brunok

Parece que a gente se conhece a tanto tempo, você foi assim, chegou e conquistou seu lugar sabe? Um lugar especial, que vai ficando cada vez mais especial a cada dia que se passa. E é difícil quando alguem me pergunta, o que você é pra mim, a importância que você tem pra mim, sei lá, as palavras fogem. Eu não sei mais viver sem você, tipo, eu não sei como seria minha vida sem você. Eu aprendi a conviver contigo e com suas taradices, com seu jeitinho fofo, meigo que dá vontade de abraçar, morder, apertar […].
Eu te amo tanto que eu perderia noites de sono, só pra poder te fazer sorrir, pra poder tirar todas as dores de seu coração. Mato todo mundo que te deixar triste, e ainda faço comida com o resto dos corpos. Eu sinto que preciso te proteger, e eu preciso da sua proteção, é uma troca perfeita. E mesmo depois de tantas tentarem chegar onde você chegou, você conseguiu fazer eu sentir sua falta quando não falar com você, conseguiu fazer eu ir atras de você.
Eu não faço isso com todo mundo, sabe.. eu tambem não sou igual os outros, eu sou mais fraco, e mais forte ao mesmo tempo, eu sou mais carinhoso e mais filho da puta, mais ciumento, entre outras coisas, mas eu acho que voce me aguenta assim mesmo. Eu só quero poder te abraçar todos os dias, ouvir sua voz todos os dias, sentir seu cheiro. Sei lá, essas coisas aí.
—  Bruno Krueger
Estão todos certos, eu quero você. Quero sua pele na minha, e seu cheiro em meu casaco preferido. Necessito de seus carinhos e agrados, seus beijos intensos e safadezas aprazíveis. Quero sentir sua respiração e seu coração ofegar em meu peito. Almejo escutar sussurros seus a toda hora com declarações gentis, ou um simples eu te odeio. Quero brigar com você, bater em você, gritar em seu ouvido, e depois ser beijado inesperadamente como vingança. Ter seus braços ao redor do meu corpo, e ser desejado por você. Levar-te para o meu quarto bagunçado, onde seremos só nós dois, em meio á quatro paredes que nunca poderão contar o que transcorreu enquanto estávamos ali. Então improvisaremos o que nos der vontade… Amor, amor suave e amor selvagem. Agrados, brincadeiras, juramentos, e qualquer coisa que os dois ansiarem! Permaneceremos lá até o outro dia, ou a outra semana se você preferir. Quero-te, desejo-lhe, preciso-te, ne-ces-si-to-te. Porém, quero sobretudo seu amor, e que dure uma chama ai dentro que pede por mim todos os dias.
—  Bruno Krueger.

Eu tenho vontade é de te levar pro McDonalds, sentar no teu lado, roubar suas batatinhas e, quando você virar o rosto pra olhar uma família passando no estacionamento, eu vou trocar de coca, porque a sua tá mais cheia. Aí eu vou virar pra você, te dar um beijo com gosto de cheddar e vou passar o meu dedo cheio de sal das batatinhas no seu rosto. Você vai ficar brava comigo e vai me dar um soquinho no ombro, eu vou te abraçar e te beijar, de novo. Rindo, sabe? E você vai ficar emburrada, mas emburrada com um sorriso, meio que tentando manter o orgulho. Aí eu vou te chamar pra ir dar um rolê no shopping. Vamos ir de mãos dadas, comentando sobre a vida das pessoas que passa na nossa frente, rindo da cara de alguns. Por serem feios de mais ou coisa assim. Vamos passar pelo estacionamento, e no primeiro carro foda que passarmos, eu vou dizer que é meu, ou do meu pai. E aí vamos entrar no shopping, vamos andar por todo ele de mãos dadas, rindo. Você vai parar naquela loja de roupas e vai ficar na vitrine, olhando. E eu ali, impaciente. Depois de umas 18 horas te esperando, você vai dar a mão de novo pra mim e vamos andar por aí de novo. Vamos parar no Pet Shop e eu vou começar o meu papo nerd falando do quanto aquela tartaruga vive, que o lagarto cabeça de dragão pode co… Você vai me mandar calar a boca e vai me beijar. Beijar como nunca me beijou. Eu vou fazer você arrepiar todinha e você arranhar as minhas costas. Sairíamos de lá com um sorriso bobo no rosto, eu andando todo desleixado e você todacertinha. Eu vou te levar pra casa. Andando, mesmo, só pra passar mais tempo juntos. Vamos andar metade da cidade conversando, vamos começar falando de músicas e vamos acabar falando no nosso casamento, nos nossos futuros filhos.. E quando eu ver, já vamos estar na esquina da sua casa. E eu vou dizer que é melhor eu ir só até aqui, dizer que tenho medo do seu pai me ver e dele querer me matar. Vou sorrir ao ouvir sua risada gostosa, vou te abraçar, te dar vários selinhos. Vou te beijar. Vou sorrir com mais gosto. Dizer tchau, ver você virar as costas e ir saltitando pra casa. Eu vou gritar um “se cuida” e você vai responder um “vem cuidar”. Eu vou sorrir pela décima vez aquele meu sorriso idiota e vou voltar pra casa me sentindo muito bem. Porque.. Vamos ser sempre assim, sabe? Nós dois, rindo, conversando, trocando carícias, sempre.. juntos. Seríamos assim. Bem assim. [m-arlboro dizendo um eu te amo nos créditos]

Ultimamente eu tenho ficado em silêncio quando tudo o que eu queria era gritar. As coisas tem passado mais lentamente, coisas difíceis de suportar. A carência, a vontade de você, o medo.. Tudo isso com mais a solidão e tristeza.. não são uma boa combinação. Só quero que isso passe, esses meus momentos quase que depressivos. Eu cansei de ficar trancado no quarto, olhando para o ventilador e conversando com as paredes. Cansei disso, sabe? Mas o que eu faço pra acabar com esse desânimo? Nada. Parece que eu gosto de sofrer aqui, parado, olhando para os lados e esperando algo de bom acontecer na minha vida. É, vou esperar mais um pouco.Bruno Krueger, O♜SONHADOR. 

Quantas vezes eu já não sonhei com isso? Sabe.. Você aparecer aqui na frente de casa e reclamar do tédio. Bater as idéias loucas em mim e.. Sair por aí, sabe? Roubar o carro do meu pai só pra te levar na sorveteria e tomar uma coca, ou.. te dar carona no patinete, ir na casa do meu primo e roubar o Xbox dele. Voltar pra casa rindo da cara de espanto dele, segurando a barriga de tanto rir. No meio da rua, mesmo. Nem ligo para o que os outros vão pensar de nós. Quero coisas assim, sabe? Pegar na sua mão, entrelaçar nossos dedos e.. Curtir. Curtir nós dois. Ficar no meu quarto, deitados na cama, um olhando pro outro, cobertos pelo edredon, mesmo com o ventilador ligado no máximo. Quero seus beijos, quero suas carícias.. Quero seus gritos vindo do meu quarto, quero você me batendo por tanto implicar com você. Mas me bater com um sorriso bobo no rosto, sabe? Me bater no ombro, mas tomando todo o cuidado pra não me machucar. Quero sentar no sofá da sala e jogar videogame com você. Quero ganhar. Quero rir da sua cara desapontada, quero dizer que você não é tão ruim assim e quero te deixar ganhar. Pra ouvir você jogar na minha cara o dia inteiro que você é melhor do que eu até nos jogos. Isso “porque passa o dia inteiro grudado nisso”. Ou que eu vá pro canto da cidade, ou sei lá onde.. e ficar olhando o por do sol. E ir pra lá a pé, mesmo, nem ligo quanto seja longe.. Talvez ir pra rua com meus amigos, te fazer passar vergonha na frente deles. Pegar na sua mão e dizer que você é linda, em voz alta mesmo, só pra eles ficarem olhando você ficar toda vermelha. Tímida. Já disse que adoro isso em você? Ou então.. Não sei. Só queria fazer essas coisas com você, sabe? Curtir o momento, a vida. Sei lá. Eu te amoBruno Krueger, O♜SONHADOR. 

Só queria uma noite dessas assim com você, aquelas de filme de romance. Pode ser ficar em casa de noite, assistir filmes, sabe aquele nosso filme favorito? Então, bem ele. E então eu iria te fazer cosquinhas bem na sua cena favorita, só pra te irritar. Você iria se soltar e procurar pelo controle remoto pra voltar as partes que você perdeu do filme. Mas eu teria o escondido. Você ficaria mais brava ainda, e eu só iria rir de você, porque.. você fica linda assim, sabia? Eu te daria o controle depois de você ficar toda estressada comigo. E eu iria te abraçar por trás e fazer carinho em você. Iria beijar a sua testa e você ficaria.. olhando pra baixo, sabe? Não sei explicar, mas é que você também fica linda assim. Eu iria te chamar de minha pequena, eu acho fofo.. Eu iria nos cobrir com edredon e voltar a assistir o filme.. Mas no meio dele iria jogar a almofada em você, só pra te irritar novamente. E assim, começaríamos a brigar, mas não de verdade, sabe? Você me chamaria de idiota, eu te chamaria de linda.. E assim iria.. Mas tudo ficaria bem, quando eu fizesse uma “cabaninha” e te dissesse que era pra te proteger dos monstros da madrugada.. E.. Depois você iria virar o olhar e fitar bem nos meus olhos, e então começaríamos a rir.. Sem motivo, mesmo, não importa.. Só por estar ali, só por estarmos nós dois juntos, juntinhos, abraçados, como sempre sonhamos, minha princesa, meu amor, minha pequena. Bruno Krueger, O♜SONHADOR.

Nós não vamos ser aquele casal que a unica coisa que se faz parecer é que só ficam juntos por.. diversão. Entende? Nós seremos aquelas duas pessoas que se amam de verdade, que ao invés de se beijar toda hora e se apalpar por todo o corpo, vamos ser o que vai trocar beijos no queijo, no rosto, testa, pontinha da orelha.. Vamos ser aquele casal que ao invés de sair pra balada, fica em casa, sozinhos, assistindo um filme meloso ou jogando vídeo-game por toda madrugada. Ou não. Talvez eu pause o jogo e diga que há coisas mais importantes do que passar de fase. E então eu iria te beijar, ia te abraçar, ia olhar nos seus olhos e dizer que você é minha. Muito minha, aliás. Eu ia dizer que eu te amo, beijar sua testa e te abraçar de novo. Depois de ficar ali, sentadinhos de perna cruzada no sofá, um virado para o outro, jogando papo fora, rindo, trocando carícias e falando coisas carinhosas.. Iríamos dormir, ali mesmo, no sofá. Tanto faz. Abraçadinhos mesmo. Cobertos no edredom e com o filme ainda pausado naquela cena que nós mais gostamos. E.. Eu ficaria a madrugada inteira acordado, olhando o meu anjinho dormir, acariciar seu rosto sem nem que você perceba. Eu seria tipo o seu protetor. Porque eu te amo. E amo mesmo.Bruno Krueger, O♜SONHADOR.