crese

eu fui embora

porque eu sou como um furacão

e não queria te puxar para o meu caos

eu fui embora

porque nunca fui capaz de lidar

que tudo que eu toco destrói

e eu não quero destruir você

eu fui embora

porque nunca lhe bastaria

porque nunca me fui o bastante

eu fui embora

porque eu nunca soube decifrar o teu olhar

eu fui emborar

porque só sei ser sozinha

eu tentei ir embora

até de mim

porque eu não entendo

porque eu nunca fui capaz de me entender, tão pouco de lidar comigo mesma

eu fui embora

porque eu não quero estar na minha própria pele

e talvez eu nunca volte

espero que você entenda
que eu só quero te poupar desse caos, que ta aqui agora, que só crese