campeÃo!

É que você não tem explicação, cara. Cê, em questão de segundos, fode com toda a minha “ordem natural” pras coisas. Não sou organizada com nada, mas a sua bagunça é campeã. Cê chega e o que já tava uma zona, fica ainda pior e sabe do que mais? Eu gosto. Cê me faz ficar sem ter o que dizer e mesmo tendo dito a minha vida toda que detestava, eu ainda gosto quando vem de você.. Sabe de uma coisa? Eu acho que você não presta. Mas dizem por aí que quem não vale nada tem esse dom. Não é que eu valha muita coisa, mas você só surpreende. Contigo, não tem essa de chegar de mansinho, com calma, sem sede ao pote. Você não bate carinhosamente na minha porta, pedindo licença. Você escancara tudo, chuta a janela e entra por ali mesmo, não diz sequer um oi, encurrala na parede e dali não sai até eu te dizer que o sentimento romântico da situação a gente pode deixar pra depois. Cê é o meu oposto, cara. Cê quer resolver seus desejos pra ontem, coloca tudo na frente da sua razão. Se eu tenho dúvidas sobre me emocionar demais, você logo tira proveito e me faz perder a cabeça. Sua impulsividade me faz te odiar tanto às vezes.. Tanto.. Eu quero te matar às vezes, mas às vezes, só quero retribuir também e provar do que tanto você diz que tem pra oferecer. E me gastar tanto com você, que eu perderia o fôlego. Mas sou do jeito que sou, e sendo assim, sei que também desperto em você a calma que você precisa. A calma que você também diz odiar várias vezes, mas que no fundo, faz você ficar e insistir. Cada um usa as armas que tem.
— 

Sobre os seus impulsos

Além do Mais

Esses dias ouvi você dizer que “NÃO EXISTE PAI PERFEITO” e eu tenho que realmente concordar com isso (você pensou que eu ia descordar né bonitinho? rs) Mas é verdade não existe pai perfeito, mas você com certeza chega o mais perto disso possível. Eu e minhas irmãs somos muito abençoadas por ter você como nosso herói, nossa inspiração, nossa rocha. Você é dedicado em tudo que faz, é um verdadeiro homem, que luta por tudo que almeja e conquista tudo o que tem no foco. Você me diz que sou sua campeã, mas só sou sua campeã porque você é o meu treinador, como não ganhar? Você é maravilhoso. Obrigada por sempre dar o seu melhor em tudo que faz, principalmente quando se trata da gente, você sempre faz o possível e o impossível pra ser coerente. Eu sou muito agradecida por você ser “moderninho” e ter a mente aberta pra muita coisa que muitos pais por ai não entenderiam, mas você entende e eu sou muito feliz por isso. Tenho que te agradecer também por sempre nós incentivar a dar o nosso melhor SEMPRE e que se isso ocorrer com certeza teremos o melhor da vida, e sei que com você ao meu lado sempre terei o melhor pois você me faz melhor. Já disse que você me ensinou muitas coisas pelos meus dezenove anos, mas nunca é demais repetir. Você me ensinou a dar valor a vida, a dar o meu melhor sempre, a conquistar minhas coisas, a respeitar o próximo e amar mesmo não merecendo, me ensinou a trabalhar e ser educada e eu nunca vou poder agradecer por tudo ou pelo menos retribuir, mas pode ter certeza que sempre vou tentar retribuir tudo que já fez por mim. Seu coração de pai, sempre me mostrou compreensão e carinho, sempre foi meu amigo antes mesmo de ser meu pai. Homem alegre e brincalhão, mas também, às vezes silencioso e pensativo, homem de fé e grande luta, sensível e generoso que tem o abraço aconchegante que me acolhe. Não vou dizer pra você ser sempre esse homem ou que nunca mude porque eu sei que você se supera a cada dia, todo dia você melhora um pouco mais, vou dizer pra você mudar sempre pois com suas mudanças você ganha mais experiencias e são essas experiencias que você passa pra mim que me torna alguém melhor, você aprende com a vida e eu aprendo com você, porque você é o homem da minha vida, o pai que eu nunca pedi, pois não poderia pedir alguém tão IM(PERFEITO) pra mim.
—  Larissa Freschi - Feliz dia dos pais
Guia da Euro-2016: Alemanha e Espanha partem como favoritas na França

Com 24 seleções, oito além das últimas edições, a França sediará, entre 10 de junho e 10 de julho, a Eurocopa mais inchada da história. E a nata do continente que conquistou as três últimas Copas do Mundo tem dois favoritos na mira dos outros times: a Alemanha, campeã mundial em 2014, e a Espanha, atual bicampeã europeia. As equipes foram divididas em seis grupos, classificando-se para a segunda fase os dois líderes de cada chave e os quatro melhores terceiros colocados.

Em campo, sem os astros sul-americanos Messi, Suárez e Neymar, os holofotes individuais ficam com o português Cristiano Ronaldo e o sueco Zlatan Ibrahimovic: ambos estão a quatro gols de ultrapassarem o francês Michel Platini e se tornarem os maiores artilheiros da história da Euro. Nos arredores, a expectativa é de que os franceses sejam capazes de deixar de lado os problemas de ameaças terroristas, greves, manifestações e cidades alagadas para organizar o torneio com excelência.


GRUPO A - FRANÇA, SUÍÇA, ROMÊNIA E ALBÂNIA

Anfitriã, a França, duas vezes campeã europeia, manteve o nível mostrado na última Copa do Mundo, quando foi eliminada pela Alemanha em jogo equilibrado nas quartas de final. Contando com Pogba e Griezmann, estrelas de Juventus e Atlético de Madri, respectivamente, é a franca favorita a passar na liderança da chave. Mesmo sem ter Benzema, astro do Real Madrid não convocado em polêmica que envolve acusação de extorsão a Valbuena, colega da seleção também fora da Euro, e gerou até discussão sobre racismo no país.

A segunda vaga tende a ser da Suíça, conhecida por uma defesa sólida e que deu trabalho à Argentina no último Mundial, caindo na prorrogação. A Romênia, fora das quatro últimas Copas do Mundo e da última Euro, é a rival da França na estreia e tem a ineficiência do setor ofensivo como obstáculo, mas pode sonhar em avançar como um dos terceiros colocados. Já a Albânia disputa seu primeiro torneio de grande importância na história e, apesar da ascensão recente de seu futebol, não deve ir longe.


GRUPO B - INGLATERRA, RÚSSIA, ESLOVÁQUIA E PAÍS DE GALES

Capitaneada por Wayne Rooney, que se tornou o maior artilheiro da história da seleção, a Inglaterra foi o único time com 100% de aproveitamento nas Eliminatórias e, como de costume, chega como favorita para avançar na liderança da chave. O desafio do técnico Roy Hodgson é fazer com que sua rejuvenescida equipe, representante da liga mais forte do planeta, não cause outra decepção, como ao cair na primeira fase da última Copa do Mundo.

O segundo lugar tende a ser da Rússia. Mas a anfitriã do próximo Mundial, que convocou o goleiro brasileiro Guilherme Marinato, precisa mostrar evolução, já que tem a pior colocação no ranking da Fifa entre os times do grupo. O desafio é superar dois estreantes em Euros: a Eslováquia, que disputou sua primeira Copa em 2014, e o País de Gales, que confia no atacante Gareth Bale, contratação mais cara da história do futebol e astro do Real Madrid, para não fazer feio em seu primeiro grande torneio desde o Mundial de 1958.


GRUPO C - ALEMANHA, POLÔNIA, IRLANDA DO NORTE E UCRÂNIA

Campeã mundial em 2014, a Alemanha, dona de três títulos europeus e semifinalista de todos os torneios que disputou nos últimos oito anos, é o time a ser batido. Há dez anos no cargo, o técnico Joachim Low mantém seu processo de renovação constante (só 14 jogadores do time que atuou no Brasil estarão na Euro), mas ainda aposta na base com o goleiro Neuer, os meio-campistas Schweinsteiger, Ozil, Kroos e Thomas Muller e variadas opções no ataque para conquistar a taça que o país não levanta desde 1996.

A Polônia é a principal candidata ao segundo lugar. A equipe, que tem o zagueiro brasileiro Thiago Cionez no elenco, teve Lewandovski, astro do Bayern de Munique, como artilheiro das Eliminatórias, com 13 gols em dez jogos, e fez frente à Alemanha – venceu os campeões mundiais e ficou só um ponto atrás deles no grupo. A Irlanda do Norte, líder em sua chave nas Eliminatórias, sonha com a vaga como terceira colocada em sua campanha de estreia em Euros, enquanto a Ucrânia deve ser coadjuvante.


GRUPO D - ESPANHA, REPÚBLICA TCHECA, CROÁCIA E TURQUIA

A Espanha, do meia brasileiro Thiago Alcântara, é favorita e testa a sua renovação – foram convocados só 13 jogadores do time que caiu na primeira fase da última Copa. Em sua provável despedida da seleção, o técnico Vicente Del Bosque quer levar a equipe do craque Iniesta a ser a primeira a conquistar três Euros seguidas, fazendo o país se tornar o maior vencedor do torneio, com quatro títulos. Individualmente, o goleiro Casillas está a três jogos de ultrapassar o francês Thuram e ser o atleta com mais partidas na história da competição.

O grupo tem outros aspirantes a boas campanhas. A segunda colocação tende a ficar entre República Tcheca, do goleiro Cech, do Arsenal, que foi líder nas Eliminatórias em chave que desclassificou a Holanda, e a Croácia, comandada pelos meio-campistas Modric, do Real Madrid, e Rakitic, do Barcelona, e com entrosamento para impor dificuldades aos rivais. A Turquia, do meio-campista Arda Turan, do Barcelona, não deve alegrar sua fanática torcida após ficar fora de três Copas e da última Euro.


GRUPO E - BÉLGICA, ITÁLIA, SUÉCIA E IRLANDA

Em uma das chaves mais fortes da competição, a expectativa maior fica com a Bélgica. Após chegar às quartas de final da última Copa do Mundo, a elogiada geração do país chegou a liderar o ranking da Fifa em 2015 – hoje só está atrás da Argentina – e desembarca na França sonhando com título. Sua classificação é dada como certa, inclusive na liderança.

A Itália, que contará com os brasileiros Thiago Motta e Eder, tem como principal aposta a força coletiva imposta pelo técnico Antonio Conte e a sua tradição (tetracampeã mundial e finalista da última Euro, mas só conquistou o torneio europeu uma vez, em 1968). Para confirmar a esperança de classificação, a Azzurra terá de passar pela Suécia, do craque Ibrahimovic e ausente da Copa no Brasil. Já a Irlanda deve chamar atenção só se atrapalhar um dos favoritos, sem grandes aspirações.


GRUPO F - PORTUGAL, ÁUSTRIA, ISLÂNDIA E HUNGRIA

Eliminado na primeira fase do Mundial de 2014, Portugal, do zagueiro brasileiro Pepe, tem a liderança de sua chave na Euro quase como obrigação, e deve confirmar essa tendência. O técnico Paulo Bento, hoje no Cruzeiro, foi trocado por Fernando Santos, que levou para a Euro só 11 dos atletas que estiveram no Brasil há dois anos. A campanha tranquila nas Eliminatórias aumenta a esperança para o país que chegou à final do torneio quando foi sede, em 2004.

A maior ameaça ao time de Cristiano Ronaldo é a Áustria, invicta e dona da segunda melhor campanha nas Eliminatórias (93,3% de aproveitamento). Mesmo com pouca tradição – não joga Copas desde 1998 e só participou de uma Euro, em 2008, por ser organizadora –, a equipe de David Alaba, do Bayern de Munique, tende a ficar em segundo lugar. A Islândia, uma das responsáveis por eliminar a Holanda, precisa tirar pontos dos favoritos para se classificar logo em sua estreia em torneios importantes. Já a Hungria, sem disputar um Mundial há 30 anos, deve comemorar qualquer ponto que somar na sua primeira participação em Euro desde 1972.

E seja feliz.

Hoje eu cheguei numa conclusão. A vida é aquilo que você faz com a vida. É foda querer dar uma de filósofo sem nunca ter lido Platão, Sócrates ou até mesmo Aristóteles. Mas quer saber? Dane-se. Eu me sinto no direito de expressar meus conceitos e minhas angústias com quem quiser ouvir (ler). Não dou a mínima se você não quer saber, afinal, eu já estou falando mesmo e você continua lendo sem parar.

  Pois bem, aqui vamos nós, tudo novo, de novo. Eu tô passando por uma fase um pouco complicada, confusa e meio turbulenta. Mas isso não te interessa. Não interessa a ninguém que está lendo este post. Não interessa nem a mim. O que interessa mesmo é saber qual escola de samba vai ser campeã, saber qual o novo funk, quem vai ganhar a taça Carioca, qual time vai subir, qual time vai descer, saber quem matou, quem morreu e quem tá vivo.

  Já parou pra pensar em como o seu dia pode ser útil e (ao mesmo tempo) ser inútil? Todo dia eu chego nessa conclusão e acabo me perguntando: “Por que diabos eu estou vivo?”. Ninguém me responde. Nem Deus, nem uma alma penada, nem um filósofo e nem uma música do John Lennon conseguem me responder esta dúvida. Será que não tem algo de especial que nos mantenha animados suficientes para caminharmos para o escuro? Sim, pois o futuro é escuro.

  Você não sabe quem vai estar lá, aonde é e nem sabe aonde vai dar. Você apenas caminha por um túnel escuro, esperando a luz no fim dele. O foda é quando essa luz chega antes do esperado ou quando ela demora pra chegar. É o futuro que te domina. É o futuro que vai chegar sem aviso prévio e determinar suas atitudes. É o futuro que vai dizer se você vai rir ou chorar. É o futuro que vai te dizer se damos “até logo” ou se damos “boas vindas”! É o futuro que manda. É patético acharmos que podemos dominar tudo. Patético, mas real. Você pode dominar seu futuro, sim. É só você querer. É só você ser mais forte do que ele.

  Eu acho chato ter que escrever isso, mas, eu gostaria muito que alguém escrevesse textos me incentivando, me ajudando! Eu sei que tem alguém que vai terminar de ler esse texto, desligar o computador, comprar um buquê de rosas e bater na casa da pessoa por quem ele(a) é apaixonado(a). Eu sei que alguém vai terminar de ler esse texto, desligar o computador e fazer o que eu não fiz. Ainda, o que eu ainda não fiz.

  Eu sei que coisas com boas intenções tem o poder de mudar vidas e até mesmo de salvá-las. Então, pra isso acontecer, eu não preciso ser um Platão, nem um Sócrates ou até mesmo estudar Aristóteles. Eu só preciso fazer com que você, caro leitor, faça aquilo que eu ainda não fiz. Mude o seu futuro. Controle o seu túnel. O ilumine com todas as luzes possíveis. Se declare, peça em namoro, transe, pule, cante, grite, coma, beba e viva. Faça tudo aquilo que eu (ainda) não fiz. Controle o seu futuro do lado de quem você ama. E seja feliz.