cessar fogo - ao menos de fachada - que o Tratado de Pacem trouxe, o festival voltou a acontecer, mesmo que agora em terra. Há outra diferença: o festejo não é mais só para homenagear a deusa. Tornou-se, principalmente e disfarçadamente, uma competição onde sereianos exibem-se uns para os outros.

Acontece que a organização do festival alterna entre o Reino do Sul e o Reino Norte, passando a ser uma das épocas mais esperadas dos sereianos. As preparações começam tempos antes, sempre visando ser melhor que o evento anterior, ser melhor que o outro Reino. É óbvio que pequenos conflitos surgem daí, mas não só entre sereianos. Outras espécies se aproveitavam da agitação da festa para cometer atos ilegais. Então, foi para vigiar e garantir as leis do Tratado, que, nos últimos 10 anos, o Dragão passou a não só ir como ficar pelo tempo que o evento durasse. Fiscaliza cada criatura e toma conta pessoalmente da segurança do local junto aos membros do Conselho. Todavia, dizem por aí que MinKwan só tomou tal atitude para agradar a Rainha do Norte, com quem, aparentemente, mantém um caso. Dizem, também, que o Dragão memoriza cada rostinho presente, pois sem um motivo plausível, é uma completa falta de educação e ofensa não ir ao festival. Afinal, ele é quase como uma constatação da existência do Tratado de Pacem e de sua eficácia.

Não que alguma criatura vá recusar sangue, carne humana e os mais diversos tipos de pratos sobrenaturais distribuídos à noite toda, e todos totalmente legalizados e disfarçados, afinal, também conta-se com a presença de humanos. Estes que, às vezes, mesmo sob a tal vigilância, acabam sendo alvo de vampiros que preferem a adrenalina de estar quebrando regras - adrenalina esta que bruxas também devem sentir, pois umas aqui e acolá não deixam de praticar suas peripécias mágicas. Mal sabem eles que MinKwan os vês, claro, mas é um pouco mais flexível para que a festa não termine em desastres e bagunças. Ele fecha os olhos para casos mais simples, mas somente por essa noite!  

Para os humanos, o festival é algo completamente diferente: não passa de um evento tradicional e divertido que o governo organiza na praia. Comparam à um luau, cheio de fogueiras, lanternas de lótus, cantorias e barraquinhas de comida exótica (porque claro que também serve-se comida humana). Todos eles esperam, também, pela atração principal: a eleição da mulher e homem mais bonito do festival. O que eles não fazem ideia, é que os participantes são em maioria sereianos do Sul e do Norte que usam do concurso para competirem entre si. Nada impede, entretanto, que outras criaturas, incluindo humanos, participem. É só se inscrever na barraquinha duas horas antes da competição acontecer. Os vencedores do concurso são coroados como a própria deusa Anfinitre, e seu marido, o deus Poseidon, e se sentam em uma espécie de trono feito somente para eles, recebendo várias regalias.


Obs.:

Keep reading

Tiny Dancer ch. 8: And He Could Change The World

Story Summary: After an agent dies during his “guardian” work, you’re assigned to take over his witness protection case, Gadreel Novak (AKA Ezekiel). His background is shady, but the man you’re presented with now is quickly sneaking into your heart. You hope that this will finally get you out of your casual relationship with Sam, but just as you begin falling for Gadreel, Sam claims to have feelings for you. Nothing is simple, ever, in the CIA.

Chapter Summary: After your car explodes, you have no choice but to suspect Gadreel. Could he really be out to kill you?  Meanwhile, Gadreel has an unpleasant experience at work.

Pairing: GadreelxCIA!reader

Other Characters: Sam Winchester, Benny, Gabriel

Rating: Mature

Warnings: Language, shooting, violence, sexual harassment

Word count: 3100+

A/N: I had to rewrite this chapter today because I forget to save. I’m gonna level with you: I’m grieving and I have the flu, this probably isn’t my best work. #Itried

Eternity squad(And friends!): @mrswhozeewhatsis  @beriala @busybee612  @kittenofdoomage @aprofoundbondwithdean @ign-is @icantthinkofaname-oops @catsoftheapocalypse @purgatoan  @mrstheorossix3 @got-that-bam-bam-pow @oriona75

MASTERLIST

You stare ahead blankly, watching as the team of bomb defusers inspect your car. You figure that, at this point, it’s safe to say that the already exploded bomb is perfectly harmless, but who are you to put these men out of work?  Ellen hovers around their group, a hint of anger on her face.  You turn as a pair of hands brace your shoulders, giving Gabriel a tight-lipped smile.

“Hey,” you say, your eyes trailing behind him when you spot Sam.

“Wanna get some drinks and forget that someone tried to kill you?” Gabriel asks, squeezing your shoulders. “I know the wife has her hands full but –”

“Then go home, I’m fine.” You turn to him, poking him in the chest. “Your Brady bunch family is more important than my car exploding,” you add,  brushing past him before he can protest. The moment that you pass Sam, he’s gripping your arm gently, making you stop cold in your tracks. “I’m fine.”

“He just tried to kill you –”

“Maybe my car needs a tune up, it could’ve been the battery –”

“Got it!” the lead bomb defuser shouts triumphantly, holding up the shell of a pipe bomb. You clamp your mouth shut, shaking out of Sam’s grasp and heading into the building. As you reach your floor, all eyes are on you. You want to tell them all that it’s ok, that you’ve been shot at, pushed off of buildings, and worse; a car exploding is day one.

But the simple fact is, the evidence is all pointing to Gadreel, and to admit that he may have tried to kill makes your heart feel like it’s being ripped out of your chest. “Y/N,” Sam calls. You huff, continuing to your office with your lip between your teeth. “None of that shit I said earlier matters.”

Keep reading

anonymous asked:

Oi, Red! Eu amo o seu Tumblr e acima de tudo, seus desenhos <3 Eu desenho tbm, mas ainda não cheguei no seu nível :c haha Poderia me dizer quando você começou a desenhar e quantos anos tem agora? Qual mesa você usa pra desenhar? E quanto tempo em média, você demora pra terminar um desenho? Gosto de sempre perguntar isso pra quem desenha, pra tentar analisar o meu progresso. Espero que não se importe <3

haushausasuh muito obrigada ♥

Pois bem, tem esse post aqui que fiz há um tempo pra responder essas perguntas em específico~

Mas como é um texto enorme, vamos a uma resposta rápida.

  1. Não me lembro desde quando desenho (sempre desenhei, é algo muuuito importante pra mim).
  2. Sei que comecei a desenhar sério (por sério quero dizer usando tutoriais, referências e fazendo treino de verdade ao invés de só desenhar) aos 12-13 anos.
  3. Hoje tenho 21 anos (cries) e ainda estou aprendendo.
  4. A mesa que uso é uma Intuos Pen pequena, que saiu de linha há pouco tempo. Sua equivalente atual é a Intuos Draw.
  5. Depende do desenho e do meu estado de espírito. Rascunhos como os que normalmente posto levam umas 2horas pra ficarem prontos se eu estiver inspirada. Desenhos com sombreado vão de 5 horas à 5 dias. Desenhos de cenário de 2 semanas à 2 meses. É algo bem inconsistente (assim como meu estilo :v)

E uma dica: não fica se comparando à outros artistas (é difícil? Sim, eu sei). Você tem que lembrar que cada um leva um tempo diferente pra melhorar e não é porque eu demorei 7 anos pra chegar onde estou que vai demorar o mesmo tempo pra ti (eu comecei a desenhar numa época onde a internet ainda era algo meio “raro” e não tinha muitas referências boas, mas hoje em dia tem referência pra tudo então é fácil evoluir muito em pouco tempo).