by 青餅

Eu só quero que entenda que, se um dia eu for embora, não irei dar notícias. Não vou deixar um bilhete, uma carta, ou seja lá o que for. Se caso for necessário e eu não aguentar mais, quero que você seja feliz independente de tudo. Muito. Muito mesmo! Assim como eu tentei, dei o meu máximo, eu desejaria que alguém fizesse isso com você também. Sei que as brigas irão continuar, é óbvio, mas isso é um aprendizado do relacionamento. Não irei ficar por muito tempo porque sou um fraco, um tolo, não aguento levar mais peso dentro do meu coração e você ter que suportar todo o meu caos num cais que é só teu. Mas saiba que você não é a culpada disso, pode ficar tranquila. Só estou falando isso, porque sou uma desordem, ninguém em nenhuma hipótese me aguentaria. Sou cheio de defeitos e por mais que isso pareça uma coisa mais que besta, não queria – e nem quero isso pra ninguém que estaria próximo à mim – não tão próximo como você está. Meu bem, eu sou uma bomba relógio e não quero que você esteja ao meu lado quando eu estiver prestes a explodir.
—  João Fontinelly.
Deus quer que vivamos o amor. Ele quer que sintamos o amor. Mas Ele quer que O amemos acima de toda e qualquer coisa. Porque Ele é O Amor. E é somente quando transbordarmos Dele que teremos a capacidade de transbordar Amor por alguém.
—  Impercebida

Porque todas as vezes que nós estamos juntos eu não consigo pensar em outra coisa a não ser no momento. Há muito tempo tenho me bloqueado a aproveitar o presente, com preocupações do passado e inseguranças do futuro. Mas você me trouxe essa sensação. Essa vontade de desfrutar o agora. Porque é tudo que tenho. É tudo o que nós temos. É tudo o que nos resta. O hoje, o agora, o instante.

docejos  asked:

Eu sempre tive esse sentimento de inferioridade, não é vitimismo, como alguns dizem, eu realmente nunca me sinto o suficiente. Não é que eu me sinta um lixo, mas quando me interesso por alguém, por exemplo, eu imagino todas as pessoas que esse alguém poderia conhecer e como ele seria mais feliz com elas e então eu esqueço, desisto antes de tentar. Eu tenho essa mania de querer agradar, criar laços, mas nunca tenho força de dar o nó. Sei lá, vi seu post sobre ask e é isso q estou sentindo agora.

Eu também me sinto assim, quando gosto de alguém, sempre penso: “tem tantas outras meninas bonitas no mundo, mais interessantes, por que ele vai gostar de mim?” E isso atrapalha muito, é uma auto sabotagem. E pra te ser sincera, ainda não sei como lidar com isso. Mas sei que na maioria das vezes, é só medo e insegurança, e não é verdade. Você é linda sim, interessante, engraçada, legal. E várias outras coisas, claro que tem defeitos, como todo mundo. Mas isso não te faz inferior a ninguém, entende? Você tem suas peculiaridades. As pessoas tem a sorte de te ter por perto.

Bom é encontrar alguém que te faz rir até a barriga doer, que vai até o fim do mundo só pra te encontrar, que não reclama da distância, do tempo ruim, do tipo de role. Bom é estar com alguém que te marca em postagens do facebook, comenta nas suas fotos, te manda música fofinha, que diz que cê é linda, mas também sussurra no seu ouvido o quanto que cê é gostosa. Bom é encontrar alguém que acelera teu coração, se encaixa na sua alma e te faz entender por que é que nunca deu certo com mais ninguém.

eu te amo;
espero que algum dia
o tempo decida ser nosso amante
ele que faça de nós uma melodia piano
abraçada corpo a corpo
com os olhos frente a frente
guardo-te
da forma mais pura e ardente
na gaveta do meu coração
que por tanto sentir
sentiu-se doente
sufocou-se no peito
por medo da indecisão
abraça-me
ou fica comigo
aqui
ali
ou em qualquer canto
beija-me
faz das minhas pintas
uma vírgula ou um entretanto
mas não me deixes
ou faças de nós um ponto final
porque tenho medo de me perder em mim mesma
e não saber distinguir o que é sonho
do que é real
pois não sei ser a cor
daquela caneta
que escreve na resma
das milhares folhas de papel
que parecem ser eternas
rabiscadas de tinta
azul ciano
que quiseram um pouco do teu castanho
para poderem nadar
no nosso oceano
mesmo que estranho
chamado
(a)mar  

Entendam que:


Você não é a unica pessoa que eu converso.


Você não é a pessoa mais importante para mim.


Eu não ficarei mal se você parar de falar comigo.


Eu não preciso de você.


Eu não ficarei mal se você sumir no meio de uma conversa.


Você é legal, mas tanto faz.


Eu não preciso da sua ajuda.


Eu não preciso desabafar com você.


Não preciso de porra de conselho e nem puxão de orelha.


Eu realmente não me importo com ninguém, nem comigo mesma.


Para todos aqueles que se acham especiais e unicos(as) na minha vida:


Vocês não são, então parem de agir como se fossem.


Parem com esse:


“Não vai fazer tal coisa nem por mim?”


Porra cara, eu não faço nem por mim, por que eu faria por você? Kk


Fui uma idiota ignorante falando isso?


Talvez.


Mas isso de “vocês” se acharem especiais na minha vida é um saco.


É cansativo, sabe?


Cheguei a um ponto onde estou de “saco cheio” para tudo e todos.


Onde não sinto vontade de conversar, interagir ou ser educada com as pessoas.


Respondo tipo no piloto automático e a pessoa ainda diz:


“Puxa assunto.”


Da uma vontadezinha de mandar a pessoa lá para a pqp.


E tem horas em que eu quero ficar sozinha e não quero falar com ninguém.


Se você tiver vontade de perguntar:


“Não quer conversar nem comigo?”


Por favor, leia tudo do começo ou vá a merda.



Ps: Não foi indireta para ninguém aqui, afinal quem eu quero atingir não tem tumblr (meio irônico, mas é bom colocar essa raiva para fora) caso você tenha se sentido ofedido ou algo assim apenas vá para a pqp.


Obrigadaaa e de nada. ³bj

— Yoongi! — O chamou indo de encontro ao rapaz.

— Hm.

— Você me acha fofa? — Perguntou se jogando no sofá ao lado dele.

— Porque isso agora? — Seus olhos estavam fixos na TV

— Não sei, eu só queria que me dissesse. — Seu rosto estava bem próximo, como se pedisse atenção.

— Eu não sei jagi, talvez seja um pouquinho. — Comeu um snack

— Só um pouquinho? — Lá estava você, com as bochechas infladas e o rostinho de quem está pronta para chorar.

— Ah bebê, não faça essa carinha. — Esmagou suas bochechas. — É claro que é fofa. — O corpo de yoongi estava por cima do seu, nariz com nariz.

— Mas você disse que era só um pouco. — Novamente, sua expressão fofa e voz manhosa estavam ali.

— Era brincadeira. — Beijou rapidamente a ponta de seu nariz, seguida dos olhos e por fim, a testa.

— Hey, eu não mereço nem um beijinho de verdade? — Choramingou.

— Oh, Okay. — Depositou os braços ao lado de seu corpo, se curvando para beijar seus lábios, não era um beijo fofo, mas sim profundo, que a fez arfar.

— Eu sei que você é fofa amor, mas eu te prefiro bem mais assim. — Tornou a beija-la.

Miss Writer

Originally posted by jimiyoong

Tudo muda. Isso é algo tão inevitável quanto brincar com fogo e não se queimar. As pessoas mudam e na maioria das vezes não podemos fazer nada sobre isso, por mais que mudar esse fato seja a coisa que mais queiramos fazer. Do nada eles simplesmente saem da sua vida, sem ao menos se importar em se despedir e decidem que estão cansados de você é que você é apenas uma mera perda de tempo.Vai doer pra caramba no começo, isso é certo. Você vai cair no sono chorando e se perguntando o que você fez de errado e vai ter vezes que nas quais você vai se perguntar se você está sozinho nesse mundo cheio de gente que não se importa.

S.

Sinto muito não deixar você chegar perto de mim agora. É porque eu tô longe, sabe? Saí andando rumo aquele special place e eu tô lá sentada agora compenetrada. E eu não vou me perturbar, entende? Eu sei que eu tô ali sentada olhando as estrelas e tentando ver se daqui enxergo minha casa. Me enxergo. Será que um dia eu vou voltar pra casa? Então me deixa quietinha ali comigo. Às vezes minha mente dá uns lapsos de memória das coisas mínimas do dia, como se eu tivesse cheirado pó. Mas é como canta Renato “parece cocaína, mas é só tristeza”. E é. É amor também. Eu só não quero ninguém por perto agora, me desculpa. Eu fico feliz que você e ele conseguiram se entender, amor é isso mesmo, é diálogo, tentativa, ceder. Ajuste. A gente tem uma mania louca e errada de achar que vamos encontrar o amor e ele virá perfeito e não é bem assim. A galera tem o erro de desistir de primeira. Quando o amor é paciente, S. Eu quero que ela fique bem. Você nunca me viu amar alguém assim, a Ka também não. Eu falo dela pra vocês… Eu nunca falei de ninguém. Eu nunca me vi amando assim. Não penso em nós, em como nós iremos ficar. Penso em como eu desejo que ela fique… Bem. Sei que tudo na minha vida sempre foi breve e talvez eu tenha mesmo nascido para ser andarilha. S., pardon. Acredito que o que for para me encontrar, vai vir e me colocar no peito… De todas as formas. O amor é paciente, S.

“O que é certo mesmo, é que temos que viver cada momento, cada segundo… amando, sorrindo, chorando, emocionando, pensando, agindo, querendo, conseguindo. E só assim é possível chegar àquele momento do dia em que a gente diz: ” Graças à Deus deu tudo certo.“
_____Luiz Fernando Veríssimo

Capitulo Cinco: Um novo recomeço.

— Rodrigo? Que nome legal.  — Disse Gabriel, olhando misteriosamente para Rodrigo.

—  É sim, muito legal.  —  Disse Thay que estava perdidamente apaixonada por Rodrigo.

— Oi, Oi, turma. Cheguei para animar a turma e… — Disse Gabi que se perdeu no olhar de Rodrigo. — Ah, oi…..  — Gabi terminou a frase olhando para Rodrigo e tentando adivinhar seu nome. 

—  O nome dele é Rodrigo, é da turma do Neto em música e agora elevai conhecer a escola comigo, não é Rodrigo?  —  Disse Thay que em seguida puxou o braço direito do Rodrigo. 

—  Ah é, claro, foi um prazer turma!  —  disse Rodrigo sem entender e seguiu a Thay para conhecer a escola.

— Foi um prazer, Rodrigo.  —  Dissemos para ele.

Por mais que o grupo tivesse voltado recentemente, apresentar o Rodrigo para a turma parecia ser uma boa, sei lá, parecia legal sabe? gente nova na turma, uma coisa mais solta (por mais que o Rodrigo fosse tímido.)

—  Ah, gente, eu tenho que ir na biblioteca, encomendei um livro sobre anjos e demonios e preciso ir pega-lo, ate mais.  —  disse Nicole que só estava arrumando uma desculpa para sair de perto da Gabi.

—  O que é isso Nicole? Eu estou me esforçando tanto voltar a falar com você, estou tentando encontrar um caminho para ganhar sua amizade de novo e tudo que você consegue é me ignorar e se retirar dos lugares quando eu chego, não está na hora de crescer?  —  Disse Gabi, furiosa com a Nicole e cansada de ser pisada na frente de todo mundo por aquela pessoa na qual ela considerava uma irmã.

—  Você sabe muito bem o que você fez, eu não preciso te lembrar da merda que você é Gabi, eu te odeio.  —  Disse Nicole que saiu correndo, chorando de ódio e raiva que sentia pela Gabi por ter feito tudo aquilo com ela e com o Jason.

Um “eu te odeio” saindo da boca da Nicole era tudo que Gabi precisava ouvir, isso foi a prova de que ela perdeu sua melhor amiga. 

—  Gabi, eu tentei te falar que a Nicole não quer mais falar com você, ela criou nojo da sua cara, você devia esquecer ela, eu sei que a amizade de vocês é de anos, mas isso já acabou.  —  disse Jay para Gabi, que em seguida a abraçou.

Duas Semanas depois.

Tudo estava indo ao normal, eu finalmente me adequei a cidade de novo, Jason virou meu parceiro nas aulas de quimica (tive que me acostumar com a falta de atenção dele nas aulas),  recuperei a Jay, começamos a sair novamente como nos velhos tempos; começou a existir um triangulo amoroso entre Thay, Gabi e Jason; Nicole tinha sumido do mapa, no literal, ela não dava mais noticias e tudo que pensávamos era que ela precisava de um tempo e Gabriel, bom, nessas duas semanas ele ficou muito estranho por conta de ter se lembrado de Rodrigo, naquela noite trágica. 

“Skatista não é atleta, skate não é um simples esporte
Por mais que se explique quem não conhece dificilmente entenderá
É como vidro fumê, quem é de fora só vê o reflexo das próprias conclusões”

A gente nunca falou adeus, pq sabemos q cedo ou tarde estaríamos juntos. Então, isso n é um adeus, é um até preve. Pq cedo ou tarde, sei q estará de volta.❤🙏