burca

Joana, com 17
namorando a mais de um mês
Já pagou até boquete
Mas sexo ela não fez
“Não quero putaria”
Falava o papai
Mas o namoradinho ria
Haha
“Não quero nem saber
Você vai fazer, se me ama
Só quero saber de papai
Com mamãe
Na minha cama”
No outro dia
O pai tava por baixo
A Joana também! Por baixo do namorado
Ela sendo despida
Ele pelado
E apesar de tudo que diziam
Ela sabia que não era um pecado
“Coloca a camisinha”
“Sem é mais gostoso,
É só reza pra Deus:
Ele benze o meu gozo”
Joana não queria, mas acabaram fazendo
Fizeram na fé
“Deus, eu fico te devendo”
Mas Deus não perdoou…
A pílula falhou!
Chazinho não funcionou!
Joana enjoou!
Será que engravidou????
(Será, amor? Amor?)
Namorado fugiu
Puta que pariu!
“ O que eu vou fazer?
Pra quem eu vou contar?
Não quero esse filho, eu vou me matar!
Não…vou falar pra Maria, do salão
Ela vai entender a minha situação”
Joana contou os lances
“Não conta pra ninguém”
“Não conta pra ninguém”
“Não conta pra ninguém”
“Não conta pra ninguém”
“Não conta pra ninguém!”
Joana…
Todo mundo já sabe do seu neném!
“Vagabunda, engravidou na adolescência!
Na hora tava bom?
Vadia sem consciência!
Olha lá? ela falou em abortar!
Abortar?
Será que ela pensou em se matar?
Assume (assume!)
Assume (assume!)
Assume (assume!)
Assume (assume!)
E lava esse teu perfume de vagabunda
Esconde essa buceta
Cobre essa tua bunda!
Cala essa boca e ANDA DE BURCA!”
Joana chorava,
Não tem mais ninguém
Tá pior que prostituta
Sem família, e com neném
E agora? E agora?
Papai vai me espancar
Mas ah, tem jeito
….
Mamãe me ensinou a tricotar.
Sangue e choro… No chão do banheiro morreu mais uma vagabunda
Aos olhos do Brasil inteiro
Aborto sem sucesso
País sem progresso
….
Me trás mais um chá de canela
Que a próxima vai ser a Gabriela.

Vini Giordane

YAY:İSMİ GİBİ ESNEKTİR DE.ÇOĞUNLUKLA JİMLASTİK DALINDA BAŞARILIDIRLAR.ESNEMEYİ ÇOK SEVERLER,HEMEN UYKULARI GELİR BU YAY BURÇLARININ.KORKACAKSAN YAY BURCUNDAN KORKACAKSINDIR ESNEKTİR,GEVŞEKTİR BU BURÇLAR.NE PİSLİK ARARSAN BU BURÇTA VARDIR,SANKİ ALLAH ÖBÜR BURÇLARDAN ALMIŞ BU BURCA VERMİŞTİR BÜTÜN KÖTÜLÜKLERİ.ALLAH IN BELASINI VERDİĞİ BURÇTUR
Joana, com 17
namorando a mais de um mês
já pagou até boquete
mas sexo ela não fez
“não quero putaria”
falava o papai
mas o namoradinho ria
haha
“não quero nem saber
você vai fazer, se me ama
só quero saber de papai
com mamãe
na minha cama”
no outro dia
o pai tava por baixo
a Joana também! por baixo do namorado!
ela sendo despida
ele pelado
e apesar de tudo que diziam
ela sabia que não era um pecado
“coloca a camisinha”
“sem é mais gostoso,
é só reza pra deus:
ele benze o meu gozo”
Joana não queria, mas acabaram fazendo
fizeram na fé
“Deus, eu fico te devendo”
mas Deus não perdoou…
a pílula falhou!
chazinho não funcionou!
Joana enjoou!
será que engravidou???
(será, amor? amor?)
namorado fugiu
puta que me pariu!
“o que eu vou fazer?
pra quem eu vou contar?
não quero esse filho, eu vou é me matar!
não… vou falar pra Maria, do salão
ela vai entender a minha situação”
Joana contou todos os lances
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém!”
Joana…
todo mundo já sabe do teu neném!
“vagabunda, engravidou na adolescência!
na hora tava bom?
vadia sem consciência!
olha lá? ela falou em abortar!
abortar?
será que ela pensou em se matar?
assume (assume!)
assume (assume!)
assume (assume!)
assume (assume!)
e lava esse teu perfume de vagabunda
esconde essa buceta
cobre a essa tua bunda!
cala essa boca e ANDA DE BURCA!”
Joana chorava,
não tem mais ninguém
tá pior que prostituta
sem família, e com neném
e agora? e agora?
papai vai me espancar
mas ah, tem jeito

mamãe me ensinou a tricotar.
sangue e choro… no chão do banheiro
morreu mais uma vagabunda
aos olhos do Brasil inteiro
aborto sem sucesso
país sem progresso

me trás mais um chá de canela
que a próxima vai ser a Gabriela.
—  Karyna Rangel .
“Joana, com 17
namorando a mais de um mês
Já pagou até boquete
Mas sexo ela não fez
"Não quero putaria”
Falava o papai
Mas o namoradinho ria
Haha
“Não quero nem saber
Você vai fazer, se me ama
Só quero saber de papai
Com mamãe
Na minha cama”
No outro dia
O pai tava por baixo
A Joana também! Por baixo do namorado
Ela sendo despida
Ele pelado
E apesar de tudo que diziam
Ela sabia que não era um pecado
“Coloca a camisinha”
“Sem é mais gostoso,
É só reza pra Deus:
Ele benze o meu gozo”
Joana não queria, mas acabaram fazendo
Fizeram na fé
“Deus, eu fico te devendo”
Mas Deus não perdoou…
A pílula falhou!
Chazinho não funcionou!
Joana enjoou!
Será que engravidou ????
(Será, amor? Amor ?)
Namorado fugiu
Puta que pariu!
“ O que eu vou fazer?
Pra quem eu vou contar ?
Não quero esse filho, eu vou me matar!
Não…vou falar pra Maria, do salão
Ela vai entender a minha situação”
Joana contou os lances
“Não conta pra ninguém”
“Não conta pra ninguém”
“Não conta pra ninguém”
“Não conta pra ninguém”
“Não conta pra ninguém!”
Joana…
Todo mundo já sabe do seu neném!
“Vagabunda, engravidou na adolescência!
Na hora tava bom ?
Vadia sem consciência!
Olha lá? ela falou em abortar!
Abortar?
Será que ela pensou em se matar?
Assume (assume!)
Assume (assume!)
Assume (assume!)
Assume (assume!)
E lava esse teu perfume de vagabunda
Esconde essa buceta
Cobre essa tua bunda!
Cala essa boca e ANDA DE BURCA!”
Joana chorava,
Não tem mais ninguém
Tá pior que prostituta
Sem família, e com neném
E agora? E agora?
Papai vai me espancar
Mas ah, tem jeito
….
Mamãe me ensinou a tricotar.
Sangue e choro… No chão do banheiro morreu mais uma vagabunda
Aos olhos do Brasil inteiro
Aborto sem sucesso
País sem progresso
….
Me trás mais um chá de canela
Que a próxima vai ser a Gabriela.“
—  Karina Rangel

Her şeyi burca bağlayan insanlar var üzgünüm dediğimde e sen aslan burcusun egonda üzülmüştür diyorlar ben sana sinsisin diyor muyum peki

Mesmo que você morasse no Afeganistão, usasse burca e não falássemos o mesmo idioma, de alguma forma eu te amaria. O brilho dos teus olhos e a leveza que eles possuem me atrairia a ti. Sua voz mansa, doce e amena faria cada partícula do meu corpo desejar o seu cautelosamente. Conseguiria ver tuas mãos, e por meio delas a cor de sua pele, essa que combina perfeitamente com a minha. Todo o resto eu imaginaria: Seu sorriso maior que o rosto. Seus lábios carnudos. Teus cabelos que te caem tão bem. Seu coração eu já conheceria de cor, mesmo que opinasse por esconder o que há de mais precioso nele, teus atos te entregam; a sua meiguice capaz de achar belo um simples cumprimento, a maneira como enxergas tudo mais colorido e com um tom de felicidade impossível de ser visto por olhos de pessoas comuns. Tu foges do comum. És um criatura admirável, encantadora e completa, por esse e vários outros motivos inenarráveis és minha, é do meio de tudo isso que floresceu meu amor por ti.
—  Flor de Lis

bundan sonra yaptığım tüm şeyleri burcuma yükleyeceğim madem bu kadar illet bir burca sahibim bu kadar iyi olmak beni de yoruyor yap piçlikleri ikizler burcuyum de vallahi kafam zehir

Feminismo: não só mais uma frescura.

não sou suficiente. não fui suficiente para o meu agressor, para o meu marido, para o meu Estado, para a minha polícia, para os meus governantes, para a minha família, para o meu colega de trabalho, para o meu líder religioso, para sociedade. fui julgada quando assumi meus preceitos e julgada quando não os assumi. não fui suficiente quando apontaram minhas inseguranças e me fizeram mudar. não fui suficiente quando minhas amigas me empurraram para um cara que eu jamais ficaria. não fui suficiente quando perdi a minha vaga de emprego por ser quem eu sou.

não sou louca. não sou contra raspar a perna. não testemunho contra o uso de maquiagem. sei sim o que é um rímel. tenho namorado, marido, ficante, peguete e o que eu bem entender. sou amiga de homem e tenho ótimas risadas agregadas com histórias excepcionais. não sou homossexual. sou homossexual. sou o que quiser. sou livre. não devo satisfação a ninguém. ando com as minhas próprias pernas.

sou brasileira, argentina, chilena, paraguaia, americana, canadense, francesa, afegã, marroquina, israelense, palestina, japonesa, inglesa. sou todas. sou o mundo. escolhi ser assim. sou a piadinha do dia. a falta de respeito. o estupro. a saia curta. a burca. o vestido. a piriguete. a santa. a puritana. a vadia. a inteligente. a engraçada. a bonita. a atleta. a gorda. a magra. a ruiva, loira, morena, careca e cabeluda. sou todas. sou a força. sou a união. sou a urgência. sou a filosofia. sou a política. sou a história. sou o feminismo.

One Shot Liam Payne

  • Pedido -  Oiee, faz um do Liam q eles vão na praia e ele sente um pouco de ciúmes haha vlw


Dias de praia são sempre maravilhosos e me deixam de bom humor. O som das ondas, a maresia, as pessoas e o meu namorado ao meu lado dão alegria ao cenário.  

O sol não está muito quente, mas mesmo assim eu arrisquei colocar o meu típico biquíni brasileiro para tentar um bronzeado, Liam não gostou muito por dizer que o biquíni era muito pequeno, mas como eu gosto assim, qualquer coisa que ele dissesse não faria efeito nenhum na minha decisão.

Eu estendi a minha canga na areia e me sentei olhando as ondas quebrarem não muito longe de mim e algumas crianças brincarem próximas da areia sob o olhar atento de suas mães.

Não demorou muito para que Liam fosse jogar bola com uns amigos então eu me deitei de costas deixando minha bunda - pouco coberta pela parte de baixo do biquíni - para cima. Fechei os olhos e apenas relaxei respirando calmamente e ouvindo o barulho do mar e alguns minutos depois eu senti algo tapando da minha cintura para baixo e me virei para ver o que estava acontecendo.

— Que isso, Liam? — o vi ajeitar sua camisa de forma que cobrisse toda a minha bunda e coxas.

— Você não acha que está muito descoberta? Você pode pegar um resfriado. — eu olhei-o incrédula.

— Você está zoando comigo, não é?!  

— Claro que não, amor, eu só estou apenas sendo cuidadoso. — ele sorriu inocente.

— Se tivesse algum risco de ficar resfriada não teríamos vindo a praia. — falei como se não fosse óbvio e tirei sua camisa de cima de mim para que ele a colocasse em seguida novamente.

— Eu sou apenas prevenido.  

— Para de graça, Liam. Agora é sério! — me livrei de sua camisa me sentando para poder mostrá-lo que já estou ficando irritada.

— Você está quase pelada, todo mundo fica olhando para você, o que quer que eu faça? —  ele se confessou falando de uma vez.

— Estamos em uma praia, Liam, você queria que eu viesse vestida com uma burca? — cruzei os braços o encarando séria.

— Não seria má ideia, poderíamos nos converter a essa religião.

— Vai se foder! — falei irritada.

— (Seu nome) tenta entender… Esses marmanjos ficam te olhando quase babando e eu não gosto. — ele colocou sua mão sobre minha coxa.

— A ideia de vir a praia foi sua, agora aguenta.

— Eu não sabia que você tinha um biquíni tão provocante, se soubesse teria sugerido um cineminha.  

— Já estamos na praia e é aqui que vamos ficar. — falei firme o mostrando que eu estava decidida a isso.

— Tudo bem, mas coloca esse lenço sobre você? — ele tirou uma segunda canga da minha bolsa e estendeu em minha direção.

— Saiba que você é muito chato. — pego a canga de sua mão ainda emburrada.

— Saiba que eu te amo. — ele sela meus lábios e corre em direção a seus amigos onde ele estava antes de vir encher o meu saco.

— Idiota!  

Resmungo enquanto volto a me deitar, mas agora para o bem da minha sanidade com a canga me cobrindo.




Hey!

Nem preciso falar que esse foi o mais difícil de fazer, né?! 😂 

Espero que tenham gostado e deixem seu favorito 💚

- Tay

Joana, com 17
namorando a mais de um mês
já pagou até boquete
mas sexo ela não fez
"não quero putaria”
falava o papai
mas o namoradinho ria
haha
“não quero nem saber
você vai fazer, se me ama
só quero saber de papai
com mamãe
na minha cama”
no outro dia
o pai tava por baixo
a Joana também! por baixo do namorado!
ela sendo despida
ele pelado
e apesar de tudo que diziam
ela sabia que não era um pecado
"coloca a camisinha”
“sem é mais gostoso,
é só reza pra deus:
ele benze o meu gozo”
Joana não queria, mas acabaram fazendo
fizeram na fé
"Deus, eu fico te devendo”
mas Deus não perdoou…
a pílula falhou!
chazinho não funcionou!
Joana enjoou!
será que engravidou???
(será, amor? amor?)
namorado fugiu
puta que me pariu!
“o que eu vou fazer?
pra quem eu vou contar?
não quero esse filho, eu vou é me matar!
não… vou falar pra Maria, do salão
ela vai entender a minha situação”
Joana contou todos os lances
"não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém”
“não conta pra ninguém!”
Joana…
todo mundo já sabe do teu neném!
“vagabunda, engravidou na adolescência!
na hora tava bom?
vadia sem consciência!
olha lá? ela falou em abortar!
abortar?
será que ela pensou em se matar?
assume (assume!)
assume (assume!)
assume (assume!)
assume (assume!)
e lava esse teu perfume de vagabunda
esconde essa buceta
cobre a essa tua bunda!
cala essa boca e ANDA DE BURCA!”
Joana chorava,
não tem mais ninguém
tá pior que prostituta
sem família, e com neném
e agora? e agora?
papai vai me espancar
mas ah, tem jeito

mamãe me ensinou a tricotar.
sangue e choro… no chão do banheiro
morreu mais uma vagabunda
aos olhos do Brasil inteiro
aborto sem sucesso
país sem progresso

me trás mais um chá de canela
que a próxima vai ser a Gabriela.
—  Por: Vini Giordani. 

•Pedido

•Eu queria um 1s cm o Zayn q eles estão viajando e brigam pq o Zayn so fica de mal humor o tempo todo.


Finalmente consegui convencer meu marido a viajarmos para o Brasil, fazia uns cinco anos que eu não vinha pra cá, estava realmente morrendo de saudades.

Nossa lua de mel teria sido aqui se ele não tivesse batido o pé para irmos para a Grécia, não tenho do que reclamar, foi ótima nossa viagem.

-Olha que lugar lindo Zayn!- me encostei na janela da sacada para admirar a vista.

-É até legal.- vi meu marido se jogar na cama.

-Estava louca pra vir pra cá, estava morrendo de saudades do meu país!- falei animada. -Hum…

-Zayn está tudo bem com você amor?- me sentei ao seu lado.

-Está… vamos jantar que eu estou com fome.- concordei e fomos para o restaurante do hotel.

No restaurante Zayn também estava estranho, não comeu quase nada e olha que ele disse que estava com fome.

-Não sei como vocês conseguem comer esse tipo de comida.- Zayn disse assim que chegamos ao quarto.

-Cada país tem suas culturas Zayn, assim como eu também não gosto de comida árabe.- tentei explicar sem me exaltar.

-Eu vou dormir.- ele se deitou e nem se quer me deu um beijo.

-Vamos dar uma volta na praia Zayn?- perguntei a ele que estava deitado no sofá.

-Não estou afim não (S/N).- sua cara de tédio era nítida.

-Então eu vou sozinha.- dei os ombros e sai do hotel para dar uma volta.

Andei um pouco pela areia geladinha da praia que me causavam tantas lembranças de quando eu vivia aqui, aproveitei também pra dar um mergulho.

Depois de mais ou menos uma hora resolvi voltar para o hotel, assim que cheguei Zayn estava com uma cara nada boa.

-Como você tem coragem de sair com esse biquíni?- sua voz estava mais grave que o normal.

-Você queria que eu saísse como? De burca?- perguntei cruzando os braços.

-Seria uma ótima ideia, não quero nenhum marmanjo olhando para o corpo da MINHA mulher quando eu não estou perto.

- VOCÊ NÃO ESTAVA PERTO PORQUE NÃO QUIS! VÁRIAS VEZES EU TE CHAMEI PRA SAIR COMIGO MAS VOCÊ SÓ FICA DE MAL HUMOR O TEMPO TODO, PÉSSIMA IDEIA MINHA QUERER VIAJAR COM VOCÊ!- corri para o banheiro sem esperar alguma resposta dele.

Tomei um banho quente para tentar relaxar o que deu certo, mas eu ainda estava muito chateada com meu marido, se ele não quisesse vir comigo para o Brasil era só ter dito que eu viria sozinha. -Amor, abre a porta.- Zayn me chamou com a voz baixa.

Abri a porta e comecei a vestir minhas roupas sem olhar para ele.

-Amor me desculpa, eu não queria falar daquele jeito com você.- suas mãos acariciavam minha bochecha.

-Se você não queria vir comigo era só ter falado eu viria sozinha, e seria melhor do que ficar vendo você com a cara amarrada o tempo todo.

-Desculpa se eu te magoei princesa, estou meio estressado esse dias, não quis para ver chato ou descontar minha raiva em você.- ele me deu um selinho.

-Tudo bem Zayn, eu te perdoo.- sorri e lhe beijei.

-Prometo que agora iremos aproveitar muito bem essa viagem.- sorriu malicioso.- Começando de agora!


Yasmim:)