certo-dia-na-cidade

Já nem sei quanto tempo faz, ele foi como quem se distrai. Viu na cor de um som a cor que atrai, foi num solo que não volta atrás. Tchau, mãezinha, fui beijar o céu; a vida não tem tamanho. Tchau, paizinho, eu vou levando a fé, é tudo luz e sonho. Eu vou viver, vou sentir tudo. Eu vou sofrer, eu vou amar demais. Ei, garoto, a força que me conduz é leve e é pesada; é uma barra de ferro jogada no ar. Eu vou levando a fé.
—  Barão Vermelho