carnaval sol

Você é aquele tipo de amor inalcançável, daqueles idealizados, irreais, longes demais. Desperta em mim uma nostalgia e uma melancolia das quais não estava acostumado a sentir. É como se já tivéssemos nos amado algum dia e agora nos reencontramos. Mas ao mesmo tempo é como se fossemos proibidos de nos amarmos, algo me prende a você, mas algo tão forte quando me diz que eu devo fugir, quase como um extinto de proteção. Eu sempre gostei de viajar, mas depois de lhe conhecer algo me força a fugir, continuar andando, viajando. Eu não sei bem como me segurar quando te vejo, minhas pernas tremem, meu coração faz carnaval, meu corpo vira Sol. Será que isso é saudável? Começo a me questionar. Seu sorriso inunda minha vida de alegria, seu silêncio me definha. Você é aquele tipo de amor impossível.