coquinha

E foi naquele domingo que parecia ser normal e que por um acaso eu conheci você, a pessoa mais importante da minha vida hoje, que virou meu mundo do avesso e quebrou minha rotina. Aquela que me faz sentir várias sensações ao mesmo tempo, que me faz feliz só por existir, só por respirar. Me faz rir, me faz chorar, me confunde, me faz insegura e depois me conforta, me deixa completamente viciada, possessiva, louca. Me ganha a cada sorriso, a cada olhar, a cada palavra, a cada gesto. Me completa e me preenche. Me faz perceber a cada minuto que é o que eu quero pra mim. Quero toda hora, quero inteira, quero toda você, quero mais, quero sempre. Já não é só desejo, é necessidade também, é ver que vida sem você não é vida, é tristeza, é não conseguir me imaginar sem você, é morrer só de pensar em te perder e ressuscitar só de pensar nas vezes em que você disse o quanto gosta de mim. Nunca me importei tanto com alguém, nunca me preocupei tanto, como é com você bebê. E com você eu descobri o que é tortura… Pois tortura, é você deixar teu cheiro em mim e não vir junto com ele, é você dizer vem cá quando sabe que eu não posso ir, e também é me provocar em plena madrugada pelo celular, enquanto eu não posso te fazer de cobertor. É meu amor, gosto de como você é, de como enfrenta as coisas, de cada detalhe que te faz perfeita aos meus olhos, gosto até desse teu jeito marrenta, vê se pode. Nossinha em, você não tem noção da vontade que me deu agora de dizer o quanto eu te amo. Fernanda Sarturi.