calade

Calad Uin Meleth

read it on the AO3 at http://ift.tt/19bX2kH

by laugh2012

"A small pebble has been dropped in the pond of fate and the ripples from the stone are just beginning to expand."

Bilbo Baggins thought his part in the history of Middle Earth was done the day he left the Lonely Mountain behind, banished by Throin after the Battle of Five Armies. How could he know that his biggest adventure was yet to come? Old wounds will be reopened, betrayals brought to light, and true love tested.

This is a story of heartache and regret, but it’s also a story of the unbreakable strength of friendship, second chances, and a love that defied all odds.

Words: 5419, Chapters: 1/1, Language: English



read it on the AO3 at http://ift.tt/19bX2kH
Todas as noites, todos os dias.

Era sempre noite, por volta de 23:15 PM, ele ou ela sempre ligavam um pro outro para contar as novidades do dia, mesmo que não tivesse nada de novo. Na verdade, nada era novo, mas existia uma certeza, algo que fazia os dois sempre se procurarem, era a certeza de que o dia só ficava bem, só ficava completo quando um falava com o outro, quando ele escutava a voz dela e ela a dele. Mas, tipo, eles não se falavam mais cedo? Sim, se falavam, mas a ideia era sempre fechar a noite com chave de ouro, como tudo começou, na primeira noite juntos de suas vidas. Ele era caladão, mas aprendeu a ser comunicativo, aprendeu a se dar para ela como ninguém, pois aprendeu o significado de muitas coisas que haviam se perdido com o tempo, mas… E ela? Ela? Ela era o inverso dele, mas fazia boa parte de tudo parecido, mas da maneira única, peculiar, que só ela sabia fazer, fazia como ela queria, muitas vezes com medo de errar e de magoar ele, mas fazia, mesmo sem saber o resultado. Ela se entregava na medida do possível, mas se entregava de corpo e alma, ele sentia isso algumas vezes, mas outras… No fundo, o medo gritava, fazia barulho e, eles não eram surdos, sabiam do perigo, mas mesmo assim se permitiram. Um completando o outro, todas as vezes que dava pra se ver, todos os dias ganhos e sem birra, era como fumar um e ouvir Coltrane (Já dizia o Renato). O fato é que ele só queria completar ela sem maiores preocupações, ele havia esquecido do mundo, mas o mundo não havia o esquecido e sempre lhe apontaria, mas quer saber? - Foda-se, que o mundo exploda lá fora, pois aqui dentro, dentro do peito bate um coração cansado de apanhar e, para ele, só o que importava era ser feliz.

Hei, não está cansado?  - Depende, tenho forças para seguir em frente sempre, tenho força, mas mesmo que ele não tenha. 

Ela apoia ele, e eles seguem… 

-Acha que ela sempre vai estar lá?

 -Sim, acho em alguns momentos, sei que ela não saltaria do barco antes do seu coração saltar do peito e seu amor ir embora, ou de sua boca, pois ela, mesmo assim, o queria por perto, mesmo que distante naquelas noites de frio e que mosquitos a chateavam, pois ele tinha a pretensão de ser o melhor lado dela e ele acreditava que ela, também.

Ele acreditava em família ao lado dela, ela também acreditava, e, curiosamente havia lhe dito que o imaginava ao seu lado sendo completa ao lado dele. Bom, o fato é que eles, de alguma forma, se completavam, parece que já haviam carregado o peso do mundo nas costas, se magoaram e não conseguiram mais acreditar em algo tão bom quanto o que eles estavam vivendo, mas mesmo assim, apostaram um no outro até que o fim os trague, e, isso é o que realmente importa. Talvez as palavras não sejam as mais bonitas, mas são as mais sinceras, estas são algumas dificuldades que a vida e o mundo os impõe, nada de tão complicado que eles não consigam superar, né? Acho que Midgard e Agatha serão felizes, em algum lugar no tempo, neste tempo e se existir outro, no outro, também. -Ao menos é o que ele acredita, é o que ele espera. -É, acho que eles são altistas em alguns momentos, mas em outros eu acho que são os seres mais sociáveis.

-Hei, Agatha, isso é doença?

Bom, se for, eu nunca quero me curar deste caso que é gostar de você, viu? Se eu tiver me curando, ou se eu tiver curando você, permita-se adoecer, pois você é o meu melhor problema e eu espero ser o seu melhor, também. 


-Amor, obrigado por estar do meu lado, venha, fique aqui pertinho, venha mesmo com cara de bunda, com cara fechada, mas venha, permita-se, deixa eu lhe por um sorriso nos lábios e te fazer feliz, te fazer mulher.



ps.: Todas as noites e todos os dias seriam infinitamente sem graça, seriam estranhos se eu não tivesse você. 



By: Midgard.