cays

Jovem, há momentos em que você cai no chão, mas você é mais forte do que sente que é agora. Você nem sempre tem que falar tão alto, não, basta ser como você é. A vida nem sempre é um passeio confortável, todo mundo tem cicatrizes escondidas e todo mundo se faz de bobo às vezes, sim. Apenas seja você mesmo.
—  Mike Posner
7

la arquitectura puede emplear cualquier —cualquier— recurso para lograr conmover y dar cuenta del espacio que quiere crear. En este caso, profundiza en uno de los efectos más visibles (y temibles) de los terremotos: las grietas. Con estos elementos nos hace entrar suavemente a la tierra para hacernos pasear por un resquebrajado suelo hasta llegar al interior del museo. El efecto que produce es inquietante y emocionante, ya que nos enfrenta al miedo, a lo desconocido, en una metáfora formal que resulta más que adecuada para el programa a proyectar.

cai yongjie tongji university - wenchuan earthquake memorial museum, sichuan, china

Status: Variados

Sente a vibe bebê, dá uma atenção nas palavras.

Se não gosta, cai fora !

Livrai-me de tudo que me impede de ser feliz. 

Situação ruim que já vai melhorar.

Se ela cola linda, mano, as mina se incomoda

Onde fui pedra, você plantou flor

Quando o amor se acaba, na verdade nunca se amou

Sempre tive um objetivo só, ser feliz.

A gente fala tanto de liberdade e se limita o tempo inteiro.

Pior que errar é não querer mudar.  

Estava escrito, ou melhor, tinha que acontecer. 🍃

Nunca é tarde para recomeços.

Enfim, tô bem de boa.

Coloca o mundo no mudo e escuta seu coração.

A partir de agora chega de me arriscar com essas droga aí que chamam de amor.

Ofereça seu melhor, a vida retribui 

O que pensam, não define quem sou. 

Doce como limão, tranquila como furacão

Oriente sua mente e viva intensamente.

Tá aí, meu sorriso retornou.
Por um tempo ele ficou ausente, escondido. Acreditei que jamais sentiria alegria de novo e que viveria á mercê d'uma infelicidade que eu não esperava, mas a vida surpreende… O mundo gira e a gente aprende. O que era machucado, cicatriza. O coração que espremido estava, se expande. A gente se recupera, cai de novo, se levanta mais uma vez, limpa os joelhos e segue em frente.
—  Camila Mendes

anonymous asked:

Also I think we’ve used up a lot already. I couldn’t think of any more the last couple of days and believe me, I was trying to procrastinate very hard ;) Have you got an idea for another flight deck game? I could really use one at the moment :) And don’t worry about replying. Enjoy your summer on the farm for now and answer, when you’ve got the time and laptoppy internet ;) Have a lovely evening. Love, Cai (5)

As a matter of fact, I was thinking of another game that could be a flight deck one, which I think I got from a book when I was about twelve, but hey ho. “Funny names and the book titles they should write”. For instance: “Forestry for Beginners” by Theresa Green. “A Life Lived Sideways” by Eileen Dover. “Send Not Your Brother to the Fire” by Justin Casey Burns. “Tidy As You Go” by Anita House.

Replying in bits is much easier, I don’t know why I ever tried to do the whole message at once on mobile ;D

Recolhimento

Sê sábia, ó minha Dor, e fica mais tranquila.
O Entardecer que tu pedias já está aí:
Uma incerta penumbra cai sobre a cidade,
Trazendo paz a uns, a outros, inquietude.

Enquanto a multidão mesquinha dos mortais,
Sob o chicote do Prazer – esse algoz frio,
Vai colher só remorsos na festa servil,
Minha Dor, dá-me a mão; vem p’ra cá, longe deles.

Observa debruçarem-se as Horas defuntas
Nas varandas do céu, em vestidos de outrora;
Surgir das águas fundas a Saudade, sorrindo;

Dormir, sob uma arcada, o Sol agonizante,
E, como ampla mortalha arrastada no Oriente,
Ouve, querida, a suave Noite que vem vindo.

Charles Baudelaire (tradução Domingos van Erven)

Hoje estou naqueles dias,
Que nada mais faz sentindo,
Se um carro me eclodir no meio da rua,tanto faz tanto fez,
Quando olho para o céu e vejo apenas nuvens,
Quando olho para a lua vejo apenas uma rocha.

Não é fácil,ver que tudo deu errado,
Que caminho para uma direção mas nem sei qual,
Que os afetos que me rodeiam são escassos,
Ou falsos,
Que a vida realmente não faz o menor sentido,
Nem propósito.

Hoje estou naqueles dias em que tomo o café sem açúcar,
Que as lagrimas já caem secas,amarguradas,
Que meus dedos se afiam de tanta escrita em vão,
Quando percebo que não tenho um cais,
Nem para onde fugir.

Esses dias são complicados,
Sem açúcar,
Sem afeto.

-MCPC