bsmalls

I will stand by you (Maren e Blaise)

Blaise encostou-se na mesma árvore do dia que convidara maren e levou o pulso as narinas, uma vez mais aspirando co Clive Christian. Esperava estar com tudo no perfeito lugar, e fitando o relógio de pulso notou que já dava a hora que veria sua acompanhante. Não olhou em volta para que não parecesse que estava ansioso demais, e sua postura demonstrava imponência e confiança, como se fosse o cavalheiro perfeito para guia-la. Escutou passos se aproximando e num tom baixo sussurrou. - Zabini. - disse baixo, uma vez que não havia dito o nome da última vez. Desencostou-se da árvore e com um giro nos calcanhares dirigiu-se a moça, sem fita-la no rosto no entanto. Sua mão foi de contato a dela, em seguida levando aos lábios e erguendo aos poucos o olhar. - Blaise Zabini, encantado!

2

{ Blaise Zabini clothes in winter ball }

O terno de lapela grossa poderia dar a impressão rústica, ou ainda, informal ao look de Zabini, mas a gravata borboleta somada ao sapato social encarregava-se de resgatar a pretensão para a noite: um casual chique. Ele pretendia impressionar, oh sim! Não era como se pudesse esperar outro comportamento se vindo do Sonserino — tanto que a tonalidade da vestimenta fora propositalmente escolhida para contrastar com o pele negra e os olhos esmeraldas — mas Blaise acreditava que para aqueles que mereciam deter o olhar em si a combinação do terno Brook’s Brothers, do sapato confeccionado pela Gucci e por Stefano Bemer — o renomado sapateiro especializado em calçados feito a mão —, e do perfume Clive Christian — cujo somente o frasco era feito com cristal, e sua tampa era um diamante — iria emplacar mostrando suas fortes influências no mundo dos elitistas. 

Como de praxe, tudo fora arquitetado minuciosamente e pontualmente Blaise estava trajando o traje a rigor, a espera de sua bela companhia no mesmo local que a convidou: o jardim. Especificamente, encontrava-se próximo ao lago e no ângulo em que assumira poderia ver a entrada do complexo de Mahoutokoro, onde o Baile ocorria e provavelmente o lugar que Maren sairia, e se girasse nos calcanhares também conseguiria ver os montes de Chubu que pouco eram iluminados pela presença de uma relé lua minguante. A noite era agradável e amena, e ele tinha boas expectativas para aquela festividade, só esperava estar obtendo êxito em todas suas programações, e ainda, que a garota usasse a joia que lhe fora presenteada dias atrás, um colar de pequenas pedras de grandas vermelhas.