carente

Eu triste sou calada
Eu brava sou estúpida
Eu lúcida sou chata
Eu gata sou esperta
Eu cega sou vidente
Eu carente sou insana
Eu malandra sou fresca
Eu seca sou vazia
Eu fria sou distante
Eu quente sou oleosa
Eu prosa sou tantas
Eu santa sou gelada
Eu salgada sou crua
Eu pura sou tentada
Eu sentada sou alta
Eu jovem sou donzela
Eu bela sou fútil
Eu útil sou boa
Eu à toa sou tua.
—  Martha Medeiros

Será que você me olha com o mesmo olhar que te olho?
Será que você sente essa química tão ardente?
Será que tudo isso é coerente? A gente?

Penso em você quando estou carente
Mas prometo que irei desistir
Se esse amor não for correspondente
Mas também prometa-me
Que se me olhar com o mesmo olhar que te olho
Que se sentir a mesma química ardente
E que se isso tudo for coerente
Por favor! Seja meu amor para sempre.

Quando olho pra teu rosto angelical
Penso em nosso futuro incerto
E se dessa ilusão nada der certo
O tempo irá curar esse amor
Que talvez não seja correto.

Agimos tão certo
Foi só o tempo que errou
Está sendo difícil sem você
E sem o seu amor.
E quando vejo o mar
Existe algo que diz
Que a vida continua
E se entregar é uma bobagem.

Já que você não está aqui
O que posso fazer é cuidar de mim
Aonde está você agora para fazer isso por mim?
Além de aqui, dentro de mim?

—  Heloíse Lucena