charlie brown jr fotos

Status&Legenda: Charlie Brown Jr.

• O amor é a paz de DEUS que nunca acaba! 🙏

• Cuide de quem corre do seu lado e quem te quer bem. Essa é a coisa mais pura! 😉👍

• A vida me ensinou a lutar pelo que é meu! ✌✌

• O tempo às vezes é alheio à nossa vontade, mas só o que é bom dura tempo o bastante pra se tornar inesquecível❗

• Eu não busco a perfeição em ninguém. E não quero que busquem isso em mim… 😐

• Faço da dificuldade a minha motivação! 👌✌

• Hoje ninguém vai estragar meu dia. Só vou gastar energia pra beijar sua boca! 😘😘

• Podem me tirar tudo que tenho Só não podem me tirar as coisas boas que eu já fiz pra quem eu amo! ❤💗

• Deixe viver, deixe ficar, deixe estar como está… 👌

• Eu tenho fé em Deus pra resolver qualquer parada! 🍀🙏

• Eu não vim pra me explicar, eu vim pra confundir… 😆😆

• Molduras boas não salvam quadros ruins! 👊

• Em minha vida de tudo acontece mas quanto mais a gente rala, mais a gente cresce… 👍👍

• Vem, vem com tudo, me leva pro seu mundo… Toda patricinha adora um vagabundo! 😏😁

• Tem gente que reclama da vida o tempo todo mas a lei da vida é quem dita o fim do jogo! ✌

• A vida me ensinou a nunca desistir, nem ganhar nem perder, mas procurar evoluir… 😉

• Tem vários jeitos de a gente matar uma pessoa, a indiferença é uma delas! 😕😐

• Não é facil encontrar o caminho , mais é bom olhar pro lado e ver que não estou sozinho! 😄😃

• Eu sou feliz e rodo pelo mundo, sou correria mas também sou vagabundo… 😋😝

• Deixa eu te mostrar o melhor que eu posso ser! 👃👃

• E a gente se pergunta porque a vida é assim? É difícil pra você e é difícil pra mim… 😕

• Nem tudo lhe cai bem, é um risco que se assume, o bom é não iludir ninguém! 👍

• Tudo que eu tenho eu conquistei na raça… ✌

• Mas se for pra falar de algo bom Eu sempre vou lembrar de você… 😀😍

• Quando eu te vejo eu começo a sorrir… 😊☺😀

• Não liga pro meu samba não. Meu samba é meio triste! 😕😕

• Com isqueiro ou maçarico, eu vou deixar a chapa quente. Tenho fé em Deus, e o poder da minha mente. Há mili, mili anos tamo aí virando a mesa. Carta na manga pro elemento surpresa… ✌

• Olhos que enxergam além do universo em que você está. Dogmas que espalham medo entre os inocentes. A gente aprende desde cedo a temer a liberdade, mas você pode enfrentar o medo e se livrar da solidão… 😓

• Um dia eu volto pra fazer só a sua vontade, mas se eu não puder fazer você ser a pessoa mais feliz eu chego mais perto disso possível! 😉😍

• Meu estilo de vida liberta minha mente. Completamente louco mas um louco consciente… 😝😉

Se pegar/gostar reblog ou dê like, aceito pedidos pela ASK, obg 🍃✨

Mais frases ↪️ aqui

Capitulo 40 – Dias Fáceis

Alguns dias eram mais fáceis do que outros,  aquele finalmente estava sendo o mais fácil, não sei exatamente o que me animou pela manhã. Talvez o céu infinitamente azul, o dia lindo, o sol ? Não sei, a única coisa que sei é que os últimos dias tinham sido muito difíceis, e nem mesmo eu entendi a animação daquele dia, o clima leve e bom, o frio tinha dado uma trégua, 19 graus, o que não era exatamente normal nos dias de julho.

‘’Hoje vou fazer o dia render’’ falei a mim mesma, afastando qualquer sombra de pensamentos negativos que podiam me incomodar naquele dia. ‘’ Vamos lá, recuperar esse sorriso, minha marca, é necessário’’.

Pulei da cama, observei o celular apenas para ver as horas, que marcavam 8:25, qualquer ícone de mensagem no whats foi ignorado por mim naquele dia, sem drama sem decepções. Tomei um banho  e buscava uma roupa no guarda roupa para vestir, acabei com uma calça jeans preta rasgada de cima a baixo, e uma camiseta que estampava a foto de Chorão da banda Charlie Brown Jr. E a frase ‘’ Hoje ninguém vai estragar meu dia’’, sorri pois era exatamente o que eu queria para aquele dia, quase perdi o foco quando vesti a camisa e senti o perfume de Vanessa, a camiseta era dela,  botei o pano mais uma vez contra o rosto, tentando sentir todo perfume nela, mas antes que qualquer filme passasse na minha cabeça parei de bobagem, calcei uma bota e peguei a bolsa, saindo de casa.

Estava dirigindo quando visualizei aquela criatura desengonçada alta com cabelos pretos longos andando na calçada, não mão esquerda carregava uma garrafa de Martini, já tinha quase certeza de quem era, até ler o nome da banda na camisa The Misfits , encostei o carro e baixei o vidro.

- E aí gata, quanto cê cobra o programa? –falei tentando parecer séria, mas prendendo o riso.

- Pra você o cu é bem barato. – Edu falou se virando e rindo pra mim.

- Entra aí.

Ele abriu a porta e me deu um beijo no rosto cumprimentando. – Sua ruiva sabe que você ta vendendo o cu ai na esquina por garrafa de Martini?

- Não, é meu mais profundo segredo, não conte a ela, já falei que pra você é mais barato. – falou zoando.

Rimos juntos.

- Aonde tá indo ? – perguntei pra ele.

- Na casa da sua mãe. – falou pegando um espelho que encontrou ali e arrumando o cabelo.

- Ah eu também, você é uma puta de sorte. – falei, ele deu um sorriso largo.

Edu sempre me fazia rir, era difícil não rir quando estava com ele, ele tem sido meu amigo a anos, talvez por que estávamos juntos na época mais louca da nossas vida, nossa adolescência foi foda, nunca aproveitamos tanto, até hoje aproveitávamos. O clima com ele era sempre descontraído, sei que ele fazia muita merda também, mas sua namorada atual andou controlando certas atitudes dele, o tornando uma pessoa mais sensata, mais…calma.

- Você tá diferente, ruivinha fazendo efeito na sua vida. Julgando por estar com um Martini na mão é sóbrio. – falei olhando pra ele por um momento, ele passou a mão nos cabelos, parecia nervoso.

- Olha, ela tá, isso é para nossa comemoração hoje, estou prestes a fazer uma das maiores cagadas.

- Haha, cagadas, você tá sempre fazendo, qual a próxima? – perguntei curiosa.

- Vou pedir ela em namoro. – falou e esperou minha reação.

- Não é uma cagada se você realmente gosta dela, e se vai fazer isso. Você que é você – dei uma risada no meio da frase, e ele concordou com a cabeça - … vai pedir, é por que ela realmente é especial pra você.

- Mano, acho que nunca vou encontrar alguém como ela. – falou meio bobo.

Edu era o tipo de pessoa que era ‘’durão’’ aqueles rockeiros quem mais não se importam com as coisas e faz loucuras, mas ele sempre foi aberto ao amor, a única fragilidade dele, ele odiava isso, mas não tinha alternativa, por mais hardcore que fosse, ele sempre estava se apaixonando, o lado positivo é que se dava problema se desapegava fácil, já eu era ao contrario, difícil de me apegar, e depois difícil de esquecer.

- Então tá fazendo a coisa certa.  – falei

- Você e a Vanessa estão convidadas para o pedido hoje, vai acontecer na minha casa mesmo, uma social, farei lá com os amigos mais próximos.

Suspirei, não sabia o que falar, contar ou não sobre a briga com Van? A pergunta após me deixou sem alternativa.

- E como tá a loira ancuda? – ele riu

- Mais ou menos, a tia dela faleceu, mas não andamos se falando pouco esses últimos 3 dias.

- Aham sei, garanto que tá na sua cama esse momento, aproveitando que o pequeno tá com o pai. – falou me dando um leve soco no ombro.

- Não ta. Rs. – acho que ele percebeu minha resposta desanimada.

- Vish, o que tá pegando?

- Aí-ai, tá complicado. – foi o mais próximo de uma explicação que cheguei.

- Brigas? Ciúmes? – ele palpitou.

- Nenhum… o maldito rótulo, e a sua mania de querer se fechar e não se entregar. – falei séria.

- Você se gostam, as coisas vão melhorar. – concluiu, e logo chegamos na minha mãe.

Ela estava completamente curada da pneumonia, sorridente, acho que todas as pessoas tinham acordado mais animadas aquele dia. Ele convidou  ela também para o noivado, mas minha mãe agradeceu negando.

- Isso é mais para amigos e familiares Edu, mas boa sorte, que você seja muito feliz.  – Abraçou ele forte, Edu e minha mãe se gostavam demais.

- A senhora que sabe. – falou finalizando o abraço, mas ainda sorrindo.

- E eu hein, que pensei que no final das contas depois de todos esses anos de amizade vocês iam terminar juntos. – falou olhando para mim e para ele.

Rimos muito daquilo, e ela nos observou com olhar assustado. – Eu e o Edu?! Haha, sério mãe?

- Não tia, ela minha melhor amiga. – ele passou a mão por cima dos meus ombros e enfiou o dedo no meu nariz.

- Ai Edu! Para de ser porco! – minha mãe balançou a cabeça rindo e foi para cozinha.

- Olha só, vou indo e te vejo mais tarde. – Ele me deu um beijo na testa, e correu para apertar minha mãe em um abraço de urso, que protestou quando seus braços se fecharam ao redor dela, e então foi embora.

 Caminhei até a cozinha, minha mãe se encontrava concentrada batendo um pão caseiro. Me apoiei no balcão cruzando os braços ali. Ela sorriu amigável para mim, então vi que estava de boa com todos os assuntos. Acho que finalmente aceitando melhor as coisas.

- Quando vai convidar sua amiga aqui para um jantar? Eu andei pensando. – Bom, essa pergunta confirmou meus pensamentos sobre a aceitação, o pelo menos a tentativa pela tal.

- Assim que possível. – falei dando um beijo no seu rosto, não entrei em detalhes, nem contei nada da briga. Achei que aquela era a melhor resposta para o momento.

Não demorei muito lá, foi uma visita rápida, ela me atualizou sobre os acontecimentos da família, e horas depois deixei sua casa, indo para minha me arrumar para ir na casa de Edu para sua ‘’cerimonia’’.