cris2

É que eu não faço questão de mais nada. De agradar as pessoas, de sair de casa, de lutar para que elas fiquem, de fazer com que as coisas realmente aconteçam. Agora, eu simplesmente deixo que tudo aconteça, sem surpresas, sem contradições, sem frustrações.
—  Cristian.
Não seja fácil demais, pessoas fáceis são extremamente descartáveis, mas também não dificulte demais as coisas, sentimentos tem prazo de validade, uma hora a saudade acaba e uma pessoa simplesmente deixa de fazer falta.
—  Geovanne Vasques.
Ando agindo com frieza. Não me apego mais, não crio mais expectativa alguma, me tranquei, engoli a chave, me deixem trancado aqui, me deixem sozinho. Não que eu tenha deixado de acreditar no amor, é que não acredito mais em nem uma pessoa.
—  Cristian.
É que eu sou exagerado. Quando rio, rio demais, quando choro, choro demais, quando amo, amo demais e quando me machuco, me machuco demais. Sentimentos são como um grande oceano, bom ou ruim, tenho este costume de me jogar de ponta sem pensar duas vezes.
—  Cristian.
O amor não é verbo, mas pode ser conjugado em qualquer gênero e em qualquer número. O amor pode ser tanto no plural, quanto no singular, porém, o segundo caso é mais difícil. Amar no singular é amar sozinho, e isso com certeza, é uma das maiores dores que um coração pode sentir.
—  Cristian.
Está tudo bem. Foi isso que eu disse, na frente da tela do computador, e os meus olhos brilhavam, cheios de lágrimas. Eu menti, mas ninguém estava lá para saber disso.
—  Geovanne Vasques.
Parece que todos vivem testando a minha capacidade de suportar tudo com um sorriso no rosto. E talvez não seja coincidência isso acontecer justamente quando tudo parece estar indo bem, sempre haverá alguém tentando apagar o seu sorriso. Malditas pessoas! Parece estar no âmago do ser humano a capacidade de fazer as pessoas infelizes. Soa tão sádico encontrar prazer na desgraça alheia. Da mesma maneira que alguém faz piada de uma grande desgraça que mata centenas de pessoas, alguém vai ver você chorar e vai rir. As pessoas me dão medo, não sei até onde a maldade delas pode chegar. Só sei que sinto raiva, das pessoas, e de mim, por me importar, e me importar muito. Apesar do esteriótipo forte, pequenas coisas são capazes de me machucar. Mas as pessoas não me verão chorando por ai, não darei esse gostinho a eles, vou sangrar dentro desta armadura, vou aguentar firme, vou mostrar a todos eles que a minha capacidade de ser feliz é muito maior do que toda a maldade deles.
—  Cristian.
Você se despede e espera de todo o seu coração que a pessoa peça para você ficar, mas ela só te dá um simples tchau. Dá vontade de quebrar tudo, descarregar toda a dor da frustração só pra não chorar, mas antes disso, dizer adeus e mandar a pessoa não te procurar pelo resto da vida. Parece exagero, mas é isso que eu sinto todas as vezes que uma pessoa que eu amo me trata como um qualquer.
—  Geovanne Vasques.
Você é mimada, mas por baixo disso tudo existe a mulher mais maravilhosa do mundo. Eu não tenho nada a te oferecer, tenho só 10 dólares no bolso, mas eu já me envolvi demais. Você pula, eu pulo, lembra?
—  Jack falando a Rose, Titanic.
Se distanciou, querendo ficar bem perto. Se calou, querendo gritar. Sorriu, querendo se afogar em lágrimas. Disse adeus, querendo dizer fica. Não demonstrou, mas amava. Parecia não sentir, mas estava repleto de sentimentos. Perdeu muita gente, por causa daquele jeito de ser, complicado, controverso, difícil.
—  Cristian.
…Esperou chegar em casa, apagou a luz, deitou na cama, lembrou de tudo e chorou por horas. Chorou silenciosamente para que ninguém pudesse a ouvir, não por vergonha, não por receio, ela precisava chorar, ninguém entenderia seus motivos, ninguém tinha o remédio para a sua dor.
—  Cristian.
Entenda: Só porque foi embora, não significa que não era verdadeiro. Certas coisas não foram feitas para dar certo, certas pessoas têm de ir embora, isso independe da nossa vontade, é a vida.
—  Cristian.
Sou, talvez, a pessoa mais idiota deste planeta. Escrevo coisas para quem não lê, choro por quem não se importa, me lembro de quem me esquece, me importo com quem não se importa comigo, sorrio para quem não valoriza meus sorriso, amo quem não me ama.
—  Cristian.
Não cometa o erro de contar tudo o que sente. Faça jogo duro, dificulte um pouco as coisas. Se você facilitar demais perde a graça, jogos fáceis enjoam rápido e assim como eles, pessoas fáceis demais são rapidamente descartadas.
—  Geovanne Vasques.
Só queria que você me entendesse, têm dias que eu não quero falar com ninguém, quero ficar trancado dentro do meu quarto, sozinho, em silêncio, tentando organizar meus pensamentos conflitantes e me achar no meio dessa bagunça de sentimentos.
—  Cristian.

E quando me dei conta o dia já havia acabado, era de noite, e sem querem eu me lembrei de você, notei que eu não havia falado com você o dia todo, eu senti saudade e fiquei triste, não chorei, mas confesso que senti muita vontade. E foi assim que eu descobri que eu te amava. Talvez não fosse amor, mas doía como.

— 

Cristian.

Não adianta tentar tirar da cabeça quem se alojou no coração. Não adianta fingir que não sente na tentativa de passar a não sentir. E quer saber? Te amo. Te amo de um jeito que eu tento explicar e não sei. Palavra fica presa. Engasgo, afogo e uso palavras pela metade. Na hora H sempre falta uma vogal. Mas quer, de novo, saber? Meu coração nunca foi pela metade: sempre foi-inteirinho-seu.
—  Clarissa Corrêa
E eu te amei, completamente, assim como tu és. Com defeitos e qualidades, muitos defeitos, mas de certa forma, é como se cada um deles me completasse, e suas qualidades, bem, é como se elas me transbordassem. Ninguém me faz mais feliz do que você.
—  Cristian.