confirmandos

Ei, garoto, estou apaixonada por você. É. Você ouviu certo, eu estou fodidamente apaixonada por você. Eu penso em você a todo instante. Passei a odiar os finais de semana, e contar os minutos pra que chegue a segunda-feira e eu poder te mostrar uma música nova que eu ouvi passando na radio. Comecei a me interessar por carros, e sempre que vejo alguém surfando lembro-me de você. Olho se você está on-line direto, e fico torcendo pra que você venha falar comigo. Acordar às 6:00 da manhã se tornou algo bom, pois sei que às 8:20 irei te ver. Converso com Deus, e peço para que Ele faça do teu abraço a minha morada, peço para que Ele te proteja e te cuide sempre para que nada de ruim te aconteça. Eu comparo o seu sorriso com os outros só para sentir meu coração bater mais forte confirmando que é só pelo seu que eu sou apaixonada. Seu beijo é o melhor que já provei, tem um gosto tão doce e eu quero que ele seja somente meu. Eu faço questão de te abraçar antes de ir embora para deixar seu perfume se impregnar em mim, e cá entre nós, não existe cheiro mais gostoso do que o seu. Preciso dos seus olhos me olhando, das suas mãos me tocando, da sua boca sussurrando que me ama e que precisa de mim, assim como eu preciso de você. Olha-me, nota-me, sinta-me… Eu estou aqui, pronta para te dar todo amor do mundo. Eu só preciso do teu perfume na minha blusinha nova, de uma tarde com você segurando a minha mão, você me olhando e talvez pensando que é a pessoa mais feliz. Estou pronto para te dizer que os dias tem sido bem corridos, mas os pensamentos andam devagar pensando em cada detalhe teu. Não te quis e nem te quero perfeito, mas quero imaginar algo perfeito ao seu lado, porém vamos ser imperfeitos juntos? Diz que sim.
—  Escrito por Mirelle, Dieska, Ane e Letícia S. em Julietário.

A nossa geração não é uma geração feliz. E não tá tudo bem quanto a isso.
Tá todo mundo perdido, todo mundo sem rumo. A verdade é que tá todo mundo sem esperança, e quando a esperança morre, uma parte da gente morre junto. Tá todo mundo meio morto por dentro, vivendo em um mundo aonde a gente é 24 horas pressionado pela sociedade, escola, família, estágio, faculdade, trabalho, amigos…
Não tá tudo bem. Tá tudo mal. Tá tudo muito mal.
A nossa geração tá baseada em ataques de pânico, crises de ansiedade, depressão, bipolaridade, tentativas de suicídio, suicídio, auto mutilação, transtornos alimentares, fobias. A nossa geração é infeliz pra caramba.

A gente procura alguma coisa pra se viciar pra fugir dessa infelicidade, sorte a nossa quando o vício é a internet, um sono exagerado e umas séries na netflix. Ainda assim eu não consigo descrever o quão deprimente é ver jovens vivendo suas vidas trancados em quartos sem vontade alguma de sair. Mas mais triste é quando o vício é auto destrutivo. Triste é quando isso mata a gente por dentro aos poucos sem a gente perceber. E pior ainda é quando a gente percebe mas já perdeu o controle disso. Ou ainda tem controle e não se importa mais.

A pressão vinda de todos os lados tá deixando os jovens doentes. A falta de entendimento tá deixando a gente maluco, se é assim que a maioria gosta de chamar. O crescimento da tecnologia, que tinha tudo pra ser algo bom, tá fritando nossas cabeças e controlando nossas vidas de uma forma bizarra em vez do nos ajudar. A ignorância em relação a saúde mental tá destruindo a cabeça de todo mundo. A falta de empatia entre nós mesmos tá tornando nossas vidas cada vez mais difíceis. E chega um dia que isso não tem volta. Não é drama, não é exagero. É uma realidade que ninguém quer encarar. Porque não é normal.

Não, não é normal o cara parar de viver pra passar em um vestibular, não é normal o cara parar de comer para se encaixar em um padrão criado pela sociedade. Não é normal o cara não poder se divertir porque ele não tem tempo porque tem trabalhos demais da faculdade. Não é normal o cara não ter amigos porque ninguém “atura” as crises dele e não sabe lidar quando ele não tá bem. Não é normal o cara não conseguir um emprego porque ele se veste do jeito que quer e tem o cabelo azul. Não é normal o cara não conseguir sair de casa por dias sem ter uma crise de pânico. Não é normal o cara de 15/16/17/18 anos ou algo por aí passar mais noites chorando do que dormindo. Não é normal o cara não poder mais falar com os pais porque ele namora outro cara. Não é normal todos estarem 100% preocupados com o nosso futuro acadêmico, nosso sucesso no mercado de trabalho escolhido muitas vezes por outras pessoas e 0% com a nossa saúde mental, com nossos desejos, nossos planos, nossos sonhos. Não é. Não é normal um monte de coisa que a sociedade vêm dizendo pra gente que é normal, que a gente tem que aceitar, que a gente tem que seguir, que respeitar. Não é normal dizerem isso 300 vezes por dia no nosso ouvido até a gente acreditar e nunca se sentir bom o suficiente.

Eu tô cansada de ver meus amigos indo embora, se tornando outras pessoas, se cansando de quem são, desistindo de quem são e de tudo que queriam ser. Eu tô cansada de ver meus amigos sumindo, desacreditando deles mesmos, desacreditando que eles são bons o suficiente. Tô cansada de ver meus amigos se cansando de viver. Tô cansada de ver todos os jovens perdendo sua originalidade em um vazio que foi dito a eles que era obrigatório ser seguido, porque o outro caminho que eles escolheram era inútil e não valia de nada. Tô cansada de ver jovens que não conseguem enxergar seu valor sozinhos e cansada do resto do mundo só confirmando a eles que esse valor é 0.

A vida é pra ser prazerosa, e é isso que estão tirando da gente.

Escuto constantemente que as outras gerações foram mais úteis para o mundo, fizeram mais pela gente, importaram mais. Mas como podemos ser ou fazer alguma coisa para o mundo quando as pessoas nos dizem pra não termos esperança nem em nós mesmos?

—  Maria Luiza Pimenta
Los signos como palabras mexicanas:
  • Aries: No mames
    Definición: Suele usarse para mostrar sorpresa, incredulidad o desaprobación. ‘‘No mames, ya me espanté’‘
  • Tauro: Echar la hueva
    Definición: Pasar el día completo de puro ocio. Literalmente: Comer, dormir, ver televisión sin moverte de tu cama.
  • Géminis: Escuincle
    Definición: Niño. Así de simple… Palabra usada más que nada por los padres hacia sus menores.
  • Cáncer: Neta
    Definición: La verdad absoluta. Se puede usar para confirmar algo o preguntar si es en serio lo que le cuentas ya que no puede creerlo.
  • Leo: Fresa
    Definición: Persona joven que presume de lujos y de pertenecer a una alta clase social.
  • Virgo: Cabrón
    Definición: Persona problemática que muchas veces suele disgustar a la gente. Puede ser un ‘‘cabrón’‘ por desobedecer a alguien o causarle algún daño a alguien en específico.
  • Libra: Güey
    Definición: Internacionalmente conocida, se usa prácticamente para referirse a cualquier persona sin importar su sexo u edad.
  • Escorpio: Me lleva la chingada
    Definición: Cuando atraviesas una situación difícil y estás más que enfadado.  (trata de no golpear a alguien)
  • Sagitario: A huevo
    Definición: Persona confirmando que es capaz de hacer algo o se usa también para referirse a la hermosa sensación cuando algo te sale bien.
  • Capricornio: Ir a chupar
    Definición: Cuando una persona se decide a ir a beber alcohol en una fiesta, club, bar, etcétera.
  • Acuario: Me vale
    Definición: Palabra usada por las personas que le importa un carajo alguna situación o alguien.
  • Piscis: Padre
    Definición: No se trata de tu papá. Utilizado para garantizar que algo le gusta. ‘‘Está padre esta canción’‘


Duraznito&Galaxia-.

Ahí comenzó todo.

Cuando entre a la preparatoria, había un chico en mi salón que me gusto muchísimo.
Tenia los ojos hermosos, de color amarillo, era muy inteligente, y al parecer era mas grande que yo por unos cuantos años, era serio.. no hablaba con casi nadie.
Pasaron los dias, y por amigos en común, comenzó a irse con nosotros en la salida de la escuela.
A veces el me hacia burla, o trataba de hablarme, yo me entere que tenia novia, y al parecer sieeeempre lo paraba en seco sin querer con mi sarcasmo, porque aunque me gustaba, no quería ilusionarme.
Hablamos por una red social, a todas horas todos los días.
El dijo que quería que fueramos mejores amigos.
Y acepte.
Una de mis amigas, sabia que el me gustaba, y me reto a abrazarlo.. Por dios, aún no puedo creer que lo hice.
A regañadientes,claro.

Ahí comenzó todo.
El me dijo que yo no sabia abrazar a las personas, que le debía un abrazo.
Comenzó a esperarme en la salida solo a mi, ya nadie de mis amigos nos acompañaba, todos pensaban que andabamos pero no era así.

Intentaba justificar todo lo que haciamos con nuestra amistad.
El estar juntos a todas horas, en el salón, en receso, en la salida, incluso me acompañaba casi hasta mi casa.
Me regalo una cadenita, que aún tengo hasta la fecha.

Juro que cada vez que lo veía, se me estrujaban las tripas. XD
Dos meses, y el ya sabia todo de mi.
Los abrazos eran cada vez más frecuentes, y largos.
Y mis sentimientos más grandes.
Me decía que yo era como una más de sus hermanas, me cuidaba, incluso era muy atento al caminar por la acera.
También me hablaba de su novia, eso me hacia querer alejarme.
Pero el solo me veía como una amiga, su mejor amiga, (o eso creí) y mi interes por conocerlo mejor, gano.
Me hizo cartas, rimas en este caso.
Fue de lo más hermoso.
Al menos cuando estaba con el….
Porque, para cuando yo llegaba a mi casa, ya lo extrañaba.

Lo quería cerca de mi..

El decía que me quería….. que era “diferente” que le gustaban “mis caras” cuando me enojaba, y que quería que la amistad durara.

Un día, no recuerdo que había pasado, pero hice un mensaje…
Le dije que me gustaba, que era un tonto por darse cuenta y aún así retenerme con el sabiendo que tenia novia.
Obvio era una mega biblia que NO iba a mandar.. Pero mi estupido teléfono mando el mensaje.

El leyó la biblia…
Me hablo ebrio esa noche, estaba con uno de sus amigos.
Dijo que le gustaba, que si no tuviera novia no me dejaría ir.
Pero al día siguiente gracias al alcohol en su sistema, lo olvido. Olvido todo lo que me dijo. Y yo simplemente me console pensando que estaba borracho. Y que mintio.

Pasaron más días, y me entere de que yo le gustaba a un chavo… Este nuevo chico, nunca lo vi como algo ‹más› hasta que comencé a tratarlo, y me cayo bien, era muy tierno, y me hacia sentir querida.
Íbamos en serio.
El era lo mejor para mi, y podría dejar a mi mejor amigo ser feliz con su novia.
Me llevo una rosa, un día.

Esto me causo problemas con mi mejor amigo. Vio la rosa que me regalaron.
Ese día, antes de llegar a mi casa, me dijo que había terminado con su novia que si lo quería aún. Yo no le conteste.
Le dije que quería irme a mi casa, que nos despidieramos, que me abrazara. Como siempre lo haciamos.
El se acerco, y me dijo que esperaba no arrepentirse de lo que iba a hacer..
Me beso.
Fue un pico… Yo no pude hacerlo de la impresión.
Lo mire y salí corriendo.

Me dijo que no quería verme con el chico de la rosa, y que quería estar conmigo.

A mi mejor amigo.
Siempre fue el.

Anduvimos por tres meses, fueron los meses más hermosos que eh tenido con alguien.

Yo lo amaba.
Los juegos, las llamadas, las salidas, incluso conocer a sus hermanas,fue increíble.
El me leía cuentos.. Hasta quedarme dormida..

El me cuidaba, el me hacia feliz..
Incluso en las peleas, el sabia como hablar para que los problemas no nos separaran.
Le pregunte mil veces si había terminado su ultima relacion, y la respuesta siempre fue “si”

Estaba conciente de que nunca me casaria con el, ni tendríamos una familia, ni nada por el estilo porque estamos jóvenes.
Pero si lo veía en mi vida al menos uno o dos años más.

Estaba locamente enamorada, y el amor me cego.

Me lleno una caja de cartas, rimas, y unos libros que me compro.
Ademas de cositas que juntaba de nosotros.

Un 2 de junio lo note.
Un 3 de junio no hablo conmigo en todo el día y me preocupo.
Cuando me meti a una red social para hablarle, vi un “Te amo” en su perfil.
Vi que la tipa, era su ex….
Y cuando entre a su perfil, vi que tenia una relacion con el… (El oculto su relacion de su perfil pero ella no)
El 3 de junio fue su cumpleaños.
Obvio, el no lo olvido.
Me llovieron las fotos de ellos basándose, en la cama, incluso de ella con la familia de el.
Ella es hermosa, y yo un puto duende gruñón.

Ya no había nada por preguntar, o reclamar.
Todo estaba claro.

Llore como estúpida, llore porque lo amaba, llore porque mis sentimientos se me fueron sobre mi y me aplastaron.

El me engañaba.

Y después las preguntas llegaron a mi.

¿Porque lo hizo? ¿Porque no pude ser suficiente? ¿Porque necesito a dos personas? Pero… La más importante… ¿De verdad me quiso?

Pase la noche entera recordando, hurgando en mi mente rastros de algo extraño que pasará inadvertido.
Pero nada.
Aún estaba cegada.
No quería creerlo.

Recorde, una vez, que tuve un problema en casa, me sentía muy mal, y acudi a el.
Recorde que yo creí que no habia puesto atención, y me molesto un poco.
Recorde que al día siguiente había amanecido con los ojos hinchados de llorar, y mi cara se deformo completamente.
Recorde, que no quería que me mirara así..
Recorde, que llego con una carta en sus manos, que decía que me amaba, y que me veía hermosa aún con los ojos hinchados y la nariz aún roja.
Que podía contar con el, y que me lo resolveriamos.
Recorde que me beso la cara entera, pero que repartio mas besos sobre mis parpados rojizos.

Recorde otro día en el que, lo deje parado como bobo en la calle, me había hecho enojar por alguna cosa.
Me meti al metro, y no voltee para atras, busque un vagón casi vacio, y me puse a llorar..
El entro en el vagón una estación después, y se sentó a mi lado…
Me abrazo y me dijo que lo sentía, me impresiono tanto que le devolví el abrazo.

Millones de cosas pasaron por mi cabeza…
Al final, me puse en el lugar de la chica, y me di cuenta que me habría gustado que alguien me diera un aviso, un ultimátum, algo.
Para que no me hubiera dolido tanto.
Decidí hablar con ella, pero eso seria al día siguiente.

Había algo que quería aún más.
Despedirme de el.

Y es que es idiota pensar en despedirte cuando te han engañado, pero, quería verlo, mi amor era mas fuerte que mi orgullo. Que todo.

Al día siguiente, lo bese, lo abrace, y fue como si nada hubiese pasado. Al menos para el.
En nuestro ultimo día, estuve callada, mirando lo, escuchando y asintiendo en los momentos correctos.
Se puso a jugar con el móvil, yo solo me recargue en el y Cerre los ojos.
Sentía su respiracion, los movimientos de sus manos, por mi pierna, y el corazon partiendo se.

Era nuestro ultimo día.
Nuestro ultimo día y el no lo sabia.

Cuando fue hora de regresar a mi casa, lo bese, una y otra vez.

Su cara fue un mar de emociones, cuando le dije que quería terminar.
Mi bandeja de entrada se lleno de mensajes suyos, que ignore.
Escribí el mensaje para su novia, intentando ser lo más sincera y delicada posible, no quería que se sintiera mal, un día después de su cumpleaños.

El no volvió a hablarme al día siguiente, sin embargo, me bloqueo de sus redes.

Ella, fue amable al inicio.
Después me mando indirectas, confirmando me que soy un feo troll.
Yo jure que no sabia nada de su relacion, pero creo que nunca me creyó. No realmente.

Unas semanas después, el me volvió a hablar.
Se acerco a mi.
Solo pronunció una pequeña oracion. «Dejanos en paz por favor»

Ya pasaron algunas semanas..

Ella y el aún no terminan.

#CuentameTusHistorias.

Sei que você se acostumou com a solidão. Sei que é difícil colocar certezas em alguém que é tão incerto e cheio de dúvidas. E que a vida tem sido um pouco cruel demais, e você carrega essas cicatrizes de forma amarga, mas engole tudo a seco junto com o choro. Também, aposto que várias pessoas te disseram a mesma coisa. Te pediram confiança, e era tudo que você tinha até te decepcionarem. E parece tanto egoísmo meu querer ser novamente essa pessoa que pede que confie. Que acredite. Que a vida não é isso, e que tudo que você passou sozinho, daqui pra frente eu vou estar do seu lado. Mas sei que você sabe disso, em algum lugar. E tenta ir embora, porque não quer amargar a doce inocência de alguém que a vida ainda não tirou as esperanças de dias limpos sem tempestades a todo instante. E eu vou atras, seguro sua mão. E te olho. E procuro todos os motivos do mundo pra ir embora, acredite, eu encontro todos. Encontro nos seus medos, seus segredos, suas vergonhas. Mas não vou embora. Eu fico. Não são motivos tão fortes assim. Então você me diz que é uma pessoa ruim. E some, sem dar noticias, confirmando o que disse. Me deixando sem nada. Nem um adeus, nem um não, nem um até nunca mais. Só some. Mas fica dentro de mim. Me lembrando de todas as vezes que você demonstrou que era tão frágil como um recém nascido e deixou, sem querer que eu visse toda luz que existe em você. Mas corre de mim quando eu não me assusto com seu pior lado. E tenta ir embora quando começa a perceber que existe luz entrando pelas rachaduras de uma armadura tão judiada pelo tempo. E implora que eu viva a minha vida. Que não quer que sua escuridão destrua tudo que eu sou. Mas eu não vou. Eu vou atrás. E você foge. Foge porque pela primeira vez não tem medo de se ferir, mas tem medo de ferir alguém com o gosto amargo que é estar do seu lado. Acha que não merece a luz de alguém que não tem medo do seu escuro. E juro, eu quase desisto. Eu tento desistir. Mas não consigo. E eu volto. E eu te acho. E você me encontra. E dói em mim por você não confiar, mas dói em você muito mais porque não quer acreditar em mim, mas acredita. Dói porque você achou, há um tempo atrás, que nunca mais gostaria de ninguém, mas acabou gostando. E tem medo. E quer fugir, mas não consegue. Pensa em ir embora, mas quer ficar pra sempre. Tem medo de dar errado, mas descobre que não tem mais gelo no coração, tem eu aí dentro. E não dá pra tirar. E você no fundo fica grato por isso, porque não quer tirar. Muitas coisas ruins aconteceram no seu passado, mas dessa vez entende que uma coisa boa chegou. E você não quer perder. E eu não quero te perder. Então, tão de repente como começou, você é meu. Tão meu como nunca foi de ninguém, descobrindo aos poucos que sou seu como nunca fui de ninguém. Talvez seja por isso que as luzes da noite te guiaram pra tão longe. Você é meu. Eu sou seu. Então nos encontramos.
—  A culpa é mesmo das estrelas?
“... Pedido de oração”

Peço que quem ver este post,  que no seu momento com o Senhor apresente a minha vida e a do meu noivo necessitamos de oração, nos chamamos Thais e Kessio. Peço tambem oração para a Dona Fatima, ela nos presenteou com o local do casamento, detalhe: antes de ir falar com ela sobre o local, valores e etc.. Eu orei a Deus pedindo que tocasse no coração de pessoas para nos ajudar pois precisamos de ajuda Dele. E quando fomos na casa da Dona fatima ela apos conversarmos e vemos o local disse assim: Nao irei cobrar nada de vc, pois Deus tocou no meu coração para nao cobrar de voces nao. 

Sim, eu chorei na mesma hora pois se isso não for Deus confirmando nao sei o que é. 

E ela pediu que apenas orasse por ela. 

Entao vamos colocar tambem ela e sua familia em oração, agradeço por sua oração e acredito no poder de quem ira escuta-la. Deus abencoe.

Se por um lado gostamos loucamente de alguém, do outro, tem aquele(a) que transmite esse sentimento por nós, e infelizmente não estamos na mesma sintonia. As razões são inúmeras, e vão entre características e personalidade do outro; mas também a pessoa pode atender todas as suas preferências e mesmo sem um motivo concreto ou exato, o gostar não é o mesmo. Pode ser apenas uma intuição, que não se sabe de onde vem, mas que te faz recuar e não se entregar como a outra pessoa esperava. Você pode até tentar uma, ou duas vezes para experimentar o sentimento, mas depois você percebe e acaba confirmando o que sua intuição te alertou. E sabe aquela sensação de ir além? Não acontece. Assim, parece que estamos fazendo das pessoas objetos, que usamos e jogamos fora, mas não é assim. Só é esse pensamento de ir além que não passa pela nossa cabeça, mas que não deixamos a pessoa de lado, ou desistimos delas; o gostar para se apaixonar pode ter não acontecido, mas se torna amizade.
—  O gostar e seu lado B. (escrevinhar

Junto con la página hermana, @nosotras-las-lesbianas, hemos creado la dinámica “Call me maybe”.

Esta dinámica consiste en hablar con una chica que te será asignada tratando de que sean compatibles de cuerdo a tus gustos.

Te tendrás que coordinar con esta chica para realizar una video llamada de al menos diez minutos.

¿Cómo sé que no es un chico?
Todas las participantes, sin excepción, harán una corta video llamada con una de las administradoras de la dinámica para comprobar que son chicas.

¿Cómo puedo entrar?
1. Mándanos un mensaje ya sea por ask of por el chat. Por favor verifica que no sea en anónimo. Mensaje anónimo será borrado.
2. Mándanos tu nombre, edad, que te gusta hacer, que esperas de esta dinámica, que temas te gustan, además de tu número de Skype p Whatsapp.
3. Espera tu mensaje de confirmación  
4. Coordina la video llamada con una de las administradoras para verificar tu identidad, puede ser por Skype o WhatsApp.
5. Una vez verificada estas dentro de la lista, espera a que termine el periodo de inscripción.
6. Te será asignada tu pareja para la video llamada.
7. Tienen una semana para contactarse y programar la video llamada. De no ser a si la persona que no conteste será eliminada de la dinámica y a la otra persona se le asignará alguien nuevo.
8. Disfruta tu llamada y haz nuevas amistades.

La inscripción será desde el 28 de junio hasta el 8 de septiembre. En este tiempo también se estará confirmando los datos de las participantes.


Por favor recuerda dar reblog a esta publicación, para que así más chicas se unan a la dinámica. Mientras más chicas haya más probable es que encontremos a una chica a fin a ti.

Siento una pequeña paz, silenciosa, vacía, “llena de nada”, no siento odio, ni amor, ni locura, ni esperanza, ni miedo. No siento nada, tengo un vacío que va creciendo, que comienza a extrañar, que se mira al espejo y no ve nada, que se mira las manos y no entiende nada, un vacío perdido en medio de la nada, no hay puertas de salida y la de entrada ya está fuera del alcance. Nada, perfecta descripción para lo que me pasa, para lo que siento, para lo que extraño, para lo que extrañaré. Nada, eres nada, no te conozco, no sé que pudiste desarrollar en mí, no sé cúal fue el motivo que me llevó a todo esto, quizá fue la misma nada, que creyendo que podría ser algo, terminó confirmando su estado y está a puertas de la nada nuevamente. Nada que hermosa palabra, no me pasa nada, no tengo nada, no quiero nada y es justamento lo que me pasa, lo que tengo, lo que quiero.
—  confesiones

One Shot Harry Styles

  • Pedido - Então eu quero um do Harry que eles namoram por contrato mas mantém relações, e quando ele vai terminar com ela ela conta que está grávida, mas ele não aceita e quando ela começa a namorar outro (Jamie do 50 tons) ele se arrepende


(Seu nome) estava indo de encontro a Harry, ele pediu para que se encontrassem na casa dele e ela está a caminho toda radiante. Pela manhã, (seu nome) estava apreensiva com o bastão do teste de gravidez na mão, ela estava nervosa aguardando o resultado enquanto batia o pé no chão de forma impaciente. Quando as duas listrinhas rosas apareceram no bastão confirmando sua dúvida, tudo que ela fez foi sorrir e festejar já sentindo amor por aquele serzinho que ainda era uma sementinha dentro de seu ventre.

Tudo bem que sua relação com o pai da criança não era algo sólido, eles haviam assinado um contrato para atuarem como namorados em frente a mídia, mas as coisas haviam mudado com o tempo, havia carinho entre eles, criaram uma relação mesmo que não sendo rotulada por nenhum dos dois.

(Seu nome) entrou sem bater, Harry havia lhe dado a chave para que ela fosse ali algumas vez e tivesse algumas fotos publicadas por sites de fofoca dizendo que ela tinha acesso a casa mesmo quando ele estava viajando. Era essencial que todos achassem que eles estavam quase morando juntos.

Harry ficou de pé assim que notou a mulher entrando em sua casa e logo iniciou a conversa.

— Eu te chamei porque temos que ter uma conversa séria. — (seu nome) deixou a bolsa sobre o sofá e se sentou.

— Eu também tenho algo sério para falar. — ela disse e sorriu tentando se conter.  

— O que temos não dá mais certo, o contrato está prestes a acabar e eu no quero continuar preso à você. — Harry disse sem rodeios.

(Seu nome) piscou mais lento tentando processar o que Harry havia dito, o sorriso foi morrendo de seu rosto com o passar dos segundos a cada vez que ela repetia em sua mente o que ele havia dito. Não era possível que Harry a deixara agora, justo agora.

— Por que acabar com tudo…? — ela ainda estava um pouco desnorteada.

— Eu só estava fazendo ser agradável nosso tempo juntos, teríamos que ser um casal em frente a todos, eu só quis fazer ser agradável para nós dois. — Harry se sentou no outro sofá.

— Agradável? Para nós dois? — ela o encarou — Acho que você esqueceu de me dizer essa parte. — ironizou completamente nervosa.

— Você achou que éramos um casal de verdade? — Harry riu assim que não obteve resposta — Era só o contrato, (seu nome).

— Não estava no contrato que você transaria comigo.

— Isso foi só um detalhe e você também queria, não faça parecer que eu te obriguei a isso. — ele revirou os olhos.

— Acontece que esse detalhe me deixou grávida! — (seu nome) atirou a informação na cara do homem.

— Você o quê?! — Harry se colocou de pé a encarnado — Não ache que inventar essa merda me prenderá a você. Está enganada se acha que vai conseguir algo com isso.

Argumentar ou tentar convencê-lo a assumir a criança não daria em nada, (seu nome) sabia disso e por esse motivo que se levantou e se retirou daquela casa com os olhos repletos de lágrimas e a cabeça cheia de pensamentos do que seria de seu bebê no futuro sem um pai.

[…]

— Está tudo tão lindo. — (seu nome) sorriu olhando a mesa enfeitada com várias coisas e o bolo no meio com um carrinho de bebê o decorando — Você é tão perfeita, Dakota. Obrigada! — ela abraçou a amiga.

— Você merece. — a mulher sorriu — O Jamie ajudou muito também. — ela olhou em direção ao namorado da amiga arrumando os presentes que ela havia ganhado.

— Ele está tão feliz quanto eu… Em dois meses nosso bebê vai nascer e ele está muito impolgado. — (seu nome) olhou o namorado guardar o último presente e ir na direção delas.

— Como está o meu garoto? — Jamie acariciou a barriga da namorada da forma mais carinhosa que podia a fazendo sorrir.

— Ele está muito bem. — (seu nome) selou os lábios dele.

— Então, Jamie… Como se sente sendo o único homem nesse chá de bebê? — Dakota perguntou olhando o amigo.

— Me sinto ótimo, eu não consigo deixá-los sozinhos. — ele sorriu se referindo a namorada e ao filho dos dois.

Claro que Jamie sabia que o filho não era dele biologicamente, mas ninguém pode dizer que o filho de fato não é dele. Desde que conheceu (seu nome) e começaram um romance, ela deixou bem claro sua situação, ele não a julgou, pelo contrário, ele a ofereceu um pai para bebê que ela estava esperando e a partir daí é Jamie que a acompanha ao médico, ele que sacia seus desejos loucos e ele que faz carinho quando ela está insegura consigo mesma.

— Podemos começar as brincadeiras? — Taylor perguntou animada mostrando um batom vermelho em sua mão deixando claro o quanto estava ansiosa.

— Vamos sim, Tay. — (seu nome) sorriu sendo acompanhada por Jamie até a poltrona reservada para ela.

— Esse é o meu presente. — a loira a entregou o que parecia uma caixa grande, porém não muito pesada — Se você não adivinhar o que tem dentro, eu irei pintar o seu rosto.

— Hm… — (seu nome) balançou o presente e virou de todos os lados tentando descobrir — Eu não sei o que é… Um toca discos?

— Por que eu daria um toca discos? — Taylor riu alto com o palpite — É uma pequena mala cheia de roupinhas, eu não consegui escolher uma só. — ela sorriu vendo a amiga abrir o embrulho.

— Obrigada, Tay. — (seu nome) disse após exibir algumas das roupas minúsculas de recém nascido e abriu os braços recebendo a amiga em um abraço apertado — Você é demais!

O tempo foi passando com (seu nome) abrindo os presentes e tendo o rosto pintado a cada erro, e eram tantas amigas que ela teve que tirar a blusa para que desenhassem e escrevessem em sua barriga. No final, ela estava com corações e flores em seu rosto e desenhos maiores em sua barriga e um J & (primeira letra do seu nome) tomando quase todo o espaço.

A campainha tocou e Dakota foi atender a porta enquanto eles continuavam a conversar, Jamie estava ajoelhado em frente a (seu nome) deixando alguns beijos em sua barriga sentindo o filho chutar.

— Ele já sabe que é o pai dele que está aqui. — Jamie sorriu para (seu nome) alegre pelo bebê reagir a seus carinho.

— Sim, o pai dele está aqui. Ele acabou de chegar! — (seu nome) virou rapidamente sua cabeça em direção a porta, completamente surpresa por Harry estar ali.

— Acho que você está enganado, o pai dele sempre esteve aqui próximo a ele. — Jamie se colocou de pé defendendo seu posto e a conversa que tomava conta da sala antes, havia parado.

— Você pode achar que ocupará esse lugar na vida dele, mas está enganado. — Harry se aproximou — Ele tem o meu sangue e terá o meu sobrenome também.

— Quem você pensa que é? — (seu nome) se levantou com um pouco de dificuldade por causa da barriga de sete meses — Você não é nada meu e não é o pai do meu filho. Jamie é o meu namorado e o homem que vai ensinar o meu filho a ser um homem de verdade e não um moleque.

— Isso é uma indireta? Você está me chamando de moleque? — Harry encarou (seu nome) — Se a questão é namorar, eu estou aqui. Serei o que você quiser. — (seu nome) riu.

— Eu quero que você seja o cara que passa na televisão de vez em quando. Meu filho não precisa da sua presença.

— E o que te faz pensar que eu aceitarei isso?

(Seu nome) passa a mão pelo rosto tentando manter a paciência e imediatamente Jamie coloca as mãos em sua cintura preocupado com seu estado. Todos que estão na sala acompanham aquela discussão, o que a tornava ainda mais desconfortável.

— Eu estou bem… — ela sorriu fraco para o namorado — Eu preciso conversar com ele a sós. — Jamie mostrou a insatisfação em seu rosto e quando estava prestes a negar, (seu nome) falou primeiro — Por favor, vai ser rápido.

Jamie concordou com a cabeça e selou os lábios da namorada a pedindo em um sussurro que não forçasse a barra, ele sabe que estresse só faz mal ao bebê. (Seu nome) caminhou em direção a sacada e Harry a seguiu, quando estavam longe dos olhares e ouvidos curiosos, a grávida suspirou encostando na barra de proteção.

— Está quase completando sete meses que não nos vemos… Quantas vezes eu te procurei? — (seu nome) começou olhando nos olhos de Harry.

— Hm… Nenhuma? — ele perguntou confuso.

— Nenhuma! — ela concordou — O que te faz achar que precisamos de você agora? Depois que ter alguém disposto a assumi-lo, alguém disposto a me ajudar criá-lo, disposto a amá-lo… O que diabos você pensou que aconteceria vindo aqui? Achou que eu correria para os seus braços e te agradeceria por ter voltado? — ela riu com ironia — O que você causou foi apenas um constrangimento imenso no chá de bebê do meu filho.

— Nosso filho! — ele corrigiu.

— Meu filho! — (seu nome) esbravejou — Meu e de Jamie! Pai não é quem faz, pai é quem assume a responsabilidade de cuidar e dar amor. Jamie faz isso, o bebê nem nasceu e ele já cuida como se fosse a coisa mais preciosa para ele.

— Entendi… Você não quer que tenha contato com o meu filho.

— Não é seu filho, Harry… Ele deixou de ser no dia que você me deixou sair da sua casa quando insinuou que eu inventei uma gravidez para prender você. — (seu nome) apoiou a mão na barriga desejando ir logo para casa e se deitar.

— Eu errei, mas eu quero fazer parte da vida dele… Eu sei que já perdi você de qualquer forma, mas não quero perder ele. — Harry falou com sinceridade.

— Decidimos isso depois… Eu tenho que ir agora. — (seu nome) se virou para sair do lugar que estavam.

— (Seu nome)? — ela se voltou novamente para Harry — Desculpa! — ele se aproximou deixando um beijo na testa da mulher e se retirou logo depois.

— Está tudo bem? — Jamie chegou rapidamente até ela.

— Está sim… Meus pés estão me matando. — ela riu baixo tentando não parecer tão cansada e o abraçou pela cintura.

(Seu nome) não sabia o que aconteceria quando o bebê nascesse, ela estava pensando seriamente no arrependimento de Harry e sinceramente não sabia de mais nada. Ela só queria ir para casa descansar e filtrar todo o acontecimento com calma em sua cabeça.

Com a promessa de um banho relaxante e massagem nos pés, Jamie a levou para casa depois que se despediram de todos.



Espero que tenham gostado…

- Tay

Cómo enamorar a alguien cuando parece que no tienes ninguna posibilidad.

Imagina que estás justo frente a esa persona que te hace estallar de emoción y pone cabeza abajo todo lo que conoces. Le miras lentamente, observas sus ojos, esa mirada tranquila e interesante que te hace vibrar; su media sonrisa que te muestra los hoyuelos de su rostro y la felicidad que es capaz de otorgarte; su cabello imperfecto pero aun así extraordinario; sus brazos increíbles, cuyo mejor atributo es su posible capacidad de sostenerte cualquier día si lo quisieran y ese cuello que podrías besar hasta el cansancio sin ningún problema de tiempo o espacio. Le tienes tan cerca, que el verdadero aroma de su cuerpo, no la fragancia que utiliza, te hace pensar en lo maravilloso que sería vivir justo entre hombro y la curvas de su pecho; viajando lentamente a la locura sólo con su esencia como guía.

¿Qué es lo que sucede? ¿Por qué no eres capaz de gritarlo al mundo y decirle que tenga compasión de ti? ¿Acaso no somos capaces de aceptar una atracción, aunque eso no signifique un final de cuento de hadas?

Dibuja esto en tu mente: le tienes tan cerca, que en el momento más insospechado podría inclinarse hacia ti, rozar los costados de tu torso con sus manos, confirmando que sus palmas son el complemento perfecto para tu piel, presionando de una vez y por todas sus labios contra los tuyos para después decirte que esperaba este preciso instante desde el primer minuto en que te conoció. Acariciando tu mejilla con la suya y dejando el suave recorrido de su respirar desde la comisura de tu boca hasta donde inicia tu oído. Le apresas fuertemente con tu abrazo y sabes que nunca se va a ir, porque ya te lo ha dicho con toda su presencia, con el palpitar de su corazón tras haber perdido un poco de oxígeno al besarte.

“Existen seis elementos que son clave para entender que se está en medio de un enamoramiento o que se tiene ventaja para enamorar a alguien”.

Sin embargo, y con la tristeza más grande del mundo, sabes que eso no ha pasado y nadie tiene idea de cuándo pueda suceder. O de si es siquiera factible. Ya sea porque ninguno de los dos se atreve a hablar, a dejar las cosas en claro, a tomar cartas en el asunto cuando están tan cerca uno del otro platicando y viendo fijamente los gestos mutuos, a esclarecer lo ocurrido si es que alguno, o ambos, tiene una pareja, a decir un “¡Sí, me gustas!”; pero nadie da el primer paso. Ninguno admite que algo está sucediendo en ese espacio que les separa y mueren por unir sus cuerpos.
¿Qué es lo que sucede? ¿Por qué no eres capaz de gritarlo al mundo y decirle que tenga compasión de ti? ¿Acaso no somos capaces de aceptar una atracción, aunque eso no signifique un final de cuento de hadas? De acuerdo con un libro titulado “How to Make Anyone Fall in Love with You”, que bien podría parecer un texto de autoayuda, pero en realidad es un recuento de estudios psicológicos en cuanto al tema de la seducción, existen distintos factores que podrían frenar ese vínculo que tanto deseas con tu crush o que serían facilitadores precisos para llegar a su regazo.
Existen seis elementos que son clave para entender que se está en medio de un enamoramiento o que se tiene ventaja para enamorar a alguien.
Aprovecharse de los subtítulos
El lenguaje corporal lo es todo. Si se miran y charlan detenidamente, procura “enganchar” tu mirada con la suya, estimula la charla, intenta no aburrir, conecta tus gestos con los suyos. El cerebro humano avanza rápidamente sobre las impresiones fugaces; no dejes que se escape su atención de lo que dices o escuchas.
Gana terreno en el entendimiento
Una vez ya iniciada la conversación o el constante contacto, escucha y dale retroalimentación. No caigas en la adulación, pero a todos nos gusta escuchar que alguien aprecia lo que somos, así que congratula sus atributos, emociónate por sus éxitos y dale a entender que no hay nada mejor que verle ganando en la vida. Está totalmente comprobado que esos apoyos hacen que los humanos nos sintamos atraídos por una persona en específico: todo depende de cuanto soporte encontremos.
Subasta lo que tienes
Sí, el amor es puro y enigmático, sigue su propio cauce y no tiene fórmulas. Pero definitivamente no es ciego y hay ya suficientes pruebas de que los aspectos materiales o de discurso influyen demasiado en el “flechazo”. Obviamente no estamos hablando de una dote anual; sin embargo, mostrar tu capacidad intelectual, sin ser pedante; tu constante progreso laboral o académico; la consistencia en tus actos, los sueños y metas que te impones; etcétera, puede aumentar lo que esa persona está sintiendo por ti. Demuéstrale que no hay mejores ofertas en el mercado.
Estimula la complementariedad
No se trata de convertirte en su más grande fan, pero sí conviene mostrar cuáles son tus gustos y pasatiempos para ver qué tan cercanos son el uno del otro. No intentes exagerar o inventar conexiones; mejor busca esos puntos exactos en los que pueden conectar y enséñale que nadie podría pasarla tan bien a su lado haciendo lo que más les gusta.
Entiende las diferencias y úsalas a tu favor
Estamos seguros de que le has vigilado tan detenidamente que ya sabes de memoria sus reacciones ante el enojo y la alegría; entonces, toma ventaja de ello y muéstrale las actitudes o las circunstancias que más aprecia y huye de sus enfados. Aunque a la larga, seamos sinceros, eso no va a ser del todo viable. Por lo tanto, necesitas encontrar una forma de comunicación donde muestres total entendimiento de sus exasperaciones y como el único espíritu heroico que le comprenda en sus enfurecimientos.
Busca el justo contacto físico
A veces una palmada, un gentil saludo matinal, una mirada lejana, una sonrisa de complicidad o una ligera caricia sobre la mano, dicen más de lo que podemos imaginar. La atracción sexual y el placer son muy distintos en cada persona, entonces encuentra qué “roces” puedes utilizar con ese alguien especial para hacer notar un poco más tu interés. El contacto físico suele atraer demasiado cuando se hace correctamente. Si ya llegaron más allá de eso y los abrazos son sólo un pretexto para sentirse más cerca, ¿por qué seguir engañándose? Es mejor que alguno tenga un poco de disposición y tú se lo digas cuanto antes.
En efecto, es un riesgo. Pero de qué vale tanta inseguridad y suposiciones lastimosas si no lo tomas para esforzarte de verdad en conseguir que sus días, tardes y noches sean tuyas; de nadie más.

cnbc.com
Un escorpión ataca a un pasajero de un vuelo de United Airlines [ENG]
By Berkeley Lovelace Jr.

Un escorpión cayó de uno de los compartimentos superiores de un vuelo de United Airlines que viajaba de Houston a Calgary y atacó a un pasajero según ha podido confirmar hoy la compañía al diario CNBC. Afortunadamente el hombre fue atendido por médicos del avión confirmando tras su atención que se encontraba fuera de peligro.


O United Airlines está probando formas alternativas de desalojar pasajeros, o alguien les ha puesto 2 velas negras, porque no levantan cabeza…

Parte 3/3 (parte 1, parte 2).


S/N:

Zayn não insistiu, não me ligou, não me procurou. Apesar de ter me arrependido de me envolver nessa loucura, eu o queria aqui comigo, queria sentir seus toques delicados, e aqueles olhinhos que se fecham quando sorri. Zayn não merece isso, eu não o mereço. Será melhor para ele. Melhor para mim.


 A campainha tocou, por um instante maginei que seria meu amor querendo entender tudo que estava acontecendo, mas lembrei que James havia se convidado a visitar meu apê. 

- Entra James. -abri espaço para ele.

- Que animação é essa? Você está quase lá. -disse com uma garrafa de vinho. - Vamos beber. -abriu o vinho com o saca-rolhas que encontrou em minha cozinha. 

- É… James, não estou muito animada. -disse fraco, pondo algumas mechas do meu cabelo atras da orelha.

- Pois trate de se animar, temos muito o que comemorar. -sorriu se aproximando.

 Me entregou uma das taças, com uma de suas mãos acariciou meu rosto, olhando fixadamente em meus olhos. - Você é irresistivelmente incrível, (s/n). Eu posso? -disse aproximando seu lábios dos meus, sem tocar. 

 NÃO!!! Calma, ele não pode desconfiar que quebrei uma das regras. Apenas assenti, sorrindo forçadamente. A mão que acariciava meu rosto, havia descido para minha cintura, nos beijamos. James intercalava o beijo com mordidas e chupadas em minha língua. - Já volto, não saia daqui. -ele disse se afastando.

- Ok.

- Não se mova, é serio! -sorriu.

- Tudo bem.

 Tanto faz, o pior eu já tinha feito! Menti, menti diversas vezes, nem meu nome Zayn sabe. Sequei minhas lágrimas que insistiram em cair.

 James voltou, mostrando presente me abraçando por trás. Depositando beijos em minha nuca. Voltamos a beber. Então me pegou no colo e me levou para o quarto, finalizamos a noite com uma transa forçada, sem prazer de minha parte.


ZAYN:

 Desde que Kristen enlouqueceu, perdi meu chão, meu ar, minha vontade de viver. Por que ela não me quer mais? Por que ela disse que eu não a perdoaria? Eu daria qualquer coisa nessa vida pra que ela me chamasse de volta e dissesse que estava tudo bem. Mas eu não posso ir atrás dela, ela implorou por isso, não me quer perto, eu não vou forçar. Eu jamais faria ela se sentir mal. 

 Saí dos meus pensamentos quando recebi uma mensagem em meu celular. 


 “Você conhece a putinha desse vídeo? Saiba que ela está muito encrencada, não me levou a sério e vai ter que arcar com as consequências. Se quiser saber como salvá-la, me procure no endereço abaixo”


 Assisti ao vídeo, era a Kristen… TRANSANDO COM JAMES (????). Era disso que ela estava falando? Estava me traindo esse tempo todo? Que estúpido eu fui em acreditar que ela era diferente, única. Que… raiva dessa desgraçada!!! 

 Li a mensagem novamente e duas palavras me chamaram a atenção “encrencada” e “salvá-la”, peguei minhas chaves e fui imediatamente para o endereço da mensagem.

- Sabia que você viria…

- Quem é você? Como conhece Kristen?

- Kristen? -riu irônico. - Desculpe te decepcionar, mas o nome dela não é esse. Prazer, meu nome é Griffin, Smith Griffin. -estendeu a mão para mim e não a apertei.

- O que está acontecendo nessa porra? -o empurrei.

- Calma molequinho, é simples, vou ser claro.

- Então seja. Fale logo. -cruzei os braços.

- Eu contratei a (s/n), esse é o nome dela, para acabar com a sua carreira fodida e seus amigos, que estão arruinando meus negócios, desde que vocês surgiram, eu não consigo emplacar uma banda. -eu ri debochadamente. - Perdi muito dinheiro Malik, perdi dinheiro investindo em bandas que fracassaram, perdi dinheiro com sua putinha que desistiu da missão.

- Não a chame assim!!! -o empurrei novamente.

- Ah qual é Zayn? Não viu o vídeo? Ela te traiu, mentiu para você, nunca te amou. -disse rindo. - Ela é uma impostora que te tirou do investimento mais lucrativo da música. Você também está perdendo dinheiro com isso meu caro. 

- Onde ela está?

 Todas as quelas palavras me feriam, eu queria matá-la, mas eu precisava ouvir ela confirmando toda a história.

- Bom… Está trancada em um porão, apanhando todo santo dia até se arrepender de ter desistido de ter pulado fora. E só você pode salvá-la agora.

- Apanhando? Você é louco?! O que eu tenho que fazer?

- Termine a missão dela, acabe com a banda.

- Os caras jamais aceitariam isso.

- Você quem sabe, não me importo de bater mais nela, ela merece, aquela vagabunda.

Soquei o rosto dele por impulso. - Eu vou conseguir!

 Eu preciso consegui!


 Desci do carro, fui correndo para o estúdio da minha antiga gravadora, minha esperança era encontrar Harry, Liam, Louis e Niall lá.

- GUYS, GUYS!!! PAREM TUDO, ME ESCUTEM POR FAVOR. 

- Que está fazendo o que aqui Zayn? Você pulou fora, esqueceu? - Louis disse incrédulo. 

- Eu preciso da ajuda de vocês, a Kristen está em perigo e só vocês podem me ajudar, eu imploro. -minhas lágrimas saltaram.

- O que aconteceu com a Kris? - Harry disse preocupado, eles haviam se tornado grandes amigos. 

 Expliquei toda a situação para eles, que ficaram assustados, sem querer acreditar nas palavras que eu cuspia. - Por favor galera, eu preciso que a banda acabe agora.

- Sem chances. - Louis retrucou. - Ela te enganou, te tirou da banda e você quer salvá-la, ela que se foda, idiota.

- Eu apoio. - Harry disse. - Conte comigo.

- Eu quero ajudar Zayn, você precisa ouvir tudo isso dela. -Niall me abraçou.

- Liam? Por favor amigo… -Eu mal conseguia falar, fraco e cansado.

- É, acho que está na hora de darmos um tempo mesmo.

- Obrigado. -o abracei.

 Louis acabou cedendo. - Caras, me desculpem pelo transtorno, eu nunca quis envolver vocês nessa história, mas enquanto eu estou aqui falando com vocês, ela está lá trancada, sem comer, apanhando. Obrigado por tudo, vocês sempre serão os meus irmãos que a vida me presenteou.


 Assim que Griffin soube que eu havia conseguido, me enviou o endereço do porão. Fui até lá rapidamente, com medo do que iria encontrar, do que iria ouvir.

- Zayn? Vai embora, eu disse pra não me procurar. -ela disse chorando, sentada em um colchão no chão.

- Mentirosa, quando pretendia me contar? -bati a porta, fechando-a. - 

- Nunca. -ela não olhava em meus olhos. - Eu te pedi pra sumir, seria melhor pra você.

- Eu não acredito que você nunca me amou. -me aproximei, segurando o rosto dela, fazendo ela olhar para mim. - Olha todas essas marcas, você está muito machucada. 

- Amei… Amo. Nenhuma marca em meu corpo está doendo mais que meu coração. 

- Por que fez isso comigo? Eu confiei em você, te entreguei toda minha intimidade, te contei todos meus segredos, você conhece todos os meus medos, todas as minhas inseguranças.

- NÃO ENXERGA QUE É POR ISSO QUE EU DESISTI? -ela gritou, me empurrando. - Eu tinha tudo calculado, acabaria com a One Direction, pegaria o dinheiro, voltaria para o Brasil, pagaria o tratamento da minha irmã e você nunca mais me veria.

- Você sempre ficou com James, não é? Além de mentir, me traía. Nojenta. 

- Eu só fiquei com ele uma vez, depois que mandei você ir embora.

- Vocês transaram… -reprovei.

- Tá bom, Zayn, vai embora! Eu não quero falar mais.

- Eu vim aqui para te dizer que finalizei sua missão, One Direction não exste mais. 

- Que? Zayn não! Você não deveria se meter nisso.

- (S/n), esse é seu verdadeiro nome não é? Apesar de tudo que você fez comigo, eu te amo, amo muito, que chega a doer. Eu não poderia deixar ele te torturar mais. -minhas lágrimas caíram. - Você foi a unica que esteve ao meu lado, mesmo que de mentira.

- Não foi mentira, Zayn. -ela me interrompeu.

- Então por que não acabou com isso antes? 

- Eu tive medo, eu sabia com quem eu tava lidando, eu não queria, eu não me perdoaria se eles te fizessem algum mal, eu fui constantemente ameaçada e eles acreditavam que eu estava com você fingindo te amar, mas eu nunca fingi Zayn, eu sempre fui sua, minha alma, meu corpo, meu coração eram inteiramente seus. -escondeu o rosto enquanto dizia. - Quando eu vi que tinha saído da banda, eu percebi o quão mal eu estava fazendo a você, você não merce isso Zayn, eu conheci um cara maravilhoso, leal, romântico e extremamente atencioso, então não tive mais coragem de olhar em seus olhos. Vá embora, por favor.

- Eu não vou a lugar nenhum que você não esteja.

- Zayn, eu não te mereço.

- Me faça esquecer a Kristen.

- Eu não posso, eu sou ela.

- Me faça esquecer que a Kristen existiu. -colei nossos lábios.

- Zayn me perdoa, por favor.

- Você errou, todos erram, eu não quero te perder, não sei viver sem você.

- Te amo Zayn, eu sou uma estúpida.

- É sim! Mas você se arrependeu e eu estou aqui de coração aberto para você, sem nenhum rancor ou magoa.

- Não sei se consigo. -roubei um beijo dela.

- Tentaremos juntos. -ela sorriu

¡Nueva dinámica!

Junto con la página hermana, @lesbianas-mexico, hemos creado la dinámica “Call me maybe”.

Esta dinámica consiste en hablar con una chica que te será asignada tratando de que sean compatibles de cuerdo a tus gustos.

Te tendrás que coordinar con esta chica para realizar una video llamada de al menos diez minutos.

¿Cómo sé que no es un chico?
Todas las participantes, sin excepción, harán una corta video llamada con una de las administradoras de la dinámica para comprobar que son chicas.

¿Cómo puedo entrar?
1. Mándanos un mensaje ya sea por ask of por el chat. Por favor verifica que no sea en anónimo. Mensaje anónimo será borrado.
2. Mándanos tu nombre, edad, que te gusta hacer, que esperas de esta dinámica, que temas te gustan, además de tu número de Skype p Whatsapp.
3. Espera tu mensaje de confirmación  
4. Coordina la video llamada con una de las administradoras para verificar tu identidad, puede ser por Skype o WhatsApp.
5. Una vez verificada estas dentro de la lista, espera a que termine el periodo de inscripción.
6.  Te será asignada tu pareja para la video llamada.
7. Tienen una semana para contactarse y programar la video llamada. De no ser a si la persona que no conteste será eliminada de la dinámica y a la otra persona se le asignará alguien nuevo.
8. Disfruta tu llamada y haz nuevas amistades. 

La inscripción será desde el 28 de junio hasta el 8 de septiembre. En este tiempo también se estará confirmando los datos de las participantes.


Por favor recuerda dar reblog a esta publicación, para que así más chicas se unan a la dinámica. Mientras más chicas haya más probable es que encontremos a una chica a fin a ti.

<

p>Imagine hot do liam

Queria começar dizendo q foi difícil pois eu escrevi e apaguei sem querer duas vezes e fiquei mto brava cmg por ser tão burra.Mas espero que goste n ta nd demais essa imagine mas n ta tao ruim

“Ooi, pode fazer um com o Liam em que a (s/n) é secretária dele e ele é louco por ela… Aí ela fica provocando ele (usando roupas curtas e tals) e acaba rolando um hot.”fanyc1

P.O.V. liam

S/n trabalhava para mim a uns 5 meses,e ela gosta de me ver louco,eu estou noivo a um tempão ja ,ate gosto da minha noiva mas fazia tempo em que não fodemos e quando fodemos ela é muito recatada no sexo,nao quer tentar uma posição nova,nada novo é sempre a mesma coisa eu em cima dela,estou cansado disso preciso de algo novo.

Era 23:00 horas da noite e apenas eu e s/n estava na empresa pois estavamos resolvendo assuntos da a filial no Japão, estava um desastre lá eu preciso resolver isso rápido,ja estou ficando frustrado com tudo isso,preciso de algo para me acalmar ou vou enlouquecer,s/n terminava de arrumar os papeis,ela estava com uma blusa social com os dois botões abertos cabelos soltos jogados pro lado,sua saia apertadinha ate os joelhos marcava bem aquela bunda deliciosa,que tenho uma louca vontade de comer aquela bunda enquanto ela grita pra eu ir mais forte,mas nao posso é errado,ate porque s/n é jovem demais para mim,mas nao sei quanto tempo eu resisto.

P.o.v S/n

Liam era tao gostoso,aquele homem era uma perdição, aquele corpo…meu Deus eu to louca por ele,sempre fui do tipo que não passa vontade que sempre tem aquilo que quer e terei liam e o terei hoje,mas precisamente agora.

-Senhor payne?-o chamo

-Sim?-ele diz distraido.

-o senhor viu essa cláusula no contrato dos bowers?-digo ja me levantandoe ficando ao seu lado com meus peitos na sua cara.

Ele me para os meus seios e morde os lábios mas logo se levanta e olha pra mim,continuo olhando nos olhos dele ate que ele pega a minha cintura e me deixa de costa pra ele.

-Por acaso você acha que eu sou idiota?desde que começou a trabalhar aqui vive me provocando…

-acho que o senhor esta enganado-o interrompo falando sensualmente.

-nao me interrompa sua vadia.Continuando você pensa que eu ia aguentar a isso muito tempo?pois esta errada,-ele fala puxando meu cabelo e deixando meu ouvido encostado em sua boca.-eu vou foder voce aqui e agora sua cadela imunda.

-voce nao seria capaz de tal ato senhor payne.-falo mas quando sinto ele tirando minha saia e rasgando minha calsinha sei que estou fodida e gosto da ideia

  P.O.V  LIAM
  • voce nao seria capaz de tal ato senhor payne.-a vagabunda fala e me irrito por ela achar que sou um bunda mole.

Ela nao perde por esperar então,tiro aquela saia que ela tanto me provocava com rapidez e rasgo aquela calcinha que ficava linda em sua bunda.

Tiro minha calça minha cueca de uma vez

-eu estou limpo e voce?  Voce toma remédio?-pergunto torcendo para que ela fala sim

 Ela acena com a cabeça confirmando então a penetro com força,ela dá um grito agudo

  -queria que eu te comesse não queria? então toma.  

  -Oh sim senhor payne,me fode forte

 meto na buceta dela com força sinto vontade de beijá-la então eu a viro e beijo aqueles lábios carnudos que eu adoraria no meu pau.Sento ela em cima da minha mesa e penetro-a denovo.

Chupo e mordo seu pescoço e ela geme pedindo mais vou descendo até chegar em seus enormes seios os chupo também.

  • mais forte eu vou gozar-ela diz gemendo alto.

 -entao goza no meu pau cadela.

Ela revira os olhos e me beija sinto ela me apertar e sei que acabou de gozar.Continuo penetrando ate que o que ela me diz quase me faz gozar.

 -goza na minha cara-ela se ajoelha à minha frente e cai de boca no meu pau e começo a meter sem dó na sua boca.

 -isso cadelinha me chupo todo-vejo ela engasgar as vezes

Sinto que vou gozar entao tiro meu pau da boca dela e me masturbo em sua frente ate que gozo em sua cara,vejo minha porra  escorrendo ate seus seios e caralho aquilo era muito excitante.

Ela se levanta se limpando com sua blusa que estava no chão.

  -Essa não foi a unica vez quero comer essa boceta outra vez-falo e ela ri maliciosa.

 -o que acha de ir la em casa?-ela pergunta e eu sorrio

Fim

Bom espero que tenho gostado me contem la na ask.bjs ate a proxima

Infinity

(:3 cara como eu adoro ler a teoria que vocês fazem ) e confirmando algumas coisas, ele é calmo sim, pra certas coisas mas para outras..bem :v é meio pavio curto,e sim, ele não admite que algum deus quebre as regras impostas por isso é rígido com certos indivíduos. 


Observação: O “infinito” é como a mistura de todos os símbolos existentes, tudo em um só, Então assim como ele é as coisas boas, também é as coisas ruins, tudo em um perfeito equilibro.