castle: s2

Eu tenho medo de você ser aquela pessoa na qual precisarei pra tudo. A pessoa que eu vou querer pedir colo quando eu estiver no canto do meu quarto com os olhos cheios de lágrimas, ou aquela que eu vou sentir a necessidade de ouvir a voz quando estiver em um ambiente onde não pega sinal. A pessoa que vou querer por perto quando eu quiser distância de todo o resto, ou aquela que vai ser o meu começo quando eu ansiar pelo fim de tudo. Porque você sorri diferente e me olha de um jeito calmo, e eu tenho vontade de te pegar no colo e fugir pra longe, onde ninguém possa te roubar de mim. Porque com você não há temores, com você do meu lado, estou tranquila e pronta para o que vier. Por você vale a pena lutar contra eu mesma para ser uma pessoa melhor. Por você vale a pena me policiar para não cometer os erros que cometi no meu passado. Mas mesmo assim eu tenho medo, medo de planejar o que pode ser incerto. Pois eu coleciono escolhas erradas, amores errados, caminhos errados… E diante de tantos erros assim, talvez as escolhas, os amores e o caminhos estejam certos, talvez o erro no meio disso tudo seja eu. E pela primeira vez na minha vida, eu queira acertar, acertar com você. Eu tenho medo porque tem tudo pra dar certo, mas meu forte é dar errado.
—  Eternismo and esgotada.
2

“The fact the Frank Castle refers to Karen as ma’am is huge. When referring to a female Marine in the affirmative, one would reply, ‘Yes ma’am.’ Frank is a Marine and applying that term to Karen is a sign of respect. In this case I believe it also indicates trust.” @margtheartist