crlh

— Eu sei que te machuquei. Mas não foi minha intenção, desculpa.
— Não foi tua intenção? Não foi minha intenção me apaixonar por você. Isso sim não foi intenção. Agora você, você tinha a escolha de não me magoar. E adivinha só? Ainda dói pra caralho.
—  Ele fodeu comigo. Mas não no bom sentido.
Se você pudesse ver como eu estou quebrada por dentro, ver o estado em que está meu coração. Você pensaria duas vezes, antes fazer outro estrago, e me deixar em pedaços.
—  Ele fodeu comigo. Mas não no bom sentido.
Ele é diferente, eu ainda não sei o que ele tem, mas sei que nenhum garoto no mundo tem, e isso me dá medo, me doei tantas e tantas vezes para garotos sem noção e por isso conheço muito bem aqueles tipinhos que diz ‘’eu te amo’’ pra me levar pra cama, e não ele não é esse tipo de canalha, eu digo porquê sinto ou porquê todos sabem, ele deve ser aquele famoso príncipe encantando, ele parece aquele moço de filme, sabe? E por um lado me assusto tanto, nunca tive um homem nas mãos e não sei como conquista-lo, ou não sei simplesmente falar o que ele fez comigo, a bagunça que minha vida esta por culpa dele, ou por minha, como ia saber, que ele era realmente o garoto que todas falavam? Como ia adivinhar, que ia me apaixonar assim? Não, não tinha como falar isso, eu só sei que ele é tão diferente, ele não curte muito pop e eu amo, ele não curte garotas que falam palavrão, e puta-que-pariu é o que eu mais falo, ele sei lá, sabe? Ele não me curte, meio que sou o tipo completamente errado pra ele, ele odeio a saga crepúsculo, e eu era apaixonada, ou ainda sou, sei lá, somos o oposto, mas não o oposto de estilo musicais, ou de filmes, somos realmente o oposto, somos igual vinho e água, e é estranho, eu estar disposta a mudar minhas manias, vícios, meus livros, e filme favoritos por ele, e eu nunca fiz isso por nenhum garoto, sempre tem um garoto ali, dizendo que me ama, e sei lá, eu não acredito, mas com ele é tudo tão diferente, eu tenho que puxar assunto sempre, e o pior é que eu sempre puxo, e mesmo repetindo mil vezes na minha cabeça, não fala com ele, não fala, eu sempre falo, e isso também é muito ruim, eu não sei o que fazer, e ele completamente, deve ser apaixonado por alguém que seja certinho, por alguém que goste das mesma coisas que ele gosta, não por um garota, assim como eu, que quer sair e só voltar no outro dia, que fala palavrão no meio de um texto de amor, ele é o homem e perto dele não passo de uma garotinha, a esqueci de falar ele tem medo de amar, e esse medo eu também tenho, acho que eu e ele podíamos tentar, não é?
—  Febre de uma apaixonada.