cor preferida

Mudei tanto de ontem pra hoje, mas tô igualzinho o ano passado. Sou moço mais velho e me sujo tomando sorvete de casquinha. Raspei o cabelo já pensando em voltar com eles enrolados. O coração tá igualzinho, tadinho, todo machucado. Sou euzinho mesmo, não reconhece? O mesmo garoto bagunçado. Mudo do dia pra noite, mudo tanto, que esqueci qual é a minha cor preferida. O nome do garçom eu não esqueço, nem o nome daquela garota do colégio, nem o nome daquele colégio. Não mudei nada desde aqueles tempos, mas tô tão diferente de ontem. Sou feito de saudade mesmo, dane-se. Não aprendi nada, nadinha, faço as mesmas besteiras dos meus quinze anos e tenho os mesmos amores: futebol, tranças e olhos azuis. Me apaixono por tudo que não é meu. Tô tão diferente! E tô igualzinho. Adulto, jovem, menino. Triste por não ser teu, mas feliz por ser sozinho.
—  Bruno Fontes.

Concentrada em organizar as flores que recolhera por cores e tamanhos, Alice não deu muita atenção à comida, à arte ou às pessoas. Seu maior feito do dia foi convencer um dos professores que estariam dando algumas dicas de como fazer as coroas de flores a ensiná-la antes de qualquer outro. Dessa forma, era a única a oferecer as coroas de flores para todos no começo do evento. Notou um olhar sobre suas mãos hábeis e rápidas fazendo as flores. “Essas flores são lindas, não são? Adoro azul, certamente minha cor preferida.

Mas nós nem se conhecemos direito…

eu não sei sua cor preferida, seu medo mais constrangedor, a sensação de beijar sua testa, sua opinião sobre o sentido da vida, seu rosto amarelo no sol, a música que torna teu dia melhor, uma boa notícia na sua voz, como é você acariciando um animal, suas agonias inexplicáveis, seus desabafos no final do dia ou o momento em que você sentiu o teto desabar sob sua cabeça. Não medi a falta que você fez depois de um dia de briga, não comparei os traços do seu pai com os seus, não chorei junto com você num momento triste, não experimentei o cheiro do seu pescoço, não contei os segundos pro nossos corpos colarem formando um só, não dividi fone com você ao som de The Kooks, não tive a chance de te olhar dormir no meu colo, não viajei de carro com a sua mão direita sob minha perna, não te apresentei Bukowsky, não declarei seu abraço o melhor lugar do mundo, não reclamei sobre a rapidez do tempo quando estou com você, não virei madrugadas te enchendo com aleatoriedades, não assisti um filme de terror com você, nem provei uma comida que você fez, não vi uma foto sua quando criança ou notei meu mundo mudar desde que você chegou. Não discutimos sobre religião, não compartilhamos segredos que ninguém mais sabe, nem fizemos promessas de mindinho. Ainda não escutei seu coração bater de pertinho ou esqueci a hora de voltar pra casa ao estar com você, não temos músicas do Tiago Iorc como legenda nas fotos, não tomamos um banho de chuva, não conversamos sobre a imensidão do universo ou a forma como ela cabe nos seus olhos.
Mas o texto inspirado em você, esse sim eu já fiz.

—  Mariana Michelin
Um dia, alguém vai aparecer na sua vida e tirar tudo do lugar. Mudar os seus hábitos, algumas opiniões, a sua cor preferida, os seus passeios de sexta, o seu programa de tv. Vai mudar também o primeiro pensamento ao acordar, e os sonhos de todas as noites, vai fazer você se superar a cada dia, e aprender a essência verdadeira do amor. Essa mesma pessoa vai fazer o seu pesadelo de infância mudar, e o que era o bicho papão do armário agora é o medo de vê-la partir algum dia. Essa pessoa vai também ser a razão para você estar aqui. Vai fazer você ter vontade de apresentá-la a todos, ter vontade de mostrar suas manias, levá-la aos seus lugares prediletos, vai fazer crescer em ti algo muito belo e especial, algo que você jamais sentiu. Vai fazer você sonhar acordado a viagem do ônibus do parque até a sua casa, durante o banho. Vai fazer você ficar suspirando de minuto em minuto, vai fazer você sentir paz apenas ao olhar para ela. Essa pessoa vai pegar seu mundo e virar do avesso, mas você não vai ligar, apenas vai achar tudo muito lindo, como tudo o que ela faz. Vai fazer você pensar em futuro, em construir uma família. Vai fazer você desejar sempre ser o seu melhor só para agradá-lo, vai querer fazer você em pleno sábado assistir um filme reprisado na tv, apenas porque a companhia ao seu lado será ela. Essa pessoa vai te fazer crescer, te fazer vibrar a cada sorriso, e sempre vai estar ali para abraçar você caso haja quedas. Essa pessoa será seu porto seguro, aquela que você sempre esperou. Essa pessoa é o amor da vida toda.
—  Autor Desconhecido.
Estações

Primaveras também me lembram você, de como ama comer as frutinhas das árvores e o quanto fica linda de vestido florido.

Os verões, lembram de nossa longa e linda viagem juntos, o gelado do sorvete, e o sol que te deixou bronzeada e ainda mais apaixonante.

Nossa estação favorita sempre foi o outono, na qual nos apaixonamos. Aquela que traz consigo o frio e tranforma tudo em cor laranja, sua preferida.

E o inverno, traz a lembrança de nosso primeiro beijo, naquele banco gelado perto do lago. A noite fria e de tom azul escuro pareceu ainda mais bonita ao seu lado.

“Um dia, alguém vai aparecer na sua vida e tirar tudo do lugar. Mudar os seus hábitos, algumas opiniões, a sua cor preferida, os seus passeios de sexta, o seu programa de tv. Vai mudar também o primeiro pensamento ao acordar, e os sonhos de todas as noites, vai fazer você se superar a cada dia, e aprender a essência verdadeira do amor. Essa mesma pessoa vai fazer o seu pesadelo de infância mudar, e o que era o bicho papão do armário agora é o medo de vê-la partir algum dia. Essa pessoa vai também ser a razão para você estar aqui. Vai fazer você ter vontade de apresentá-la a todos, ter vontade de mostrar suas manias, levá-la aos seus lugares prediletos, vai fazer crescer em ti algo muito belo e especial, algo que você jamais sentiu. Vai fazer você sonhar acordado a viagem do ônibus do parque até a sua casa, durante o banho. Vai fazer você ficar suspirando de minuto em minuto, vai fazer você sentir paz apenas ao olhar para ela. Essa pessoa vai pegar seu mundo e virar do avesso, mas você não vai ligar, apenas vai achar tudo muito lindo, como tudo o que ela faz. Vai fazer você pensar em futuro, em construir uma família. Vai fazer você desejar sempre ser o seu melhor só para agradá-lo, vai querer fazer você em pleno sábado assistir um filme reprisado na tv, apenas porque a companhia ao seu lado será ela. Essa pessoa vai te fazer crescer, te fazer vibrar a cada sorriso, e sempre vai estar ali para abraçar você caso haja quedas. Essa pessoa será seu porto seguro, aquela que você sempre esperou. Essa pessoa é o amor da vida toda.”

Mudei tanto de ontem pra hoje, mas tô igualzinho o ano passado. Sou moço mais velho e me sujo tomando sorvete de casquinha. Raspei o cabelo já pensando em voltar com eles enrolados. O coração tá igualzinho, tadinho, todo machucado. Sou euzinho mesmo, não reconhece? O mesmo garoto bagunçado. Mudo do dia pra noite, mudo tanto, que esqueci qual é a minha cor preferida. O nome do garçom eu não esqueço, nem o nome daquela garota do colégio, nem o nome daquele colégio. Não mudei nada desde aqueles tempos, mas tô tão diferente de ontem. Sou feito de saudade mesmo, dane-se. Não aprendi nada, nadinha, faço as mesmas besteiras dos meus quinze anos e tenho os mesmos amores: futebol, tranças e olhos azuis. Me apaixono por tudo que não é meu. Tô tão diferente! E tô igualzinho. Adulto, jovem, menino. Triste por não ser teu, mas feliz por ser sozinho.
—  Bruno Fontes.
Eu quis tanto te contar. Contar que estou mais feliz, que a vida começou a melhorar um pouquinho mais de uns dias pra cá. Quis contar que não sou mais aquele alguém perdido que você deixou há um tempo atrás. Contar que já estou na universidade e que não sou mais aquele mesmo que você conheceu no ensino médio. Quis tanto contar quando passei no vestibular, compartilhar a minha felicidade com você e fazer disso a nossa vitória. Quis te contar que já não ouço mais aquelas músicas, que assim como o meu gosto musical mudou, eu também mudei. Quis contar que a minha cor preferida não é mais a mesma e que encontrei outras que podem me descrever melhor agora. Quis contar que as noites de insônia passaram e que hoje só permaneço acordado para assistir filmes. E ah, por falar nisso, esse detalhe também mudou. Não assisto mais comédias românticas, acho que ingeri uma dose alta demais de amor, e que até hoje estou de ressaca. Quis contar que aprendi a dançar e que se dançássemos algum dia, não pisaria mais em seu pé. Quis contar que continuo escrevendo, mas que agora, não são exclusivamente sobre você. Aliás, já faz um tempo que não escrevo para você, será esse algum sinal? Eu juro que quis te contar tudo isso, e que bom que escrevi certo, eu “quis” e felizmente, hoje eu não quero mais.
—  Danielle L. Rodrigues (Poesia Sentida).

Pessoas com vidas interessantes não têm fricote.
Elas trocam de cidade.
Investem em projetos sem garantia.
Interessam-se por gente que é o oposto delas.
Pedem demisão sem ter outro emprego em vista.
Aceitam um convite para fazer o que nunca fizeram.
Estão dispostas a mudar de cor preferida, de prato predileto. Começam do zero inúmeras vezes.
Não se assustam com a passagem do tempo.
Sobem no palco, tosam o cabelo, fazem loucuras por amor, compram passagens só de ida.

Martha Medeiros.:.

Com o passar do tempo você sumiu de dentro de mim. E eu sinceramente nunca pensei que isso fosse acontecer. Parando para pensar lembrei que não sei mais nada sobre você, não sei como vão as coisas, se seus sonhos são os mesmos ou se o corte de cabelo mudou. Não sei se você continua com aquelas terríveis noites de insônia ou se chá preto continua sendo o seu preferido. Não sei se você ainda gosta das músicas do Nando Reis ou se já não curte cantores e bandas nacionais. Não sei se roxo continua sendo sua cor preferida ou se aquele all star preto continua sendo o seu favorito. Não sei se você ainda escreve versos no meio da noite ou se continua assistindo aquela série criminal. Não sei se “Let her go” continua sendo sua música preferida ou se o gosto por livros românticos perpetua. Viu? Eu não sei mais nada sobre você, e isso é demasiadamente estranho, logo pra mim que um dia te conheceu tão bem.
—  Danielle L. Rodrigues (Poesia Sentida).
Um dia, alguém vai aparecer na sua vida e tirar tudo do lugar. Mudar os seus hábitos, algumas opiniões, a sua cor preferida, os seus passeios de sexta, o seu programa de TV. Vai mudar também o primeiro pensamento ao acordar, e os sonhos de todas as noites, vai fazer você se superar a cada dia, e aprender a essência verdadeira do amor. Essa mesma pessoa vai fazer o seu pesadelo de infância mudar, e o que era o bicho papão do armário agora é o medo de vê-la partir algum dia. Essa pessoa vai também ser a razão para você estar aqui. Vai fazer você ter vontade de apresentá-la a todos, ter vontade de mostrar suas manias, levá-la aos seus lugares prediletos, vai fazer crescer em ti algo muito belo e especial, algo que você jamais sentiu .Vai fazer você sonhar acordada a viagem do ônibus do parque até a sua casa, durante o banho. Vai fazer você ficar suspirando de minuto em minuto, vai fazer você sentir paz apenas ao olhar para ela. Essa pessoa vai pegar seu mundo e virar do avesso, mas você não vai ligar, apenas vai achar tudo muito lindo, como tudo o que ela faz. Vai fazer você pensar em futuro, em construir uma família. Vai fazer você desejar sempre ser o seu melhor só para agradá-lo, vai querer fazer você em pleno sábado assistir um filme reprisado na TV, apenas porque a companhia ao seu lado será ela. Essa pessoa vai te fazer crescer, te fazer vibrar a cada sorriso, e sempre vai estar ali para abraçar você caso haja quedas. Essa pessoa será seu porto seguro, aquela que você sempre esperou. Essa pessoa é o amor da vida toda.
—  Autor Desconhecido.  
Você achava que me conhecia apenas porque sabia que minha cor preferida era verde, mas não entendia nada do meu coração, não compreendia os meus sentimentos e nem parecia querer compreende-los, via todos os dias o meu sorriso e nem imaginava a quantidade de lagrimas que haviam sido derramadas na noite anterior, recitava versos inteiros sem saber que me encantava a cada palavra, uma palavra sua era capaz de me levar as alturas ou me jogar no “fundo do poço”, sim ! você tinha um enorme poder sobre mim, mas nem isso compreendia, achava que me conhecia apenas por saber minha cor preferida, mas nem do amor que eu tinha por ti, você sabia.
—  impositor
Você não vai me entender

Sou estrela solitária 
Mar de águas agitas 
Outrora 
Brisa calma
Sou rabisco de dor
Tela com uma obra de arte confusa 
Acerto e erro
Sou tudo
Sou nada
Minha cor preferida é o verde
Mas estou sempre azul
Sou vazio
Sou cometa 
Sou sol
Mas sempre estou chovendo
Minha alma furta-cor 
É arco-íris 
Mas às vezes sou cinza 
Sou assim querido 
Tudo isso e nada disso
Talvez você não tenha entendido 
Nem tente entender 
Porque, às vezes, nem
Eu me entendo 
Por isso sempre estou só 
Sem ninguém 
Igual uma
Estrela solitária
Distante de tudo e de todos.