cicatrization

Olho para trás e vejo, quantas pessoas se passaram em minha vida, quantas pessoas bagunçaram meu coração, e quantas deixaram marcas e cicatrizes. E aí paro e penso, será que alguma pessoa vai chegar, arrumar e organizar essa bagunça toda? E o principal de tudo, permanecer, porque de idas e vindas, de chegadas e partidas, não sei se aguento mais isso.
—  Alef Santos.
Queria ter te conhecido antes, muito antes, para que nenhum de nós dois tivesse medos ou cicatrizes. Queria ter estado com você quando seu coração descobriu o que era amor, quando seu corpo descobriu o que era desejo, e antes que pudesse sofrer eu estaria do seu lado te amando e me entregando, e juntos poder ter aprendido as lições da vida e do coração. Queria ter te conhecido quando suas esperanças começaram a nascer, quando seus sonhos ainda eram puros e seus ideais ainda ingênuos. Pena termos nos encontrado só agora, já com o coração viciado em outros amores, com uma imagem meio falsa do que é felicidade, do que é se entregar. Queria ter te encontrado numa nova vida, num outro tempo, em que não precisássemos temer o nosso futuro, nem nossos sentimentos.
—  Desconhecido.
Eu sou um conjunto de emoções envolvidas em uma confusão terrível, uma mistura de sentimentos tão diversos como você pode imaginar. Eu sou uma completa bagunça, medo e incerteza. Eu sou uma ilusão em um mar de realidade. Eu sou a alegria e a tristeza. Eu sou tudo o que você pode gostar e tudo que você poderia odiar. Eu sou a força e insegurança. Eu sou a caixa de surpresas mais imprevisível que você pode encontrar. Eu sou o que sou e tudo o que eu preciso. Eu sou a vitória e a derrota. Eu sou minhas cicatrizes.
—  Cada pessoa é um universo por Larissa Dias.
Eu sabia que ela tinha cicatrizes no corpo todo apesar de nunca ter as visto. Queria pedir para que tirasse a roupa, não de uma forma sexualizada, eu apenas queria ler teu corpo, conhecer a história de tuas cicatrizes, tanto as visíveis a olho nu quanto as internas. Queria entendê-la e ainda quero.
—  You’re amazin’, WHITLE, Derek

eu penso na morte constantemente, ela parece confortável perto de tudo que eu tenho que passar diariamente. já estive muito perto dela algumas vezes, e saí com algumas cicatrizes, alguns traumas que meu corpo e minha mente não vão me deixar esquecer. nunca. mas eu aprendi que uma pessoa que é corajosa o suficiente pra desejar a morte é corajosa o suficiente pra enfrentar a vida.

Eu não te segurei, não prendi você e nem tão pouco implorei para que ficasse aqui. Ao contrário, deixei você ir pelas feridas que me causou, por todas as noites que chorei, remoendo aquela dor. Por me culpar diversas vezes, até mesmo julgando-me insuficiente, quando na verdade você não era suficiente pra si mesmo.
Foi então que abri mão da dor, me libertei daquilo que você ousava em chamar de amor. Abri a porta e pude observar de longe você partindo, levando consigo sua alma vazia e solitária.
Hoje encontro-me aqui, no mesmo lugar de sempre, porém, com a esperança de que um dia essas feridas se fechem e cicatrizem de vez, para que assim, eu possa finalmente ser livre para abrir a porta quando o amor por aqui passar.
—  Leandro Caetano.
Sabe porque eu fico? Porque eu gosto de te observar, gosto de descobri detalhes, marcas, ouvir historias sobre você. Eu sento aonde estiver e te observo, de longe, de perto, quando estou aqui, aí e ainda mais quando não estou. Porque é mágico a forma que você evoluí, se refaz, desfaz, recomeça, é mágico como sempre encontra uma saída entre uma dor e outra, como esconde suas cicatrizes e transparece suas forças. Eu gosto de ficar porque você não é uma mentira, é real, é exemplo, exemplo de alguém que merece o máximo que consegue, mais do que tem, do que convém e inspira dias melhores, dias de calmaria. É isso, se o prêmio por saber viver nessa vida fosse um pedaço do céu, você ganharia. Eu gosto de ficar, de lidar com a suas tempestades, seus outonos, porque na primavera você floresce, no verão aquece e contagia quem está ao seu lado. Então vale a pena ficar, te regar, observar e apoiar, vale apena cuidar e te acolher. Eu fico porque vale a pena, porque suas cicatrizes são mais firmes do imagina e é bonito de se ver, suas saudades são do que é bom do que viveu e não se arrepende de ter vivido, porque você acolhe e sabe ser abrigo melhor do que ninguém. Fico porque sua alma floresce em cada amanhecer e seus gostos, seu jeito, trejeitos, sua bondade se aprimora em cada queda e intensidade. Ah, sua intensidade não assusta, não afasta e nem destrói, sua intensidade te ensina a viver, a se ter e se manter como és. Então eu sento e fico, te observo, te apoio e te rego porque vale a pena.
—  G, E eu fico.
Você não era nada igual aos outros. Nada. Tinha olhos de uma cor tão linda, que eu nunca vir em nenhum outro olhar. Tinha um sorriso tão lindo, tão convidativo, te ver sorrir era como um convite a sorrir também. O som do seu sorrio, tinha som de inocência, de pureza. Eu sempre amei a criança que existia em seu riso. Seu andar, seu rebolado involuntário, seus passos medidos. Sua preguiça charmosa e irritante. Seu ar sexy. Sua voz. Ah! Sua voz! Ouviria ela todos os dias, do outro lado da linda, no toque do celular, nos auto-falantes da cidade, com sorte ao pé do ouvido. Suas mãos. Sempre gostei de pensar que elas tinha o encaixe perfeito para as minhas. Seu jeito, seus trejeitos. Suas manias, suas covinhas. As cicatrizes da sua alma, da sua pele. Seu coração. Seu amor. Sua companhia. Nada em ti era igual a qualquer outro. E foi isso que amei em você. Isso que sempre amarei em você. E se você fosse igualzinho aos outros? Amaria também. Porque ainda seria você.
—  C.
Sentado ali, bebendo, considerei a opção do suicídio, mas me senti estranhamente apaixonado pelo meu corpo, pela minha vida. Apesar das cicatrizes que marcavam meu corpo e minha existência, ambos eram propriedades minhas.
—  Charles Bukowski.
tenho muito orgulho
dos meus erros
gosto de exibir a beleza
das minhas cicatrizes
sinto saudade
das conversas sem roteiros
em cafés baratos
tenho mais livros do que amigos
fico o mais perto possível
de tudo que é intenso
isso irá me consumir
mas a minha estranha luz
permanecerá.
—  Zack Magiezi.